Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Thieres George Freire da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • avaliação de impactos do desmatamento da caatinga, novos modelos de produção e serviços agrometeorológicos para sustentabilidade do semiárido brasileiro
  • Atualmente há uma ampla pressão em relação ao avanço das atividades agropecuárias em detrimento às áreas com vegetação nativa. O desmatamento fragiliza as terras e modifica os ciclos biogeofísicos e biogeoquímicos, intensificando a desertificação em ambientes áridos, semiáridos e subúmidos a secos. Evidências de desertificação tem sido verificadas em áreas do Semiárido brasileiro. A desertificação implica em baixa disponibilidade hídrica, que dificulta a produção agropecuária, por causa da redução do aporte forrageiro. Por esse motivo, o emprego de novos modelos de produção pode permitir a adequação dessas atividades em áreas com problemas de escassez hídrica. O projeto atual, propõe um conjunto de ações que busca a sustentabilidade da Caatinga em sinergia com o fortalecimento de Cadeias Produtivas do Semiárido do Brasil (SAB). A implantação de novos modelos de produção, com uma diversidade de plantas forrageiras em sistema de Integração Lavoura Pecuária Floresta e assistidos por serviços agrometeorológicos em áreas com remoção parcial ou total da Caatinga, podem minimizar o avanço do processo de desertificação e elevar o potencial produtivo e sustentável de Cadeias Produtivas Agropecuárias. Essa proposta traz soluções para problemas do SAB inerentes à preservação do Bioma Caatinga, melhorando a robustez das atividades agropecuárias e o acesso da população a tecnologias para aumento da sua resiliência climática. Neste estudo serão investigados os impactos do desmatamento da Caatinga e como esses podem ser remediados a partir da adoção de novos modelos sustentáveis de produção. Em seguida serão analisados os atuais e novos “Núcleos de Desertificação” do SAB para, então, propor modelos de produção que incluem práticas de convivência com a escassez hídrica (e.g., diversidade de espécies, com e sem integração lavoura-pecuária-Caatinga). Para assistência dessas áreas, um sistema de serviços agrometeorológicos será desenvolvido, visando a difusão de tecnologias.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Thierry Marcelino Passerat de Silans

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • difusão anômala da luz
  • A propagação da luz em meios turvos não é balística mas se dá através de múltiplos espalhamentos que podem resultar em perda de coerência espacial e temporal da luz, modificação de intensidades transmitidas, refletidas e da velocidade de propagação da luz. Experimentos de laboratório envolvendo propagação da luz em meios turvos são ferramentas ótimas para estudar fenômenos de interesse por permitir repetibilidade, uma boa estatística, controle de parâmetros do sistema e diferentes métodos de medidas. Investigaremos a propagação da luz em dois meios diferentes permitindo explorar fenômenos de forte interesse nas últimas décadas como caminhadas aleatórias superdifusivas do tipo voos de Lévy e localização de Anderson. As caminhadas aleatórias do tipo voos de Lévy são caracterizadas pela existência de longos passos que dominam o transporte e são encontrados em diversos sistemas, como, por exemplo, propagação de viroses, evolução do sistema financeiro, deslocamento de animais e transporte de energia radiativa em vapores atômicos, este último, objeto de estudo deste projeto. Pretendemos, neste projeto, adquirir equipamentos para permitir realizar medidas temporais de voos de Lévy em vapores atômicos, não existentes na literatura, que permitirão ter acesso a informações como a dimensionalidade fractal do meio e efeitos de tamanho de amostra no tempo de primeira passagem. A localização de Anderson é um fenômeno em que uma onda fica confinada em determinada região de um meio fortemente espalhador. Estudaremos este fenômeno em meios altamente desordenados compostos por nanopartículas de TiO2@SiO2, em suspensão líquida (etanol) em que a densidade de espalhadores é alta favorecendo o aparecimento de caminhos fechados com retorno do fóton ao primeiro centro espalhador, no chamado regime de microcavidade. Este regime é próximo do regime de pré-localização onde efeitos de coerência são esperados.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Thomas Christopher Rhys Williams

Indefinido

Indefinido
  • algaacqua- recuperação de águas residuais e produção de extratos para biofertilizantes usando microalgas
  • A produção de bioetanol e óleo de palma resulta na geração de bilhões de litros de efluentes agroindustriais por ano na forma de vinhaça e POME. As altas concentrações de compostos orgânicos e minerais nestes efluentes representam um risco para os ambientes aquáticos e recursos hídricos, e por outro lado, um potencial meio de cultivo para o crescimento de microalgas. O presente projeto de colaboração entre a Universidade de Brasília (UnB) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) visa gerar um processo biotecnológico sustentável que envolve a biorremediação de vinhaça e POME através do cultivo de microalgas concomitantemente com a produção de biofertilizantes. A Coleção de Microrganismos e Microalgas Aplicados a Agroenergia e Biorrefinarias (CMMAABio) da Embrapa Agroenergia será analisada utilizando fotobioreatores automatizadas visando identificar cepas com altas taxas de produção de biomassa em vinhaça e POME e a capacidade de biorremediação destes efluentes. As condições de cultivo serão otimizadas em escala de bancada e a composição da biomassa algal produzida em cada etapa será avaliada quanto ao seu potencial como biofertilizante. Em seguida, o cultivo será realizada na escala piloto com a subsequente avaliação da capacidade de biorremediação e crescimento das cepas. Extratos da biomassa algal produzidas serão testadas como potenciais biofertilizantes para culturas anuais (milho e soja) e de ciclo curto (tomateiro). O resultado final do projeto será o desenvolvimento de uma tecnologia de biorremediação de efluentes agroindustriais de alto potencial poluente combinado com a produção de biofertilizantes capazes de estimular o crescimento de culturas de grande importância agronômica.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 23/12/2020-31/12/2022