Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Venceslau Xavier de Lima Filho

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • fabricação de ligas intermetálicas para aplicações aeronáuticas e espaciais por manufatura aditiva
  • As duas principais formas de melhorar o desempenho de aeronaves são a redução de peso de seus componentes e o uso de materiais resistentes à altas temperaturas. Através da utilização intensiva de materiais leves no peso dos componentes aeroespaciais, o peso final pode ser significativamente reduzido. Uma redução no peso aumenta a relação empuxo- peso resultando em economia de combustível e emissões de carbono mais baixas. As ligas intermetálicas TiAl apresentam grande potencial para a utilização em aplicações aeroespaciais devido tanto ao seu baixo peso quanto à sua excelente resistência à altas temperaturas. No projeto proposto, será utilizada a tecnologia inovadora de manufatura aditiva para produção de peças de materiais leves de TiAl. Processos de manufatura aditiva como Sinterização Direta de Metais por Laser (DMLS) permitem a fabricação de componentes metálicos de formatos complexos diretamente através do pó utilizando-se de projetos de modelos digitais em softwares específicos para tal. Esta tecnologia também permite a fabricação de peças com designs inovadores impossíveis de serem produzidas através de processos convencionais, além de redução de custos e de tempo devido ao seu processo de fabricação não necessitar de etapas posteriores de usinagem. Todos esses fatores são muito desejáveis na indústria aeroespacial. Será realizada a completa caracterização das ligas de TiAl produzidas por manufatura aditiva incluindo análises de textura cristalográfica, microestrutura e químicas, além de análise de propriedades mecânicas. Será também estudado o comportamento do material em resposta à aplicação de diferentes tratamentos térmicos incluindo testes de resistência à corrosão a altas temperaturas. Serão medidas as tensões residuais nas peças fabricadas. Após toda a caracterização, serão otimizados os parâmetros de processo e finalmente, formas geométricas, incluindo protótipos de peças aeroespaciais serão produzidas e analisadas.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 07/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Vera Cascon

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • xv fecti – décima quinta feira de ciência, tecnologia e inovação do estado do rio de janeiro.
  • O objetivo do presente projeto é a realização da XV FECTI - Décima Quinta Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro, organizada pela Fundação CECIERJ, fundação pública de direito público, órgão da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro. A realização da feira de ciências estadual FECTI integra as ações executadas pela Fundação CECIERJ, que tem como origem o Centro de Ciências do Estado da Guanabara (CECIGUA), que foi criado em 1965 como o objetivo de “promover a educação científica do povo”, atuando na capacitação de professores, produzindo e distribuindo livros-texto e materiais para os laboratórios das escolas, além de ter realizado feiras de ciências estaduais de 1968 a 1974. A Fundação CECIERJ, comprometida com a difusão e popularização da ciência e com a melhoria do ensino de ciências, retoma a iniciativa de feiras de ciências em 2005 com o estabelecimento do programa FECTI – Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro, que conta com o apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Rio de Janeiro (Anexo I). A FECTI é a maior feira de ciências do Estado do Rio de Janeiro e tem contado com o auxílio da FAPERJ desde sua primeira versão, em 2005, e das chamadas organizadas pelo CNPq para feiras de ciência e mostras científicas, desde 2010. A participação, gratuita, na FECTI ocorre de duas formas: por inscrição avulsa no site, ou por meio de indicação de feiras afiliadas, que sejam realizadas até o final da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Todos os projetos, mesmo os indicados por feiras afiliadas, necessitam se inscrever na FECTI, enviando um relatório do projeto que será avaliado pela comissão científica da FECTI. Os estudantes de 6º ao 9º ano poderão inscrever seus projetos nas categorias Ciências no Ensino Fundamental II- 6º e 7º ano e Ciências no Ensino Fundamental II- 8º e 9º ano; e os estudantes do ensino médio e técnico nas categorias: Ciências Biológicas & da Saúde, Ciências Exatas, Desenvolvimento de Tecnologia, Interdisciplinar (para projetos de Arte e Ciência, Sociedade, Ciência e Esporte, Educação e Ensino de Ciências, História da Ciência). Os projetos inscritos na FECTI são submetidos a uma pré-seleção realizada pela equipe da Divulgação Científica da Fundação CECIERJ. Nessa pré-seleção, são considerados a originalidade, o cumprimento às normas da FECTI (Anexo II) e aos princípios éticos que regem a pesquisa com seres vivos. Os projetos considerados aptos a participar da FECTI são avaliados pelo Comitê Científico, composto por cerca de 160 professores e pesquisadores ligados a instituições de ensino e pesquisa e museus de ciência (Anexo III). A seleção para a mostra da XV FECTI levará em consideração a qualidade e o número máximo de 190 projetos finalistas. Os relatórios dos projetos finalistas serão publicados nos Anais da XV FECTI, em mídia digital. A XV FECTI será realizada nos dias 3 e 4 de dezembro de 2021, no CEFET/RJ, Campus Maracanã, cidade do Rio de Janeiro. Durante o evento, das 10h às 17h, com entrada gratuita, os projetos serão apresentados pelos estudantes ao público e à comissão de avaliação. Concomitantemente com a feira, irá ocorrer nas dependências do CEFET/RJ o 5º. Encontro de professores FECTI, para troca de experiências entre professores, com a participação de especialistas em ensino de ciências e dos professores orientadores dos projetos expostos na FECTI. Também serão oferecidas oficinas para formação continuada aos professores, ministradas pelos professores integrantes da Praça da Ciência Itinerante, programa da Fundação CECIERJ voltado à formação continuada de professores da educação básica. Para os estudantes, será realizada a visitação aos laboratórios do CEFET/RJ, uma oportunidade de incentivar esses jovens a seguirem seus estudos, especialmente nas carreiras de ciência e tecnologia. Ao final do evento, os expositores, alunos, professores e suas escolas, receberão o certificado de participação e os vencedores em cada categoria serão premiados. A realização anual da FECTI promove o desenvolvimento no ambiente escolar de projetos de pesquisa, nas diversas áreas de ciência e tecnologia, envolvendo estudantes e seus professores na investigação científica, contribuindo para a melhoria do ensino de ciências e matemática e abrindo caminho para a formação de jovens com um pensamento inventivo e crítico. A realização do evento, aberto e gratuito, permite à população o desenvolvimento de uma cultura científica. Assim, além de despertar o gosto de jovens pelas carreiras científicas e tecnológicas, espera-se contribuir para a formação de cidadãos mais críticos e participativos.
  • Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ - RJ - Brasil
  • 28/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Vera Cascon

