Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sérgio Oliveira De Paula

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • implantação de vlps (virus-like particles) como plataforma vacinal para os vírus sars-cov-2 e mayaro. uma questão de independência tecnológica nacional.
  • A COVID-19 (Corovirus Disease 2019) é o nome da doença de etiologia viral causada por um membro da família Coronaviridae definido como Coronavirus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2 (SARS-CoV-2). Por outro lado, arboviroses são doenças causadas por vírus transmitidos por artrópodes hematófagos e representam um grave problema de saúde pública para diversos países, entre eles o Mayaro virus (MAYV), um arbovírus negligenciado, de caráter emergente. Apesar de o MAYV ser conhecida por décadas, não existe terapia ou vacina disponível. Além disso, a maioria dos organismos utilizados para a produção de candidatos vacinais precisam ser manipulados em laboratório com nível de biossegurança (NB3), devido ao seu alto risco de infecção. Dessa forma, a utilização de VLPs (Virus-Like Particles) é uma alternativa interessante para o desenvolvimento de diferentes estudos envolvendo o SARS-CoV-2 e os arbovirus. VLPs são partículas estruturalmente semelhantes ao vírus infectivo, porém não possuem o material genético, que proporciona a replicação viral e desencadeia a infecção. Embora VLPs não sejam capazes de desencadear uma doença, eles são muito efetivos na ativação do sistema imune e, consequentemente, na produção de anticorpos. Para isso, temos como objetivo a utilização das VLPs do SARS-COV-2, e do Mayaro virus em escala industrial para confecção de vacinas contra a COVID-19 e arboviroses, além da confecção de kits diagnósticos de baixo custo. A produção das VLPs ocorrerá em Komagataella phaffii, leveduras amplamente utilizadas como sistema de expressão de proteínas para aplicação farmacêutica em geral. Nesse sentido, é de suma importância que sejamos capazes de responder de maneira rápida e efetiva diante de ameaças à saúde pública, que expandem silenciosamente seu alcance pelo país e podem levar o surgimento de epidemias endêmicas graves, bem como de novas variantes que venham a surgir diante do cenário atual da pandemia do coronavírus.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sérgio Rebello Dillenburg

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • o sistema eólico costeiro do sul do brasil como geoarquivo de mudanças ambientais
  • A proposta trata das relações entre a sedimentação eólica costeira no Rio Grande do Sul (RS) e fatores controladores climáticos e oceanográficos operantes no Quaternário Tardio. Depósitos eólicos costeiros são sensíveis às variações da circulação atmosférica e oceânica, e do nível do mar. Processos costeiros, condicionados por tais variações, imprimiram registros sedimentares eólicos que estão “arquivados” na superfície das barreiras costeiras do RS. A identificação, caracterização e determinação da cronologia formacional destes registros permitirão entender a resposta dos sistemas costeiros às variações supracitadas, a magnitude destas respostas e as suas recorrências no tempo. Tais informações são fundamentais para o entendimento das relações entre processos e produtos, indicando as tendências evolutivas das regiões costeiras frente aos cenários de mudanças climáticas em curso, o que impacta diretamente em programas de gestão da zona costeira. Trabalhos recentes demonstraram a influência do fenômeno da ressurgência na umidade das regiões costeiras que apresentam sistemas eólicos ativos (Cabo Frio-RJ e Cabo Santa Marta-SC) e, consequentemente, na mobilidade de areia pelo vento. Trata-se de um bom exemplo da relação entre sistemas eólicos costeiros e circulação atmosférica e oceânica. Preliminarmente, os depósitos eólicos alvo serão identificados e classificados através de produtos de sensoriamento remoto. Em campo, serão adquiridas seções com georradar (“GPR”), a fim de identificar as paleossuperfícies e a arquitetura deposicional dos depósitos visando à sua caracterização, bem como para orientar a coleta de amostras para análises sedimentológicas e para datação por Luminescência Oticamente Estimulada (LOE) e, eventualmente, 14C. A cronologia dos depósitos eólicos será relacionada a dados paleoclimáticos e paleoceanográficos preexistentes e novos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sergio Teixeira da Fonseca

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • abordagem da complexidade na recuperação física pós-esforço e seus efeitos sobre o padrão coordenativo do movimento
  • A recuperação é um processo de reparação para restabelecer ou exceder a capacidade funcional existente. Períodos de recuperação são necessários após rotinas de treinamento. Quando este período é deficiente, mudanças no padrão de movimento podem contribuir para o desenvolvimento de lesões. Padrões coordenativos, capturados através de análises não lineares, têm revelado mudanças sutis no movimento que estão associadas a uma redução da capacidade do indivíduo. Os objetivos deste projeto são 1) investigar a influência da intensidade da atividade física e do tempo de recuperação da atividade sobre o padrão coordenativo de corredores e 2) Investigar os efeitos da imersão em água gelada e da massagem sobre o processo de recuperação. Corredores com idade entre 18 e 50 anos e sem lesão serão avaliados durante a tarefa de agachamento unipodal guiado por laser. A confiabilidade do padrão coordenativo e a validade dos sensores inercias com sistema tridimensional de análise do movimento serão analisadas pelo test-t pareado e coeficiente de correlação intraclasse. A fractalidade, regularidade e a variabilidade das séries temporais dos padrões coordenativos do membro inferior, pelve e tronco, serão calculadas durante o agachamento unipodal por meio da Análise de Flutuações Destendenciadas, Entropia Amostral e coeficiente de variação da fase relativa. Os efeitos da imersão e da massagem serão também avaliados em um grupo experimental e em outro controle. ANOVAs mistas serão realizadas para verificar o efeito da atividade física habitual, do aumento de intensidade da atividade e o tempo de recuperação sobre a fractalidade, regularidade e variabilidade do padrão coordenativo. A mesma análise irá verificar os efeitos da imersão e massagem sobre o padrão coordenativo e sobre o tônus muscular. O presente estudo permitirá esclarecer o efeito das atividades física e da recuperação no padrão de movimento, além do papel de estratégias de intervenção sobre o processo de recuperação.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 06/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sergio Teixeira Ferreira

