Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tatiane Gomes Guedes

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • tecnologia educacional sobre prevenção de infecções sexualmente transmissíveis direcionada a educação de idosos no contexto escolar: estudo quase-experimental
  • O crescimento da população idosa no Brasil e no mundo, bem como o prolongamento da vida sexual, tem refletido no aumento das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) nesse grupo. Para preveni-las, torna-se relevante promover a saúde sexual de idosos na escola, cenário oportuno para aquisição de novos saberes. Acredita-se, nesse sentido, que uma tecnologia educacional poderá melhorar o conhecimento de idosos escolares sobre a prevenção das IST, de forma inovadora e atrativa, instigando práticas sexuais seguras. Trata-se de um estudo quase-experimental, realizado com idosos participantes da Educação de Jovens e Adultos de Recife-PE, com o objetivo de avaliar o efeito de uma tecnologia educacional no conhecimento desse público acerca da prevenção de IST. A construção, validação e avaliação da tecnologia educacional, que será utilizada no estudo, ocorrerá por meio de um estudo metodológico, realizado em quatro etapas distintas: 1. Grupo focal com idosos e professores; 2. revisão sistemática da literatura; 3. Construção da tecnologia educacional; 4. validação de conteúdo e avaliação semântica da tecnologia educacional. A primeira etapa reconhecerá possíveis déficits de conhecimento de idosos acerca da prevenção das IST, além da tecnologia mais adequada a ser construída. A segunda será realizada nas bases de dados Scopus, CINAHL, Embase, Pubmed/MEDLINE, Web of Science, Proquest, Cochrane e Open Gray, com o objetivo de identificar o conteúdo que comporá a tecnologia educacional. A terceira etapa permitirá a construção da tecnologia educacional, mediada por referencial metodológico específico. Na última etapa, a validação de conteúdo e a avaliação semântica, será considerada validada se os itens alcançarem Índice de Validade de Conteúdo de > 0,80. Os dados serão analisados no programa SPSS, considerando-se o nível de significância de 95% e os valores de p < 0,05. O estudo será submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Tatjana Keesen de Souza Lima