Outra

Divulgação Científica
  • xvi fecti – décima sexta feira de ciência, tecnologia e inovação do estado do rio de janeiro
  • O objetivo do presente projeto é a realização da XVI FECTI - Décima Sexta Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro, organizada pela Fundação CECIERJ. A FECTI é a maior feira de ciências do Estado do Rio de Janeiro e atua promovendo o desenvolvimento no ambiente escolar de projetos de pesquisa, desde 2005. Os estudantes de 6º ao 9º ano poderão inscrever, gratuitamente seus trabalhos nas categorias Ciências no Ensino Fundamental II e os estudantes do ensino médio e técnico nas categorias: Ciências Biológicas & da Saúde, Ciências Exatas, Desenvolvimento de Tecnologia, Interdisciplinar (para projetos de Arte e Ciência, Sociedade, Ciência e Esporte, Educação e Ensino de Ciências, História da Ciência), Os projetos são avaliados pelo Comitê Científico, composto por cerca de 160 professores e pesquisadores. A seleção para a mostra da XVI FECTI levará em consideração a qualidade e o número máximo de 190 projetos finalistas. A XVI FECTI será realizada dias 2 e 3 de dezembro de 2022, em formato misto: Presencial: apresentação dos projetos finalistas das Modalidades 1 e 2 em evento sediado no CEFET/RJ – Campus Maracanã. Virtual: apresentação dos projetos selecionados da Modalidade 3 a membros do Comitê Científico e exposição de vídeos com apresentação dos projetos pelos estudantes. Durante o evento presencial, das 10h às 17h, com entrada gratuita, os trabalhos serão apresentados pelos estudantes ao público e à comissão de avaliação. Concomitantemente, irá ocorrer o 4º. Encontro de professores FECTI, para troca de experiências de especialistas em ensino de ciências com os professores orientadores. Também serão oferecidas oficinas para formação continuada aos professores. A realização do evento, aberto e gratuito, permite à população o desenvolvimento de uma cultura científica. Assim, além de estimular os jovens a seguir carreiras científicas e tecnológicas, espera-se contribuir para a formação de cidadãos mais críticos e participativos.
  • Fundação Centro de Ciências e Educação Superior à Distância do Estado do RJ - RJ - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Vera Lucia Amaral Ferlini

