Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Roberto Gonzalez Duarte

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • coevolução entre regulamentação ambiental e desenvolvimento científico-tecnológico nas ciências agrárias: transição para a sustentabilidade
  • A crescente relevância do setor agrícola na economia brasileira deveu-se em grande parte aos avanços científico-tecnológicos realizados, sobretudo nas instituições públicas de pesquisa e universidades. Se pesquisas passadas contribuíram para o incremento da produtividade, o desafio futuro para as ciências agrárias é assegurar a sustentabilidade dos sistemas agrícolas. O enfrentamento e o resultado desse desafio dependem das interações entre os agentes de diferentes esferas - setor agrícola, ambiente normativo-institucional, ciência e tecnologia e social - que compõem um sistema sociotécnico, definido como um conjunto de elementos técnicos e sociais visando à realização de de funções sociais. Geels (2020) propõe a perspectiva multinível, que leva em conta tanto as mudanças radicais (nichos tecnológicos) quanto os regimes sociotécnicos, que representam a estrutura institucional tangível, e as influências dos contextos mais amplos (landscape). A perspectiva coevolutiva, por sua vez, propõe que organizações, populações e ambientes sejam entendidos como resultado da interação entre intencionalidade gerencial, influências institucionais e fenômenos ambientais. Diante dos crescentes impactos ambientais do setor, das demandas por modelos mais sustentáveis e da emergência de agentes privados na pesquisa científico-tecnológica, este projeto propõe a pergunta - como as regulamentações ambientais e os avanços científico-tecnológicos (público e privado) nas ciências agrárias coevoluem ao longo da transição sociotécnica para a sustentabilidade?. São três os objetivos: analisar (i) como os diferentes atores do sistema sociotécnico se influenciam mutuamente e coevoluem ao longo do tempo; (ii) como essa influência determina o processo e o resultados de inovação científica e tecnológica para a sustentabilidade nas ciências agrárias; e (iii) o papel dos agentes públicos e privados nesse processo. A pesquisa, longitudinal, baseia-se em dados secundários, utilizando-se o NVivo.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Roberto Kant de Lima

Ciências Humanas

Antropologia
  • instituto de estudos comparados em administração institucional de conflitos
  • O presente projeto, apresentado no tema Segurança Pública, do Programa Institutos de Ciência e Tecnologia/CNPq, é resultado da articulação de uma rede nacional e internacional de instituições de ensino, pesquisa e extensão, reunidos há 06 anos no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia/ Instituto de Estudos Comparados em Administração Institucional de Conflitos (INCT/InEAC), aprovado em abril de 2009. A presente proposta busca consolidar, inovar e ampliar a experiência anterior, com a incorporação de novos parceiros nacionais e internacionais e através de novas formas de atuação. Consolidar, porque o trabalho desenvolvido e bancado pela formação do INCT/InEAC tem permitido iniciar um programa de pesquisa, ensino e extensão através da interlocução, inédita no Brasil, entre as ciências sociais e as ciências sociais aplicadas, especialmente entre a Antropologia e o Direito, que tem resultado em ações inovadoras: de um lado, na formação de profissionais do Direito com experiência na formulação e realização de pesquisas empíricas (e não dogmáticas) e, de outro lado, no desenvolvimento de projetos que não tomam o Direito como um objeto exterior, mas como um parceiro na produção conjunta de conhecimento. A maior conquista inovadora desta estratégia, na prática, baseada na longa (desde 2000) experiência do grupo, parcialmente frustrada, de formar quadros da segurança pública em cursos de especialização, foi propiciar o acionamento desse denso patrimônio acadêmico, catapultado pela aprovação do InEAC, para vencer as ferozes resistências expressas em debate nacional no final de 2008, dentro e fora da Universidade, para a criação bem sucedida de dois cursos superiores, um de graduação presencial nível bacharelado em Segurança Pública e um de tecnólogo em Segurança Pública a distância, ambos na Faculdade de Direito/UFF, que então passou a ter três cursos e um Departamento de Segurança Pública, fato inédito no Brasil. Os resultados dessa conquista começam a ser percebidos não só na alta procura pelos cursos, mas também pelo ambiente de discussão criado por eles, onde se vinculam estudantes provenientes diretamente do ensino médio, profissionais da segurança pública, da defesa, do direito e de outras áreas. O diálogo nas salas de aula e outros espaços de socialização entre essas diversas perspectivas está possibilitando desconstruir os paradigmas dogmático e repressivo fortemente consolidados como doutrinas no campo da segurança pública no Brasil. Experiências de formação desse tipo precisam de um tempo de consolidação e fortalecimento institucional e subjetivo de todos os atores envolvidos, que será promovido pelas ações propostas pelo novo INCT. Isso, por um lado, porque foi demonstrado que o campo da segurança pública, no Brasil, carece de uma formação universitária institucional a partir do enfoque das Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas. Essa formação objetiva a reprodução de valores e experiências introduzidas nas sociedades ocidentais a partir dos movimentos de instauração dos Estados Democráticos de Direito e de seus principais efeitos no campo das relações entre o Estado e os cidadãos. Essa reprodução, nas instituições de segurança pública, só poderá se dar no longo prazo, como efeito da internalização de normas e valores diferenciados daqueles dominantes historicamente no Brasil. Esse novo INCT também inova o anterior porque o escopo da atuação do Instituto se expande para além da análise dos processos de administração institucional de conflitos, para as formas não institucionais e, especialmente, para os processos de demanda de direitos e por reconhecimento por parte de diversos atores. Essas duas vias incorporarão aqui novos campos e novas perspectivas teóricas e metodológicas. Assim, a inovação se dará no campo da pesquisa e de sua articulação com as ações propostas na área da transferência do conhecimento. No primeiro caso, trata-se de ações fortemente ancoradas nas tecnologias de formação, capacitação e interlocução com operadores dos sistemas de Segurança Pública, de Justiça e de outras burocracias estatais, gerando espaços de desconstrução e construção de matrizes e práticas institucionais e corporativas arraigadas nas formas de fazer o Estado no Brasil. No segundo caso, as ações serão inovadoras no sentido da construção de tecnologias sociais que promovam, não a aplicação unilateral do conhecimento, mas a construção conjunta de formas de intervenção na esfera e no espaço públicos que considerem os diferentes pontos de vista e reivindicações das pessoas envolvidas nos conflitos tratados pelas agências públicas. Por último, esse novo projeto amplia o anterior no sentido de incorporar não só novos campos empíricos de pesquisa e transferência do conhecimento no país, agregando maior consistência aos resultados obtidos, mas também de expandir a atuação internacional do Instituto. Nessa linha, as estratégias nesse campo serão tendentes à internacionalização de nossos pesquisadores e não só da produção por eles elaborada, como a publicação em revistas estrangeiras e participação em eventos acadêmicos internacionais. O foco da internacionalização do presente projeto é vencer os obstáculos impostos pela exclusão de nossa área do Programa Ciência Sem Fronteiras, para promover o intercâmbio institucional e fluido entre pesquisadores, estudantes e professores dos países envolvidos, com vistas à troca de experiências de pesquisa, de ambientes acadêmicos mas, principalmente, para criar oportunidades para realização de pesquisas de campo em outros países, com a finalidade de produzir resultados que possam ser contrastados àqueles aqui obtidos. Assim, destaca-se que esse projeto se funda em uma perspectiva comparada e multidisciplinar de análise, pioneira no Brasil em relação à interlocução entre o Direito e as Ciências Sociais, no entendimento da Segurança Pública como um campo de disputas e consensos que vai além da criminalidade e da intervenção repressiva.
  • Universidade Federal Fluminense - RJ - Brasil
  • 28/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Roberto Leiser Baronas

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • laboratório de estudos epistemológicos e discursividades multimodais (leedim)
  • Este projeto de pesquisa envolve pesquisadores em diferentes estágios de formação e ligados institucionalmente a distintas instituições de ensino, pesquisa e extensão brasileiras (UFSCar; UFMS; UFG; UESB; UNEMAT; IFPB; IFSuldeMinas), situadas em três regiões do Brasil. Todos estão articulados junto ao Laboratório de Estudos Epistemológicos e de Discursividades Multimodais – LEEDiM. Nesse sentido, essa articulação objetiva dar conta de três grandes Programas de Pesquisa: No primeiro, são discutidos os deslocamentos epistemológicos e teórico-metodológicos na Análise do Discurso (doravante AD); na sequência, são verificados como esses deslocamentos podem ser testados em diferentes arquivos discursivos, por último, faz-se uma descrição da história dos conceitos da AD em diferentes espaços geográficos, notadamente Brasil e França. No segundo, busca-se tratar de temáticas atuais da AD: discurso digital, depois, busca-se compreender o modo como os diferentes mídiuns (jornais, revistas, blogs, sites, redes sociais) constroem uma história de campanhas presidenciais brasileiras, distinta da oficial. Por último, busca-se integrar a Linguística Popular aos estudos linguístico-discursivos. O projeto está articulado de maneira que os 12 pesquisadores que o compõem estão divididos com base no seu percurso de pesquisa, a partir dos três programas que constituem a proposta. Cada pesquisador com base na sua expertise definirá em conjunto com os demais pesquisadores do Programa, no qual está inserido, a partir da delimitação de um arquivo de pesquisa, quais as perguntas de pesquisa mais pertinentes e quais as ferramentas teórico-metodológicas mais adequadas para o tratamento do fenômeno linguístico-discursivo a ser estudado. Todas as discussões para a definição das perguntas, arquivos e ferramentas teórico-metodológicas serão realizadas por meio de metodologia remota.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Roberto Lent

