Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Silviamar Camponogara

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • avaliação da intensificação do trabalho da enfermagem
  • O mundo do trabalho vem sendo marcado pela modernização tecnológica e novos modelos de gestão, que impactam nas organizações e nos processos laborais, provocando mudanças na organização e nas condições de trabalho. Diante desse contexto, trabalhadores de diversas áreas de atuação, podem estar vivenciando um processo de intensificação do trabalho. Na área da saúde, esse impacto parece estar cada vez mais evidente, sabidamente pelo volume de produções científicas que apontam para a precarização das condições de trabalho e sobrecarga de atividades laborais, especialmente entre trabalhadores da enfermagem. Pode se dizer que os trabalhadores da enfermagem podem estar expostos a um fenômeno que vem sendo retratado, por pesquisadores nacionais e internacionais, como intensificação do trabalho, a qual está relacionada com a aceleração e precarização do trabalho, sub dimensionamento de pessoal, aumento da carga de trabalho, extensão da jornada de trabalho, dentre outros. Contudo, a despeito da importância desse tema, que pode trazer repercussões tanto para a saúde dos trabalhadores quanto para a qualidade do processo assistencial, evidencia-se que inexistem formulações teóricas consistentes na área bem como instrumentos de pesquisa que possam subsidiar investigações, na medida em que inexistem estudos que apontem como o fenômeno da intensificação do trabalho ocorre na enfermagem, no que ele consiste, como os trabalhadores o percebem e de que forma pode ser mensurado. Com base no exposto, desenvolveu-se uma proposta de projeto intitulado ‘Avaliação da intensificação do trabalho da enfermagem’, direcionado a avaliar a intensificação do trabalho da enfermagem, com vistas a construir conhecimentos teóricos sobre o tema, bem como subsidiar as investigações, do ponto de vista metodológico, tendo em vista que não há instrumentos de pesquisa sobre intensificação do trabalho da enfermagem.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 18/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sílvio Bitencourt da Silva

Ciências Humanas

Educação
  • a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta
  • promoção de eventos e atividades de divulgação e popularização da ciência que, por meio da SNCT, estimulem a curiosidade científica, o raciocínio científico e a inovação, além da difusão dos temas sobre a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta entre estudantes e professores da educação básica, educação de jovens e adultos e educação profissional e tecnológica: a) Exposição de CT&I – Apresentação de produtos, processos e/ou serviços desenvolvidos em resposta aos grandes desafios enfrentados pelo nosso planeta, oriundos dos Programas de Pós-Graduação da Universidade e em empresas do Parque Tecnológico da Universidade (Tecnosinos) e de sua Incubadora (UNITEC) por meio de lives e visitas online, todas contemplando ações mediadoras para a decodificação da exposição conduzidas por professores e alunos (mestrandos e doutorandos), bem como empreendedores e técnicos; b) Eventos de Comunicação Científica em mídias sociais – Produção e veiculação de cards de divulgação e popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação associada aos grandes desafios enfrentados pelo nosso planeta, nos perfis das plataformas de redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook e Youtube, por exemplo); c) Conjunto de Oficinas de CT&I – Cursos online de livre acesso à população, com caráter de problematização, divulgação e difusão de aspectos específicos da ciência e tecnologia visando aprofundar a discussão sobre temas específicos, sendo eles: 1) O Planeta e Eu. 2) Desenvolvimento Sustentável. 3) Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). 4) Educação para o Desenvolvimento Sustentável 5) Ciência e Sustentabilidade. 6) Tecnologias Sustentáveis. 7) Inovação Sustentável. 8) Empreendedorismo Sustentável. 9) Criatividade e inteligência coletiva nacional para a resolução de problemas sociais 10) Desafios transversais na ENCTI 2016-2022 11) Environmental, Social and Corporte Governance (ESG) 12) Transversalidade nas políticas públicas de Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos - RS - Brasil
  • 18/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Silvio Jamil Ferzoli Guimarães