Ciências Biológicas

Bioquímica
  • síntese proteica cerebral e suas conexões com a doença de alzheimer e a depressão
  • O crescimento da população idosa no Brasil tem levado a um significativo aumento na incidência de doenças crônicas. A depressão é uma doença incapacitante que vem aumentando em incidência em todo o mundo nas últimas décadas. Embora progressos consideráveis tenham sido feitos no campo da fisiopatologia da depressão, seus mecanismos ainda não são totalmente descritos e parte dos casos ainda se mostra refratária às terapias existentes. Por outro lado, a doença de Alzheimer (DA) é uma doença neurodegenerativa progressiva que acomete mais de 35 milhões de pessoas no mundo, dentre as quais mais de 1 milhão no Brasil. Embora o sintoma mais proeminente da DA seja a perda de memórias, a apatia e o comportamento depressivo são comorbidades frequentes em pacientes da DA, embora com fisiopatologia ainda pouco estudada. Nosso grupo e outros demonstraram que a fosforilação exacerbada do fator de iniciação de tradução eIF2alfa (eIF2alfa-P) causa redução nos níveis globais de síntese proteica no cérebro e tem um papel crucial na perda de memória na DA. Nossos dados iniciais indicam que o prejuízo na tradução induzida por oligômeros do peptídeo beta-amiloide (AbOs), toxinas que se acumulam em cérebros com DA, pode ser revertido pela ativação da etapa de iniciação da tradução, através da inibição da atividade de um regulador negativo da tradução neuronal denominado eIF4E-BP2 (eukaryotic initiation fator 4E binding protein 2, ou 4E-BP2). Esta proposta tem como objetivo central investigar se alterações na síntese proteica cerebral constituem um elo importante entre a fisiopatologia da DA e da depressão. Os resultados desta proposta possuem o potencial de revelar novos mecanismos moleculares e alvos terapêuticos.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Serje Schmidt

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • cocriação de valor e empreendedorismo de impacto social: um estudo comparativo entre brasil, portugal e finlândia
  • O deterioramento de regiões industrializadas afetadas pela globalização, como a do Vale do Rio dos Sinos no RS, induziu a diversificação da matriz econômica e a busca de alternativas às demandas sociais que emergiram nesse processo. Nessas regiões, ambientes de inovação para acolher startups e empresas baseadas em conhecimento, das indústrias criativas e com impacto social se proliferaram. Parte dessas startups, entretanto, tem seu desenvolvimento restrito por conta de um fraco engajamento inicial com seu público-alvo. Especialmente para as startups com impacto social, essa conexão para criação conjunta de valor é essencial desde a ideação até a validação da proposta. Apesar de poucos estudos explorarem a cocriação de valor na atividade empreendedora de forma geral, esse número tem crescido por conta de sua relevância empírica. Este projeto de pesquisa tem como objetivo identificar e analisar o processo de cocriação de valor para o desenvolvimento de startups de impacto social em ambientes de inovação no Brasil, na Finlândia e em Portugal. Esse processo já foi tema de pesquisas conduzidas em startups de outras áreas, mostrando-se plausível, mas startups de impacto social trazem idiossincrasias relevantes principalmente quanto à amplitude e diversidade de seus públicos. Uma abordagem exploratória qualitativa será conduzida por meio de estudos de caso, entrevistas em profundidade com mentores e assessores que acompanham este processo, observação participante em ambientes de inovação e análise documental em modelos de incubação já existentes. Comparações com startups em ambientes de inovação nos demais países será possível pela cooperação entre os pesquisadores, proporcionando benefícios mútuos.
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 18/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Severino Matias de Alencar

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • desenvolvimento de snacks saudáveis enriquecidos com própolis orgânica microencapsulada: avaliação das propriedades biológicas, bioacessibilidade, transporte celular e ação prebiótica
  • Apesar de legalmente ser considerada um alimento em diversos países, o consumo da própolis é restrito à forma de extratos aquosos ou hidroalcoólicos devido ao seu sabor amargo característico, que torna desafiadora a sua aplicação como ingrediente funcional em alimentos. Neste contexto, além do sabor considerado suave para uma própolis e de não conter metais pesados e resíduos de agrotóxicos, a própolis orgânica produzida em áreas de preservação no Sul do Paraná e Norte de Santa Catarina se destaca pela elevada atividade antioxidante, relacionada à presença principalmente de lignanas. Assim, o objetivo desse trabalho é o desenvolvimento de snacks saudáveis, no formato de barras de proteínas e de frutas, enriquecidos com própolis orgânica microencapsulada, produzidas de forma a minimizar os atributos sensoriais indesejados da própolis e, ao mesmo tempo, preservar os benefícios à saúde relacionados à sua ingestão. Para isso, os produtos desenvolvidos serão avaliados por um painel sensorial e será realizada uma simulação in vitro da digestão gastrointestinal destes, assim como da absorção de seus compostos bioativos no intestino delgado, por meio de um modelo de co-cultura com células Caco-2 e HepG2. A capacidade de ERO e ERN, as atividades anti-inflamatória e antimicrobiana, assim como a composição química por LC-ESI-QTOF-MS, serão avaliadas no extrato etanólico encapsulado e não encapsulado e nas barras de frutas/proteínas com melhor desempenho sensorial ao longo da digestão gastrointestinal e do ensaio de transporte celular. O potencial efeito prebiótico relacionado ao consumo delas também será avaliado em ensaios com animais por meio de análise genômica da microbiota das fezes coletadas. Desta forma, esta proposta inovadora envolverá a aplicação de ciência e tecnologia de ponta na investigação dos efeitos fisiológicos da ingestão de alimentos contendo a própolis e com atributos sensoriais agradáveis para a produção em escala industrial.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 27/07/2022-31/07/2024
Foto de perfil