Ciências da Saúde

Medicina
  • instituto nacional de neurociência translacional
  • O presente projeto visa a renovação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Neurociência Translacional (INNT), financiado desde 2009 pelo CNPq em conjunto com a FAPESP, e que ora atualiza e reapresenta seu formato, composição, objetivos e metas. Os destaques da atuação do INNT nos últimos anos podem ser encontrados nos Relatórios apresentados ao CNPq no período. Além de volumosa produção científica ao longo do quinquênio que ora se encerra, trabalhos da equipe do INNT têm sido publicados nos mais prestigiosos periódicos internacionais, incluindo, dentre outros, Science, Nature Med., PNAS, J. Clin. Invest., Molec. Psychiat., Brain e J. Neurosci. Na presente proposta, o INNT propõe o rodízio de sua Coordenação, com a transferência da instituição-sede para o Rio de Janeiro, a renovação de seu Comitê Gestor, a agregação de novos Pesquisadores e laboratórios associados de diferentes Instituições e estados do país, e a atualização de seus projetos, linhas de pesquisa e objetivos estratégicos no que diz respeito às propostas científicas, formação de recursos humanos altamente qualificados, inovação e interações com a Sociedade. A concepção translacional de nossa proposta de trabalho tem um caráter bidirecional, isto é, move-se “da bancada à beira do leito” (pesquisa translacional direta), e no sentido inverso (pesquisa translacional reversa), em 4 eixos temáticos principais e complementares de pesquisa. Nesse sentido, abordamos tópicos básicos relacionados ao Desenvolvimento e à Plasticidade do Sistema Nervoso (subprojeto 1) e aos distúrbios do curso normal desses processos que, por sua vez, originam uma Neuropatologia Celular e Molecular (subprojeto 2), possibilitando, assim, a investigação das Bases para a Compreensão das Doenças Neuropsiquiátricas (subprojeto 3) e, consequentemente, abrindo caminho para a elaboração de Novas Propostas para a Clínica de Doenças Neuropsiquiátricas (subprojeto 4). O INNT se organiza como uma matriz de 24 laboratórios associados, todos chefiados por Pesquisadores do CNPq (7 pesquisadores nível 1A, 9 nos níveis 1B-D e 7 pesquisadores nível 2A), envolvidos em projetos em colaboração desde o período anterior de financiamento do INNT e, em vários casos, antes disso. Esses laboratórios estão situados em 11 Universidades e 2 Institutos de pesquisa médica, em 6 estados do país e 10 cidades. O Comitê Gestor é composto por 10 pesquisadores de nível 1 do CNPq, sendo Coordenador o Prof. Roberto Lent, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e Vice-Coordenador o Prof. Sergio T. Ferreira, do Instituto de Bioquímica Médica da mesma universidade. Durante o período anterior, a integração foi propiciada por reuniões presenciais anuais no Rio de Janeiro, com a presença de todos os líderes de grupo e também de pesquisadores, posdocs e estudantes de cada grupo. No próximo período, manteremos a periodicidade anual das reuniões presenciais, ao mesmo tempo em que incrementaremos a interação através da mobilidade dos alunos de pós-graduação através do Programa de Pós-Graduação em Neurociência Translacional (PGNET, subprojeto 5), um curso multi-institucional já aprovado pela CAPES. O PGNET configura-se como uma proposição original para os INCTs e, além de possibilitar a maior interatividade entre os grupos através da co-orientação dos alunos por pesquisadores de diferentes Instituições, propiciará uma forte e institucionalizada atividade formadora de recursos humanos, por parte do INNT. Suas atividades poderão se iniciar imediatamente, com a aprovação da renovação do INNT, tendo em vista que já foi aprovada pela CAPES. Finalmente, o INNT organizará a intensa atividade de divulgação científica já desenvolvida por alguns de seus pesquisadores e estimulará o engajamento de novos pesquisadores nessas iniciativas, na forma de um programa de popularização da Neurociência (PopNeuro, subprojeto 6). O Subprojeto 1 versa sobre Desenvolvimento e Plasticidade do Sistema Nervoso, e tem como objetivo obter conhecimento básico acerca dos determinantes moleculares e celulares da formação embrionária e pós-natal do Sistema Nervoso, de sua capacidade de interagir com o meio ambiente (neuroplasticidade), e de distúrbios no desenvolvimento e ou plasticidade do SN, elementos essenciais para bem embasar o estudo das doenças neurológicas/neuropsiquiátricas e seu enfrentamento. O Subprojeto 2 aborda a Neuropatologia Celular e Molecular. Neste segundo conjunto de linhas de pesquisa, o INNT enfrenta mais diretamente as bases neuropatológicas celulares e moleculares das doenças neuropsiquiátricas, incluindo o câncer do sistema nervoso. Essa abordagem é necessária para um conhecimento mais completo da gênese dessas doenças, de modo a embasar as alternativas terapêuticas que se coloquem. O Subprojeto 3 visa o estudo das Bases para a Compreensão das Doenças Neuropsiquiátricas, avançando mais diretamente a uma abordagem de doenças crônicas de grande prevalência no Brasil e no mundo. Nesse subprojeto, o INNT pretende enfrentar os mecanismos da doença de Alzheimer, notadamente quanto à sua associação à inibição da sinalização neuronal por insulina, patologia relacionada ao diabetes e à obesidade mórbida. A doença de Parkinson será também estudada, em sua forma comórbida com depressão, e finalmente, a epilepsia do lobo temporal mesial, visando a identificar seus determinantes etiopatogênicos. O subprojeto 4 (Novas Propostas para a Clínica de Doenças Neuropsiquiátricas), aproxima-se do diagnóstico e das terapias, seja prospectando drogas com possibilidades terapêuticas para as epilepsias, alternativas para a compreensão e o tratamento de transtornos psiquiátricos complexos como a esquizofrenia, com base na reprogramação de células-tronco de pluripotência induzida, as bases neurais da emocionalidade e comportamento social humano, com implicações para o entendimento das sociopatias e, por fim, o desenvolvimento de biomarcadores para o diagnóstico precoce de demências.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 26/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Roberto Mendonca Faria

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • instituto nacional de ciência e tecnologia em eletrônica orgânica - ineo
  • O projeto do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Eletrônica Orgânica (INEO) propõe formar uma rede que reúne pesquisadores com o objetivo de desenvolver ciência e tecnologia em Eletrônica Orgânica e em sistemas relacionados. O INEO proposto compreende mais de 40 grupos de pesquisa em diferentes áreas da física, química e engenharia, resultando em uma rede capaz de enfrentar os desafios multidisciplinares da área de Eletrônica Orgânica e sistemas híbridos orgânicos-inorgânicos. Os principais objetivos do INEO estão listados abaixo neste formulário. Na pesquisa, a proposta divide-se em dois Ramos. O Ramo A é composto por projetos que envolvem materiais sintéticos orgânicos e filmes finos nanoestruturados. Os projetos relacionados visam estudos estruturais e morfológicos de filmes finos, estudos de fenômenos de transporte elétrico e de interfaces, propriedades ópticas dos materiais semicondutores orgânicos e híbridos, fabricação e caracterização de dispositivos eletrônicos e optoeletrônicos, bem como de tecnologias de eletrônica impressa. O Ramo B trata de propriedades físico-químicas de moléculas biologicamente relevantes e o impacto sobre suas ações fisiológicas. O conhecimento básico do comportamento dos sistemas biomoleculares impulsionam o desenvolvimento de biossensores, dispositivos bioeletrônicos, sistemas de distribuição e controle de drogas e aplicações em engenharia de tecidos. O Ramo C descreve as atividades de disseminação de conhecimento propostas dentro do INEO, as quais serão executadas por três subprojetos principais: (i) "CiênciaWeb", (ii) Viajando com o ônibus do conhecimento, e (iii) Programa Futuro Cientista. Finalmente, as atividades do Ramo D descrevem propostas em colaboração com empresas e setores públicos, o apoio dado pela Universidade e suas agências de inovação e projetos relacionados à prospecção de oportunidades de aplicações industriais. Vide projeto anexo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Roberto Pessoa de Queiroz Falcao