Ciências da Saúde

Medicina
  • análise do comportamento epidemiológico e avaliação espacial da covid-19:correlação com comorbidades e biomarcadores prognósticos no padrão de respostas patogênicas ou supressoras desencadeadas por antígenos peptídicos do sars-cov-2 e m. tuberculosis
  • Uma vigilância epidemiológica eficaz é necessária para o gerenciamento bem-sucedido tanto em infecções emergentes quanto negligenciadas. Ela permite que medidas de proteção à saúde pública, como rastreamento e isolamento de contatos, sejam implementadas. O coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2) é um novo beta-coronavírus com um genoma de 30 kb que foi relatado pela primeira vez em dezembro de 2019 em Wuhan, China. A doença já causou mais de 700 mil mortes e quase 22 milhões de casos de infecção SARS-CoV-2 foram relatados em todo o mundo, até o dia dezessete de agosto de 2020. Vacinas contra o SARS-CoV-2 estão em processo de desenvolvimento, porém ainda há a ausência de um entendimento melhor sobre as respostas da imunidade humana ao SARS-CoV-2, devido ao rápido surgimento da pandemia. Há uma necessidade urgente de informações fundamentais sobre as respostas das células T a esse vírus. Comorbidades como a tuberculose (TB) é uma doença infecciosa causada pelo bacilo de Koch, Mycobacterium tuberculosis, de fácil transmissão, afetando principalmente os pulmões. Quanto às formas clínicas da doença, os pacientes com TB são classificados como portadores de infecção assintomática (latente LTB), forma não transmissível e a forma clínica ativa da tuberculose, transmissível (ATB pulmonar ativa). A única vacina licenciada contra a tuberculose (TB), a vacina BCG, induz uma memória protetora que dura ~10 a 20 anos. No entanto, a vacina BCG não oferece proteção substancial contra Mycobacterium tuberculosis em adolescentes e adultos. Sendo assim, o prazo para a diminuição da proteção induzida por BCG ao longo da infância e início da vida adulta coincide com um aumento gradual na incidência de TB. Nos últimos anos, a incidência de TB aumentou, considerada como uma doença negligenciada, trouxe o surgimento de TB multirresistente e TB extremamente resistente a medicamentos. As comorbidades que modulam a função imune podem exacerbar a doença da TB ou contribuir para a progressão de indivíduos com tuberculose latente para ativa. Já foi demonstrado anteriormente coinfecção de SARS-CoV-1, durante a epidemia em 2002 com tuberculose (TB), os pacientes com TB hospitalizados e infectados com SARS-COV-1 foram considerados com maior risco de morte. As respostas imunes do hospedeiro para eliminar patógenos são estimuladas na infecção por TB, e a infecção pelo SARS-CoV-1 pode aumentar a carga imunológica, levando a um sistema imunológico em desequilíbrio ocasionando as tempestades de citocinas, induzindo disfunção tanto pulmonar como em outros órgãos. É importante caracterizar com profundidade os fatores de risco associados com novos vírus respiratório, como no caso do SARS-CoV-2, na intenção de se obter melhores abordagens diagnósticas e apropriado tratamento para esses pacientes, evitando o desenvolvimento de formas graves da COVID-19. Fatores de risco associados a COVID-19 precisam ser elucidados e a infecção por M. tuberculosis gerando formas ativa ou latente da TB, pode ser um fator de risco para uma pneumonia grave na COVID-19. Os objetivos desse projeto serão realizados em conjunto com uma equipe multidisciplinar onde avaliaremos a correlação de casos de SARS-CoV-2 e tuberculose com covariáveis espaciais, e associação com o maior fluxo de aglomeração de pessoas. Além disso, faremos o cruzamento de dados de outros países onde a tuberculose ainda possui grande quantidade de casos, o que afeta a gravidade da COVID-19, para entendermos melhor o perfil de ambas as doenças no Brasil, África do Sul e Índia. Somando a esses objetivos avaliaremos pacientes com TB latente ou ativa infectados simultaneamente com SARS-CoV-2 e correlacionaremos maior ou menor gravidade da doença a depender da resposta imune humoral e celular prévia desses indivíduos. Todas essas abordagens nos permitirão identificar futuras curvas de crescimento ou diminuição de casos de SARS-CoV-2 versus comorbidades, como a tuberculose, além de permitir a identificação de biomarcadores prognósticos que poderão trazer respostas importantes na condução de melhores abordagens clínicas/terapêuticas ou vacinais desses indivíduos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 22/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Tatsuya Nagata

Ciências Agrárias

Agronomia
  • análise de ocorrência e desenvolvimento de ferramentas de diagnóstico de vírus emergentes e quarentenários detectados em estudos de viroma em plantas e em água de esgoto
  • A nossa agricultura é vulnerável e constantemente ameaçada pelo aparecimento de doenças causadas por patógenos emergentes e quarentenários. A recente expansão de tecnologias de sequenciamento em larga escala (Next Generation Sequencing, NGS) viabilizou a identificação de vírus emergentes e quarentenários de forma eficiente. Porém, o uso ainda é limitado devido ao alto custo e à falta de familiaridade com os métodos de análise. Este projeto tem como objetivo contribuir com o sistema de alerta fitossanitário do Brasil com o estabelecimento e execução de um protocolo de análise de vírus emergentes e quarentenários. Neste projeto, duas estratégias principais serão adotadas. Primeiro, serão identificados e caracterizados os vírus em cucurbitáceas (melão e melancia) e em tomate coletados nas principais regiões produtoras. Isso vai indicar se vírus desconhecidos ocorrem nas nossas lavouras com potencial ameaça a essas culturas. A segunda estratégia consiste em monitorar os possíveis novos vírus de plantas circulantes no Brasil pela análise da água de esgoto. Nossos estudos realizados desde 2015 demonstraram que a água de esgoto é uma excelente fonte para estudo de vírus vegetais circulantes. Estes novos vírus detectados no estudo de viroma em água de esgoto serão caracterizados e os hospedeiros identificados. A seguir, ferramentas de detecção por (RT-)qPCR e/ou anticorpos para os vírus relevantes serão desenvolvidas. Para aqueles vírus com dificuldade de isolamento, uma nova técnica de expressão heteróloga do gene de capa proteica utilizando vetor viral vegetal será aplicada para preparar antígenos. Estas ferramentas serão disponibilizadas aos órgãos de fiscalização e aplicadas para detecção em amostras de campo para estudo de ocorrência e distribuição. O uso das modernas ferramentas de sequenciamento contribuirá para o estabelecimento de uma rotina de análise de amostras ambientais e de plantas para a identificação rápida de pragas quarentenárias e relevantes no Brasil.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Taufik Abrão

