Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Victoria Judith Isaac Nahum

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • rede cooperativa multidisciplinar para subsidiar o manejo da pesca dos estoques de camarões da região norte e nordeste do brasil com foco ecossistêmico-shrimp_nen
  • As pescarias artesanais e industriais de camarões possuem grande importância econômica e social no Brasil. Contudo, estas pescarias encontram-se ameaçadas seja pelo aumento da pressão pesqueira, como por outras atividades humanas. As pescarias da região N e NE do Brasil atuam basicamente sobre as mesmas espécies de camarões. Contudo, estas duas regiões são muito distintas, desde o ponto de vista oceanográfico e ambiental. Este fato nos leva a buscar responder as seguintes perguntas: • Quais são as características comuns desses dois grandes ecossistemas marinhos, no que diz respeito à produtividade, riqueza e abundância da assembleia de espécies de cada um? • Qual o grau de complexidade, maturidade ecológica, de fluxos de energia e diversidade funcional da comunidade biótica de cada um desses ecossistemas? • Que mecanismos efetivamente controlam a produtividade das águas e, em última instância, a abundância dos recursos pesqueiros em estes dois modelos de ecossistemas marinhos/estuarinos? • Que fatores ambientais, ecológicos, econômicos, sócio-culturais ou mesmo políticos diferenciam ou assemelham os padrões da pesca em estas duas regiões tão extensas? • Quais as consequências de interferências antrópicas específicas (intensidade da pesca, fauna acompanhante, degradação de habitat) ou globais (mudanças climáticas) em cada um deles? O que podemos esperar em um cenário futuro em termos de níveis de resiliência destes grandes ecossistemas marinhos, se confrontados com impactos ambientais extremos? • Que lições podemos apreender da gestão pesqueira até agora praticada nessas duas regiões e quais as consequências das respostas às perguntas anteriores na gestão da pesca em cada uma das regiões? Para tal, serão realizadas pesquisas buscando abordar uma ampla gama de assuntos, tais como biologia populacional, dinâmica de populações e avaliação de estoques, modelagem ecossistêmica e modelos de pesca; economia pesqueira; tecnologia pesqueira; gestão pesqueira. O principal objetivo do projeto será: Promover estudos multidisciplinares que subsidiem os tomadores de decisão sobre possíveis formas da gestão pesqueira e da conservação dos estoques de camarões nas regiões N e NE do Brasil, permitindo a proposição de medidas que contemplem as características ambientais, econômicas, e sócio-culturais de cada região, delimitando cenários que considerem impactos regionais e globais, em longo prazo. Os objetivo específicos do projeto são: 1) Realizar estudos sobre biologia e ecologia das populações de camarões e da fauna acompanhante que são alvos da pesca artesanal e industrial, incluindo informações sobre reprodução, recrutamento, crescimento somático e mortalidade. 2) Realizar a avaliação do estado dos principais estoques alvos da pesca artesanal e industrial, incluindo modelos holísticos, analíticos e multivariados. 3) Realizar estudos integrativos, que permitam abordagens ecossistêmicas para o manejo e gestão dos recursos camaroeiros, incluindo modelos de fluxos de energia, análise de risco, abordagens multi-critério de indicadores, modelos multivariados para os rendimentos pesqueiros e simulações de cenários futuros fase à alterações na pressão pesqueira e em outros tensores antropogênicos, incluindo mudanças climáticas globais. 4) Realizar estudos econômicos que permitam considerações sobre a economicidade e sustentabilidade econômica da atividade pesqueira de camarões e da cadeia produtiva. 5) Realizar estimativa dos índices de captura de espécies não desejadas na pesca de camarões tanto artesanal como industrial, índices de biodiversidade e estrutura das assembleias bióticas capturadas como fauna acompanhante, bem como viabilidade eficiência e impactos do uso de dispositivos para evitá-la. 6) Realizar estudos sobre a qualidade e quantidade do conhecimento tradicional de pescadores de camarões a bio-ecologia dos recursos capturados, das tecnologias de pesca eficazes, dos efeitos de alterações ambientais extremas e da percepção territorial dos recursos e usuários como base para a gestão participativa. 7) Realizar estudos sobre as formas atuais de gestão da pesca e a eficiência das medidas até o momento aplicadas, buscando fazer sugestões alternativas quando pertinente. 8) Realizar comparações entre os sistemas de pesca de camarões do N e do NE para tecer proposições sobre possíveis medidas de manejo e gestão dos recursos do N e NE do Brasil. 9) Emitir recomendações que possam ser utilizadas pelos gestores e tomadores de decisão a fim de promover a adoção de políticas de gestão, ordenamento e monitoramento sustentáveis para os estoques de camarões e a sua fauna associada. 10) Promover a formação de uma rede de parcerias institucionais de caráter multidisciplinar para incentivar o intercâmbio do conhecimento científico e tecnológico sobre a pesca de camarões, assim como formar recursos humanos capacitados para contribuir com o manejo sustentável dos recursos e a conservação dos ecossistemas. Para alcançar estes objetivos, o projeto vai desenvolver uma estratégia de amostragens similares e padronizadas na costa N e NE do Brasil, para as pescarias artesanais e industriais, com coleta de dados primários e compilação de dados já existentes nos bancos de dados das equipes participantes e colaboradoras. Serão realizados estudos sobre: alimentação, reprodução, crescimento, recrutamento, taxas de mortalidade, avaliação de estoques, sustentabilidade econômica da pesca, tecnologia e impactos do uso de dispositivos para evitar fauna acompanhante nos arrastos; etnoeconologia, e questões relacionadas com as formas atuais de ordenamento e gestão da pesca. Os resultados das pesquisas devem servir para emitidas recomendações que serão apresentadas ás autoridades e ao Comitê Permanente de Gestão da pesca de camarões das regiões N e NE, para que sejam formuladas políticas para o manejo sustentáveis dos estoques de camarões e conservação da fauna acompanhante.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 03/12/2015-31/10/2022
Foto de perfil