Ciências Humanas

História
  • base digital de história do açúcar: do mediterrâneo ao tlântico ( séculos vi a xxi)
  • O açúcar constitui um dos marcos da formação da sociedade ocidental, desde a introdução pelos árabes no Mediterrâneo, sua expansão pelas ilhas do Atlântico e sua expansão nas Américas. Nesse processo, a ocupação e da colonização européia foram fundados na produção açucareira, responsável pelo desenvolvimento do escravismo, pela concentração de riqueza e poder nas Américas. O Prjeto apresentado insere-se nas atividades do Grupo de Pesquisa CNPq, Civilizações do Açúcar, que congrega pesquisadores do Brasil e do exterior, articulados na Rede Internacional de História do Açúcar. Dentro da perspectiva da História Global e das Humanidades Digitaia, objetiva oferecer à comunidade científica e ao público em geral elementos de pesquisa e reflexão sobre a História do Açúcar. Trata-se de Plataforma Digital, com dados das áreas de produção acúcareira, desde o século VI, no Mediterrâneo até a atualidade Atlântica. Baseada em pesquisa documental, bibliográfica, iconográfica e cartográfica, permite obter, nas áreas georreferenciadas, dados históricos, econômicos e técnicos, bem como bibliografia e fontes disponíveis. Acompanha essas áreas, através do tempo, apontando sua situação atual, atividades econômicas e IDH, permitindo questionar esse percurso e lançar novas questões.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vera Lúcia Lopes Cristovão

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • laboratório integrado de letramentos acadêmico-científicos (lila): compreensão e produção textual na educação superior
  • A compreensão e produção de textos de estudantes universitários e as especificidades dessas práticas nas várias culturas disciplinares (HYLAND, 2004) vêm se estabelecendo como objeto de estudo de pesquisadores da Linguística Aplicada (LA) há anos. Nesse contexto, o Laboratório Integrado de Letramentos Acadêmico-científicos (LILA) nasceu de resultados de dois tipos de pesquisa: i) o estado da arte sobre letramentos acadêmicos (LEA;STREET, 1998) e científicos (MAGALHÃES;CRISTOVÃO, 2018) no Brasil; e ii) a análise das ementas de disciplinas dos cursos de graduação de três instituições (UEL, UTFPR e UNESPAR) e das respostas a questionários dirigidos a discentes, docentes e gestores. Essas análises objetivaram levantar ações didáticas em prol de letramentos acadêmicos-científicos existentes e as possibilidades de atuação do LILA nas necessidades evidenciadas no conjunto de resultados. Tendo sido criada a rede LILA, que atualmente conta com pesquisadores de dez IES paranaenses, faz-se premente a pesquisa das ações implementadas no laboratório para avaliar seus impactos nos letramentos acadêmico-científicos nas instituições envolvidas. Logo, a proposta consiste no estudo de dados gerados em ações de ensino e extensão a serem realizadas pelo LILA, evidenciando o movimento cíclico – planejamento, implementação, avaliação – inerente ao projeto. A hipótese é que tais ações, coletivas, colaborativas e interinstitucionais podem gerar inovação na busca por superar dificuldades postas nas universidades quanto a letramentos acadêmico-científicos. Em especial, destacamos os percursos formativos e dispositivos didáticos propostos em colaboração interinstitucional entre laboratórios e projetos voltados aos letramentos acadêmico-científicos em âmbito estadual, para a formação de docentes e discentes de culturas disciplinares selecionadas, conforme a necessidade das IES integrantes.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 13/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Vera Lucia Tieko Suguihiro

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • aplicação de recursos públicos em políticas sociais: uma análise dos custos em municípios paranaenses
  • Em 2009, o Decreto Presidencial 7.053/09, instituiu a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Inter setorial de Acompanhamento e Monitoramento. O Estado assume a responsabilidade de dar atendimento à esta população de rua, desempenhando com eficiência o seu papel de articulador entre as diferentes áreas das políticas públicas, como medida de proteção social. Os problemas envolvendo esse público é tratado no âmbito da assistencial social de caráter pontual, o que não tem mitigado as condições de vulnerabilidade desta população que vive o cotidiano de sem emprego, sem teto, sem saúde, sem alimento, mantendo-os sob o manto da invisibilidade. O estudo parte do pressuposto de que o problema deve ganhar relevância no âmbito das políticas públicas, tendo por base a confluência de ações, em uma perspectiva intersetorial. A pesquisa tem por objetivo compreender a aplicação dos recursos das diversas políticas públicas de atendimento à população de rua, de modo a calcular, analisar e avaliar os custos e os gastos incorridos nas políticas públicas nas áreas da saúde, assistência social, habitação, em uma perspectiva intersetorial. A pesquisa terá como campo empírico os municípios de Londrina, Apucarana e Cornélio Procópio, região norte do Paraná, para uma melhor compreensão do fenômeno nos diferentes contextos (porte dos municípios analisados - 2019,2020 e 2021), levando em consideração áreas georreferencidas das Instituições de Ensino Superior/ Paraná, participantes da pesquisa. Optou-se por uma metodologia que permite articular a investigação de base quantitativa e qualitativa, garantindo a integração dos dados. A pesquisa contará com análise documental, estudos bibliográficos, legislações e regulamentos da administração pública. Serão realizadas entrevistas com gestores municipais para coleta de dados referentes aos recursos aplicados nas referidas políticas públicas, tendo os custos das políticas públicas como objeto central de investigação.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vera Maria Ribeiro Nogueira