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • eficiência, confiabilidade e conectividade em sistemas 5g e 6g: xl-mimo, ris, cell-free, acesso aleatório e aprendizagem de máquinas
  • Redes de comunicação 5G têm sido implementadas em diversos países no mundo. Entretanto, com o crescente tráfego móvel, e novos modos de uso (mMTC e URRLC) dependentes de conexões com requisitos cada vez mais desafiadores, a tecnologia 5G logo encontrará limitações técnicas de conectividade massiva e taxas de dados suficientes, atendendo restrições cada vez mais severas de latência, confiabilidade e consumo energético. Um novo conceito de estações rádio-base para regiões de elevada densidade de usuários, como em estádios ou shopping-centers, conhecido como XL-MIMO, prevê a disposição de um número muito elevado de antenas na forma de extensos painéis, que podem ser incorporados às fachadas de prédios. Porém, devido à proximidade do transceptor com a grande população de usuários móveis, surge um novo cenário de propagação da onda eletromagnética, que ainda carece de modelos confiáveis, e ao qual as tecnologias típicas do 5G requerem adaptação. Em uma configuração semelhante, as superfícies refletoras inteligentes (RIS) se constituem de elementos refletores passivos, os quais possibilitam alcançar importantes melhorias de desempenho ao custo de um consumo energético baixíssimo. Esta Pesquisa tem como foco a proposição de novas técnicas e algoritmos associados a quatro potenciais tecnologias habilitadoras para redes de comunicação móveis de sexta-geração (6G): XL-MIMO, cell-free, RIS e redes aberta de acesso via rádio (O-RAN). Serão investigados diferentes cenários de aplicação, visando aperfeiçoar essas tecnologias, propor melhorias e gerar contribuições relevantes tanto para a camada física quanto para a MAC, otimizando aspectos de conectividade e eficiência energética. Nossos recentes resultados (+30 papers nessa temática) corroboram as potencialidades de três dessas quatro tecnologias. Objetiva-se a formação de recursos humanos altamente qualificados, contribuições científicas de impacto na área, e colaboração com outros Grupos de Pesquisa do Brasil e do exterior.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Taysa Schiocchet

