Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Tiago Fiorini da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • tecnologia de feixes iônicos aplicada ao desenvolvimento da fusão nuclear no brasil
  • A produção de energia elétrica a partir da fusão nuclear do hidrogênio e seus isótopos é uma rota eficiente e limpa, para um futuro com demandas por mais energia, e menor emissão de carbono. Os reatores de fusão são máquinas complexas, baseadas no confinamento de plasmas, e que constituem um enorme desafio tecnológico. Dentre esses desafios está a escolha dos revestimentos das paredes internas do reator, que são submetidos a intensa radiação gerada pelo plasma, causando erosão por colisões iônicas e a criação de defeitos na sua rede cristalina. Material combustível se acumula nos defeitos, e é liberado posteriormente com o aquecimento das paredes, prejudicando a estabilidade do confinamento do reator. As técnicas nucleares de caracterização de materiais são as principais ferramentas para o estudo desses processos. O Laboratório de Análise de Materiais com Feixes Iônicos da USP (LAMFI-USP) vem oferecendo esse tipo de análises para a comunidade científica brasileira por mais de 30 anos. Nesta proposta, pretendemos implementar análises de interesse para fusão nuclear no LAMFI-USP. Trata-se de um tema complexo pois os arranjos experimentais devem ser otimizados, com revisão da proteção radiológica no laboratório durante a execução das medidas. Com o desenvolvimento desta competência, visamos oferecer suporte às pesquisas em fusão nuclear realizadas no Brasil, em especial à recente iniciativa do MCTIC ao estabelecer a Rede Nacional de Fusão. As principais etapas do projeto são: produzir feixes de 3He no LAMFI-USP e avaliar a produção de nêutrons e o risco radiológico das irradiações. Para este último, contamos com a experiência do grupo Monte Carlo e Dosimetria aplicados à Física Médica do IPEN-CNEN-SP. O LAMFI-USP já participa de pesquisas nesta linha, em colaboração com o Instituto Max-Planck de física de plasmas, na Alemanha. Agora, pretendemos desenvolver a competência experimental local para atender às necessidades de análise que virão com a Rede Nacional de Fusão.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 23/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Tiago Franca Paes

Outra

Divulgação Científica
  • semana nacional de ciência e tecnologia da ufba: a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta
  • O presente projeto busca realizar, no período de 02 à 08/10/2021, a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da UFBA, cujo o tema deste ano é “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”. Em cada edição o projeto SNCT da UFBA é construído com uma articulação entre professores, técnicos administrativos e estudantes dos cursos de Biologia, Física, Matemática, Química, Nutrição e Gastronomia, Veterinária e Zootecnia, Farmácia, Artes e Humanidades, Arquitetura, além das Engenharias e outros cursos da área da saúde da UFBA. Também, há o envolvimento de professores de escolas estaduais e municipais das cidades de Salvador e Camaçari, do estado da Bahia. Dentre as principais ações realizadas pelo projeto destacam-se a palestras, minicursos, mesas redondas, rodas de conversas, oficinas temáticas, exibição e debate de filmes ou documentários relacionados com o tema proposto; realização e construção de experimentos lúdicos e demonstrativos; visitas aos laboratórios didáticos, de pesquisa e museus das diversas unidades participantes da UFBA. Dado o período de distanciamento social, a edição da SNCT-UFBA deste ano seguirá o modelo da edição de 2020, em que parte das ações foram realizadas de forma virtual, ao vivo, mas não menos importante e sempre gratuita, através de metodologias digitais como web conferência, seminários online, jogos digitais, dinâmica de grupos online, por meio de plataformas digitais e redes sociais virtuais, concentradas e um único portal virtual: snct.ufba.br. O público-alvo destas ações são estudantes secundaristas da rede pública de ensino, contemplando também a participação de toda a comunidade. O projeto visa popularizar a ciência de forma lúdica, interativa, interdisciplinar e transdisciplinar, proporcionando aos participantes, oportunidades para que os mesmos ampliem seus conhecimentos, através do acesso à divulgação científica dos conteúdos formais já consolidados e discutidos pela sociedade, bem como acessarem os recentes avanços científicos e sua correlação com os fenômenos do cotidiano e seus desdobramentos tecnológicos.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Tiago José Belli