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • mapeamento de atividades empreendedoras de negócios imigrantes brasileiros: um estudo comparativo
  • O empreendedorismo de imigrantes vem sendo identificado como importante fator de promoção da mobilidade econômica e diminuição da pobreza entre as comunidades estrangeiras (ver Achidi Ndofor & Priem, 2011 e Aliaga-Isla & Rialp, 2013). O programa de pós-graduação em Administração da Unigranrio, em parceria com o departamento de Empreendedorismo da UFF conduz, desde 2012, pesquisas com brasileiros que vivem no exterior, tendo realizado estudos nos EUA, Portugal, Alemanha, Estônia, França, Suíça e Austrália, mapeando as comunidades de imigrantes brasileiros nesses países e suas atividades empreendedoras. Destaca-se o fato dessa pesquisa já ter rendido mais de 30 publicações acadêmicas, como artigos de discutem de forma teórico-empírica as implicações do empreendedorismo imigrante brasileiro e suas nuances ao se comparar com outros grupos de imigrantes mais estudados, como asiáticos e latino-americanos. O pesquisador proponente, envolvido no grupo de pesquisa de empreendedorismo de imigrantes (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8453040903354811), ressalta a notoriedade que o fenômeno tem levantado, tanto em sua expressão teórica e quanto numérica. Portanto, entender as características de comunidades brasileiras no exterior e suas atividades empreendedoras pode gerar modelos teóricos explicativos da diáspora brasileira. Nesse sentido, serão utilizadas teorias que levam em conta os tipos de capital (econômico, humano e capital social e da inserção mista, bem como os graus de identificação social com a sua comunidade étnica e seus efeitos. Portanto, serão conduzidos estudos de múltiplos casos com os empreendedores estabelecidos na Escandinávia e Canadá.
  • Universidade do Grande Rio - RJ - Brasil
  • 09/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Roberto Pontarolo

Ciências da Saúde

Farmácia
  • segurança, eficácia e efetividade do medicamento brentuximabe vedotina no tratamento de linfoma de hodgkin cd30+ refratário ou recidivado após transplante autólogo de células-tronco e estimativa de impacto orçamentário sob perspectiva do sistema único de
  • Linfoma de Hodgkin clássico (LHc – CD30+) é um câncer raro que acomete linfócitos. Apesar de manifestar-se em qualquer faixa etária, apresenta maior prevalência em jovens adultos do sexo masculino. No Brasil, em 2020, foram estimados 2.650 novos casos. As estratégias terapêuticas atuais conferem altas probabilidades de cura (>80%), porém, cerca de 20% dos pacientes são primariamente refratários. Além disso, 20-40% recidivam após quimioterapia de primeira linha, sendo submetidos à quimioterapia seguida de transplante autólogo de células-tronco hematopoéticas (TACTH). Pacientes inelegíveis ao transplante ou com falhas são submetidos à linhas sucessivas de quimioterapia associada ou não à radioterapia ou transplante alogênico de células-tronco. Em 2019, o medicamento brentuximabe vedotina (anticorpo-droga conjugado anti-CD30) foi incorporado no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para o tratamento de adultos com LHc CD30+ refratário ou recidivado após TACTH. Entretanto, pouco se sabe sobre os impactos clínicos e econômicos desta incorporação e seus reflexos para qualidade de vida dos pacientes em longo prazo no país. Logo, o presente projeto objetiva avaliar o impacto orçamentário resultante da incorporação do brentuximabe e sintetizar as evidências sobre sua eficácia, efetividade, aderência, qualidade de vida e segurança. Para tanto, uma revisão sistemática, meta-análises, graduação de evidências (GRADE) e análise de impacto orçamentário em cinco anos seguindo as devidas recomendações nacionais e internacionais serão conduzidas. Na revisão sistemática, serão incluídos estudos primários intervencionais e observacionais comparando brentuximabe vs. outras terapias/placebo. Os desfechos de interesse incluem: sobrevida, taxa de remissão, qualidade de vida, descontinuação, eventos adversos sérios. Sempre que possível, análises de subgrupo (p. ex. população e tratamentos) serão realizadas (CMA, R/R Studio). Para a análise de impacto orçamentário, dados epidemiológicos, d
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 03/12/2021-31/12/2022
Foto de perfil

Roberto Ricardo Panepucci

Outra

Microeletrônica
  • desenvolvimento de filtros ópticos sintonizáveis baseados em silício com alto desempenho e energeticamente eficientes
  • Os filtros ópticos com resposta sintonizável são dispositivos de interesse comum para o Brasil, Índia e China, e importantes no futuro para desenvolvimentos conjuntos ou estabelecer produtos a serem produzidos em países parceiros. A fotônica em silício fornece uma plataforma muito atraente devido à compatibilidade de CMOS, de baixo custo e alta densidade de integração, podendo atingir desempenho comparável aos dispositivos ópticos bulk. Neste projeto será desenvolvido conjunto de filtros ópticos sintonizáveis baseados em ressoadores em silício com alto desempenho (rápida sintonia e tracking, características comparáveis a filtro ópticos bulk com extrema redução física, elevado contraste por canal,...), com polarização controlada e energeticamente eficientes (baixo consumo para reconfiguração, poucos fJ/bit,..), para aplicações em interconexões ópticas on-chip de alta capacidade, com inteligência e eficiência energética. A equipe do Brasil (CTI em conjunto com o ITA) conduzirá este trabalho de pesquisa e as equipes da China (Zhejiang University e South China Normal University) e da Índia (Indian Institute of Technology Roorkee) estarão apoiando as atividades. A forte interação entre os parceiros promoverá a cooperação científica e tecnológica entre o Brasil e os demais países integrantes do BRICS.
  • Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer - SP - Brasil
  • 08/08/2019-31/08/2022
Foto de perfil

Roberto Rocha Coelho Pires

Ciências Humanas

Ciência Política
  • classes subordinadas e instituições públicas no brasil
  • No contexto internacional da rede LOCI, o projeto LOCI-Brasil consiste em pesquisa com membros de classes subordinadas em três contextos urbanos: a população em situação de rua no centro de São Paulo, a população em situação de rua no centro de Brasília e a população que habita um bairro vulnerável em João Pessoa. Ao se aproximar do modo como essas pessoas vivem, nosso objetivo é conhecer suas trajetórias de vida, com foco nas relações passadas e presentes com instituições públicas e considerando uma vasta gama de possibilidades: escola, serviços de saúde, centros de assistência social, polícia, autoridades de regulação urbana, entre outros. A estratégia de pesquisa nos permite acessar não somente narrativas sobre o passado, mas também observar atuais interações entre os sujeitos pesquisados e as instituições públicas, a partir de como elas pedem apoio ao poder público para resolver suas necessidades e demandas. Nosso objetivo, assim, é compreender como essas populações se relacionam com as instituições públicas e quais os papéis que essas instituições assumem em suas trajetórias de vida. Mais especificamente, buscamos contribuir com uma compreensão aprofundada das consequências de certos desenhos de políticas públicas, instrumentos de implementação e estratégias de processamento de pessoas para esses públicos. Procuramos compreender, assim, quais formas de provisão e operações de serviços estão relacionadas a experiência de acesso, inclusão e respeito aos direitos e formas de vidas dos membros de classes subordinadas e, ao mesmo tempo, quais características específicas levam-nas a experimentar exclusão, desrespeito, humilhação e falta de atenção a suas situações e necessidades. Baseado nesse conhecimento, ofereceremos sugestões aos formuladores de políticas públicas sobre como os serviços públicos podem ser reformados (e como a implementação pode ser mais bem organizada) para melhor atender esses públicos.
  • Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF - DF - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Roberto Schaeffer