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • litigância e advocacy como estratégia de pesquisa e popularização dos direitos sexuais e reprodutivos
  • Trata-se de projeto de pesquisa teórica e empírica sobre o exercício de direitos sexuais e reprodutivos por mulheres e meninas usuárias do SUS, com enfoque no direito ao aborto legal. O problema geral diz respeito às restrições ao exercício do direito ao aborto legal. A hipótese é de que existam restrições de ordem técnica e jurídica que impedem que meninas e mulheres acessem esse direito. Corrobora com esse entendimento dado da Pesquisa Nacional do Aborto, de 2016, que indicou que são realizados cerca de 503 mil abortos clandestinos ao ano no Brasil. A pesquisa tem por objetivo geral estudar e contribuir com a qualidade do acesso ao aborto legal por meio de duas abordagens: (a) identificação, descrição e análise da normatização jurídica brasileira relativa à sexualidade e à reprodução de mulheres e meninas a fim de buscar lacunas jurídicas que potencialmente obstem ou inviabilizem o exercício do direito ao aborto legal; (b) identificação, descrição e análise do itinerário terapêutico percorrido por mulheres e meninas que buscam acesso ao aborto legal a fim de identificar lacunas técnicas que potencialmente obstem ou inviabilizem o exercício do direito ao aborto legal. A proposta leva em conta, em seu aporte teórico, além dos referenciais jurídicos acerca do tema, critérios epidemiológicos, demográficos, sanitários, sociais, étnicos e sexuais específicos do contexto do sistema de saúde. Para isso, prevê as seguintes etapas metodológicas: (i) pesquisa bibliográfica e documental sobre a regulamentação e efetividade do aborto legal no âmbito global e local; (ii) pesquisa empírica e documental de diagnóstico e monitoramento dos fluxos de encaminhamento dos casos no SUS; (iii) divulgação dos resultados por meio de: a) evento científico (virtual) e b) publicação de livro e artigos científicos; (iv) aplicação da pesquisa no advocacy e litigância estratégica na ADPF 442 no STF, (v) elaboração e divulgação de materiais informativos (plataformas digitais, Radio UniFM).
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 19/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Telles Brunelli Lazzarin

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • contribuições ao desenvolvimento da eletrônica de potência aplicada aos sistemas fotovoltaicos e eólicos do futuro
  • Apesar do intenso incentivo à disseminação de fontes renováveis em prol de uma matriz energética menos agressiva ao meio ambiente, o impacto da alta penetração de geração distribuída no Sistema Elétrico de Potência (SEP) também precisa ser observado, pois a intermitência e as rápidas variações dos níveis de potência das fontes renováveis podem ser as causas de oscilações e instabilidades. Para contornar esse problema, torna-se mandatório que os inversores utilizados para promover a conexão de fontes renováveis à rede evoluam para se adaptarem às normas cada vez mais exigentes. De fato, os dispositivos de eletrônica de potência estão em constante adaptação e espera-se que a próxima geração de inversores apresente ultra-alta eficiência, elevada densidade de potência, maior confiabilidade e capacidade para emulação de inércia, operação em modo híbrido e prestação de serviços ancilares à rede elétrica. Neste novo cenário emergente, os inversores deixarão de ser meramente dispositivos seguidores de rede para funcionar também como formadores de rede, dando suporte ao SEP na regulação de tensão e na compensação de potência reativa, além de poderem viabilizar o despacho optimizado de energia nos horários de ponta. Embora estudos recentes já tenham apresentado resultados promissores quanto à implementação desses novos recursos isoladamente, desenvolvê-los e incorporá-los simultaneamente em um único dispositivo continua sendo um desafio que tem exigido esforços coletivos dos pesquisadores da área. Nesse contexto, este projeto visa contribuir com a comunidade científica na proposição de soluções para o desenvolvimento da próxima geração de inversores para conexão de fontes renováveis à rede elétrica, buscando topologias de conversores, técnicas de modulação e estratégias de controle que habilitem a eletrônica de potência a promover a conexão segura de fontes renováveis ao sistema elétrico do futuro.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Telma Cristina Ferreira Fonseca

