Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Valéria Pagotto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • programa de formação para organização e qualificação do cuidado às pessoas com doenças crônicas não transmissíveis na atenção primária do estado de goiás
  • As Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT) são problemas prioritários para saúde pública, devido ao forte impacto na morbimortalidade e na qualidade de vida dos indivíduos, bem como pelo efeitos econômicos adversos gerados para os serviços de saúde e sociedade em geral. A formação na gestão do cuidado na Atenção Primária à Saúde (APS) desses agravos é fundamental para redução dos efeitos negativos das DCNT. O objetivo geral desta proposta é analisar a situação da organização do cuidado às pessoas com DCNT, as necessidades de formação dos profissionais de saúde e gestores da APS, desenvolver estratégias para formação dos profissionais e gestores, e avaliar o processo de formação na organização do processo de trabalho em municípios do Estado de Goiás. O estudo será realizado em quatro eixos. No eixo diagnóstico situacional, será traçado panorama dos indicadores de saúde nos municípios, por meio de estudo ecológico com base em dados secundários e verificadas as necessidades de formação de profissionais e gestores da APS e lacunas passíveis de mudanças, além da qualidade do cuidado em DCNT pela mensuração da presença e extensão dos atributos da APS por meio de estudo transversal de métodos mistos. No eixo de formação, será desenvolvido um Programa de Formação para profissionais de nível superior e gestores da APS, considerando o diagnóstico situacional, fundamentado na Metodologia da Problematização. O programa será estruturado em três seminários presenciais com carga horária de 36 horas para profissionais de saúde e oito horas para gestores da APS e em quatro Unidades de Aprendizagem na modalidade à distância em Ambiente Virtual de Aprendizagem, sendo 144 horas para profissionais, e 32 horas para gestores, com conteúdos divididos em módulos. O eixo de avaliação consistirá na avaliação da satisfação e de impactos do processo formativo na visão dos participantes, considerando-se as dimensões alcance, adesão, autoavaliação de impacto, efetividade da formação e análise crítica da implementação das mudanças por meio de duas abordagens metodológicas: um estudo transversal quantitativo e um qualitativo. Análise será realizada para verificar o efeito do Programa de Formação nos atributos da APS no estudo transversal. O quarto eixo, difusão e tradução do conhecimento, será realizado por meio da disseminação e popularização do conhecimento produzido no Programa de Formação, entre profissionais, gestores, usuários da APS e organismos sociais regionais. Será realizada identidade visual e site específico do Programa de Formação, além de materiais didáticos para profissionais e gestores da APS. As atividades da presente proposta contribuirão para o aperfeiçoamento e qualificação dos profissionais que atuam na APS, para a organização dos serviços e gestão do cuidado em DCNT. Dessa forma, proporcionará intervenções efetivas no sistema de saúde que impactam positivamente na saúde da população, além de produzir um modelo de Programa de Formação que poderá ser multiplicado em outros contextos.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 29/01/2021-31/01/2024
Foto de perfil

Valéria Pereira Hernandes

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma multiplex de citometria de fluxo para o diagnóstico da leishmaniose tegumentar
  • A leishmaniose tegumentar (LT) é um grave problema de saúde pública, com cerca de 1,5 milhões de casos anuais cujas formas clínicas variam de lesões cutâneas localizadas até lesões mutilantes nas mucosas. O Brasil exibe a maior prevalência nas Américas, destacando a Leishmania (V.) braziliensis como agente etiológico. Uma das principais medidas de controle da LT é o diagnóstico precoce; porém, até o momento ainda não foi estabelecido um teste considerado padrão-ouro. Os testes laboratoriais variam em desempenho, pois a maioria é baseada na detecção de apenas um fator (parasitológico, imunológico ou molecular). Assim, sistemas de diagnóstico multiplex mostram-se mais vantajosos, pois são capazes de identificar ao mesmo tempo mais de um fator em uma amostra. Desse modo, a citometria de fluxo (CF) surge como uma valiosa ferramenta para diagnóstico com possibilidade para multiplexagem. Nosso grupo utiliza a CF como método para diagnóstico sorológico da LT e, recentemente identificamos, e construímos proteínas quiméricas visando aprimorar o desempenho do teste. Nosso grupo também usa abordagens in silico, como métodos de imunoinformática para elucidar mecanismos de reconhecimento molecular importantes no fenômeno de ligação nos complexos anticorpo-antígeno para LT. A incorporação de beads para detecção do material genético do parasita tem sido explorada na CF também para aumentar o desempenho do diagnóstico. Dessa forma, o presente estudo pretende desenvolver um sistema multiplex que alia abordagens sorológicas à moleculares de forma inédita para o diagnóstico da LT. Isso será realizado avaliando simultaneamente em amostras de pacientes, os títulos de anticorpos utilizando beads de poliestireno e proteínas quiméricas de L. (V.) braziliensis e a identificação do material genético desse parasita utilizando um sistema fluorescente de sondas e beads. Portanto, será possível obter um método eficaz, sensível e específico para a detecção precoce de portadores da LT.
  • Fundação Oswaldo Cruz - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Valéria Régia Franco Sousa

