Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sofia Cavalcanti Zanforlin

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • fronteiras da mobilidade no brasil contemporâneo: comunicação e experiência migrante na securitização do acolhimento e da integração social no âmbito da operação acolhida.
  • Dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM) mostram que 5,6 milhões de venezuelanos deixaram seu país desde 2015. Entre janeiro de 2017 e agosto de 2021, o Brasil acolheu 635.257 venezuelano/as, depois do fluxo disparar 922% no biênio anterior. O governo brasileiro adotou a estratégia de interiorização de venezuelanos a partir da criação da Operação Acolhida, em 2018. Ela é levada a cabo pelo Exército Brasileiro, ONU/Acnur e ONGs que atuam no acolhimento em Roraima e em estados de diferentes regiões que recebem os migrantes. No Nordeste, Pernambuco é o estado que mais acolheu venezuelanos, com mais de 700 interiorizados até abril de 2021. Esse contexto motiva a elaboração de pesquisa em parceria entre os grupos MIGRA/UFPE e GEIFRON/UFRR. Propomos abordar dois momentos do fluxo de migrantes venezuelanos no Brasil: o acolhimento na fronteira representada por RR e na fronteira da interiorização, no NE, em especial Pernambuco, a partir de etnografias multi-situadas com trabalhos de campo respectivamente em Pacaraima e Boa Vista, Recife e RMR. A compreensão do fenômeno migratório exige estudos interdisciplinares e a ancoragem do projeto na Comunicação se justifica partir do conceito de bios midiático(Sodré, 2014). O caráter do bios midiático, para seu autor, tem como um dos efeitos o sequestro da fala ou das representações do real, conforme hoje fazem os sistemas neocolonais baseados na apropriação de dados (Sodré, 2021; Mbembe, 2019). A proposta se vincula, portanto, à Comunicação entendida como investigação da articulação entre desigualdade social, mobilidade humana e cidadania, no sentido de não se restringir aos discursos produzidos pelas instâncias corporativas envolvidas na Operação Acolhida, mas dialogar com as experiências dos migrantes e refugiados no acolhimento desde a fronteira em RR, à interiorização, em PE.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Solane Alves Santos da Rocha

Outra

Divulgação Científica
  • vi semana nacional de ciência e tecnologia de uruçuca: a ciência, tecnologia e inovação no território litoral sul da bahia
  • O reconhecimento da importância dos avanços científicos e tecnológicos para superar os desafios globais contemporâneos é fundamental, e a inovação aliada a estes conhecimentos é considerada estratégica para promoção do desenvolvimento sustentável. A proposição do evento VI Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Uruçuca: A ciência, tecnologia e inovação no Território Litoral Sul da Bahia , tem como proposito realizar atividades alinhadas aos objetivos do MCTI, promovendo interações entre diversos setores (acadêmicos, sociais, culturais, econômicos, produtivos, governamentais). A programação proposta é diversificada e será transmitida online e presencial, em razão de possibilitar acesso ao maior número de pessoa, com a possibilidade de ações em formato híbrido e/ou presencial durante todo o decorrer de execução do projeto. As estratégias e metodologia apresentadas objetivam atingir um público heterogêneo em relação à faixa etária e nível socioeconômico, promovendo amplo debate para além do conhecimento de áreas específicas, aproximando a população do conhecimento científico, em uma linguagem acessível, que estimulem a curiosidade, motivem diálogos e promovam a capilaridade da SNCT no Sul da Bahia.
  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - BA - Brasil
  • 14/09/2022-31/03/2023