Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vera Lucia Amaral Ferlini

Ciências Humanas

História
  • base digital de história do açúcar: do mediterrâneo ao tlântico ( séculos vi a xxi)
  • O açúcar constitui um dos marcos da formação da sociedade ocidental, desde a introdução pelos árabes no Mediterrâneo, sua expansão pelas ilhas do Atlântico e sua expansão nas Américas. Nesse processo, a ocupação e da colonização européia foram fundados na produção açucareira, responsável pelo desenvolvimento do escravismo, pela concentração de riqueza e poder nas Américas. O Prjeto apresentado insere-se nas atividades do Grupo de Pesquisa CNPq, Civilizações do Açúcar, que congrega pesquisadores do Brasil e do exterior, articulados na Rede Internacional de História do Açúcar. Dentro da perspectiva da História Global e das Humanidades Digitaia, objetiva oferecer à comunidade científica e ao público em geral elementos de pesquisa e reflexão sobre a História do Açúcar. Trata-se de Plataforma Digital, com dados das áreas de produção acúcareira, desde o século VI, no Mediterrâneo até a atualidade Atlântica. Baseada em pesquisa documental, bibliográfica, iconográfica e cartográfica, permite obter, nas áreas georreferenciadas, dados históricos, econômicos e técnicos, bem como bibliografia e fontes disponíveis. Acompanha essas áreas, através do tempo, apontando sua situação atual, atividades econômicas e IDH, permitindo questionar esse percurso e lançar novas questões.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vera Lúcia Lopes Cristovão

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • laboratório integrado de letramentos acadêmico-científicos (lila): compreensão e produção textual na educação superior
  • A compreensão e produção de textos de estudantes universitários e as especificidades dessas práticas nas várias culturas disciplinares (HYLAND, 2004) vêm se estabelecendo como objeto de estudo de pesquisadores da Linguística Aplicada (LA) há anos. Nesse contexto, o Laboratório Integrado de Letramentos Acadêmico-científicos (LILA) nasceu de resultados de dois tipos de pesquisa: i) o estado da arte sobre letramentos acadêmicos (LEA;STREET, 1998) e científicos (MAGALHÃES;CRISTOVÃO, 2018) no Brasil; e ii) a análise das ementas de disciplinas dos cursos de graduação de três instituições (UEL, UTFPR e UNESPAR) e das respostas a questionários dirigidos a discentes, docentes e gestores. Essas análises objetivaram levantar ações didáticas em prol de letramentos acadêmicos-científicos existentes e as possibilidades de atuação do LILA nas necessidades evidenciadas no conjunto de resultados. Tendo sido criada a rede LILA, que atualmente conta com pesquisadores de dez IES paranaenses, faz-se premente a pesquisa das ações implementadas no laboratório para avaliar seus impactos nos letramentos acadêmico-científicos nas instituições envolvidas. Logo, a proposta consiste no estudo de dados gerados em ações de ensino e extensão a serem realizadas pelo LILA, evidenciando o movimento cíclico – planejamento, implementação, avaliação – inerente ao projeto. A hipótese é que tais ações, coletivas, colaborativas e interinstitucionais podem gerar inovação na busca por superar dificuldades postas nas universidades quanto a letramentos acadêmico-científicos. Em especial, destacamos os percursos formativos e dispositivos didáticos propostos em colaboração interinstitucional entre laboratórios e projetos voltados aos letramentos acadêmico-científicos em âmbito estadual, para a formação de docentes e discentes de culturas disciplinares selecionadas, conforme a necessidade das IES integrantes.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 13/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Vera Lucia Pontes dos Santos

Ciências Humanas

Educação
  • simpósio intermunicipal de pesquisa e tecnologia na educação básica: a função social da universidade em debate – sinpete
  • O SINPETE tem como tema: “Ciência e Universidade: pesquisa e extensão na produção do conhecimento e do desenvolvimento sustentável para as atuais e futuras gerações”. O tema remete ao debate sobre o papel da universidade enquanto instituição promotora do conhecimento científico e tem como escopo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Dentre outras questões, os ODS tratam de erradicação da pobreza, trabalho decente, saúde e bem-estar, educação de qualidade, igualdade de gênero e redução de desigualdades. O Simpósio propõe-se a um ciclo de debates intermunicipal que fomente a reflexão, a troca de experiências, a socialização e a popularização da ciência, tecnologia e inovação, numa interface Universidade-Escola, em torno da seguinte questão-problema: qual o papel social da universidade na produção e disseminação do conhecimento científico para o desenvolvimento sustentável? A realização e o estímulo de ações que fomentem o necessário desenvolvimento de práticas sustentáveis na escola, incentivando a integração entre ciência, tecnologia e inovação no ambiente escolar e para além dele, contribui para fortalecer a popularização e a divulgação científica dos ODS, inspirando e engajando jovens em ações e políticas de desenvolvimento sustentável. O fomento de práticas de desenvolvimento sustentável na escola, orientadas pelo tripé ciência-tecnologia-inovação, possibilita que “os cidadãos estejam preparados para atuar em decisões importantes e participar mais de perto dos avanços tecnológicos e científicos para a sociedade. Para isso, uma formação científica básica, desde o início do processo escolar, é fundamental” (UNESCO, 2022, p. 1), o que pode ser viabilizado através da atuação conjunta das municipalidades e da universidade, ao implementar ações de pesquisa e extensão.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 18/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Vera Lucia Tieko Suguihiro