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • estudar a distribuição de radiação de baixa energia proveniente das nanopartículas de 198au e 102pd para melhoria dos protocolos de tratamentos de câncer
  • Tratamentos radioterápicos emergentes, incluindo terapia mediada por partículas, terapia de hádrons ou radiossensibilização de células por nanopartículas de alto número atômico exigem a determinação teórica da trajetória da radiação em nanoescala. Isso é importante para avaliar o dano de radiação em níveis celular e de DNA. A dificuldade em calcular a energia depositada ou monitorar a trajetória destas partículas se torna um desafio da parte experimental. Para contribuir com a parte experimental em estudos de pesquisas sobre tratamentos de câncer, diversos códigos computacionais estão disponíveis, como PTra, PARTRAC, KURBUC, TRAX, RITRACKS. Estes códigos podem ser usados ​​para calcular a deposição de energia na escala nanométrica, modelando trajetórias de partículas ou fótons de radiação ionizante, interação-por-interação (“evento por evento”), tipicamente em meio gasoso ou água líquida, para simular os sistemas biológicos. Desde 2007, o Geant4 oferece modelos físicos para descrever as interações de partículas em água líquida no nível nanométrico através do pacote Geant4-DNA. A presente versão deste software permite a implementação de geometrias atomísticas de uma grande variedade de macromoléculas, disponibilizadas diretamente do banco de dados de proteínas (http://www.rcsb.org). Um dos exemplos de modelagem do Geant4-DNA fornece o “pdb4dna” (http://pdb4dna.in2p3.fr) o qual demonstra o uso de modelos de proteínas do banco de dados de macromoléculas. Geralmente em solução, o DNA assume a conformação B, mas quando há pouca água disponível para interagir com a dupla hélice, o DNA assume a conformação A-DNA e a forma Z-DNA apresenta seu sentido de rotação para a esquerda. Em um estudo realizado por Semsarha et al. 2015, verificou-se que a conformação do B-DNA tem menor sensibilidade tanto para quebras de fita simples (do inglês, Single Strand Breaks (SSB) quanto para quebras de fita dupla (do inglês, Double Strand Breaks DSB), enquanto o A-DNA tem alta sensibilidade para a ocorrência de SSB e Z-DNA tem alta sensibilidade para a ocorrência de DSB. Este projeto propõe a modelagem de modelo atomístico de alta resolução de B-DNA que inclui dupla hélice de DNA, Nucleossomes, fibras de Cromatina, laços de Cromatina, territórios cromossômicos, esferas nanométricas de células realistas ou modelos tumorais com nanopartículas radioativas de 198Au ou 102Pd posicionadas no centro da esfera usando o código computacional Geant4-DNA com o objetivo de estudar os vários efeitos biológicos. Para a terapia mediada por nanopartículas, os Kernels de Ponto de Dose (do inglês, Dose Point Kernel, DPK) e o valor S são os dois principais parâmetros importantes para a estimativa de dose, onde o DPK é a distribuição de energia radial de fontes isotrópicas pontuais de elétron e o parâmetro S é a dose alvo por unidade de atividade acumulada. O modelo de DNA é usado para medir o SSB, DSB e a razão DBS / SSB. O Valor S e o DPK serão calculados por simulação computacional para contabilizar a dose depositada em nível celular ou molecular, o que não é possível realizar experimentalmente. Além disto, será realizada a modelagem de phantoms esféricos de células tumorais utilizando MCNPx, EGSnrc e PENELOPE para estudar a dose depositada na periferia das nanopartículas e a dose depositada no simulador esférico com micro dimensões. Fazer a intercomparação destes resultados de simulações com diferentes códigos nos permite avaliar o que melhor atende as necessidades para os diversos casos propostos neste projeto de pesquisa. Para a validação dos modelos computacionais, os resultados serão comparados com resultados experimentais. Estes últimos serão obtidos irradiando-se culturas celulares com nanopartículas funcionalizadas com epigalocatequina-galato (EGCG) in vitro e estimando as doses de radiação. Este projeto conta com a colaboração do Prof. Kattesh V. Katti, do departamento de radiobiologia da Universidade de Missouri, Nanotecnologia do Câncer, EUA e o Prof. Ademar Benévolo Lugão, do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (CNEN / IPEN), São Paulo, SP - Brasil para os resultados experimentais.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 18/02/2019-28/02/2023
Foto de perfil

