Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Waldir Ferreira de Abreu

Ciências Humanas

Educação
  • formação de professores/as na tríplice fronteira amazônica brasil-peru-colômbia: decolonialidade, interculturalidade crítica e ação participativa
  • Este projeto que recebe o título FORMAÇÃO DE PROFESSORES/AS NA TRÍPLICE FRONTEIRA AMAZÔNICA BRASIL-PERU-COLÔMBIA: decolonialidade, interculturalidade crítica e ação participativa, é fruto de inquietações que foram suscitadas das reflexões advindas da relação direta e de conversação de professores/as vinculados/as a universidades de América Latina: UFPA, UFAM, UFAP, UNSA(ARG), com o objetivo de “Analisar a formação de professores/as na tríplice fronteira amazônica Brasil-Peru-Colômbia, tendo como referêncial a decolonialidade e interculturalidade crítica, e como formação tem contribuído no processo de ensino apredizagem das crianças das escolas públicas dos municípios Brasileiro, Peruano e Colombiano da trípice fronteira” Pensar as Amazônias nos remete a múltiplos significados pela realidade sociocultural e territorial que abrange. Significados esses que precisam ser compreendidos pelos próprios amazônidas, como sujeitos que podem mudar o pensamento colonial, preconceituoso, criado pelos exploradores deste território, que o percebem como matéria prima infinita para a exploração do capital. Um território tradicional, ocupado por sujeitos que têm sua identidade e modos de vida próprios com estreita relação com a fauna e a flora e que possuem conhecimentos tecidos historicamente no enredo da oralidade e experiências no cotidiano de gerações. Apesar da ideia romantizada estar impregnada no imaginário social, entendemos que as Amazônias são muito mais que uma extensão geográfica, são lugares, territórios onde os sujeitos são possuidores de um modo singular e diverso de viver e se relacionar, e sua própria forma de produzir conhecimentos que divergem da forma hegemônica e aceita cientificamente. (PORTO GONÇALVES, 2005)
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Walter Collischonn

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • hidrologia continental da américa do sul no antropoceno
  • As intervenções humanas no sistema terrestre já levam alguns cientistas a denominar o período atual de Antropoceno. No que se refere à água, a humanidade está modificando severamente o ciclo hidrológico, com alterações no fluxo de vapor da superfície para a atmosfera, e no armazenamento de água em reservatórios e aquíferos e por alterações no ciclo dos sedimentos e na qualidade da água. As interações econômicas e as obras de infraestrutura atingem escalas espaciais cada vez maiores, em que são necessários estudos e ferramentas adequados para a análise e resolução de problemas. Com relação às mudanças climáticas, a maioria das análises de possíveis impactos sobre os recursos hídricos no Brasil enfatiza regiões relativamente pequenas, e foca em resultados como a disponibilidade média da água. Na presente proposta pretende-se analisar os impactos das mudanças climáticas sobre os recursos hídricos de toda a área continental da América do Sul. Ao mesmo tempo serão realizadas análises de disponibilidade de água média e de situações críticas, associadas aos eventos extremos de secas e cheias. Os resultados serão avaliados em termos de vazão, como ocorre em muitos estudos, e em termos de evapotranspiração potencial, evapotranspiração real, armazenamento de água em aquíferos e balanço hídrico do solo. A metodologia será baseada na aplicação do modelo hidrológico MGB em toda a área continental. Inicialmente será investigada a capacidade deste modelo em representar as modificações da vazão e de outras variáveis (armazenamento de água, evapotranspiração) durante períodos anomalamente úmidos ou secos, como os últimos anos na região Sudeste e na região Centro-Oeste. Caso necessário, a estrutura do modelo será aprimorada. As possíveis respostas da sociedade, na forma de alteração da quantidade, da localização, e do timing do uso da água para irrigação, e na alteração da infraestrutura hídrica, também serão investigadas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Walter da Cruz Freitas Júnior