Engenharias

Engenharia de Energia
  • modelagem integrada e proposição de indicadores para sustentabilidade regional e urbana no brasil
  • Mudanças nas variáveis climáticas, como temperatura, precipitação, velocidade do vento, dentre outras, estão associadas ao aumento na concentração de gases de efeito estufa (GEE) na atmosfera como consequência, principalmente, de atividades antropogênicas. Embora haja a possibilidade dessas mudanças serem benéficas em certas regiões, em outras elas podem trazer graves danos. Esses impactos positivos ou negativos podem repercutir em diferentes sistemas ambientais e socioeconômicos em áreas díspares como abastecimento de água, agricultura, energia, biodiversidade, zonas costeiras, podendo afetar a população e a sustentabilidade do planeta. O planejamento integrado tem grandes desafios, pois deve considerar medidas de mitigação de GEE levando em conta possíveis impactos da mudança do clima nos diferentes setores socioeconômicos e ambientais para, com isto, definir estratégias de adaptação, ao mesmo tempo mantendo o desenvolvimento do país. A exposição de sistemas de recursos hídricos, energéticos ou uso da terra aos impactos de mudanças climáticas depende não apenas de sua configuração, ou seja, do conjunto de recursos utilizados e opções tecnológicas adotadas, mas também da magnitude da variação dos elementos do clima. Além da vulnerabilidade de cada tipo de segurança individualmente, seja alimentar, hídrica ou energética, há ainda a possibilidade de efeitos transversais entre elas, principalmente diante de pressões socioeconômicas. Ou seja, impactos sobre uma esfera podem afetar indiretamente uma outra, gerando conflitos e aumento da vulnerabilidade nacional às mudanças climáticas. Um exemplo são os impactos em reservatórios de usinas hidrelétricas, que não afetam apenas a segurança energética, mas também a hídrica, do ponto de vista de que reservatórios podem servir a usos múltiplos e prover serviços não energéticos, como armazenamento e controle de cheias, afetando a disponibilidade hídrica para a população e outros setores da economia. Esses impactos cumulativos podem ter seus efeitos mais perversos sobre regiões e populações mais vulneráveis. Sendo assim, é importante também perceber, a nível regional ou urbano, as sinergias entre os diversos impactos projetados, que repercutem regionalmente e nacionalmente. A disponibilidade hídrica para abastecimento domiciliar é um dos aspectos de maior impacto social e regional, dada a vulnerabilidade de populações das periferias urbanas, constantemente sujeitas a interrupções de fornecimento e esquemas de racionamento. Eventos extremos, tanto em áreas urbanas como rurais, têm potencial para interromper a atividade econômica, causando danos econômicos temporários e de médio-longo prazo. Diante do exposto, faz-se importante o emprego de uma metodologia de modelagem integrada com o uso de Modelos de Avaliação Integrada (Integrated Assessment Models – IAMs, sigla em inglês), que possa identificar os impactos das mudanças climáticas e o grau de vulnerabilidade de setores econômicos e suas inter-relações em termos de sinergias e trade-offs. Assim, esse projeto objetiva avaliar, por meio de uma modelagem integrada soft-link, os impactos econômicos da variabilidade climática nos setores alimentar, energético e hídrico brasileiros. Resultados desta modelagem darão suporte à proposição de indicadores de impacto econômico na ferramenta AdaptaBrasil do MCTI . Tais indicadores em uma escala regional darão suporte aos tomadores de decisão em estratégias de sustentabilidade regional e urbana de forma integrada, visando garantir as seguranças alimentar, hídrica e energética, e tendo como cobenefício a redução de emissões de GEE. Para atingir o objetivo proposto, serão utilizados os IAMs COmputable Framework for Energy and the Environment (COFFEE), Total Economy Assessment Model (TEA), Brazilian Land Use and Energy Systems Model (BLUES), Economic Forecasting Equilibrium System (EFES), em um procedimento integrado de modelagem.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 26/02/2021-31/08/2022
Foto de perfil

Roberto Ventura Santos

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • transferência do sinal isotópico no sistema rocha-solo-água-flora-fauna: fluxo geoquímico e interações ambientais
  • A transferência de parâmetros químicos no sistema litosfera-pedosfera-hidrosfera-biosfera constitui uma importante ferramenta para se compreender as interações entre essas várias camadas do sistema terrestre. Por parâmetros químicos entende-se elementos químicos e razões entre isótopos de determinados elementos (e.g., B, Sr, Nd, Cu, Zn, Fe, Pb) que podem ser utilizados para se entender como os mesmos são assimilado e incorporados ao longo do ciclo geoquímico. Por meio da correlação isotópica entre os diferentes compartimentos, as razões obtidas podem ser utilizadas como indicadores robustos da origem geográfica tanto de materiais e alimentos, quanto de seres vivos, incluindo seres humanos. Esse tipos de abordagem é fundamental para o desenvolvimento de ferramentas que possibilitem estabelecer as conexões geoquímicas entre os compartimentos terrestres e, consequentemente, estratégias de geolocalização. Como exemplo, esse tipo de abordagem tem sido utilizada para determinar a origem geográfica de animais silvestres e madeira, bem como os processos migração e alimentação de populações modernas e pré-historicas. Tem sido utilizado ainda para estudos paleoambientais, como é o caso de fósseis cenozóicos da Amazônia, e para a avaliação da origem alimentos, como água mineral, vinho e outros. A presente proposta estudará as variações isotópicas de elementos químicos (e.g., B, Sr, Nd, Cu, Zn, Fe, Pb) no sistema rocha-solo-água-flora-fauna nas seguintes contextualizações: sistema lacustre da Lagoa Salgada, RJ, área do Lago Paranoá e córrego Cabeça de Veado, DF, e áreas com pau brasil no ES. Serão analisadas as composições isotópicas desses elementos em diferentes partes desses quatro compartimentos, procurando definir estratégias analíticas que melhor relacionem as interações entre os mesmos. O Laboratórios de Geocronologia e Geoquímica Isotópica da UnB dispõe de toda a infraestrutura para a pesquisa a ser desenvolvida.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Roberto Zilles

Engenharias

Engenharia de Energia
  • estudo de minirredes inteligentes aplicadas a sistemas isolados e interconectados
  • O presente projeto tem por finalidade desenvolver pesquisa sobre elementos de operação das minirredes inteligentes, tais como o uso e a contribuição da geração distribuída, a previsão de curto prazo da geração com fontes intermitentes, a controlabilidade do despacho de energia, o sistema de armazenamento de energia, a qualidade da energia, o gerenciamento da oferta e da demanda, dentre outros fatores ligados à operação das minirredes inteligentes. Para tal finalidade, o projeto reúne instituições de pesquisa nacionais, bem como uma empresa de desenvolvimento de tecnologia e produção de equipamentos nas áreas afins, desenvolvendo competências locais e utilizando infraestruturas laboratoriais capazes de possibilitar estudos teóricos e práticos, que possam representar as condições normais e críticas de funcionamento de minirredes isoladas e interconectadas. O interesse do projeto é estudar, tanto teórica quanto praticamente, as minirredes inteligentes, que possam ser aplicadas tanto como geração distribuída na rede elétrica principal quanto como sistemas isolados, que possam atender necessidades típicas de regiões com dificuldade de atendimento pela rede convencional, como é o caso da Região Amazônica e de outras localidades no Brasil, incluindo o estado de São Paulo.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robie Allan Bombardelli

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • uso de fontes vegetais de fosfatidilcolina na nutrição da tilápia do nilo: uma abordagem sobre a reprodução, crescimento e vigor da prole
  • A nutrição de peixes é um tema amplamente estudado e a maior parte das informações disponíveis estão focadas para as fases de larviculutra e crescimento. Apesar da escassez de informações sobre a nutrição dos reprodutores de tilapia do Nilo, este tema é de extrema importância para garantir a qualidade das larvas e dos alevinos e consequentemente, garantir o fornecimento de proles de qualidade para atender à demanda da cadeia produtiva. Com o acelerado crescimento tilapicultura, a falta de oferta de alevinos de qualidade se tornou um dos fatores limitantes para o desenvolvimento da cadeia produtiva da tilápia. Neste cenário, o desenvolvimento da nutrição de qualidade para reprodutores de tilápia submetidos à condições de elevado esforço reprodutivo é uma abordagem positiva, visto a sua relação direta com o ritmo da gametogênese em machos e fêmeas e, consequentemente com o vigor da prole. Estratégias como estas permitirão atender às exigências nutricionais destes animais, promovendo o aumento da produtividade de gametas, larvas e alevinos, além produzir alenivos e juvenis com maior vigor e resitência. Devido a importância deste tema e seu potencial impacto econômico, esta abordagem recebeu muita atenção nos últimos anos, impulsionando o desenvolvimento de muitas pesquisas e publicações, além da criação da demanda pelo setor produtivo por rações especificas para reprodutores de peixes. No contexto atual, o uso de aditivos nutricionais provenientes de fontes naturais, tem recebido muita atenção, onde fontes vegetais de fosfatidilcolina podem melhorar a reprodução das tilápias devido os seus possíveis efeitos sobre o metabolismo lipídico e energético, como fonte de colina e/ou fosfolipídeos. Portanto, reprodutores de tilápia do Nilo serão alimentados com rações contendo fonte vegetal de fosfatidilcolina e avaliados quanto aos desempenhos zootécnico e reprodutivo, sobre parâmetros metabólicos, hemato-imunológicos, saúde e sobre a qualidade e vigor da prole.
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robinson Sabino da Silva