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • tratamento de efluente textil em eletro-biorreator a membrana precedido de reator anaeróbio: avaliação de desempenho, estudo da passivação dos eletrodos da comunidade microbiana.
  • Dentre as diversas atividades industriais, o setor têxtil é caracterizado como um dos segmentos mais tradicionais no estado de Santa Catarina. Apesar da grande importância econômica desse setor para o estado, tal atividade se destaca também por gerar em seu processo produtivo um efluente de elevado potencial poluidor, em que se destacam os umectantes, dispersantes e azo corantes. Nesse sentido, se verifica a importância no desenvolvimento de novas tecnologias que assegurem o tratamento adequado desse efluente. Assim, a presente proposta de pesquisa tem por objetivo avaliar a aplicabilidade e desempenho de uma nova tecnologia, denominada de Eletrobiorreator à membrana (EBRM) precedido de reator anaeróbio (An-EBRM), no tratamento de efluente têxtil. Em tal configuração, alia-se os benefícios do tratamento biológico (aeróbio e anaeróbio) ao processo físico de filtração por membranas sob exposição ao processo de eletrocoagulação. Apesar dos recentes avanços acerca da tecnologia de eletrobiorreatores, determinados aspectos relacionados a sua operação ainda carecem de maiores investigações, sobretudo quando aplicados ao tratamento de efluente têxtil. Dentre esses aspectos, destacam-se (I) um melhor entendimento do processo de passivação dos eletrodos e avaliação de alternativas para sua atenuação; (II) uma melhor compreensão do efeito da corrente elétrica sobre atividade e diversidade da biomassa e; (III) a avaliação da carga elétrica que maximize a remoção de corantes sob uma reduzida taxa de corrosão do anodo. Em paralelo, pretende-se investigar, por meio de ensaios de bancada, a utilização de célula combustível microbiana para suprir, em parte, a demanda energética do eletrobiorreator (EBRM). Espera-se que os resultados a serem obtidos contribuam para um melhor entendimento dos aspectos supracitados, gerando conhecimento científico e tecnológico que ajudem a maximizar o desempenho do reator quanto à remoção dos poluentes presentes no efluente têxtil.
  • Universidade do Estado de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Tiago José Nunes da Silva

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • desvendando a matéria fortemente interagente sob condições extremas
  • Uma das interações fundamentais da natureza, a interação forte, responsável pela estabilidade dos núcleos atômicos, é descrita pela teoria da Cromodinâmica Quântica (QCD) em termos de quarks e glúons. O comportamento da matéria que interage fortemente sob as condições mais extremas do universo, como aquelas encontradas no universo primordial e em objetos astrofísicos ultra-compactos, é objeto de grande interesse em Física de Altas Energias, e tem motivado um vasto programa de estudos teóricos e experimentais. A partir das simetrias da teoria, é possível esboçar um diagrama para as diferentes fases da QCD, no qual uma linha de transição de fases separa uma fase, a baixas temperaturas e densidades bariônicas, em que os quarks e glúons encontram-se confinados em estados compostos chamados hádrons, de outra fase, a altas temperaturas e/ou densidades, em que os quarks e glúons encontram-se desconfinados e propagam-se livremente, chamada de plasma de quarks e glúons (QGP). Essa transição de fases é bem entendida, a partir de técnicas não-perturbativas de QCD na Rede, para potenciais químicos pequenos. No entanto, devido ao problema do sinal, não é possível aplicar esses métodos à condições de grande densidade, limitando severamente nossa descrição de fenômenos extremos no universo. Desenvolvimentos recentes em modelos efetivos e holográficos, além de modernos vínculos experimentais obtidos em colisões de íons pesados e astronomia multi-mensageiro possibilitam novos estudos dessa região, antes inacessível do diagrama de fases. São exemplos os recentes dados observacionais indicando a formação de QGP no interior de estrelas de nêutrons e novas equações de estado holográficas e parametrizadas do QGP para altas densidades bariônicas. Combinaremos esses avanços com o estado da arte em simulações de colisões de íons pesados com modelos híbridos e modelagem da estrutura de objetos astrofísicos ultra-compactos para desvendar essa nova fronteira da matéria extrema.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Tiago Neuenfeld Munhoz

Ciências Humanas

Psicologia
  • prevenção da depressão em adolescentes escolares: explorando a aplicabilidade e efetividade de uma intervenção breve orientada e autoorientada à distância
  • Estima-se que ± 50% dos problemas de saúde mental têm seu início durante a adolescência, mas a oferta de serviços de saúde mental precisa ser ampliada. Desta forma, o objetivo será avaliar a efetividade e aplicabilidade de um modelo de intervenção para prevenção da depressão, gratuito, de curta duração, de fácil implementação por não especialistas e potencialmente custo-efetivo para aplicação em larga escala. Além disso, este projeto prevê 1) a execução do mapeamento rede socioassistencial, saúde e educação municipal; 2) realização de estudo transversal de base escolar no município para rastreio de depressão e ansiedade em adolescentes (10-19 anos) da rede de ensino público e privado na cidade; 3) o ensaio controlado randomizado (ECR) para avaliar o efeito de duas intervenções (orientada e autoorientada) de psicoeducação, avaliação e automonitoramento de sintomas depressivos (com sete sessões) em adolescentes na população-alvo; 4) e realizar a devolução dos resultados, em formato de capacitação (para profissionais da educação que integram as escolas e de ações preventivas e protetivas para a população-alvo. No estudo ECR três grupos serão aleatoriamente alocados: um grupo de intervenção receberá o protocolo do estudo com orientação de um assistente da pesquisa. O segundo grupo de intervenção receberá o protocolo do estudo sem orientação de um assistente de pesquisa. Isto é, a intervenção será autoorientada pelo participante do estudo, seguindo orientações disponíveis no site/aplicativo da pesquisa; e o terceiro grupo será o controle e não receberá intervenções da equipe de pesquisa. Os resultados esperados do estudo transversal permitiram o monitoramento e planejamento de ações em saúde no município e os resultados do ECR potencialmente contribuirão para beneficiar a população-alvo, sua família e profissionais da educação além da economia expressivas de recursos públicos gastos no tratamento do transtorno.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025