Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Verônica de Fátima Santana

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o efeito dos incentivos de gestores e auditores na manipulação da informação contábil
  • Não há consenso na literatura em Contabilidade e Finanças sobre o papel dos incentivos dos gestores na manipulação das demonstrações financeiras de companhias de capital aberto. Um desafio empírico neste campo de pesquisa é estabelecer explicações causais para esta relação. Este projeto tem como objetivo se aprofundar nesta questão seguindo uma abordagem de um modelo estrutural proposto por Gow et al. (2016) para analisar os incentivos dos gestores para manipular as demonstrações financeiras em conjunto com o risco reputacional dos auditores. O efeito da remuneração da administração na probabilidade de manipulação das demonstrações financeiras é um tema prolífico (Edmans & Gabaix, 2011; Healy, 1985; Jensen & Murphy, 1990a, 1990b), mas ainda controverso (Murphy, 2012) devido aos resultados mistos que têm sido encontrados (Burns & Kedia, 2006; Erickson et al., 2006, Armstrong et al., 2010). A contribuição desta pesquisa para resolver este puzzle consiste em tratar o problema através de uma abordagem estrutural que também considera os incentivos e riscos dos auditores, balanceando os custos e benefícios de ambos no processo de manipulação das demonstrações financeiras. Esta abordagem deve permitir inferir os mecanismos subjacentes que geram os mistos encontrados na literatura, ponderando os incentivos e os riscos de dois agentes. De acordo com Gow et al. (2016), este tipo de abordagem metodológica força a entender o comportamento do problema de interesse, deixando claro que tipo de dado é preciso para identificar os parâmetros, e facilita a análise do contrafactual sob condições não observadas. A pesquisa focará em uma análise de vários países incluindo dados do Brasil e de outros países emergentes, além dos EUA para fins de comparação com a literatura existente. Serão manualmente coletados dados de reapresentações de demonstrações financeiras, incentivos de gestores e opiniões de auditores de modo a estimar os parâmetros de interesse do modelo proposto.
  • Centro Universitário FECAP - SP - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Veronica de Medeiros Alves

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • construção e validação de tecnologia educacional para identificação, abordagem e manejo de crianças e adolescentes com automutilação nas escolas
  • Introdução: A automutilação é o termo utilizado para designar a pessoa que pratica o ato de se cortar em alguma parte do corpo, para obter um alívio de uma dor psíquica intensa. Este projeto está em consonância com a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio, mostrando sua necessidade em realizá-lo frente a sua capacidade de resposta às lacunas de conhecimento sobre automutilação em estudantes. Objetivo: Construir e validar tecnologia educacional voltada para identificação, abordagem e manejo de crianças e adolescentes com automutilação nas escolas. Métodos: Para atingir esse objetivo a metodologia proposta divide-se em 3 fases: a) reuniões com profissionais da saúde, professores e gestores da saúde e da educação para identificação das dificuldades e estratégias de identificação, abordagem e manejo dos casos de automutilação nas escolas; b) realização de revisão de escopo para buscar evidências científicas de identificação, abordagem e manejo efetivos de casos de automutilação em crianças e adolescentes nas escolas; c) criação e validação de aplicativo para orientar os professores na identificação, abordagem e manejo de crianças e adolescentes com automutilação nas escolas e construção e validação da cartilha sobre enfrentamento da automutilação por estudantes. A equipe de pesquisadores é interdisciplinar, sendo composta por enfermeiras, educador físico, fisioterapeuta, psicóloga, bióloga e psiquiatra. As reuniões com profissionais da saúde, professores e gestores da saúde e da educação serão baseadas na Teoria da Mudança. As revisões de escopo seguirão o protocolo conforme o método de revisão proposto pelo Instituto Joanna Briggs. Este método permite identificar lacunas do conhecimento. O aplicativo, a cartilha e o vídeo serão elaborados mediante os resultados obtidos nas discussões com os profissionais da saúde, professores e gestores da saúde e da educação e revisão de escopo.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Veronica Gitirana Gomes Ferreira

Ciências Humanas

Educação
  • frameagap: framework de acompanhamento e gestão da aprendizagem personalizada
  • A sociedade atual tem migrado para um ensino que demanda cada vez mais atenção ao estudante. Metodologias ativas buscam um aprendizado mais efetivo à medida que o estudante é o ator principal de seu desenvolvimento, com acompanhamento personalizado pelo professor. Essa prática docente, porém, não é de fácil sistematização, de modo a ofertar um feedback efetivo a cada estudante. É nesse sentido que, cada vez mais, plataformas sociais têm sido desenvolvidas visando um acompanhamento personalizado. Muitas delas, porém, detêm-se no acompanhamento da frequência de ações dos estudantes, não no aprendizado. Nesse sentido, buscamos um modelo de conhecimento matemático que permita o acompanhamento do desenvolvimento do conhecimento do estudante, com implementação computacional. Unimos uma interface que acompanhe os desejos e as práticas docentes, aliando a uma matriz do conhecimento esperado do aluno, que permita também mapear e analisar situações a serem propostas aos estudantes, e uma matriz de avaliação de recursos de conteúdo em vídeos, softwares, textos, etc. Temos como hipótese que um modelo tomando por base a teoria dos campos conceituais desenvolvida pelo Gérard Vergnaud, associada a elementos da inteligência artificial pode nos auxiliar no desenvolvimento de tal solução. Dois estudos de mestrado foram desenvolvidos, adiantando elementos desse desenvolvimento, o primeiro com um participante sobre frações e o segundo com um grupo maior sobre cônicas. É nesse sentido que desenhamos uma pesquisa pautada no Design Experiment dos modelos a partir dos estudos já realizados, e novas etapas iterativas em outros temas da matemática: (a) Construção de bancos de conteúdos e situações de vetores e de funções. (b) Experimentação em sala de aula com acompanhamento das necessidades e desejos de alunos e professor, e (c) revisão do Framework, tanto em termos de modelos e matrizes, como em termos de modelo computacional.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025