Ciências Exatas e da Terra

Ciência da Computação
  • processamento e análise de imagens e vídeos baseada em grafos (paig)
  • Métodos de análise de imagens e vídeos que utilizam representações hierárquicas de imagens visam explorar a representação visual como um espaço-escala orientado por regiões, podendo produzir uma hierarquia de partições. Apesar das várias abordagens para computar hierarquias de partições, desenvolver métodos eficientes e efetivos não é uma tarefa fácil, devido às informações semânticas necessárias para realizar a segmentação. Ainda, modelagens baseadas em árvores de caminhos ótimos representam uma excelente direção para sanar eventuais problemas produzidos pelas hierarquias uma vez que eventuais erros no delineamento das bordas podem ser corrigidos. Estes métodos podem, eventualmente, serem transformados, sem perda de qualidade, em métodos hierárquicos, incorporando novas propriedades graças ao uso da hierarquia. Além disto, com o avanço do aprendizado profundo torna-se fundamental explorar as relações semânticas contidas nos grafos para a anotação de pseudo labels com o intuito de treinar redes neurais profundas além da estimação de saliências por meio de redes para auxiliar na segmentação baseada em grafos. Assim, o principal objetivo deste estudo é tanto avançar no estado da arte em hierarquia de partições, considerando aspectos de eficiência, qualidade, transformações hierárquicas e interatividade, bem como na exploração das relações de grafos e redes neurais. Finalmente, exploraremos localização (semi) automática de marcadores para a segmentação de imagens e vídeos, usaremos ainda métodos de aprendizagem para auxiliar na combinação de hierarquias. Os resultados destes estudos serão utilizados para a resolução de várias aplicações como identificação de células susceptíveis ao câncer em imagens médicas, rotulação de regiões em imagens e vídeos, identificação de superpixels e supervoxels, inpainting, entre outros. Há enorme expertise e complementariedade das equipes nos grandes laboratórios, LIDS, MEDICINA, IMScience e CVRG, tornado viável e factível este projeto
  • Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Silvio José de Lima Figueiredo

Ciências Sociais Aplicadas

Turismo
  • qualificação no turismo e a experiência do turismo de base comunitária
  • O turismo na Região Amazônica, apesar de apresentar relativa consolidação nas práticas realizadas durante o final do século XX e início do século XXI, continua apresentando problemas que são identificados nos discursos recorrentes do trade turístico como problemas na formação de mão de obra, entre outros. Ao mesmo tempo, a região é laboratório de práticas de viagem que apresentam características muito próprias, baseadas principalmente no associativismo e na criação de redes colaborativas, cujo exemplo mais marcante é o Turismo de Base Comunitária. A partir de pesquisas anteriores, foi possível perceber que as tentativas tradicionais de qualificação e formação das pessoas que trabalham no TBC carecem de adaptações aos formatos diferencias dessas práticas. Nesse sentido, a presente pesquisa tem como objetivo analisar as formações dos agentes participantes de determinadas experiências de TBC, quais qualificações e formações foram necessárias para que esses agentes passassem a trabalhar com o turismo, quais formações e qualificações efetivadas por instituições tiveram esse público, suas características e possibilidades de responder às necessidades dos agentes do TBC, respondendo então a seguinte questão: pode a formação e qualificação tradicional no turismo e ligadas exclusivamente ao servir às necessidades dos agentes do TBC? E qual seriam as principais orientações para novas formações e qualificações que atendam a melhoria dessas práticas?
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 03/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Silvio Santana Dolabella

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • polarização da resposta imunológica nas infecções por geohelmintos
  • Estimativas apontam que aproximadamente 24% da população mundial está infectada por alguma espécie de geohelminto, que incluem Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura e ancilostomídeos. A exposição a esses parasitos induz uma resposta imunológica mista, com ativação de subpopulações específicas de linfócitos efetores. A ativação dessas respostas é gerada a partir de uma intrincada rede de citocinas, quimiocinas e fatores solúveis decorrentes do dano produzido pela migração dos parasitos. Embora tenha havido avanços consideráveis no conhecimento acerca desses processos, não está claro como esses mecanismos ocorrem in vivo. Desta forma, este trabalho tem como objetivo avaliar o processo de polarização de linfócitos e células apresentadoras de antígenos em indivíduos naturalmente infectados por geohelmintos. Recentemente, diversos fenótipos de células Th foram identificados, entre eles o Th22 e o Th folicular (Tfh) e dados da literatura indicam que infecções helmínticas propiciam o desenvolvimento de monócitos e macrófagos com o perfil de ativação alternativo/“não clássico”, tornando-se relevante o estudo mais detalhado do papel dessas células na infecção por geohelmintos. Assim sendo, serão determinados o perfil fenotípico, a plasticidade celular e os aspectos funcionais de linfócitos Th22, Tfh e macrófagos envolvidos na resposta imunológica durante infecção por geohelmintos. Esta avaliação será realizada por meio de detecção de anticorpos IgG; avaliação da capacidade proliferativa; determinação da produção de citocinas, quimiocinas e óxido nítrico; além da análise da expressão gênica de macrófagos.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Silvio Segundo Salej Higgins