Sheila Araujo Teles

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • covid-19 em profissionais da saúde e da segurança pública residentes em goiânia, goiás – um estudo de coorte
  • A pandemia da COVID-19 (Coronavirus Disease 2019), causada pelo novo coronavirus denominado SARS-CoV-2 (severe acute respiratory síndrome coronavirus 2) está afetando o modo de viver das pessoas em todo o mundo pelo alto risco de contágio, além de exigir recursos humanos e estrutura dos serviços de saúde em grande escala. Indivíduos infectados pelo SARS-CoV-2 podem ser assintomáticos ou apresentar sintomas leves a severo. A transmissão viral ocorre por meio de gotículas/aerossóis ou por contato com superfícies contaminada. Alguns segmentos populacionais estão especialmente em risco para infecção pelo SARS-CoV-2 como profissionais da saúde e trabalhadores da segurança pública, considerados servidores de áreas essenciais. Estes profissionais geralmente possuem longas jornadas, trabalham em diferentes locais e muitos subestimam o poder das medidas preventivas com a prática incorreta da higienização das mãos e uso equivocado dos equipamentos de proteção individual (EPI), tornando-os passiveis de se infectarem e transmitirem o vírus. De maio a outubro de 2020, a Universidade Federal de Goiás (UFG), em resposta a pandemia da COVID-19, iniciou um amplo projeto de extensão para testagem de profissionais de saúde e de trabalhadores da segurança; uma oportunidade ímpar para formação de um coorte de pessoas RNA-SARS-CoV-2 positivas para avaliar carga viral, persistência viral e resposta humoral natural ao SARS-CoV-2. Além disso, verificar nos profissionais da saúde e da segurança pública estudados a adesão a vacina contra SARS-CoV-2 e ocorrência de reinfecção durante o seguimento. Por fim, considerando a recomendação da OMS de aproveitar oportunidades de diagnóstico da infecção pelo SARS-CoV-2 para investigar as hepatites virais, este estudo propõe ainda detectar os marcadores das infecções pelo HBV e HCV, bem como os títulos de anti-HBs vacinal na coorte de profissionais de saúde e de segurança envolvidos no estudo.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sheizi Calheira de Freitas

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • a influência do nível educacional dos profissionais de contabilidade na qualidade dos relatórios contábeis
  • Estudos anteriores têm sugerido que o nível educacional de auditores, executivos e demais funcionários pode influenciar o processo de divulgação financeira das empresas, e que o diploma universitário importa. Entretanto, a associação entre a educação formal dos responsáveis técnicos pela elaboração das demonstrações contábeis e a qualidade desses relatórios ainda é pouco conhecida. A presença de técnicos em contabilidade e contadores com níveis diferenciados de educação formal atuando no Brasil oferece uma oportunidade singular para abordar essa questão. Com isso, esta pesquisa tem como principal objetivo investigar a associação entre o nível de educação dos responsáveis técnicos e três características relacionadas à qualidade das demonstrações contábeis: a) a qualidade dos accruals, b) a propensão da empresa para divulgar fraquezas materiais dos controles internos; e c) a probabilidade da empresa republicar suas demonstrações contábeis. Para tanto, adotará modelos de regressão linear múltipla com dados em painel, adaptados de Call et al. (2017), cujos dados serão coletados por meio de survey e plataformas de informações financeiras, sendo os controles realizados em dois níveis: do responsável técnico e da firma. Em ambos os casos, serão utilizadas as proxies previstas pela literatura e para as quais haja disponibilidade de dados para as empresas da amostra em todos os anos que serão pesquisados. Com isso, espera-se que este trabalho contribua para: i) ampliar o entendimento sobre o papel da educação contábil no ambiente empresarial; ii) fazer avançar as pesquisas que investigam os fatores associados à qualidade da informação contábil; e iii) fornecer evidências da relevância das credenciais acadêmicas para o profissional de contabilidade, gerando implicações práticas para toda a cadeia de envolvidos com a educação contábil (eg. instituições de ensino, conselhos profissionais e governo).
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sheylla Susan Moreira da Silva de Almeida

