Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Valéria Carpentieri-Pípolo

Ciências Agrárias

Agronomia
  • fenotipagem de alto desempenho de genótipos para a tolerância à ambientes com restrição hídrica visando a utilização no programa de melhoramento de trigo tropical para o cerrado
  • As mudanças climáticas deverão alterar o quadro agrícola brasileiro, onde a maioria das áreas é cultivada em condições de sequeiro. O Brasil produziu na útima safra, 5,4 milhões de toneladas de trigo, 40% do consumo interno, a demanda de trigo importado, para abastecimento interno é cerca de 7 milhões de toneladas. A redução da dependência por trigo importado é razão de segurança alimentar. O cerrado brasileiro apresenta cerca de 2,7 milhões de ha apropriados para o cultivo trigo de sequeiro. Dentre os fatores abióticos que restringem a produção de trigo nessa região está a distribuição irregular de chuvas com período de seca após o estádio de florescimento. Neste cenário, torna-se imperativo nos programas melhoramento a introdução de características de adaptação à limitação hídrica. O objetivo deste trabalho é identificar genótipos de trigo tolerantes à ambientes com restrição hídrica, visando a incorporação dessa característica no programa de melhoramento genético de trigo para o sistema agrícola do Cerrado. Na última década, embora a genômica tenha avançado, à falta de plataformas de fenotipagem confiáveis, automáticas, multifuncionais e de alto rendimento tem impedido que a informação genética disponível seja explorada adequadamente. Dentre deste contexto, as metodologias de seleção para arquitetura de raiz (AR) (sistema radicular compacto e profundo) e menor temperatura do dossel (TD) medida á campo, tem alta herdabilidade, alta correlação genética com rendimento de grãos. Nesta proposta, genótipos de trigo serão avaliados para AR, em casa de vegetação. A confirmação dos genótipos selecionados será feita através da TD medida a campo, em condições de estresse hídrico em Uberaba (MG). Os produtos desta proposta serão 1)genótipos trigo com adaptação e tolerância à restrição hídrica para incorporação como parentais no programa de melhoramento e 2) implementação de metodologia de fenotipagem, com baixo custo e de fácil implementação para uso direto no programa.
  • Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - DF - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valeria Cavalcanti Rolla