Ciências da Saúde

Odontologia
  • estudo multicêntrico de avaliação de saúde oral e desenvolvimento de plataformas para diagnóstico salivar do transtorno do espectro autista baseada em inteligência artificial
  • A ausência de políticas nacionais de saúde oral para o Transtorno do Espectro Autista (TEA) pode estar relaciona a ausência de estudos multicêntricos com amostras limitadas. O diagnóstico tardio do TEA, pela escassez de profissionais habilitados para sua detecção na infância, tem gerado sub-detecção e impedido a intervenção precoce, o que é essencial para um neurodesenvolvimento global. O desenvolvimento de um diagnóstico biológico do TEA teria impacto econômico e na qualidade de vida. A saliva é um biofluido com milhares de proteínas, peptídeos, RNAs, metabólitos e microorganismos. Novas tecnologias emergentes no campo de diagnóstico permitem que a saliva seja utilizada como um biofluido não-invasivo para detecção de alterações sistêmicas com precisão. Neste sentido, duas plataformas de diagnóstico baseadas na saliva foram desenvolvidas em uma parceria público-privada entre a ImunoScan Engenharia Molecular Ltda e a Universidade Federal de Uberlândia (UFU) baseadas em múltiplos atributos de compostos lipídicos e espectros no infravermelho. Utilizando uma amostra de 56 crianças (2-8 anos) a análise de inteligência artificial de componentes lipídicos apresentou acurácia de 86% e a análise por meio de uma plataforma portátil, sustentável, sem uso de reagentes por meio de tecnologia biofotônica ATR-FTIR teve acurácia de 94% (protegidas INPI#BR 1020200156004). Desta forma, este projeto tem o objetivo de desenvolver protótipos de plataformas de detecção com multi-atributos selecionados por meio de Inteligência artificial para diagnóstico ou rastreio salivar do TEA testados em escala para pedido de aprovação na Anvisa e utilização pela sociedade. Além disto, baseado em um estudo multicêntrico com todas as regiões do país (8 estados) será realizado um levantamento epidemiológico de doenças orais que acometem a população TEA, para propor material educacional direcionado aos cuidadores, familiares e profissionais envolvidos nos cuidados orais dos pacientes com TEA para o SUS.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Robson Amaro Augusto da Silva

Ciências Biológicas

Biofísica
  • terapia fotodinâmica associada à curcumina microemulsionada como alternativa para o controle de infecções por staphylococcus aureus resistentes à meticilina
  • Introdução: Infecções bacterianas são um importante problema de saúde pública. Um dos principais responsáveis por essas infecções é o Staphylococcus aureus. Este tem sido associado ao surgimento de cepas resistentes a diversos antibióticos, como por exemplo, o methicilin-resistant S. aureus – MRSA. Nesse contexto, a terapia fotodinâmica antimicrobiana (antimicrobial photodynamic therapy - aPDT) surge como uma plataforma terapêutica promissora. Um dos principais componentes da aPDT é o agente químico chamado fotossensibilizador (FS). A curcumina tem sido utilizada como um importante FS. Porém, um dos maiores problemas referentes à utilização clínica da curcumina é a sua baixa biodisponibilidade. As microemulsões podem ser sistemas promissores de entrega cutânea, principalmente de substâncias como a curcumina. Objetivo: Desenvolver um produto microemulsionado, a base de curcumina, para associar à terapia fotodinâmica como alternativa para o controle de infecções intradérmicas causadas por cepas de MRSA. Métodos: Microemulsões contendo curcumina serão formuladas. Testes in vitro serão realizados para determinar a menor dose da formulação que exerce atividade antibacteriana após ativação com luz LED azul. Testes de corrosão e irritação serão realizados em modelo de epiderme humana reconstruída. Nos ensaios in vivo, o modelo de infecção intradérmica será realizado em camundongos Balb/C para avaliação da atividade antimicrobiana do composto microemulsionado, além da avaliação da migração celular e produção de citocinas pela técnica de ELISA. O linfonodo dos animais será retirado para avaliação da carga bacteriana por qPCR e determinação de citocinas, assim como a orelha que será destinada a imunohistoquímica para caracterização da inflamação no tecido. Resultados esperados: Desse modo, o presente trabalho pode auxiliar no desenvolvimento de novas alternativas tópicas minimamente invasivas para o controle de infecções na pele causadas por MRSA.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Robson Augusto Souza dos Santos

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • avaliação das ações anti-inflamatórias do eixo protetor do sistema renina-angiotensina: aspectos clínicos e fisiológicos.
  • O Sistema Renina-Angiotensina (SRA) representa o principal alvo terapêutico de doenças cardiovasculares. Evidências recentes demonstram seu papel crítico na inflamação. Até o final da década de 1990, acreditava-se que as ações do SRA eram mediadas apenas pela Angiotensina II (Ang II), formada pela Enzima Conversora de Angiotensina (ECA). Estudos realizados nos últimos anos, inclusive pelo nosso grupo, foram responsáveis pela identificação e caracterização de novos componentes do SRA, mudando drasticamente o seu conceito. Hoje sabemos que o SRA modula a função de virtualmente todos os sistemas e é formado por dois eixos funcionais. O Eixo Clássico (pró-inflamatório), formado pela ECA, Ang II e o receptor AT1, e o Eixo Protetor (anti-inflamatório), composto pela ECA2, Ang-(1-7), Alamandina e os seus receptores Mas e MrgD, respectivamente. Vale salientar que a ECA2 é o alvo molecular do SARS-CoV2, responsável pela COVID-19. Esta proposta visa aprofundar importantes questões acerca do papel anti-inflamatório do SRA. (i) Pretendemos avaliar o potencial terapêutico da Ang-(1-7) incluída em Ciclodextrina (administração oral) como tratamento da COVID-19 de longa duração, que é caracterizada pela persistência dos sintomas por >12 semanas e que tem debilitado milhões de pessoas no mundo. Vale destacar que já estamos realizando um outro estudo clínico (NCT04633772) para tratar pacientes graves COVID-19 com administração i.v. da Ang-(1-7). Além desse estudo clínico, iremos aprofundar os conhecimentos sobre os componentes anti-inflamatórios do SRA em estudos pré-clínicos, que pavimentam o caminho para estudos translacionais, incluindo (ii) modulação da inflamação associada ao estresse emocional e ao acidente vascular cerebral (AVC) pelo SRA, (iii) uso da Alamandina no tratamento de inflamação em modelo experimental de enfisema pulmonar, e (iv) interação SRA e microbiota intestinal, com foco na resposta anti-inflamatória local e sistêmica. Serão produzidos artigos e patentes.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robson Bonomo

Ciências Agrárias

Engenharia Agrícola
  • economia de água no manejo da irrigação do cafeeiro conilon
  • Existem indicativos claros da escassez dos recursos hídricos, potencializada pelos cenários de mudanças climáticas e pelo incremento do consumo de água em razão da necessidade de aumento da produção agrícola. Embora os sistemas de irrigação por gotejamento apresentem maior potencial de economia de água, esta não será obtida sem um efetivo manejo da água de irrigação. O emprego de estratégias de instalação dos gotejadores, como na opção enterrada, e de manejo da água de irrigação, como o uso do déficit controlado e da irrigação com alternado secamento parcial do sistema radicular (APRI), apresentam-se como alternativas para aumentar a eficiência do uso de água na irrigação de cultivos, sem redução significativa na produtividade. Neste sentido, serão instalados dois experimentos, a campo, em São Mateus-ES, avaliando-os por três anos: Experimento 01: o consumo de água do cafeeiro Conilon irrigado por gotejamento superficial e a potencialidade de redução de lâminas d'água no gotejamento subterrâneo. O experimento será no esquema de parcelas subdivididas, com duas profundidades da linha de gotejamento (0,10 e 0,20m) e as lâminas de água (testemunha, consistindo no gotejador superficial com 100% da reposição), e 100, 73 e 45% da lâmina aplicada no tratamento testemunha, nos gotejadores subterrâneos. Experimento 02: Tratamentos de APRI obtidos pela alternância do lado de molhamento da fileira de plantas, em intervalos de 3, 7 e 15 dias com aplicação de 50% da evapotranspiração da cultura (ETc), e em APRI com aplicação de 100% da evapotranspiração da cultura, comparados à irrigação com déficit hídrico convencional (50% ETc), irrigando apenas um lado da planta, e ao tratamento testemunha (100% ETc). Serão avaliados: desenvolvimento vegetativo, produtividade e o efeito dos tratamentos nos atributos do solo. Desta forma, este trabalho possibilitará a obtenção de parâmetros técnicos confiáveis para a aplicação de uma alternativa sustentável de manejo de água de irrigação.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robson da Silva Oliboni