Ciências da Saúde

Farmácia
  • estudo fitoquímico, biológico e desenvolvimento de formulações biocida e repelente contendo extratos e óleos vegetais de espécies da família araceae para o controle de aedes (stegomyia) aegypti (diptera, culicidae)
  • Este projeto tem por objetivo utilizar óleos e extratos vegetais para obtenção de produtos com atividade inseticida. Sendo assim, este estudo visa desenvolver produtos utilizando nanotecnologia para que a estabilidade e eficácia sejam prolongadas. Portanto, obter sistema nanoestrututurado contendo óleo essencial e frações de extratos vegetais das espécies Montrichardia linifera (Arruda) Schott, Montrichardia arborescens (L.) Schott, Pistia stratioides L., Caladium bicolor (Aiton) Vent., Dieffenbachia seguine (Jacq.) Schott e Lemna minor L. da família Araceae e avaliar a atividade biocida e repelente em Aedes aegypti. A região Amazônica, como em todo território brasileiro, existe a ampla necessidade de combater doenças transmitidas por mosquitos e outros vetores. As mais conhecidas são: malária, dengue, chikungunya e zika vírus, que são transmitidas pelo vetor Aedes aegypti, onde são consideradas um dos principais problemas em saúde pública. Necessitando assim, de mecanismos cada vez mais eficiente para o controle deste mosquito, onde pode ser usado a obtenção de produtos nanoestruturados contendo metabólitos de origem vegetal, com tecnologia a baixo custo. Nesse sentindo, esse estudo tem a seguinte pergunta-norteadora: nanoemulsões contendo metabólitos secundários das espécies da família Araceae podem ser aplicadas no controle químico de A. aegypti? Este estudo de natureza experimental e quanti-qualitativo apresenta como hipótese de nulidade (H0): as nanoemulsões preparadas à base de metabólitos secundários das espécies da família Araceae não apresentam atividade inseticida contra A. aegypti; e como hipótese alternativa (H1): as nanoemulsões preparadas à base de metabólitos secundários das espécies da família Araceae apresentam atividade inseticida contra ao A. aegypti. Para resolver este problema, propõe-se a extração de metabólitos secundários de espécies da Família Araceae para obter produtos nanobiotecnológicos com atividades biocida e repelente.
  • Universidade Federal do Amapá - AP - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Shirley Lima Campos

Ciências da Saúde

Fisioterapia e Terapia Ocupacional
  • desfechos clínicos e da funcionalidade respiratória e musculoesqueletica de pacientes críticos com covid-19 submetidos a diferentes métodos de ajuste da peep sob monitoração da tomografia de impedância elétrica
  • Introdução: A Doença de Coronavírus 2019 (COVID-19), causada pela Síndrome Respiratória Aguda Grave-Corona Virus-2 (SARS-CoV-2) requer suporte ventilatório mecânico (VM). Nesse cenário vem sendo recomendado estratégias protetoras de ventilação precoce de modo a evitar lesões induzidas pelo ventilador mecânico, principalmente ocasionadas por pressões positivas expiratórias finais (Peep) inadequadas. Contudo o melhor método de ajuste da Peep para esses pacientes ainda não está bem estabelecido, já que sua evolução clínica e morfofuncional pode diferir da síndrome de desconforto respiratório agudo (SDRA) decorrentes de outras etiologias, bem como, variáveis da função respiratória e dos músculos periféricos, podem ser atingidos em função do longo tempo sob ventilação mecânica e imobilidade no leito. Objetivo: Comparar a evolução clínico-laboratorial e das funções respiratória e dos músculos periféricos em pacientes ventilados mecanicamente com COVID-19 submetidos ao ajuste da Peep pela Tabela Ardsnet (controle) em relação a pacientes com Peep titulada pela driving pressure (DP) e pela Tomografia de impedância elétrica (TIE). Método: Ensaio clínico, controlado, randomizado, duplo cego, no qual 90 pacientes após a intubação orotraqueal serão randomizados em 3 grupos para ajuste da PEEP: Controle (uso da tabela Ardsnet), Driving Pressure-DP (Peep ajustada para a menor DP), e TIE (Peep para colapso < 5%). Dados clínicos, laboratoriais, de oxigenação, ventilação, mecânica do sistema respiratório e regionais, além de desfechos da musculatura periférica (força e funcionalidade) serão monitorados desde a intubação à extubação na posição supina e prona. Os dados serão coletados e arquivados para análise, que considera diferença entre os grupos com p<0,05. Resultados esperados: A partir deste estudo espera-se identificar o método de ajuste da Peep relacionada com maiores efeitos benéficos e menor efeito deletério nos pacientes críticos sob VM, de modo, a definir a estratégia ventilatória mais adequada a estes pacientes.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Shirley Nakagaki

