Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Anderson Nogueira Mendes

Outra

Divulgação Científica
  • 1ª feira de inovação e popularização de ciências – fipec-pi
  • A presente proposta representa um projeto de difusão de ciência e inovação no Estado do Piauí, ocorrendo especificamente na cidade de Pedro II, considerando a temática da SNCT 2022 “BICENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA: 200 anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil”. O evento ocorrerá em uma praça publica de Pedro II com a proposta de executar uma exposição científico-tecnológica e de alunos de escolas técnicas, ensino fundamental da região de Pedro II, alunos de graduação e pós graduação de Instituições de ensino e pesquisa para alunos e comunidade. A FIPeC-PI surge como uma proposta de Exposição de CT&I com o objetivo de apresentar produtos, processos e/ou serviços inovadores para população no sentido de popularizar para comunidade e ao mesmo tempo incentivar a juventude a participar de ações associadas a ensino, pesquisa, inovação e empreendedorismo. Diante disso, ao longo do período proposto para a atividade serão expostos produtos derivados de temas científicos transversais para públicos gerais ou específicos para cativar o senso critico, conscientização, curiosidade e interesse a ações destinada ao desenvolvimento das diferentes ciências e tecnologias. Nesse sentido o grupo de pesquisa Grupo de Inovação em Ciências e Tecnologia da UFPI (cadastrado no CNPq e pertencente a UFPI) irá coordenar diretamente tal ação utilizando a cidade de Pedro II no intuito de promover intercâmbio, divulgar os resultados de trabalhos científicos, promover discussão e debater sobre ciência tendo como plano central o tema da SNCT 2022. O evento propõe incentivar ações com elementos inventivos e investigativos de jovens pesquisadores, proporcionando troca de conhecimento e experiências “socio-técnico-científicas” que existem em diferentes intuições de ensino e pesquisa do estado do Piauí.
  • Universidade Federal do Piauí - PI - Brasil
  • 13/09/2022-31/03/2023
Foto de perfil

Anderson Rodrigues Lima Caires

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • tecnologias ópticas e fotônicas associadas à inteligência artificial para soluções ambientais, energéticas e ao agronegócio
  • O Laboratório de Óptica e Fotônica (LOFt) da UFMS é um laboratório associado ao “Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) de Óptica Básica e Aplicada às Ciências da Vida” e se consolidou na última década como um laboratório de pesquisa e inovação na Região Centro-Oeste que desenvolve materiais e métodos inovadores para aplicações fotônicas em diferentes áreas de atuações, com parcerias com instituições nacionais e internacionais de pesquisa, bem como com instituições do setor produtivo e governamentais. O LOFt tem desenvolvido diversos estudos abrangendo ciência básica e aplicada, promovendo a formação de recursos humanos qualificados para atender a comunidade acadêmica e o setor produtivo da região. Dentre os estudos desenvolvidos destacam-se os trabalhos envolvendo biofotônica com aplicações em saúde e meio ambiente, óptica analítica e inteligência artificial na área de saúde animal, agricultura e biocombustíveis, e fotônica aplicada a processos de fotoconversão de energia. Nesta proposta, objetiva-se inserir a Região Centro-Oeste no Sistema Nacional de Laboratórios de Fotônica (Sisfóton-MCTI), fundamentada no “know-how” instalado no LOFt e as potenciais demandas regionais em tecnológicas fotônicas, de forma a contribuir para alavancar a industrialização e o desenvolvimento de processos inovadores nas áreas de agricultura e pecuária de precisão por meio do uso das técnicas de biofotônica associada a inteligência artificial. Ademais, associada a esse processo de inovação, objetiva-se desenvolver novas tecnológicas que sejam compatíveis com um desenvolvimento ambientalmente sustentável, pactuando o compromisso do desenvolvimento de novas tecnologias fotônicas que sejam ambientalmente amigáveis.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 16/07/2021-31/07/2024
Foto de perfil

Anderson Roges Teixeira Góes

Ciências Humanas

Educação
  • tecnologias assistivas educacionais na perspectiva do desenho universal e na abordagem do desenho universal para aprendizagem
  • A Educação Inclusiva proporciona desafio, tanto para aquele que ensina, quanto para aquele que aprende, visto que existem barreiras físicas e atitudinais ocasionadas, em sua maioria, pela carência de tecnologias que contemplem a diversidade dos estudantes no ambiente natural da sala de aula. Na tentativa de reverter tal fato, são desenvolvidas Tecnologias Assistivas (TA), também denominada de ajuda técnica na lei 13.146/2015 (Estatuto da Pessoa com Deficiência), que consistem em artefatos, metodologias, serviços, entre outros, promovendo a autonomia, qualidade de vida, independência e inclusão social das pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, permanente ou temporária. Apesar das TA cumprirem seu papel ao serem utilizadas pelo usuário alvo, no ambiente escolar é possível verificar que nem sempre proporcionam a socialização com os demais estudantes ou são desenvolvidas e utilizadas em metodologias que consideram a utopia do “ser humano ideal”. Diante deste contexto, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo analisar o processo que envolve o desenvolvimento, a fabricação e a avaliação do uso de tecnologias assistivas educacionais, sob a perspectiva do Desenho Universal e na abordagem do Desenho Universal para Aprendizagem, no ambiente natural da sala de aula. Na busca por proporcionar a Educação Inclusiva, tais tecnologias serão validadas em metodologias com abordagem do Desenho Universal para Aprendizagem. A pesquisa possui abordagem qualitativa, do tipo estudo de caso, apoiada no conceito de Design Science. As etapas a serem realizadas são: Identificação de demandas de TA; Verificação se já existe TA; Fabricação de TA; Validação das TA; Elaboração de práticas docentes com uso das TA; Aplicação, análise e validação das práticas docentes com uso das TA; e Socialização das TA desenvolvidas. Assim, espera-se proporcionar oportunidades flexíveis de uso e de aprendizagem para todos os estudantes, bem como, de ensino por professores da Educação Básica.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025