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • desenvolvimento de novas terapias anticâncer baseadas em metalofármacos contendo metais bioessenciais
  • Novos fármacos passam por uma miríade de fases dispendiosas e laboriosas até chegar ao mercado, e a busca por novos medicamentos envolve essencialmente um processo de inovação por novas estruturas bioativas. As dificuldades apresentadas no desenvolvimento de fármacos impulsionaram o desenvolvimento de técnicas racionais para o design de novos compostos, onde ferramentas computacionais são essenciais por fornecerem uma alternativa de baixo custo. Entre essas ferramentas, métodos de aprendizagem profunda são técnicas promissoras por serem desenvolvidas para trabalhar com grandes quantidades de dados, como o espaço químico, e pelo melhor desempenho apresentado frente a outras metodologias tradicionais. Porém, as metodologias desenvolvidas atualmente são voltadas para a produção de moléculas orgânicas, havendo um desafio especial no caso de metalofármacos, onde a presença de um metal de transição adiciona complexidades geométricas e isoméricas em relação a compostos orgânicos. Neste projeto, é proposta uma abordagem multidisciplinar para o desenvolvimento racional de novos metalofármacos voltados ao tratamento de câncer. Será desenvolvido um protocolo voltado ao design de novo de metalofármacos, através de redes neurais via um autoencoder variacional de aprendizagem não-supervisionada para a produção e avaliação de novos fármacos. Inicialmente, o projeto será voltado para novos candidatos a metalofármacos contendo o centro metálico Cu(II), um elemento bioessencial e de baixo custo. Os compostos mais promissores serão sintetizados e caracterizados por técnicas teóricas e experimentais. Por fim, serão realizados testes para avaliar a atividade biológica e o potencial como agentes anticâncer. Prevê-se a longo prazo ampliação deste trabalho com outros centros metálicos, classes de ligantes e alvos biológicos.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Robson Francisco da Silva Dias

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • eletrônica de potência e controle para sistemas elétricos emergentes
  • Os sistemas elétricos de potência (SEP) têm sofrido grandes transformações e modernização, as quais levaram a uma nova concepção de SEP que utilizam sistemas avançados de medição e de comunicação que permitem realizar o controle coordenado de diversos componentes, dando maior flexibilidade e otimização à operação. Além disso, esses sistemas elétricos emergentes englobam sistemas especiais, tais como, SEP submarinos e sistemas eólicos marítimos. Soma-se a isso a transição energética, que eleva a geração a partir de fontes renováveis de energia, e.g., eólica e solar. Essa mudança da matriz energética está aumentando a penetração de conversores e reduzindo a participação dos geradores síncronos, trazendo assim novos desafios para garantir a estabilidade dos SEP. Assim, novas estratégias de controles e funcionalidades vêm sendo desenvolvidas com o objetivo de fazer com essas fontes contribuam para estabilidade dos SEP. Esse aumento de injeção de potência exigirá que haja também o controle de tensão, e.g., por dispositivos FACTS. Outros desafios com o aumento de fontes baseadas em inversores (IBR), em conjunto com a presença de FACTS e elos CCAT, são, por exemplo, a coordenação dos controles e a mitigação de eventuais ressonâncias em frequências mais elevadas. A investigação desses fenômenos requer modelos detalhados em simulações EMT. Dentro desse contexto, novas técnicas de simulação e modelos estão sendo desenvolvidos como a computação paralela, co-simulação, simulação híbrida, simulação em tempo real e modelagens que capturam o comportamento dos conversores e do sistema em uma ampla frequência, e.g., fasores dinâmicos. Assim, propõe-se a investigação e o desenvolvimento de soluções na área de ELEPOT e controle, bem como, ferramentas que permitam avaliar e minimizar os impactos das IBR nesses sistemas elétricos emergentes.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Robson Zazula

Ciências Humanas

Psicologia
  • experiências adversas na infância, epigenética e resiliência
  • Experiências ao longo da vida, especialmente aquelas no início da infância, têm sido associadas com o desenvolvimento da saúde mental na vida adulta. Em especial, as experiências adversas na infância têm sido associadas à vulnerabilidade ao estresse e transtornos mentais na idade adulta, em particular transtornos de ansiedade. Tais alterações no desenvolvimento podem estar associadas ao silenciamento ou expressão de genes específicos, por meio de mecanismos epigenéticos. Assim como o desenvolvimento da vulnerabilidade ao estresse, o da resiliência também pode estar associado à mecanismos epigenéticos que, por sua vez, estão associados às experiências vividas especialmente na primeira infância. Embora o desenvolvimento da saúde mental e sua relação com eventos da primeira infância seja de grande importância para a adaptação do indivíduo na sociedade, há estudos incipientes a respeito da temática até o presente momento. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho é investigar a possível relação entre mecanismos epigenéticos, resiliência e variáveis ambientais de abuso e negligência de cuidados durante a infância. Para esta investigação serão coletados dados com 200 crianças de 8 a 12 anos de idade, sendo o grupo experimental composto de cem crianças em alocadas em casas de acolhimento por determinação judicial, e o grupo controle composto por cem crianças estudantes das mesmas escolas daquelas do grupo experimental, sem histórico conhecido de abuso e negligência. Os dados contemplarão as variáveis ambientais – por meio de questionário - comportamentais – por meio de testes psicológico - e epigenéticas – por meio de análise epigenética de swab salivar. Os resultados serão analisados estatisticamente para a verificação de possíveis associações entre as variáveis estudadas.
  • Universidade Federal da Integração Latino-Americana - PR - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rochel Montero Lago

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • inct midas. tecnologias ambientais para a valoração de resíduos e materiais renováveis
  • INCT MIDAS. Tecnologias Ambientais Para a Valoração de Resíduos e Materiais Renováveis Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de ciência aplicada de ponta nas áreas de química, engenharia, materiais e processos que gerem tecnologias ambientais de alto potencial aplicado para a valoração de resíduos e materiais renováveis. Foram escolhidas quatro áreas estratégicas para o Brasil: -Novos processos para tratamento de efluentes industriais e reuso de água; -Novos processos para a transformação de resíduos industriais e da mineração em materiais de valor agregado; • Biodiesel e bio-óleo: subprodutos e resíduos; -Novos insumos e materiais a partir de fontes renováveis e resíduos. Além de toda a pesquisa acadêmica, o INCT Midas terá como um dos focos a transferência das tecnologias geradas para o setor privado contando para isso com equipe própria e network. Será utilizada a metodologia PII (Programa de Incentivo à Inovação) já testada em 12 ICTs de MG (www.sectes.gov.br/simi e www.sebraemg.com.br). O INCT Midas também propõe um programa de formação de RH diferenciados em dois aspectos: educação empreendedora com o objetivo de criação de empresa de base tecnológica e atividades para a divulgação da ciência no ensino médio. A missão e visão do INCT Midas são mostradas ao lado. Missão: Transformar pesquisa acadêmica em riqueza e desenvolvimento sustentável para o Brasil. Visão: Ser o INCT referência no Brasil na geração e transferência de tecnologias e na interação com o setor privado em 2020. O INCT MIDAS de Tecnologias Ambientais tem como metas até 2020: Metas em Pesquisa: -Publicação de mais de 250 artigos científicos de alto nível; -Formação de mais de 100 pós-graduados (mestres e doutores) e 200 graduandos (IC) na área de tecnologias ambientais. Metas Tecnológicas: -Geração de mais de 30 patentes; -Mapeamento e pré-avaliação de 40 tecnologias das quais 20 serão analisadas em profundidade por EVTE (Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica); -Scale up (planta piloto) de 5 a 10 tecnologias com prova de conceito realizada com indústrias. Metas de Transferência para Mercado: -Captação no mercado de demandas de pesquisa da ordem de R$ 1 milhão para os grupos envolvidos; -Realização de 1 a 3 transferências de tecnologias para indústrias; -Criação de um Centro de Tecnologia MIDAS (com personalidade jurídica própria) que captará novos recursos do setor privado para desenvolvimento de novas pesquisas em conjunto com o INCT (a ser instalado em espaço cedido no Campus CETEC-Centro de Inovação Tecnológica SENAI); -Apresentar 2 tecnologias a investidores; -Criação de uma empresa Start-up de tecnologia incubada. Metas para a Formação de Recursos Humanos Diferenciados, Melhoria do Ensino e Divulgação da Ciência -Implementação de um curso sobre “Criação de Empresas de Base Tecnológica” replicável para outros INCTs e para outras instituições; -Programa de educação em Química Verde para ensino médio “ComCiência Verde” utilizando o site e cartilha já criados em 2012; -Programa “Ciência a um click” com 10 vídeos curtos em linguagem popular de pesquisadores falando da importância e impacto de seus trabalhos para divulgação; -Publicação de 1 livro na área de empreendedorismo tecnológico; -Publicação de 1 livro para o ensino técnico com atividades para abordar o tema “Química Verde”; -Publicação de 1 livro na área de divulgação da ciência; -Organização e publicação de um caderno temático na revista Química Nova na Escola, sobre Tecnologias Ambientais com foco no ensino médio; -Oferta de 3 Oficinas “Química Verde na Escola” e mini-cursos para professores em eventos de ensino e divulgação das ciências (ENEQ-Encontro Nacional de Ensino de Química e SBPC).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Rodolfo José Angulo