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • superfícies refletoras aéreas inteligentes em sistemas cell-free mimo massivo para comunicação em alta velocidade
  • Superfícies refletoras inteligentes (IRSs) são consideradas uma das principais tecnologias em comunicação móvel de sexta geração (6G). As IRSs são compostas por um controlador inteligente e uma matriz refletora. O controlador inteligente é conectado ao transmissor para controlar a matriz refletora. Esta matriz é composta de vários elementos de baixo custo, cada um dos quais é uma estrutura de sub-comprimentos de onda que podem controlar independentemente a fase do sinal refletido. Em um sistema MIMO massivo sem célula (cell-free), vários pontos de acesso (APs) distribuídos atendem simultaneamente vários usuários na área de cobertura sob o controle de uma unidade central de processamento (CPU). Especificamente, a CPU controla todos os APs para servir conjuntamente os usuários programando os recursos para alcançar uma transmissão coerente. Desta forma, elimina-se o limite de célula e mitiga-se a interferência intercelular e o limite de capacidade em redes celulares. Comunicações sem fio em alta mobilidade, levam a uma diminuição do tempo de coerência e causam um alto desvio Doppler, o que leva à interferência em modulações multiportadoras. Motivado por essas razões, este projeto estuda um cenário cell-free MIMO massivo, em que vários APs atendem simultaneamente um usuário móvel de alta velocidade através de IRSs aérea (AIRSs). Para superar a influência do efeito Doppler e reduzir a potência de transmissão total dos APs, esse projeto propõe IRS aéreas para compensação do desvio Doppler, assim como uma estratégia de transmissão otimizada. O uso de IRSs aéreas para realizar a compensação do desvio Doppler (em vez de usar APs) diminui a complexidade de formatação dos feixes nos APs. A otimização conjunta do vetor de compensação das IRS aéreas, vetor de formatação de feixe e alocação de potência de cada AP, minimiza a potência de transmissão total (ou outro objetivo de otimização de interesse), e assim satisfaz os requisitos de eficiência energética esperados para o 6G.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Walter Orlando Beys da Silva

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • análise secretômica de metarhizium anisopliae relacionada ao biocontrole do carrapato bovino rhipicephalus microplus
  • O fungo Metarhizium anisopliae é um dos agentes de controle biológico mais aplicado em todo o mundo, apresentando uma ampla variedade de hospedeiros, incluindo pragas com impacto na saúde pública, agricultura e pecuária, tais como o carrapato bovino, Rhipicephalus microplus, um dos ectoparasitas de maior impacto econômico no mundo. Devido ao uso intenso de acaricidas químicos, já existem muitas cepas de carrapato circulantes com resistência a múltiplos acaricidas comerciais, tornando o biocontrole uma necessidade imediata. Porém, para consolidação do controle biológico do carrapato como prática comercial, estudos visando um melhor entendimento do processo de infecção do hospedeiro são necessários. A importância destes estudos está relacionada ao fato de que, durante o processo de infecção, diversas proteínas são expressas, mediando a eficiência do biocontrole. Frente a isso, o presente projeto baseia-se na identificação e caracterização de componentes moleculares envolvidos na infecção do carrapato bovino, incluindo proteínas diferencialmente expressas entre isolados de baixa e alta virulência. A elucidação dos aspectos moleculares desta relação patógeno-hospedeiro é fundamental para a otimização do biocontrole, possibilitando o futuro desenvolvimento racional de formulações, além da busca orientada de isolados mais virulentos e específicos para o controle do carrapato bovino.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Walter Teixeira Lima Junior

