Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vera Cascon

Outra

Divulgação Científica
  • xvi fecti – décima sexta feira de ciência, tecnologia e inovação do estado do rio de janeiro
  • O objetivo do presente projeto é a realização da XVI FECTI - Décima Sexta Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro, organizada pela Fundação CECIERJ. A FECTI é a maior feira de ciências do Estado do Rio de Janeiro e atua promovendo o desenvolvimento no ambiente escolar de projetos de pesquisa, desde 2005. Os estudantes de 6º ao 9º ano poderão inscrever, gratuitamente seus trabalhos nas categorias Ciências no Ensino Fundamental II e os estudantes do ensino médio e técnico nas categorias: Ciências Biológicas & da Saúde, Ciências Exatas, Desenvolvimento de Tecnologia, Interdisciplinar (para projetos de Arte e Ciência, Sociedade, Ciência e Esporte, Educação e Ensino de Ciências, História da Ciência), Os projetos são avaliados pelo Comitê Científico, composto por cerca de 160 professores e pesquisadores. A seleção para a mostra da XVI FECTI levará em consideração a qualidade e o número máximo de 190 projetos finalistas. A XVI FECTI será realizada dias 2 e 3 de dezembro de 2022, em formato misto: Presencial: apresentação dos projetos finalistas das Modalidades 1 e 2 em evento sediado no CEFET/RJ – Campus Maracanã. Virtual: apresentação dos projetos selecionados da Modalidade 3 a membros do Comitê Científico e exposição de vídeos com apresentação dos projetos pelos estudantes. Durante o evento presencial, das 10h às 17h, com entrada gratuita, os trabalhos serão apresentados pelos estudantes ao público e à comissão de avaliação. Concomitantemente, irá ocorrer o 4º. Encontro de professores FECTI, para troca de experiências de especialistas em ensino de ciências com os professores orientadores. Também serão oferecidas oficinas para formação continuada aos professores. A realização do evento, aberto e gratuito, permite à população o desenvolvimento de uma cultura científica. Assim, além de estimular os jovens a seguir carreiras científicas e tecnológicas, espera-se contribuir para a formação de cidadãos mais críticos e participativos.
  • Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ - RJ - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Vera Lucia Amaral Ferlini

Ciências Humanas

História
  • base digital de história do açúcar: do mediterrâneo ao tlântico ( séculos vi a xxi)
  • O açúcar constitui um dos marcos da formação da sociedade ocidental, desde a introdução pelos árabes no Mediterrâneo, sua expansão pelas ilhas do Atlântico e sua expansão nas Américas. Nesse processo, a ocupação e da colonização européia foram fundados na produção açucareira, responsável pelo desenvolvimento do escravismo, pela concentração de riqueza e poder nas Américas. O Prjeto apresentado insere-se nas atividades do Grupo de Pesquisa CNPq, Civilizações do Açúcar, que congrega pesquisadores do Brasil e do exterior, articulados na Rede Internacional de História do Açúcar. Dentro da perspectiva da História Global e das Humanidades Digitaia, objetiva oferecer à comunidade científica e ao público em geral elementos de pesquisa e reflexão sobre a História do Açúcar. Trata-se de Plataforma Digital, com dados das áreas de produção acúcareira, desde o século VI, no Mediterrâneo até a atualidade Atlântica. Baseada em pesquisa documental, bibliográfica, iconográfica e cartográfica, permite obter, nas áreas georreferenciadas, dados históricos, econômicos e técnicos, bem como bibliografia e fontes disponíveis. Acompanha essas áreas, através do tempo, apontando sua situação atual, atividades econômicas e IDH, permitindo questionar esse percurso e lançar novas questões.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vera Lúcia Lopes Cristovão

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • laboratório integrado de letramentos acadêmico-científicos (lila): compreensão e produção textual na educação superior
  • A compreensão e produção de textos de estudantes universitários e as especificidades dessas práticas nas várias culturas disciplinares (HYLAND, 2004) vêm se estabelecendo como objeto de estudo de pesquisadores da Linguística Aplicada (LA) há anos. Nesse contexto, o Laboratório Integrado de Letramentos Acadêmico-científicos (LILA) nasceu de resultados de dois tipos de pesquisa: i) o estado da arte sobre letramentos acadêmicos (LEA;STREET, 1998) e científicos (MAGALHÃES;CRISTOVÃO, 2018) no Brasil; e ii) a análise das ementas de disciplinas dos cursos de graduação de três instituições (UEL, UTFPR e UNESPAR) e das respostas a questionários dirigidos a discentes, docentes e gestores. Essas análises objetivaram levantar ações didáticas em prol de letramentos acadêmicos-científicos existentes e as possibilidades de atuação do LILA nas necessidades evidenciadas no conjunto de resultados. Tendo sido criada a rede LILA, que atualmente conta com pesquisadores de dez IES paranaenses, faz-se premente a pesquisa das ações implementadas no laboratório para avaliar seus impactos nos letramentos acadêmico-científicos nas instituições envolvidas. Logo, a proposta consiste no estudo de dados gerados em ações de ensino e extensão a serem realizadas pelo LILA, evidenciando o movimento cíclico – planejamento, implementação, avaliação – inerente ao projeto. A hipótese é que tais ações, coletivas, colaborativas e interinstitucionais podem gerar inovação na busca por superar dificuldades postas nas universidades quanto a letramentos acadêmico-científicos. Em especial, destacamos os percursos formativos e dispositivos didáticos propostos em colaboração interinstitucional entre laboratórios e projetos voltados aos letramentos acadêmico-científicos em âmbito estadual, para a formação de docentes e discentes de culturas disciplinares selecionadas, conforme a necessidade das IES integrantes.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 13/02/2022-28/02/2025