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • a covid-19 em regiões transfronteiriças: consequências e impactos na institucionalidade dos sistemas locais de saúde e proteção social
  • A pandemia atual revelou dimensões insuspeitáveis de desigualdade e precariedade entre a população residente nas fronteiras entre os países do Mercosul, requerendo a intervenção dos Estados em três âmbitos: na ampliação de recursos financeiros para resguardar a capacidade operacional dos sistemas de saúde; proteção social à população vulnerável, visando garantir a renda familiar devido à retração econômica; as ações protetivas face ao fechamento dos limites internacionais, com graves consequências econômicas, sociais e sanitárias para os transfronteiriços. Neste cenário acentuam-se as preocupações com os impactos atuais e futuros na região transfronteiriça o que sugere, como indagação central: em que medida as alterações nos sistemas de saúde e proteção social contribuíram para reduzir as desigualdades quanto ao acesso aos serviços de saúde e proteção social para a população residente em ambos os lados da fronteira. Assim, indica-se como objetivo geral avaliar o impacto da pandemia pela Covid-19 e as suas consequências na institucionalidade das políticas de saúde e assistência social na região transfronteiriça favorecendo, ou não, a cooperação ou a integração entre os municípios na busca da dimensão social da cidadania regional expressa pelo Instituto Social do Mercosul. A metodologia prevê a identificação do aparato de proteção social dos municípios, as estruturas organizacionais disponíveis e a concretude das propostas de proteção (demandas, serviços, acesso e acessibilidade) aos nacionais e não nacionais. Essas dimensões são viáveis para avaliar o nível de institucionalidade social (CEPAL) nas três temporalidades previstas – antes, durante a pandemia e até 3 anos pós-pandemia. Os dados serão obtidos via pesquisa documental e entrevistas em profundidade com gestores e informantes chave. Esta proposta replica projeto aprovado para Bolsa Produtividade, visando ampliar de 6 para 12 cidades gêmeas situadas ns fronteirs entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.
  • Universidade Católica de Pelotas - RS - Brasil
  • 15/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Veridiana Rezende

Ciências Humanas

Educação
  • campo conceitual da função afim: contribuições para a educação básica e educação superior
  • Para esta proposta assume-se que um conceito é desenvolvido pelo estudante durante o processo escolar, em decorrência das situações vivenciadas; e que a compreensão de um conceito não ocorre isoladamente, mas em conexão a outros conceitos, propriedades, situações e representações pertencentes a um campo conceitual. Em face disso, e das dificuldades de estudantes acerca do conceito de função afim, a hipótese de pesquisa é: o mapeamento do campo conceitual da função afim, a partir do estabelecimento da tipologia de situações multiplicativas e mistas que dão significado a este conceito, da identificação de esquemas e invariantes mobilizados em suas resoluções e das diferentes representações para a função afim, fornecerá aos pesquisadores, professores e autores de livros didáticos uma estrutura teórica para o desenho de uma prática para a construção deste conceito, desde os Anos Iniciais até o Ensino Superior. Serão tomados como base os campos conceituais aditivo e multiplicativo estabelecidos por Vergnaud, e para o desenvolvimento da pesquisa serão organizadas quatro frentes de estudos: o Estudo 1 se caracteriza como uma aproximação ao estado da arte da função afim, considerando pesquisas em Educação Matemática publicadas em três países. No Estudo 2 serão classificadas situações multiplicativas (puras ou mistas) associadas à função afim, presentes em livros didáticos da Educação Básica e Superior, avaliações de larga escala e pesquisas em Educação Matemática. No Estudo 3 serão analisados esquemas mobilizados por estudantes da Educação Básica e Superior, ao resolverem situações multiplicativas, explicitando as ideias de função afim, bem como o desenvolvimento dessas ideias ao longo da Educação Básica e Superior. Para o Estudo 4 serão seguidas as etapas da Engenharia Didática para implementar, em sala de aula de Educação Básica e em Cursos de Matemática, sequências didáticas que oportunizem a construção do conceito de função afim.
  • Universidade Estadual do Paraná - PR - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Verli Fátima Petri da Silveira