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • preparação de sólidos catalíticos multifuncionais para transformações catalíticas únicas e/ou sequenciais por meio da imobilização de metaloporfirinas e enzimas em sólidos lamelares
  • A catálise heterogênea empregando metaloporfirinas (MP) vem sendo pesquisada nas últimas décadas, como alternativa para contornar os problemas enfrentados na catálise homogênea empregando esses complexos (falta de robustez das espécies catalíticas nas condições drásticas da reação; reações paralelas envolvendo as espécies catalíticas que possam levar a baixa eficiência da reação e a dificuldade na separação do catalisador para o seu posterior reuso) o que pode tornar o processo catalítico mais interessante e vantajoso para a idealização de produtos tecnológicos. Porém, a seletividade e a alta conversão alcançada na catálise homogênea por MP nem sempre são as mesmas alcançadas na catálise heterogênea e esses são os principais desafios a serem vencidos com o uso de complexos imobilizados. Apesar de todos os avanços nas pesquisas acadêmicas envolvendo MP, a maioria dos relatos se restringe a investigação desses compostos como catalisadores de reações únicas, seja em meio homogêneo seja heterogêneo. Além disso, o relato de catalisadores sólidos multifuncionais envolvendo MP bem como catalisadores capazes de atuar de forma eficiente e seletiva em reações sequenciais é raro. Nos últimos anos nosso grupo de pesquisa vem desenvolvendo catalisadores baseados em MP, principalmente de íons de Fe e de Mn, que foram estudados em processos homogêneos e heterogêneos em reações de oxidação de alcanos, de alcenos e de degradação de corantes orgânicos; sendo investigados mecanismos de reação e diferentes seletividades e atividades, dependendo da substituição na MP e do metal empregado. A heterogenização dessas MP em diferentes sólidos (sílicas, compostos lamelares diversos, vidros porosos, dentre outros) e até mesmo a construção de polímeros de coordenação baseados em blocos porfirínicos, promoveu a obtenção de catalisadores sólidos. A catálise heterogênea possibilitou aos compostos preparados maior tempo de vida do catalisador, sua recuperação do meio de reação e reuso. Além disso, em alguns casos levou a diferentes e inusitadas seletividades. Essa vasta gama de catalisadores, tanto do ponto de vista molecular como da química de materiais, assim como as informações obtidas nos usos catalíticos, aliadas a expertise do grupo na catálise, fizeram com que nosso horizonte pudesse ser ampliado nessa nova proposta de pesquisa. Nesse sentido, no presente projeto pretendemos ampliar e avançar no estudo catalítico e emprego de porfirinas e metaloporfirinas. Diante desse contexto, a proposta aqui apresentada tem como principal objetivo, acreditamos que de forma inédita no país e no exterior, preparar sólidos catalíticos baseados em compostos lamelares da família dos hidróxidos duplos lamelares (HDL) e dos hidroxissais lamelares (HSL) contendo enzimas e diferentes metaloporfirinas sintéticas imobilizadas, visando à utilização desses sólidos como catalisadores em reações únicas e sequenciais. Para tanto o grupo pretende contar com a colaboração de estudantes de graduação e pós-graduação, além de pesquisadores da UFPR especialistas em química de coordenação e preparação e caracterização de compostos lamelares. A imobilização de complexos porfirínicos e enzima em um mesmo sólido suporte e a adequada caracterização dos novos materiais resultantes é um desafio a ser vencido nesse projeto. No entanto, alguns resultados preliminares estimulantes já foram obtidos. Além disso, a investigação da atividade de cada complexo em reação única bem como em reações sequenciais one pot também serão investigadas. Alguns sistemas catalíticos prova-de-conceito são colocados no projeto mas outros poderão ser investigados no seu desenvolvimento. Devido ao ineditismo da proposta quanto aos aspectos científicos e de inovação e ao que tange a qualidade e originalidade do projeto, visto ser uma proposta desafiadora do ponto de vista de estabelecimento de condições ideais e de ferramenta de caracterização dos sólidos preparados; espera-se avanço em relação ao estado da arte da investigação catalítica de moléculas versáteis como são as metaloporfirinas. Sendo assim, as metas que se pretende alcançar com a execução desse trabalho são: - Obter suportes inorgânicos baseados em compostos lamelares das famílias dos hidróxidos duplos lamelares e hidroxissais lamelares para a imobilização de catalisadores envolvendo metaloporfirinas e enzimas. - Obter metaloporfirinas para fins catalíticos a partir de sais de Mn e Sn. - Desenvolver estratégias adequadas à imobilização de mais de uma metaloporfirina e uma enzima em um mesmo sólido lamelar (proposição ideal - Glucose oxidase), para estudar o desempenho catalítico em reações únicas, multifuncionais e sequenciais. A imobilização de enzimas em sólidos lamelares e a manutenção da atividade enzimática bem como a utilização de catalisadores baseados em enzimas em meio não completamente aquoso é uma das metas mais importantes desse trabalho, visto que são escassos os trabalhos catalíticos envolvendo essa família de sólidos. Nossa abordagem é totalmente inédita no país e os relatos internacionais são ainda poucos, o que nos estimula a propor a preparação e a investigação do uso desses sólidos nesse projeto. - Testar sólidos resultantes da imobilização de uma enzima, uma metaloporfirina, uma enzima e uma metaloporfirina e uma enzima e ao menos duas diferentes metaloporfirinas em reações únicas e reações sequenciais. Ressaltamos que a estratégia aqui proposta é original e inédita e desconhecemos o emprego dessa classe de sólidos a qual o projeto se propõe a preparar, em pelo menos três reações que podem vir a ocorrer em sequência dependendo dos catalisadores e condições otimizadas. - Investigar a capacidade de recuperação e re-uso dos sólidos catalíticos preparados. -Desenvolver estudos cinéticos dos processos catalíticos investigados. - Formar recursos humanos com habilidades e expertise em química inorgânica e catálise. - Reportar os resultados alcançados em revistas especializadas e em eventos científico
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 18/02/2019-10/05/2023
Foto de perfil