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • jornalismo hiperlocal via aplicativo lupanh 2.0
  • Por intermédio de tecnologias digitais conectadas, o projeto experimental visa à elaboração de arcabouço teórico interdisciplinar na área de Jornalismo Hipelocal e a criação, desenvolvimento e utilização de aplicativo para telefones celulares, estabelecendo a configuração de ambiente comunicacional (conversação) e de deliberação comunitária, objetivando à formação de inteligência social hiperlocal. O objetivo principal é o estabelecimento de esfera pública interconectada, composta pela “coesão coletiva”, pois não há, pela mídia tradicional, a visibilização da falta de infraestrutura básica que abarca espaço geográfico do bairro de Novo Horizonte (Macapá/AP). Isso deve-se ao enfraquecimento da mídia regional, em função do enxugamento das redações e a não cobertura do fato no local do acontecimento. Assim, o surgimento de um sistema de mídia híbrido, teorizado como Ecologia das Mídias, possibilita a emergência de novas formas de produzir e consumir informação de relevância social, produzidas por atores sociais locais. Para a configuração de ambiente participativo, serão fornecidas condições de visibilidade à comunidade e a tomada de decisões de forma colaborativa, possibilitando o envolvimento cívico, a coprodução e o compartilhamento de informações. Para isso, será utilizada as redes sociais e a partir de informações coletadas, via aplicativo de coleta de dados hiperlocal (Lupa NH 2.0), publicizar os graves problemas de infraestrutura, como a falta de serviços nas áreas de água potável; coleta e tratamento de esgoto; iluminação pública; calçadas; asfalto; limpeza urbana. Para elaboração de conteúdos coletados pelos estudantes da Escola Estadual Raimunda dos Passos Santos, serão ministradas oficinas para os alunos sobre Fundamentos do Jornalismo; Redação Jornalística; Fotojornalismo; Radiojornalismo; Telejornalismo; Convergência Midiática, ministradas por estudantes do curso de Jornalismo. O aplicativo LupaNH será disponibilizado no GiTHub (licença open source).
  • Universidade Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Wanderleia Quinhoneiro Blasca

Ciências da Saúde

Fonoaudiologia
  • interfaces digitais na saúde auditiva do idoso – um projeto multicentrico entre brasil e canadá
  • O Brasil está passando por uma transição demográfica caracterizada pelo aumento da população idosa. Nesse contexto, o sistema de saúde brasileiro precisa estar preparado para atender essa nova população. O envelhecimento é um processo progressivo, degenerativo e inevitável, compreendendo uma série de mudanças fisiológicas. A perda auditiva é uma dessas mudanças que, por vezes, gera dificuldades na comunicação do idoso, resultando no seu isolamento social. O Aparelho de Amplificação Sonora Individual (AASI) torna-se um importante auxiliar para a ressocialização dos idosos. Para tanto, se faz necessário um trabalho efetivo de orientação e aconselhamento, além do envolvimento do paciente e sua família em todo o processo. Sendo assim, foi realizada uma revisão sistemática de literatura para melhor compreensão dos motivos que levam a população idosa com perda auditiva a não aderirem ao tratamento. Os resultados demonstraram: a dificuldade de uso e manuseio, a falta de orientação adequada por parte dos profissionais, e a falta de uma rede de apoio, constituída pela família, amigos e cuidadores. Desta forma, esse projeto tem como objetivo criar uma interface digital, para dispositivos móveis, com um programa de treinamento para orientação e aconselhamento sobre o processo de reabilitação auditiva do idoso e analisar sua efetividade na qualidade de vida do indivíduo. O projeto será realizado em parceria com o Laboratório de Audição e Envelhecimento do Centro de Pesquisa do Instituto Universitário de Geriatria de Montreal - Centre de Recherche de l'institute universitaire de gériatrie de Montréal – CRIUGM (Canadá), abarcando a experiência desses centros de pesquisa na área do envelhecimento. O trabalho contemplará as etapas de criação da interface digital; a etapa de avaliação, primeiramente sendo realizada por pares e, posteriormente, pelos indivíduos idosos com deficiência auditiva e parceiros de comunicação, como também, desenvolvimento e avaliação na língua inglesa.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Wanderley de Souza