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • correlação da carga parasitária às citocinas séricas em cães com leishmaniose visceral tratados com miltefosina e alopurinol
  • A leishmaniose visceral (LV) é uma doença negligenciada transmitida por vetores flebotomíneos aos cães, principal reservatório urbano na América Latina. As medidas de controle desta zoonose preconizadas no Brasil, como a identificação e a eutanásia de cães infectados apresentam resultados controversos. Além destas estratégias, o uso de coleiras impregnadas de inseticida e a vacinação dos cães promovem redução da infectividade dos cães para os flebotomíneos, assim como o tratamento. Além disso, o tratamento repercute na remissão dos sinais clínicos e dos parâmetros laboratoriais a depender da interação da resposta imunológica do hospedeiro com o parasito. Em vista disso, o objetivo deste projeto é associar a carga parasitária de Leishmania infantum na pele e medula óssea à resposta imunológica mediada por citocinas de cães em tratamento com alopurinol associada ou não a miltefosina por um período de 12 meses. Para tanto, serão formados dois grupos com pelos 20 cães a serem tratados com alopurinol mais miltefosina e alopurinol. Estes animais serão avaliados clínica e laboratorialmente antes do tratamento, após 30 dias e depois a cada 3 meses pelo período total de 12 meses.
  • Universidade Federal de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Valerio De Patta Pillar

Ciências Biológicas

Ecologia
  • rede de áreas de pesquisa ecológica de longa duração nos campos dos biomas pampa e mata atlântica (peld campos sulinos)
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/12/2020-31/12/2024
Foto de perfil

Valmir Emil Hoffmann

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • um remédio para o impacto da covid-19 nas empresas e regiões: relações interoganizacionais, instituições de suporte local e seu efeito sobre a resiliência
  • Resiliência pode ser entendida como um processo pelo qual organizações e territórios conseguem manter suas funções e estruturas ou adaptá-las ante uma adversidade ou choque. O crescente interesse sobre o tema na literatura de gestão denota sua importância para a pesquisa atual. Em um território, as relações interorganizacionais e as instituições de suporte locais (ISL) podem auxiliar a responder a um choque, ao transferir recursos por um lado e prover serviços, por outro. Um dos resultados pode ser a inovação na empresa. Assim, pergunta-se: qual o efeito das relações interorganizacionais e das ISL na resiliência de territórios e de empresas aglomeradas territorialmente ante uma crise? A investigação será realizada em seis aglomerados territoriais, cinco no Brasil – dois de agronegócio, dois têxteis, e um de calçados – e um na Espanha – de calçados. Ela envolverá: i) abordagem qualitativa no nível do território, por meio de dados documentais e de entrevistas em profundidade (saturação teórica); ii) abordagem quantitativa, no nível da empresa. O tratamento dos dados qualitativos será por análise de conteúdo, e para os quantitativos, estatística descritiva e multivariada, com o uso de análise de equações estruturais. Esse trabalho dará contribuições ao tema ao: i) adotar a análise multinível para a pesquisa, já que o comum é adoção de apenas um nível; ii) determinar diferenças na atuação das ISL, que possam corroborar a resiliência da indústria, considerando os seis locais distintos; iii) adotar uma perspectiva de estratégia, para estudar a resiliência das empresas, o que ainda é algo incipiente na literatura; iii) verificar a existência de um efeito território e/ou indústria, na resiliência das firmas; iv) verificar o efeito de um choque justo no momento em que ele acontece. Do ponto de vista gerencial, será possível identificar o perfil da empresa e do território que foram mais resilientes, provendo conhecimentos para gestores, tanto de empresas como de territórios.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025