Shirley Silva

Ciências Humanas

Educação
  • estudantes com deficiência no ensino superior: trajetórias de escolarização e produções de subjetividades no contexto da pandemia da covid-19
  • Nos últimos 20 anos, o acesso ao ensino superior no Brasil passou por uma notável ampliação e diversificação. Neste cenário, a permanência e participação de estudantes têm apresentado desafios, cujos sentidos demandam investigação. As pessoas com deficiência representam 0,56% das matrículas no ensino superior. Ao adentrar a universidade, às situações de deficiência como uma diferença social, interseccionadas à raça, gênero e classe, somam-se a fatores estruturais potencializadores de exclusão. Este projeto visa analisar as trajetórias de escolarização e produções de subjetividades de estudantes com deficiência no ensino superior, no contexto da pandemia da Covid-19. Estas questões são ainda pouco exploradas na área de conhecimento específico, o que demonstra a necessidade de pesquisas. Trata-se de uma investigação importante, pois pode fornecer subsídios para o desenvolvimento de tecnologias sociais de acessibilidade de caráter inovador e estratégias de permanência que promovam a qualidade de vida. Se a pandemia tem agudizado desigualdades, cumpre investigar de que modo essas dinâmicas atualizam-se na prática, particularmente junto a pessoas com biografias marcadas por barreiras de acesso. A questão proposta é plausível uma vez que dados quantitativos e o conhecimento tácito das situações de exclusão que as pessoas com deficiência vivenciam no ensino superior indicam a necessidade de perspectivas metodológicas voltadas para a escuta sensível das mesmas. Para se atingir o objetivo proposto a pesquisa visa desenvolver, sob a orientação da instituição executora e em colaboração com 5 universidades-base, distribuídas pelas 5 regiões do país, 3 atividades metodológicas fundamentais de coleta de dados submetidas à análise de conteúdo: (1) pesquisa documental e bibliográfica acerca de políticas educacionais e levantamento de estatísticas das diferentes regiões (Fase I); (2) realização de grupos focais (Fase II); (3) realização de entrevistas em profundidade (Fase II).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sibelli Passini Barbosa Ferrão

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • utilização de extrato vegetal obtido a partir das flores de alcachofra (cynara cardunculus scolymus l.) para produção de queijos e avaliação de sua qualidade
  • A coagulação do leite é uma das etapas mais importantes na fabricação do queijo, envolvendo modificações da micela de caseína pela ação de proteinases específicas. Proteases de fontes vegetais vêm sendo estudadas como coagulantes do leite, e a flor da alcachofra (Cynara Cardunculus var Scolymus l.) possui potencial ação coagulante do leite em substituição a quimosina microbiana. O presente estudo possui como objetivos avaliar a utilização de extrato vegetal obtido das flores de alcachofra (C. cardunculus L.) e seu efeito sobre as características químicas, protéicas e sensoriais de queijo ao longo do processo de maturação. Serão obtidos extratos vegetais a partir das flores maduras da alcahofra (C. scolymus L.) e serão tomados como referência o extrato das flores maduras do cardo (C. cardunculus L.) e coalho microbiano (Aspergillus niger var. Awamori). Após caracterização dos extratos serão elaborados queijos a partir do leite pasteurizado de vaca e ovelha, adicionados de cultura mesofílica (Lactococcus lactis ssp lactis e Lactococcus lactis ssp cremoris), com 3 repetições para cada um dos coagulantes. Os queijos serão armazenados em BOD a 13ºC e armazenados por 30 dias. A qualidade e influência dos coagulantes serão avaliadas comparativamente para sua composição química, propriedades físico-químicas, textura, análise sensorial (Perfil Descritivo Otimizado-PDO, aceitação e intenção de compra), perfil proteico e de peptídeos solúveis em água (SDS-PAGE e RP-HPLC) e avaliação dos grupos funcionais por espectroscopia MIR e NIR nos tempos 0, 10, 20 e 30 dias de maturação. Espera-se obter queijos com qualidade nutricional e tecnológica viáveis a partir do uso de coalho vegetal (C. scolymus L.), tornando-se uma alternativa para produção de queijos com posterior transferência de produção para a indústria.
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sidartha Sória e Silva

Ciências Humanas

Sociologia
  • trabalho como ofício: artífices na profissão médica
  • O projeto propõe analisar um tipo específico de relação entre o indivíduo e sua ocupação profissional – qual seja, aquela pela qual o principal fator motivador para o trabalho reside na busca excessiva pela excelência ou pela perfeição em seu exercício –, elegendo-se, como caso empírico, a categoria profissional médica. Propõe-se identificar e mapear os fatores sociológicos que favorecem o surgimento deste tipo particular de relação com um trabalho ou profissão. Na linha de frente do combate à pandemia de covid-19 se colocaram os profissionais da saúde. Entre estes um subgrupo chamou atenção, por serem motivados não tanto por razões de ordem “altruísta” (bem comum, interesse público) ou “egoísta” (ganhos financeiros), mas por uma relação com o trabalho em que o próprio exercício da atividade parece lhes comprazer. Sobre a atividade do artífice, Richard Sennett observa o fenômeno pelo qual certos indivíduos assumem seu trabalho como ofício, ao que exibem características como a curiosidade metódica, a consciência material e o engajamento contínuo e permanente no aperfeiçoamento da perícia laboral. A importância deste trabalho reside na expectativa de se abrir uma nova abordagem conceitual e analítica na sociologia do trabalho que permita diálogos ativos com a sociologia das profissões, a psicologia do trabalho e a gestão organizacional. A hipótese central é que existe uma categoria de indivíduos – que se destacam em seus campos de atuação a ponto de serem percebidos socialmente como obsessivos e incansáveis em sua dedicação – que possuem uma relação com seu trabalho similar à de artífices em contato com seus ofícios, e que existe uma ordem de fatores (morais, éticos, familiares, educacionais) que condiciona o surgimento deste tipo de relação com o trabalho. A abordagem é qualitativa: após a seleção prévia de informantes prevê-se a realização de entrevistas a partir de questões semiestruturadas que visarão captar dados sobre as variáveis referentes aos fatores citados.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sidiney Geraldo Alves