Telma Maria Gonçalves Menicucci

Ciências Humanas

Ciência Política
  • o que explica as ações governamentais na gestão da pandemia da covid-19 e quais os seus efeitos?
  • O projeto tem como tema a pandemia da Covid-19 e pretende comparar as ações governamentais para o gerenciamento da pandemia em uma amostra de países. O objetivo principal é identificar os fatores que explicam essas escolhas governamentais, bem como seus efeitos epidemiológicos, econômicos e políticos. Embora existam estudos que descrevam essas ações e seus efeitos epidemiológicos, a exploração dos fatores associados às escolhas governamentais de uma perspectiva comparada, são escassos. Neste sentido, o projeto aponta para uma contribuição relevante para o estudo de políticas e ações governamentais em situação de crise e que podem desvelar características da sociedade e do governo, dentro de contextos econômico-sociais e institucionais específicos. Além de permitir a identificação das ações mais efetivas no controle da pandemia. Parte-se da seguinte hipótese: As ações governamentais para o enfrentamento da Covid-19 são afetadas pelas condições socioeconômicas e pelas características dos sistemas de proteção social e do sistema de saúde, mas são fortemente relacionadas a fatores políticos, particularmente o perfil ideológico do chefe do Executivo nacional e da coligação governamental, e ainda pelas atitudes e pelo suporte da sociedade. Como hipótese secundária, considera-se que o percurso da pandemia e seu impacto sobre a sociedade estão relacionados prioritariamente com as ações governamentais, podendo ser constrangidas ou favorecidas por fatores socioeconômicos e institucionais prévios e pelas atitudes da sociedade, os quais têm, portanto, efeitos em duas direções. A partir dessas hipóteses, o modelo analítico articula diversos argumentos, dimensões e variáveis cujos indicadores serão agregados em categorias e ou índices sintéticos para enquadramento dos países. Para formalização da comparação e das relações entre fenômenos, condições e efeitos, pretende-se utilizar o QCA (Qualitative Comparative Analysis).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Teodiano Freire Bastos Filho

Outra

Robótica, Mecatrônica e Automação
  • desenvolvimento de um robô socialmente assistivo dotado de jogos sérios e técnicas de interação baseadas em controle para crianças com transtorno do espectro autista e síndrome de down
  • Este Projeto de Pesquisa propõe o desenvolvimento de um robô socialmente assistivo dotado de jogos de reablitação (jogos sérios) e técnicas de interação baseadas em controle para crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e Síndrome de Down (SD). As contribuições desta pesquisa são referentes ao desenvolvimento de um novo robô socialmente assistivo, autônomo, com capacidade de projeção de jogos sérios, e com características “afetivas”, ou seja, com vozes artificiais, expressões faciais dinâmicas (que mudam sua expressão em função das emoções detectadas nas crianças). O robô possuirá a capacidade de: movimentar-se (de acordo com a implementação de três controladores distintos: controlador de posição e orientação, controlador de formação líder-seguidor, e controlador repetitivo); aproximar-se da criança até uma distância “social” ou até uma distância “íntima” dela (utilizando os princípios da proxêmica); projetar jogos sérios (em parede, chão ou mesa); caminhar lado a lado com a criança (simulando um passeio); e de brincar com a criança (em jogos tradicionalmente utilizados com crianças com deficiência). A hipótese desta pesquisa é se os aspectos inovadores deste novo robô são capazes de melhorar a capacidade de comunicação, desenvolvimento motor e socialização dessas crianças (medidas através das métricas GAS - Goal Attainment Scale, SUS - System Usability Scale, e Lei de Fitts). Este Projeto de Pesquisa apresenta contribuições na área de robótica, jogos sérios, interação criança com deficiência-robô, controle e processamento de imagens RGB e infravermelhas.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Teresa Bernarda Ludermir

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • extração de conhecimento em redes neurais artificiais
  • Técnicas de aprendizado de máquina, tais como redes neurais artificiais (RNA) estão resolvendo uma grande quantidade de tarefas, revolucionando muitos domínios de aplicação. Redes neurais são hoje componentes chaves da solução de muitos processos críticos de decisão ou previsão. Embora o uso de RNAs venha crescendo rapidamente, elas ainda enfrentam dificuldades que limitam seu uso em muitas áreas. As RNAs tendem a se comportar como “caixas-preta” – elas não têm mecanismos que as permitam explicar por quê uma certa saída foi gerada a partir de um dado de entrada. Este projeto se propõem a desenvolver técnicas que expliquem o conhecimento adquirido pelas RNAs.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 18/02/2019-29/02/2024