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • observatório de práticas sociais e linguageiras: produção de sentidos em tempos de pandemia
  • Inscrito no quadro teórico e metodológico da análise do discurso francesa em articulação com o campo das discursividades próprias aos estudos antropológicos e enunciativos, o projeto em tela tem como temática os diferentes modos de produção sentidos em tempos de pandemia do novo coronavírus. O objetivo geral é colocar em funcionamento um observatório de práticas sociais (PÊCHEUX, 1995) e linguageiras (ORLANDI, 1996), levando em conta o funcionamento de um observatório como lugar de reflexão crítica e de escuta social (BRAGA, 2015). A pesquisa que procede por meio da observação e da escuta tem se mostrado relevante para a compreensão dos processos de circulação de sentidos e discursos, principalmente em uma sociedade da/em midiatização como a que vivemos. A experiência de construção coletiva do “Vocabulário da pandemia do novo coronarírus” (disponível em https://www.ufsm.br/coronavirus/vocabulario-da-pandemia-do-novo-coronavirus/), que levou em conta a necessidade de divulgação científica dos estudos da linguagem, as noções de “partilha do sensível” (RANCIÈRE, 2015) e de “autoria compartilhada” (BIAZUS, 2019), indicou o nicho de pesquisa que estamos propondo. Para a realização deste projeto vamos contemplar espaços mais institucionalizados (como as escolas) e menos institucionalizados (como as mídias sociais), de acordo com as diferentes condições em que a pandemia afeta realidades também distintas, sempre cotejando com os trabalhos já em desenvolvimento. A proposta de escutar os sentidos que se produzem em tempos de pandemia, pela via de um observatório, permite assim a análise de como esses sentidos se inscrevem nas práticas sociais e linguageiras, pensando-se essa inscrição tanto como inserção quanto como marca, permanência nos/dos discursos em constituição e circulação.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Veronica Aparecida Pereira

Ciências Humanas

Psicologia
  • a vinculação de crianças em nova família: avaliação e acompanhamento
  • O programa de Acolhimento Familiar foi implementado no Brasil como uma política que visa assegurar os direitos da criança e do adolescente em condição de vulnerabilidade e violação dos direitos fundamentais. Em consonância com o marco legal da primeira infância, crianças até seis anos devem preferencialmente ser acolhidas em família. Estudos sobre os efeitos da privação social reforçam a importância da celeridade do acolhimento e, sobretudo, a necessidade, mesmo em caráter provisório, de que o acolhimento supra as necessidades da criança em seu desenvolvimento biopsicossocial. Após o acolhimento, a equipe técnica emite parecer sobre a viabilidade de retorno a família de origem ou encaminhamento à adoção. No acompanhamento de famílias (acolhedoras ou adotivas) observa-se uma lacuna de instrumentos sistematizados para avaliação das condições de vínculo e acolhimento no Brasil. Nesse contexto, o presente projeto encontra-se estruturado em dois estudos. No Estudo 1 propõe-se o desenvolvimento do Inventário sobre Vínculo e Acolhimento em Nova Família (IVANF), que tem como foco a primeira infância, e a investigação de suas evidências preliminares de validade e fidedignidade, atendendo todas as diretrizes e recomendações metodológicas disponíveis na literatura atual. No estudo 2 pretende-se realizar um estudo descritivo e correlacional para mapear as práticas educativas de cerca de 100 casos de famílias (acolhedoras ou adotivas) e investigar as possíveis associações com a qualidade de vínculo e acolhimento estabelecidos. Os estudos serão desenvolvidos inicialmente em duas regiões do país. Para validação, será recolhida amostra em todo o território nacional, via aplicação online. A disponibilização de um instrumento inédito no Brasil (Estudo 1) poderá contribuir na avaliação diagnóstica de práticas de acolhimento em nosso contexto cultural (Estudo 2), o que favorece o planejamento de intervenções junto às famílias que apresentem práticas incompatíveis com as necessidades
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025