Ciências da Saúde

Medicina
  • impacto da covid-19 nas manifestações clínicas, diagnóstico, desfechos do tratamento e resposta imune para tuberculose pulmonar
  • O controle da tuberculose (TB) continua sendo um desafio nos países de alta carga, especialmente nas pessoas vivendo com HIV (PLHIV). Embora novas ferramentas como o Xpert-MTB-RIF tenham sido introduzidas, o baixo número de bactérias em PLHIV, ainda cria desafios significativos na obtenção de um diagnóstico definitivo. Quando combinadas com a incapacidade de produzir escarro em um número significativo de casos, essas limitações resultam em um diagnóstico tardio com um consequente aumento da morbidade e mortalidade desses pacientes. Recentemente, a pandemia COVID-19 destacou desafios de longa data e novos desafios para o controle da TB. Em primeiro lugar, a maioria dos casos suspeitos de TB com COVID-19 grave é incapaz de produzir escarro devido à dispneia e ressecamento respiratório. Além disso, não há dados consistentes sobre o impacto de condições graves de COVID-19 (imunossupressão periférica transitória e hiperinflamação pulmonar) em pacientes com TB. Nossa equipe de pesquisa clínica observou manifestações clínicas de TB/COVID-19 graves, sem informações consistentes sobre o impacto destes na resposta ao tratamento da TB e nos desfechos do tratamento. Além disso, não há descrição da resposta imune específica para Mycobacterium tuberculosis (Mtb) e COVID-19 em condições clínicas que poderiam estar associadas à imunopatogênese de casos graves de TB. Assim, este estudo tem como objetivo coletar e armazenar amostras biológicas de pacientes com TB pulmonar e ou TB/COVID-19 em um biorrepositório localizado nos países de cada parceiro (Brasil, Índia e África do Sul) para serem utilizados para entender o impacto do COVID-19 na resposta imune do hospedeiro associada ao controle da infecção por Mtb, e também no futuro, para estudos de biomarcadores de TB ativa e/ou confirmação de cura após o tratamento. Para isso, iremos recrutar aproximadamente 450 pacientes (150 no Laboratório de Pesquisa Clínica em Micobactéria e Centro Hospitalar COVID-19, INI-FIOCRUZ, Brasil; 150 pacientes atendidos nos ambulatórios do ICMR-NIRT, Chennai, Índia, e 150 pacientes que frequentam unidades básicas e secundárias de saúde na África do Sul) com diagnóstico suspeito ou confirmado de TB pulmonar, com e sem co-infecção com COVID-19, durante um período de 15 meses. Amostras biológicas juntamente com dados clínicos, epidemiológicos e laboratoriais serão bem documentados, coletados sequencialmente (antes do tratamento, dois meses e fim do tratamento de TB) de forma padronizada e seguindo as Boas Práticas Clínicas e Laboratoriais. Amostras clínicas como células mononucleares de sangue periféricos (PBMC), plasma, tubos Tempus/Paxgene para preservar RNA, e urina serão preparados, identificados e armazenados adequadamente para uso futuro. Em paralelo, linfócitos específicos de Mtb e resposta imune humoral inata serão investigados com a perspectiva de determinar: a) O impacto da linfopenia ou da hiperinflamação da COVID-19 nas respostas imunes específicas ao Mtb; b) O impacto do COVID-19 na ativação do sistema complemento e consequente hiperinflamação; e c) A correlação dessas mudanças de resposta imune com os desfechos da TB. O desfecho dos casos de TB e TB/COVID-19 será analisado comparando desfechos favoráveis (cura e conclusão do tratamento da TB) ou desfechos desfavoráveis (falha, perda de seguimento e morte). Os dados da resposta imune estarão correlacionados com informações clínicas e laboratoriais. Além disso, espécimes da África do Sul serão usados para sequenciar os genótipos COVID-19 predominantes para descrever retrospectivamente a epidemiologia da doença de forma que melhor informe futuras práticas de saúde pública. Finalmente, será realizada a validação de amostras alternativas (swabs da bochecha interna e língua, e aspiração oral) para o diagnóstico Xpert-MTB-RIF ULTRA de pacientes do Brasil e da África do Sul, cuja utilidade será importante para aqueles pacientes dispnéicos incapazes de obter amostras respiratórias. Coletivamente, este estudo representará o primeiro do gênero nas nações do BRICS e produzirá uma coleta de alto valor de espécimes e dados que serão utilizados para aumentar o conhecimento que permitirá um melhor controle do COVID-19 e da TB.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/04/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Valéria Cristina da Costa

Outra

Divulgação Científica
  • arte e ciência: o teatro científico como mediação para a divulgação científica e a popularização da ciência
  • São ações desta proposta:realização de 15 apresentações teatrais do espetáculo a ser produzido, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2022 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Produção de 01 livro contendo o texto dramatúrgico escrito neste projeto e relatos sobre as apresentações realizadas; Produção de 06 livros já escritos pelo coletivo deste projeto, com vistas à divulgação cientifica; Distribuição de livros produzidos para escolas da rede básica de ensino; 25 Realização de 15 sessões de contação de histórias ou leituras dramatizadas, a partir dos demais livros produzidos, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2022 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Realização de 03 oficinas sobre os 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil e sobre a ciência nas universidades, utilizando o teatro como ferramenta; Realização de 01 oficina com estudantes dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e/ou Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM, sobre o uso da arte na divulgação científica e popularização da ciência e a construção de textos dramatúrgicos para o teatro científico; Produção de 01 resumo ou artigo contendo os resultados da realização da proposta para divulgação em evento científico; Produção de 01 vídeo curto contendo informações sobre o desenvolvimento do projeto; Realização de 02 oficinas em eventos científicos: Sintegra 2022 (Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFVJM) e Cobeai 2023 (Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Interdisciplinar) e/ou outro, referentes ao tema da SNCT 2022, ao uso do teatro como ferramenta de divulgação científica e popularização da ciência e aos resultados do desenvolvimento desta proposta – (ação de médio prazo).
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 12/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Valéria Cristina da Costa