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • riscos geológicos e oceanográficos na ilha da trindade e arquipélago de martim vaz, arquipélago fernando de noronha e plataformas insulares
  • As ilhas oceânicas, devido ao seu isolamento e a fragilidade, geralmente apresentam riscos à ocupação maiores que os das áreas continentais. Processos perigosos podem causar acidentes, cujas consequências podem ser mais graves que as que ocorrem em áreas continentais, devido principalmente ao seu isolamento e menor infraestrutura. A partir das pesquisas realizadas durante a vigência de projetos anteriores, foram detectados e parcialmente analisados processos geológicos e oceanográficos perigosos que podem afetar as atividades desenvolvidas nas ilhas, notadamente processos de escoamento superficial e movimentos de massa gravitacionais, riscos associados ao abastecimento hídrico, erosão costeira e ondas camelo. Para avaliar os riscos é necessário conhecer os processos que os geram. O estudo dos processos será abordado em duas linhas principais: (a) o monitoramento, que permite a análise de eventos e processos sazonais até interanuais e (b) estudo dos produtos sedimentares dos processos geológicos, que permite a análise de processos de curto até logo prazo (eventos até 105 anos). A integração destas abordagens possibilita melhor compreensão dos complexos processos perigosos e consequentemente melhor possiblidade de minimizá-los. O componente de monitoramento é composto pelo monitoramento dos processos perigosos (a) nas costas das ilhas e (b) nas bacias hidrográficas, prioritariamente nas quais existe ocupação ou se desenvolvem atividades. Nas costas serão monitorados os processos nas praias, principalmente erosão e transporte de sedimentos, nas plataformas de abrasão e nas falésias processos erosivos e queda de blocos. Nas bacias serão monitorados processo de erosão hídrica superficial, deslizamentos, escorregamentos e queda de blocos. A componente de produtos sedimentares de processo geológicos inclui identificação e caracterização de processos passados, buscando identificar mudanças paleoclimáticas e de paleoníveis marinhos. Isto será realizado através do estudo dos (a) eolianitos que ocorrem no Arquipélago de Fernando de Noronha, (b) dos depósitos sedimentares das plataformas insulares, (c) dos recifes de algas calcárias e vermetídeos e (d) de púmices que ocorrem nas costas das ilhas oceânicas e no continente e que tem implicações no estudo das correntes oceânicas em nas atividades vulcânicas recentes no Atlântico Sul.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 28/11/2019-30/11/2022
Foto de perfil

Rodrigo Alves Portela Martins

Ciências Biológicas

Morfologia
  • instabilidade genômica e sinalização de danos ao dna no desenvolvimento e homeostase do sistema nervoso central
  • A instabilidade genômica (IG) é uma condição caracterizada pelo aumento na frequência de alterações genética na célula. Por essa razão, a IG está associada ao desenvolvimento de inúmeras doenças, incluindo o câncer e doenças neurológicas. A IG pode ser causada pela ação de agentes físico-químicos presentes no ambiente, por reações químicas intrínsecas ao metabolismo celular e/ou por falhas durante o processo de replicação do DNA. Em células humanas, as proteínas cinase ATM e ATR regulam uma rede de sinalização conhecida com Resposta ao Dano no DNA (RDD). A RDD, por sua vez, coordena funções celulares essenciais para prevenir a IG e mitigar seus efeitos deletérios. Mutações em ATR ou em ATM resultam em síndromes - síndrome de Seckel ou Ataxia telangiectasia respectivamente - caracterizadas por imunodeficiências, defeitos no desenvolvimento, predisposição ao câncer e/ou neurodegeneração. Especula-se que, durante a neurogênese, falhas na replicação do DNA em células progenitoras neurais, contribuam para a elevada susceptibilidade do sistema nervoso central (SNC) à IG. Entretanto, as causas dessas falhas durante a replicação do DNA e sua relação com o desenvolvimento de doenças neurológicas, são pouco compreendidas. Nesse contexto, o projeto de pesquisa que compõe essa proposta tem como objetivo avaliar o papel da RDD no desenvolvimento e homeostase do SNC. Para isso, planejamos investigar como a inativação genética e farmacológica da RDD afeta o desenvolvimento do córtex cerebral e do cerebelo.
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rodrigo Andrade da Cruz

Outra

Divulgação Científica
  • vii fecivale - feira de ciências do vale do ribeira
  • A Feira de Ciências do Vale do Ribeira – FECIVALE – realizará sua sétima edição em outubro de 2022. A proposta do evento almeja criar um ambiente estimulante para a divulgação de pesquisas científicas de alunos do ensino médio e técnico do Instituto Federal de São Paulo – Câmpus Registro, assim como estimular a prática e o desenvolvimento de pesquisas científicas em escolas públicas e privadas de toda a região do Vale do Ribeira. A FECIVALE cumpre, desde seu início, o papel de maior evento de feira de pesquisa científica juvenil na região do Vale do Ribeira. A estratégia vem se mostrando muito pertinente, o que pode ser notado pelo crescimento de participantes e aumento progressivo de instituições interessadas na colaboração. A região do Vale do Ribeira é considerada a região mais pobre do Estado de São Paulo, com os piores indicadores de Produto Interno Bruto per capita, renda média de emprego formal, mortalidade infantil e Índices de Desenvolvimento Humano (IDH), considerados médios, estando entre 0,641 e 0,754, porém abaixo da média estadual de 0,783. 2 (ONU, 2020). O fomento à pesquisa científica pode ser um dos caminhos para o desenvolvimento sustentável de uma região que mantém preservada grandes faixas de Mata Atlântica, comunidades indígenas, quilombolas e caiçaras.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Rodrigo Arantes Reis

Outra

Divulgação Científica
  • ciência cidadã e educação básica: análise de perfil, engajamento e experiência dos participantes
  • Os projetos baseados no conceito de Ciência Cidadã são iniciativas educacionais que buscam o envolvimento da sociedade por meio de diferentes níveis de participação. Estas iniciativas vêm crescendo de maneira no Brasil e no Mundo e mostrando grande potencial para o engajamento público da ciência e contribuição para a formação científica de estudantes e professores. A presente proposta tem como objetivo identificar quem são os participantes das ações de Ciência Cidadã na educação básica, seu perfil, motivações e de que maneira a participação em projetos desse tipo impactam na formação científica destes sujeitos. Tendo a Educação Básica como foco prioritário de pesquisa, a presente proposta terá como temas de investigação o engajamento público da ciência, o capital científico, a comunicação pública da Ciência e o diálogo entre Divulgação científica, ciência cidadã e o ambiente escolar. A equipe é composta por pesquisadores de instituições paranaenses com grande experiência nas áreas de Divulgação Científica, Comunicação Científica e Ensino de Ciências. Essa equipe é a responsável pela implementação do Programa Interinstitucional de Ciência Cidadã na Escola (PICCE) junto às escolas públicas do Paraná, com apoio do MCTI e da Fundação Araucária. A metodologia da pesquisa está estruturada em duas fases: (1) a elaboração e validação de dois instrumentos de coletas de dados de caráter qualitativo e quantitativo e (2) a aplicação dos instrumentos com professores e estudantes das escolas da rede pública de ensino do Paraná. As análises acontecerão por meio de estatísticas descritivas e inferenciais e de análises de conteúdo. Este trabalho implica em contribuições para as áreas envolvidas, destacadamente a divulgação científica e o ensino de ciências, ampliando a compreensão sobre as práticas de ciência cidadã enquanto elementos formativos de estudantes e professores da educação básica; e vivência cultural promotora de engajamento público em ciência e tecnologia.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 22/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rodrigo Arantes Reis

Outra

Divulgação Científica
  • ufpr na semana nacional de ciência e tecnologia 2021: “a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”
  • A Universidade Federal do Paraná é a mais antiga universidade do Brasil e símbolo de Curitiba. Criada em 1912, demonstra sua importância e excelência através de seus cursos de graduação, mestrado e doutorado, atendendo a uma comunidade de mais de 30 mil estudantes. Este cenário faz com que a UFPR seja a principal referência no ensino superior para o Estado do Paraná e uma das principais do Brasil. A UFPR participa da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) desde 2009, principalmente com atividades relacionadas ao Programa de Extensão Laboratório Móvel de Educação Científica da UFPR Litoral (LabMóvel). Em diversos anos o professor Rodrigo Arantes Reis, coordenador do LabMóvel, foi a principal referência no Paraná para as atividades da SNCT. Em 2020 professor Emerson Joucoski, vice-coordenador do LabMóvel, assumiu a tarefa de coordenar as atividades da SNCT pela UFPR, pois o professor Rodrigo A. Reis estava envolvido em outras atividades administrativas pela UFPR e impossibilitado de assumir a responsabilidade. Este ano o professor Rodrigo A. Reis volta a coordenar a proposta. Estamos ampliando as ações desenvolvidas pelo LabMóvel, desta maneira a presente proposta tem como objetivo principal promover a articulação dos diferentes atores que atuam na área de divulgação e popularização da Ciência na UFPR, buscando construir uma proposta institucional de atividades para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Além disso, também objetivamos promover a disseminação do conhecimento científico, em especial promovendo a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta por meio de estratégias lúdicas e de linguagem adaptada. A estrutura descentralizada de campi da UFPR, associada às parcerias institucionais, potencializa a amplitude e permeabilidade das ações do projeto no Estado do Paraná. A proposta prevê atividades em todos os municípios onde a UFPR tem campus com cursos (Curitiba, Matinhos, Pontal do Paraná, Toledo, Palotina e Jandaia do Sul) ou estruturas avançadas (Paranaguá, Piraquara). Os demais municípios propostos são da região metropolitana e litoral do Paraná, que terão atividades organizadas pelos campi Curitiba e Setor Litoral respectivamente. O projeto UFPR na SNCT espera obter como resultados a efetivo desenvolvimento de atividades de divulgação e popularização da Ciência em 22 municípios do PR utilizando diversas estratégias de ações que incluem exposição de MicroMuseus, oficinas, exposições científicas, feiras de ciências, mostras de vídeos e produção de jogos didáticos espera-se atingir um público de aproximadamente 21.000 pessoas. Entretanto, um ponto importante de avaliar da presente proposta é que ela se apresenta como um importante desafio de integração das atividades de divulgação e popularização da ciência que incluem um grupo de pesquisadores que vem trabalhando na idealização de um espaço de divulgação científica da UFPR. Esse grupo em implantação é denominado Rede de Divulgação Científica da UFPR (ReDC), e incorpora pesquisadores de diferentes unidades da UFPR e áreas de conhecimento
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 07/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Rodrigo Bonacin