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • dinâmica e universalidade em sistemas complexos
  • Nosso grupo tem atuado usando de forma complementar abordagens analítica, computacional e experimental em sistemas complexos. Nessa proposta, pretendemos avançar em três linhas de pesquisa. Na primeira, damos continuidade ao estudo da dinâmica de enrugamento de interfaces e crescimento de agregados. Estamos interessados em problemas associados a caracterização da classe de universalidade de modelos discretos tradicionais e a investigações associadas a problemas de eletrodeposição. A investigação de sistemas que apresentam transição de fase para estados absorventes é abordada na segunda linha. Aqui, continuamos trabalhos usando modelagem computacional e teoria de campo médio para observar o efeito da introdução de desordem em modelos tradicionais. Finalmente, na terceira linha, estamos interessados no estudo da dinâmica de forrageamento e facilitação social em cupins. Com forte caráter interdisciplinar, combinamos análise e modelagem tradicionalmente utilizadas na física estatística a experimentos com grupos de cupins confinados para estudar a emergência de comportamentos complexos.
  • Universidade Federal de São João Del-Rei - MG - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sidnei Paciornik

Engenharias

Engenharia de Minas
  • uso de redes neurais deep learning no reconhecimento e classificação automática de macerais de carvão
  • Diversos processos de fabricação da indústria siderúrgica têm o carvão mineral como matéria-prima, p.ex.: produção de ferro gusa. Os constituintes individuais da matéria orgânica que compõe o carvão, chamados macerais, influenciam a qualidade e eficiência destes processos, podendo ser reconhecidos por análise de microscopia ótica. A caracterização microestrutural do carvão por microscopia ótica permite identificar os macerais pela refletância, cor, morfologia, anisotropia, tamanho e relevo ou dureza de polimento; sendo possível classificar o carvão, de acordo com um catálogo universal, conforme a presença e a quantidade de cada grupo de maceral. Essa descrição é de extrema importância, pois assim pode-se avaliar a qualidade e a origem de um determinado carvão e suas propriedades, como por exemplo, a reatividade do carvão em processos de pirólise e gaseificação, bem como seu comportamento durante a carbonização para a produção de coque. O método tradicional de caracterização de carvão, amplamente usado no mundo, é um processo manual/visual que requer um grande esforço, expertise e tempo do operador. O uso de uma aplicação automática de caracterização do carvão, além de trazer inovação ao usar tecnologia de ponta, também poderá aumentar a confiabilidade e reprodutibilidade dos resultados. Será um processo capaz de disponibilizar informações confiáveis de forma rápida e eficiente, que independe da expertise e do critério de um operador altamente treinado. Métodos baseados em Aprendizado Profundo podem aprender simultaneamente como extrair características complexas e fazer a classificação correta baseada nelas. As redes neurais convolucionais representam uma arquitetura de aprendizagem profunda que vem ganhando proeminência notável no reconhecimento de imagens. Não há, porém, indícios na literatura do uso dessas redes para o problema de classificação do carvão. Assim, a presente proposta visa desenvolver e treinar uma rede convolucional para automatizar a identificação de macerais de carvão. Dada a variedade de classes de macerais envolvidas e a complexidade da rede deep learning necessária, a etapa de treinamento envolve alta complexidade computacional. Portanto, o uso de recursos de cloud computing da Amazon, especialmente máquinas com múltiplas GPU´s, será vital para o desenvolvimento do sistema de classificação.
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 31/08/2020-31/08/2022
Foto de perfil

Sidney Alves Lourenço

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • centro tecnológico de dispositivos avançados: um laboratório interinstitucional para o desenvolvimento de dispositivos eletro-ópticos facilmente processáveis e de baixo custo baseados em materiais semicondutores orgânicos e inorgânicos nanoestruturados.
  • Materiais semicondutores são a base de toda eletrônica moderna. Eles compõem a estrutura principal de dispositivos eletrônicos como sensores, diodos e transistores, assim como de dispositivos opto-eletrônicos como fotodetectores, diodos emissores de luz e células solares. Há uma intensa atividade de pesquisa atualmente na área de ciência de materiais, no sentido de desenvolver novas estruturas de materiais semicondutores de misturas desses materiais com nanoestruturas metálicas, que possam ser processados em solução por técnicas de baixo custo e facilmente implementáveis, como spin-coating e spray-pirólise, com o intuito de promover a criação e fabricação de novos dispositivos baseados no processamento relativamente simples e no baixo custo de sua produção. É a denominada eletrônica impressa, de onde vem surgindo diversas possibilidades de sensoriamento, monitoramento e otimização de eficiência energética através dos dispositivos eletro-ópticos desenvolvidos com essa ferramenta. Os pesquisadores que compõem a equipe da presente proposta vêm desenvolvendo há anos estudos em ciência de materiais que possam ser utilizados em dispositivos opto-eletrônicos diversos, como sensores, diodos, transistores, fotodetectores, diodos emissores de luz, e células solares. O ponto em comum é que todos esses dispositivos envolvem o desenvolvimento e aplicação de materiais semicondutores avançados, sejam eles orgânicos, inorgânicos ou híbridos (orgânico-inorgânico) ou resultado de misturas entre semicondutores e nanoestruturas metálicas. Além disso, é de crucial importância para o desempenho dos dispositivos os fenômenos que ocorrem na interface entre esses materiais semicondutores e os outros materiais que constituem o dispositivo, como dielétricos e eletrodos metálicos. A proposta aqui apresentada visa à criação de um ambiente colaborativo, com a troca de informações e expertise dos pesquisadores envolvidos, visando ao desenvolvimento e aprimoramento destes dispositivos.
  • Universidade Tecnológica Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sidney Jose Lima Ribeiro