Outra

Divulgação Científica
  • arte e ciência: o teatro científico como mediação para a divulgação científica e a popularização da ciência
  • A divulgação científica pode ser realizada de diversas maneiras e tem uma importância fundamental para o progresso da ciência e para que a sociedade possa usufruir dos avanços possíveis em função do desenvolvimento científico. O teatro tem se mostrado ferramenta muito importante para promover reflexões sobre diversos assuntos, inclusive na divulgação científica e popularização da ciência. Sendo assim, o objetivo geral desta proposta é promover a divulgação de conhecimentos científicos sobre o tema da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2021, por meio do teatro científico, com foco no subtema “A transversalidade da CT&I na concretização do Segundo Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030: a agroecologia como possibilidade de produção sustentável de alimentos”. São ações desta proposta: realização de 15 apresentações teatrais do espetáculo teatral a ser produzido, seguidas de debates sobre o tema e subtema da SNCT 2021 e discussões sobre as formas de acesso aos cursos disponíveis na UFVJM e no IFNMG; Produção de 01 livro (físico e digital) contendo o texto dramatúrgico escrito e relatos sobre as apresentações realizadas; Distribuição do livro físico em escolas e divulgação do livro digital em escolas e nas redes sociais; Realização de 03 oficinas sobre transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta e agroecologia, utilizando o teatro como ferramenta; Realização de 01 oficina com estudantes dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e/ou Licenciatura em Educação do Campo da UFVJM, sobre o uso da arte na divulgação científica e popularização da ciência e a construção de textos dramatúrgicos para o teatro científico; Produção de 01 resumo ou artigo contendo os resultados da realização da proposta para divulgação em evento científico; Produção de 01 vídeo curto contendo informações sobre o desenvolvimento do projeto; Realização de 02 oficinas em eventos científicos: Sintegra 2022 (Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão da UFVJM) e Cobeai 2022 (Congresso Brasileiro de Educação Ambiental Interdisciplinar) e/ou outro, referentes ao tema da SNCT 2021, ao uso do teatro como ferramenta de divulgação científica e popularização da ciência e aos resultados do desenvolvimento desta proposta. Essa proposta tem, como público alvo majoritário, alunos da educação básica (Ensinos Fundamental, Médio e Técnico Profissionalizante). As ações serão realizadas em 12 municípios mineiros, a saber: Bertópolis, Crisólita, Itaipé, Ladainha, Malacacheta, Monte Formoso, Novo Oriente de Minas, Ouro Verde de Minas, Poté, Serra dos Aimorés, Setubinha e Teófilo Otoni. As ações dos projetos ocorrerão em pátios, auditórios ou ginásios de escolas das redes públicas municipal ou estadual e, também, em espaços públicos como ginásios ou praças. Esses espaços normalmente são espaços acessíveis. De toda forma, espaços que não garantam a acessibilidade serão descartados no ato de planejamento das ações da SNCT 2021 nos municípios. Para a divulgação das ações a serem realizadas e publicação de relatos sobre atividades já ocorridas, além de difusão de conhecimentos referentes à temática, serão utilizados os perfis do Grupo de Extensão e Pesquisa em Agricultura Familiar (GEPAF) no Instagram e FaceBook, o canal YouTube vinculado a este grupo, bem como o perfil Arte e Ciência no Facebook e o perfil arteeciencia1 no Instagram. Tais perfis serão amplamente difundidos, principalmente nos municípios em que as ações ocorrerão. Em todos os municípios em que existirem emissoras de rádio, serão buscados espaços na programação para a divulgação das ações referentes à SNCT 2021 e para o aprofundamento da temática abordada nesta edição da semana.
  • Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK - MG - Brasil
  • 05/11/2021-30/11/2023