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • uma plataforma para prontuários semânticos de saúde para o domínio da oncologia
  • A evolução dos sistemas computacionais proporcionou o armazenamento de grandes volumes de informações de saúde em Prontuários Eletrônicos do Paciente (PEP). Entretanto, embora exista uma evolução recente dos padrões para modelagem de PEPs, bem como dos sistemas de organização do conhecimento (KOS – Knowledge Organization Systems), problemas relacionados à qualidade de dados, reuso de modelos, visualização de informações e interoperabilidade semântica ainda persistem. Tais problemas se tornam ainda mais claros em PEPs de áreas especializadas como a oncologia pediátrica. Portanto, este trabalho propõe uma plataforma para modelar, implementar e visualizar dados de PEPs semânticos para a oncologia pediátrica. Para tanto, é proposta a pesquisa por frameworks de desenvolvimento utilizando especificações internacionais e KOS para descrição e armazenamento de PEPs, bem como a utilização de técnicas avançadas de interação e visualização de informações. Esta plataforma será desenvolvida em processo iterativo com base no estado da arte e estudos empíricos em colaboração com um hospital especializado em oncologia pediátrica. Espera-se com isso avançar no entendimento de como construir PEPs, e modelos em geral, com maior capacidade de reuso, interoperabilidade, qualidade de dados e visualização, permitindo a aplicação de soluções para análise de dados, predição e apoio à decisão. A pesquisa apresenta contribuições em temas relacionados à computação como Tecnologias Semânticas/Web Semântica, Visualização de Informações e Informática Médica. Os resultados obtidos nesta pesquisa poderão ser, no futuro, replicados a outros domínios de aplicação, bem as tecnologias repassadas para empresas desenvolvedoras software.
  • Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer - SP - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rodrigo Braga Moruzzi

Engenharias

Engenharia Sanitária
  • velocidade de sedimentação de agregados de fractal formados a partir de particulas primárias de microplásticos e microalgas
  • Essa pesquisa visa agregar novos desafios ao estudo da floculação e separação sólido/líquido em águas de abastecimento. Especificamente, a proposta foi constituída com dois eixos. No primeiro, buscar-se-á o aprimoramento do ferramental para avaliação direta da sedimentação de agregados de fractal por velocimetria de partículas e medições diretas da morfologia de agregados, em substituição às medições indiretas de velocidade realizadas em ensaios de Jarteste. Para tal, experimentos serão conduzidos usando técnica de aquisição e tratamento de imagem. No segundo, a geometria de fractal será empregada para avaliação dos aspectos disformes e permeáveis dos agregados constituídos por partículas primárias distintas em densidade, tamanho e forma. Dessa forma, a hipótese é que o tamanho da partícula e a força de arrasto não estão intrinsecamente relacionados ao tamanho. Assim, poderá ser avaliada a dinâmica morfológica, a porosidade e a massa específica aparente de agregados formados após a floculação para distintas massas específicas, morfologia e tamanho de partículas primárias, com ênfase em materiais particulados reais de relevância atual, tais como caulinita, microalgas e microplásticos. A proposta tem grande aplicação prática, visto que 90% das estações de tratamento brasileiras empregam a sedimentação como etapa de pré-clarificação e parâmetros importantes de projeto dependem da velocidade do agregado formado durante a floculação, com reflexos no desempenho e nos custos das unidades de separação. Finalmente, vale mencionar que a proposta ora apresentada está inserida no contexto dos projetos colaborativos do qual o proponente está envolvido e conta com as seguintes parcerias internacionais: Red Iberoamericana Para El Tratamiento De Efluentes Con Microalgas (Renuwal) - CYTED P319RT0025 (http://www.cyted.org/es/renuwal); University College London (UCL); Kingston University e University of Birmingham.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rodrigo Casquero Cunha

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • desenvolvimento de uma vacina contra rhipicephalus microplus
  • Rhipicephalus microplus é responsável por grandes perdas econômicas na pecuária bovina. Com o estabelecimento de populações resistentes a acaricidas, uma das alternativas para controlar este carrapato seria o desenvolvimento de uma formulação vacinal eficaz contra estas populações. Porém, os imunógenos disponíveis atualmente não apresentam proteção satisfatória. Portanto, pretende-se testar a campo uma formulação vacinal já desenvolvida e que apresentou alta porcentagem de eficácia em condições controladas. A principal questão é se a formulação vacinal vai manter o alto nível de proteção evidenciado em teste com bovinos estabulados, sendo o fator chave para a transferência de tecnologia para a indústria farmacêutica veterinária que, a cada interlocução, nos cobram estas informações. Nossa hipótese é que a nossa formulação vacinal irá apresentar um alto nível de proteção nas populações vacinadas. O que é plausível por já ter apresentado 98,69% de eficácia, associado a uma resposta duradoura, em desafio intenso com 6.000 larvas de R. microplus. Portanto, já existe um sistema de expressão de uma proteína recombinante, composta por porções conservadas das proteínas Bm86-CG e RmLTI de R. microplus fusionadas a um peptídeo estimulador de células Th, presente no primeiro domínio do FrC da toxina tetânica, que será produzida, purificada, quantificada e caracterizada por Western blotting e irá compor uma formulação vacinal, conforme metodologias já estabelecidas, que será inoculada em bovinos de três fazendas situadas na região sul do Rio Grande do Sul, onde o carrapato trás grandes perdas, sendo 30 vacas leiteiras, 50 terneiro de corte e 30 terneiros de zona livre de carrapato. Serão avaliados os efeitos da vacinação na infestação por carrapatos, no perfil de resistência dos carrapatos a acaricidas, na parasitemia por agentes da tristeza parasitária bovina (TPB), na cinética de anticorpos e na transcrição de genes de citocinas pró-inflamatória.
  • Universidade Federal de Pelotas - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rodrigo Cesar Fernandes Barbosa

Outra

Multidisciplinar
  • feira de ciências e mostra científica cienciando: promovendo o desenvolvimento científico no município de seropédica-rj.
  • Atividades de extensão e cultura são importantes instrumentos que promovem integração e troca de saberes com a comunidade. Dentre as formas de desenvolver esta interação, a realização de atividades presenciais, atrelada à utilização de ferramentas comuns ao cotidiano dos membros da comunidade, como as mídias digitais, constitui uma importante estratégia para promover a divulgação e popularização do conhecimento científico e tecnológico. Neste sentido, este projeto tem por objetivos a realização de uma feira de ciências e mostra científica que contará com a participação de alunos de escolas públicas do Ensino básico do Município de Seropédica, situado na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, a serem realizadas nas modalidades presencial e remota, de acordo com as necessidades de isolamento/distanciamento social impostas pela pandemia de COVID-19, e considerando o estágio de imunização da comunidade e dados epidemiológicos atualizados, durante a 19ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, com as atividades presenciais a serem realizadas nas dependências do Instituto de Química da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, situada no Município de Seropédica, e a programação online a ser transmitida pelo canal do Grupo de Extensão Cienciando no YouTube (Canal Cienciando). Além da exposição dos trabalhos científicos elaborados por alunos de escolas públicas do Ensino Básico do Município, será realizada uma mostra científica com experimentos adaptados pelo Grupo de Extensão Cienciando e demais colaboradores, para execução em salas de aula, através da utilização de materiais de baixo custo. Serão ainda elaborados kits de experimentação para serem fornecidos gratuitamente às escolas participantes. Todas as atividades realizadas no âmbito deste projeto serão registradas em meios audiovisuais, para disponibilização nas plataformas digitais do grupo, como Facebook, Instagram e YouTube®, como forma de potencializar a divulgação científica realizada.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023