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • biologia celular de protozoãrios patogënicos
  • Neste projeto um grupo de pesquisadores (10 doutores com vínculo, 11 doutores bolsistas, 5 doutorandos, 4 mestrados, e 10 estagiários de IC) pertencentes a 3 instituições localizadas no estado do Rio de Janeiro, que têm atuado na área da biologia celular de protozoários patogênicos (T. cruzi, Leishmania amazonenses, T. gondii, Plasmodium sp., G. intestinalis, T. vaginalis e T. foetus) usando modernas técnicas microscópicas para o estudo da organização estrutural desses protozoários. Esta proposta se propõe a utilizar técnicas bioquímicas e moleculares (eletroforese uni e bidimensional, proteômica e localização de proteínas por métodos imunocitoquímicos), associadas a técnicas microscópicas, que permitem analisar o papel estrutural e funcional de proteínas específicas em aspectos tais como (a) a biogênese e a manutenção de determinadas estruturas que constituem o citoesqueleto dos protozoários, (b) a associação entre proteínas para a organização de estruturas mais complexas, e (c) o papel funcional de cada proteína. Também utilizaremos técnicas que permitem interferir na síntese de proteínas pré-selecionadas, usando RNA de interferência (RNAi) e CRISPR-Cas9. As proteínas-alvo serão localizadas seja por métodos imunocitoquímicos de alta resolução ou por etiqueta proteica. As consequências do bloqueio da síntese de determinadas proteínas na organização estrutural do patógeno e as alterações funcionais advindas, incluindo a capacidade do protozoário interagir com células do hospedeiro, serão analisadas.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 26/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Wanderley Rodrigues Bastos

Outra

Ciências Ambientais
  • projetando os impactos dos eventos climáticos e mudanças no uso e ocupação do solo na (re) mobilização de poluentes e produtos de combustão em ecossistemas aquáticos da amazônia ocidental
  • O clima sempre foi dinâmico ao longo da história geológica da Terra, no entanto as modificações do clima promovida pelo homem vem resultando em efeitos complexos nos compartimentos biogeoquímicos dos diversos ecossistemas da Terra. Os efeitos sinérgicos das atividades antrópicas e naturais afetam os processos de mobilização, transporte e acúmulo de diversos poluentes com consequências ecológicas para os ecossistemas aquáticos para além dos limites da bacia hidrográfica. Neste contexto, a presente proposta busca estudar as principais bacias hidrográficas do estado de Rondônia para compreender a dinâmica dos elementos-traço, nutrientes, resíduos incompletos de combustão e microplástico, a partir da reconstrução de ambientes deposicionais de lagos (geocronologia). Os sedimentos dos lagos atuam como integradores do ambiente aquático podendo, portanto, responder às variações ambientais e climáticas. Os dados da geocronologia serão associados com as emissões de carbono pirogênico como indicador do processo de uso e ocupação dos solos a partir do desmatamento seguido da queima da vegetação. Assim, entre os resultados esperados destacam-se o estabelecimento dos processos antrópicos e dinâmicas naturais que contribuem para histórico da poluição ambiental no Antropoceno a partir de estudos geocronológicos e indicadores moleculares; identificação das contribuições relativas de queima de biomassa e de combustíveis fósseis; avaliação do acúmulo de resíduos de combustão (carbono pirogênico) em ambientes aquáticos será usado como um proxy para avaliar a exposição da população à presença de tais partículas na atmosfera, cuja inalação reconhecidamente pode causar danos respiratórios e cardiovasculares em humanos. Pretende-se ainda, pela interação dos pesquisadores da UNIR com os pesquisadores do projeto de outras instituições, fortalecer a pesquisa e a pós-graduação nesta Instituição, e formar recursos humanos especializados bastante carente na região.
  • Universidade Federal de Rondônia - RO - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Wanderli Pedro Tadei