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • aplicação de recursos públicos em políticas sociais: uma análise dos custos em municípios paranaenses
  • Em 2009, o Decreto Presidencial 7.053/09, instituiu a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Inter setorial de Acompanhamento e Monitoramento. O Estado assume a responsabilidade de dar atendimento à esta população de rua, desempenhando com eficiência o seu papel de articulador entre as diferentes áreas das políticas públicas, como medida de proteção social. Os problemas envolvendo esse público é tratado no âmbito da assistencial social de caráter pontual, o que não tem mitigado as condições de vulnerabilidade desta população que vive o cotidiano de sem emprego, sem teto, sem saúde, sem alimento, mantendo-os sob o manto da invisibilidade. O estudo parte do pressuposto de que o problema deve ganhar relevância no âmbito das políticas públicas, tendo por base a confluência de ações, em uma perspectiva intersetorial. A pesquisa tem por objetivo compreender a aplicação dos recursos das diversas políticas públicas de atendimento à população de rua, de modo a calcular, analisar e avaliar os custos e os gastos incorridos nas políticas públicas nas áreas da saúde, assistência social, habitação, em uma perspectiva intersetorial. A pesquisa terá como campo empírico os municípios de Londrina, Apucarana e Cornélio Procópio, região norte do Paraná, para uma melhor compreensão do fenômeno nos diferentes contextos (porte dos municípios analisados - 2019,2020 e 2021), levando em consideração áreas georreferencidas das Instituições de Ensino Superior/ Paraná, participantes da pesquisa. Optou-se por uma metodologia que permite articular a investigação de base quantitativa e qualitativa, garantindo a integração dos dados. A pesquisa contará com análise documental, estudos bibliográficos, legislações e regulamentos da administração pública. Serão realizadas entrevistas com gestores municipais para coleta de dados referentes aos recursos aplicados nas referidas políticas públicas, tendo os custos das políticas públicas como objeto central de investigação.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vera Maria Ribeiro Nogueira

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • a covid-19 em regiões transfronteiriças: consequências e impactos na institucionalidade dos sistemas locais de saúde e proteção social
  • A pandemia atual revelou dimensões insuspeitáveis de desigualdade e precariedade entre a população residente nas fronteiras entre os países do Mercosul, requerendo a intervenção dos Estados em três âmbitos: na ampliação de recursos financeiros para resguardar a capacidade operacional dos sistemas de saúde; proteção social à população vulnerável, visando garantir a renda familiar devido à retração econômica; as ações protetivas face ao fechamento dos limites internacionais, com graves consequências econômicas, sociais e sanitárias para os transfronteiriços. Neste cenário acentuam-se as preocupações com os impactos atuais e futuros na região transfronteiriça o que sugere, como indagação central: em que medida as alterações nos sistemas de saúde e proteção social contribuíram para reduzir as desigualdades quanto ao acesso aos serviços de saúde e proteção social para a população residente em ambos os lados da fronteira. Assim, indica-se como objetivo geral avaliar o impacto da pandemia pela Covid-19 e as suas consequências na institucionalidade das políticas de saúde e assistência social na região transfronteiriça favorecendo, ou não, a cooperação ou a integração entre os municípios na busca da dimensão social da cidadania regional expressa pelo Instituto Social do Mercosul. A metodologia prevê a identificação do aparato de proteção social dos municípios, as estruturas organizacionais disponíveis e a concretude das propostas de proteção (demandas, serviços, acesso e acessibilidade) aos nacionais e não nacionais. Essas dimensões são viáveis para avaliar o nível de institucionalidade social (CEPAL) nas três temporalidades previstas – antes, durante a pandemia e até 3 anos pós-pandemia. Os dados serão obtidos via pesquisa documental e entrevistas em profundidade com gestores e informantes chave. Esta proposta replica projeto aprovado para Bolsa Produtividade, visando ampliar de 6 para 12 cidades gêmeas situadas ns fronteirs entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.
  • Universidade Católica de Pelotas - RS - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025