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • fotônica para o futuro
  • Materiais para Fotônica- A Fotônica é tecnologia-chave do século 21 e a linha de pesquisa se concentra na preparação e caracterização de materiais para a fotônica quais sejam, fontes de luz, guias de luz e detectores à base de vidros especiais e materiais híbridos orgânicos-inorgânicos. Esses materiais se prestam às várias aplicações propostas que vão desde biomedicina até óptica não linear. O desenvolvimento desses materiais e a formação de recursos humanos para a área tem grande impacto econômico e social com a criação de novas empresas e negócios.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 22/07/2021-31/07/2024
Foto de perfil

Sidney Kuerten

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • dinâmica hidrossedimentológica e depósitos quaternários do rio paraguai no pantanal sul (entre foz dos rios miranda e apa).
  • O rio Paraguai é o rio-tronco de um sistema deposicional caracterizado pela presença de megaleques fluviais construídos pelos rios que drenam áreas circunvizinhas e por ele próprio. O rio Paraguai atravessa a maior área alagada do planeta, o Pantanal e integra um complexo sistema hídrico não isolado, que recebe ao longo de seu percurso o in put de água e sedimento advindo de importantes afluentes que drenam vastas áreas antropizadas (cerca de 400 mil km²). Assim, cinturões de meandros abandonados, anabranches, avulsões, migrações laterais, alterações na largura, comprimento de onda e curvatura dos canais sugerem, que o rio teve uma história quaternária influenciada por mudanças alóctones (climáticas) e autóctones (avulsões, etc.) suficientemente expressivas para produzir o padrão ora observado no trecho sul (entre a cidade de Corumbá e a foz do rio Apa). Este trecho do rio Paraguai constitui também um importante cenário turístico de pesca, integra a rota de segurança nacional, é uma via de escoamento de commodities que será potencializada pelo corredor bioceânico (Atlântico-Pacífico) com a edificação de um terminal hidroviário e uma ponte estaiada sob o canal. Uma complexa relação hidrológica e sedimentar depende da intensidade das cheias e a hipótese central é que neste trecho, o rio Paraguai apresenta “funcionamento herdado”, em que formas antigas são re-utilizadas, por condições hidrológicas muito diferentes de sua formação. As implicações, ambientais e ecológicas desse sistema são inteiramente desconhecidas e valorizam em muito os objetivos desta pesquisa (caracterizar o regime hidrossedimentar atual; interpretar os processos responsáveis pelas mudanças no padrão fluvial; e identificar a ocorrência e distribuição de microplásticos). Metodologicamente serão associadas geotecnologias atuais, técnicas de paleoidrologia, de hidrossedimentologia, cronologia absoluta, análises multi-proxy e a identificação e quantificação de microplásticos no Pantanal sul.
  • Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Síglia Pimentel Höher Camargo

Ciências Humanas

Educação
  • plano educacional individualizado (pei): proposições e adequações para a realidade brasileira.
  • A inclusão de alunos com deficiências está legalmente amparada, refletindo-se no crescente aumento de matrículas destes estudantes na rede regular de ensino. A literatura é farta em documentar as dificuldades e despreparo dos professores frente à inclusão, sobretudo em como ensinar a todos, com qualidade e atendendo aos princípios fundamentais da inclusão em que a criança não apenas está na escola, mas efetivamente aprende e se beneficia dos estímulos que ela proporciona. O Plano Educacional Individualizado (PEI) se constitui em uma ferramenta de trabalho que pode auxiliar a superar esse desafio e nortear a inclusão de alunos com deficiências para garantir o seu processo inclusivo e progresso de aprendizagem. Trata-se de uma metodologia de trabalho colaborativa e que tem ganhado espaço e discussão no meio acadêmico e educacional. Diferente de outros países, sua elaboração e implementação ainda não é regulamentada no Brasil. Sua caracterização e formas de execução não é explicitamente abordada, recomendada e instruída em dispositivos legais nacionais, gerando dúvidas sobre como o PEI poderia ser implementado em nossas escolas. Essa proposta pretende, a partir de estudos de elevado rigor metodológico e nacionalmente contextualizados, investigar a viabilidade e efetividade do PEI, de modo a propor adequações para sua implementação na realidade educacional brasileira. Espera-se que a partir de estudos que nos permitam estabelecer diretrizes mais adequadas e voltadas à nossa realidade, se possa contribuir para alavancar a qualidade das práticas de inclusão escolar em nosso país. A estratégia metodológica a ser implementada envolve abordagens qualitativas e experimentais de pesquisa de caso único que permitem estabelecer práticas baseadas em evidências, com amostras de diferentes regiões brasileiras a partir do envolvimento interinstitucional de colaboradores na equipe de execução da proposta.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025