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • potencial químico e biológico de bacillus spp., isolados de diferentes ecossistemas da amazônia brasileira: bioprospecção para produção de moléculas de bioativas
  • A Amazônia brasileira possui a maior bacia de água doce do mundo e também a maior floresta tropical, sendo considerado o maior reservatório de biodiversidade do planeta, incluindo organismos superiores e microrganismos. Apesar de vários estudos nestas últimas décadas a respeito da microbiota local, pouco se conhece sobre sua biodiversidade microbiana, funções ecológicas e sua própria extinção. O gênero Bacillus é representado por bactérias onipresentes em diferentes ambientes como solos, plantas, águas e vivendo como simbiontes em insetos. Este gênero, nestas últimas décadas tem chamado bastante atenção, devido ao uso em diversos processos biotecnológicos, farmacêuticos, industriais, como por exemplo, no controle biológico de diversas ordens de insetos (Diptera, Coleoptera e Lepidoptera) vetores de doenças e pragas agrícolas. Outra aplicabilidade está relacionada ao controle agrícola de bactérias, fungos e nematoides patogênicos às plantas e, também, na biorremediação de ambientes contaminados. Além disso, na produção de diversas classes de antibióticos ativos contra cepas patogênicas de importância médica. Estas bactérias secretam e excretam diversas moléculas como proteínas inseticidas, enzimas hidrolíticas, peptídeos não ribossomais e outros metabolitos secundários com funções específicas contra agentes vetores de patógenos. Dada à alta aplicabilidade deste grupo de bactérias, tornam-se necessários estudos sobre o conhecimento da diversidade, relações ecológicas e filogenéticas, ainda pouco conhecidas ou não estudadas. Considerando a diversidade microbiana da Amazônia, são escassos os estudos sobre a diversidade de Bacillus spp., isolados de ambientes tropicais, principalmente relacionado aos diferentes nichos ecológicos da Amazônia como mata de terra firme, várzea e igapó. Estudos e pesquisas sobre os perfis genômicos, proteômicos e metabólicos de linhagens de Bacillus spp., demonstraram que estas bactérias possuem um grande potencial para produzir uma variedade de metabolitos bioativos de interesse biotecnológico. Com o avanço das ciências aliadas às novas ferramentas moleculares é possível identificar de forma correta os microrganismos e conhecer seu potencial químico e genético. Estudos de genômica associados com o perfil dos metabolitos das bactérias trouxeram grandes impactos para estudos de taxonomia e identificação de moléculas inéditas. Portanto, conhecer a diversidade de bactérias, do gênero Bacillus, isoladas dos ecossistemas de mata de terra firme, várzea e igapó, analisando os seguintes conteúdos moleculares: genômico, proteômico e metabolômico são os principais objetivos deste projeto, de caráter inovador, assim como tentar detectar novas moléculas com potencial biológico para o controle de vetores de doenças tropicais e moléculas com atividades antimicrobianas.
  • Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - AM - Brasil
  • 01/03/2022-28/02/2023
Foto de perfil

Wanessa Algarte Ramsdorf

Outra

Ciências Ambientais
  • avaliação ecotoxicológica de nanopertículas de zno dopadas com terras raras
  • O avanço da nanotecnologia desencadeou a produção de diversos materiais em nanoescala, dentre eles as nanopartículas de óxido de zinco (NPs ZnO), com aplicações biomédicas e utilizadas em produtos de higiene e protetores solares, e como agentes antimicrobianos e antifúngicos. Devido às suas propriedades óticas, elétricas e físico-químicas, são uma opção confiável para bioimagem, biossensores e células solares. A dopagem das NPs ZnO é empregada a fim de otimizar sua aplicação, e as terras raras apresentam grande potencial devido às suas propriedades luminescentes e por melhorarem as propriedades de condução do material da matriz. No entanto, além de muitas vantagens, esses nanomateriais apresentam muitos desafios. Por serem considerados materiais inteiramente novos, sua influência no organismo humano e no ambiente ainda é pouco conhecida. Estudos ecotoxicológicos são ferramentas cujos resultados permitem auxiliar nas políticas públicas, possibilitando análises de impactos ambientais acerca de novos produtos e auxiliando na preservação dos recursos naturais. Dessa forma, o objetivo deste estudo é avaliar a toxicidade das NPs ZnO sem dopagem e dopadas com as terras raras Cério (Ce) e Érbio (Er), em diferentes modelos biológicos (Allium cepa, Daphnia magna, Rhamdia quelen e em cultivo celular - RTG2), além de investigar o possível efeito biocida (antimicrobiano e antifúngico) das NPs ZnO. Tendo em vista a necessidade de uma produção ambientalmente segura destas NPs, os modelos biológicos e a análise de diferentes biomarcadores (genéticos e bioquímicos e morfológicos) serão utilizados para avaliar os impactos potenciais destes produtos nos compartimentos ambientais. Através dos estudos ecotoxicológicos laboratoriais poderemos inferir se estas NPs liberadas no mercado e ao ambiente, poderão ou não provocar possíveis danos aos ecossistemas.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025