Vidal de Freitas Mansano

Ciências Biológicas

Botânica
  • sistemática, morfologia e filogenia de angiospermas
  • Vide projeto anexo
  • Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 28/01/2020-27/01/2025
Foto de perfil

Vilmar Antonio Gonçalves Tondolo

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • efeito da pressão dos stakeholders, da reputação e do compliance na seleção de fornecedor socialmente responsável: uma abordagem experimental com gestores do brasil, estados unidos e reino unido
  • A Responsabilidade Social Corporativa (RSC) é central por sua contribuição nas dimensões ambiental e econômica, mas há ainda um longo caminho a percorrer na dimensão social. A RSC pode ser vista como uma prática que as empresas devem executar para integrar os direitos sociais, ambientais, éticos, humanos e as preocupações dos consumidores nas operações dos seus negócios. Este projeto busca superar dois desafios científicos. O primeiro está relacionado à cadeia de suprimentos socialmente responsável (CSSR). A CSSR apresenta uma literatura em que as pesquisas empíricas ainda são incipientes. O segundo, visa-se contribuir para um tópico central da CSSR, a seleção de fornecedores socialmente responsáveis (SFSR). Diante disso, este projeto apresenta a seguinte questão de pesquisa: Como a pressão dos stakeholders, compliance e reputação afetam a decisão de seleção de um fornecedor socialmente responsável? Este problema é relevante uma vez que estímulos a programas de integridade e melhorias na reputação podem ser utilizados para promover a SFSR. As compras socialmente responsáveis auxiliam na redução da desigualdade social, ao incluírem pequenos negócios e empresas situadas em países em desenvolvimento. Além disso, podem ampliar a competitividade das organizações em mercados sensíveis aos aspectos sociais. Ações e estratégias relacionadas à gestão da cadeia de suprimentos de negócios precisam ser alinhadas ao conceito de RSC. Fornecedores precisam ser reorganizados e estimulados a produzirem produtos e serviços alinhados a essa nova preocupação da empresa compradora. Nada adianta a empresa compradora ter práticas de RSC, se os seus fornecedores não prezarem por práticas de RSC. Para isso, propõe-se a realização de um estudo causal, por meio de um experimento baseado em vinheta, com gestores do Brasil, EUA e do Reino Unido. A partir da manipulação das variáveis independentes, espera-se identificar como a pressão dos stakeholders, compliance e a reputação afetam a SFSR.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025