Ciências Humanas

Sociologia
  • covid-19: proposta de um modelo epidemiológico que incorpora estruturas sociais de contágio
  • O objetivo geral consiste em produzir indicadores epidemiológicos que permitam associar características epidemiológicas a diversos fatores sociométricos, estando estes vinculados às iterações sociais em diversos contextos de socialização. Os objetivos específicos 1) Estruturar e propor modelos de distribuições paramétricas para grafos que sejam compatíveis com formas de interação em círculos sociais-chave para prever o curso da pandemia e assim escolher as melhores estratégias de desconfiamento. Quatro são os círculos sociais considerados relevantes: vizinhanças em favelas, centros comerciais e supermercados, instituições de ensino e equipamentos de transporte público. 2) Fazer análise estatística dos modelos propostos para círculos sociais-chave, nas estratégias graduais de desconfiamento, assim como especificar ou estimar os parâmetros epidemiológicos destes contextos de interação. 3) Realizar as simulações tanto para os círculos de interação como para a propagação da epidemia e representar graficamente de maneira apropriada os resultados, por exemplo curvas do número de infectados ao longo do tempo nestes contextos. Isto permitirá também assinalar os efeitos de diversos regímenes de distanciamento social. 4) Construir indicadores apropriados, por exemplo o número básico de reprodução RO, para a indicação dos efeitos dos diversos cenários de distanciamento sobre os efeitos estimados em cada um dos círculos sociais considerados. 5) Montar interfaces simples e em linguagem aberta para os usuários destes modelos, assim como manuais explicativos. 6) Promover a iteração de grupos de pesquisa epidemiológica no Equador e Brasil.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/07/2020-15/09/2022
Foto de perfil

Silvio Shigueo Nihei

Ciências Biológicas

Zoologia
  • evolução molecular e morfológica dos diptera calyptratae (insecta) da região neotropical
  • O clado Calyptratae de Diptera compreende 17 famílias e mais de 20 mil espécies, cerca de 12% da diversidade de Diptera no mundo. Os Calyptratae estão divididos em três superfamílias: Hippoboscoidea, Muscoidea e Oestroidea. A diversidade neotropical do grupo compreende 5000 espécies, 1/4 da diversidade mundial. Embora sua monofilia esteja consistentemente corroborada, há ainda diversos problemas a serem esclarecidos, como as relações entre as superfamílias, a monofilia de algumas superfamílias, as relações entre famílias e a monofilia de algumas famílias, pontos esses bastante controversos. Além disso, há um recorrente problema nos estudos filogenéticos moleculares de Diptera de nível superior - para família e para todos os níveis acima deste - que é o da subamostragem e falta de representatividade da fauna neotropical. Artigos de grupos de pesquisa do Hemisfério Norte incluem amostragem neotropical média de 9%, enquanto que os de grupos do Hemisfério Sul incluem em média 48% de táxons neotropicais em seus estudos. O objetivo geral deste projeto de pesquisa é estudar a diversidade e a evolução molecular e morfológica dos Diptera Calyptrata, com ênfase nos representantes da Região Neotropical. Os objetivos específicos (subprojetos) deste projeto são: 1) filogenia molecular do clado Calyptrata baseado em 8 marcadores (CAD, 18S, 28S, EF-1a, 12S, COI, cytB e 16S); 2) filogenia molecular da superfamília Muscoidea; 3) filogenia molecular da superfamília Oestroidea; 4) filogenia molecular da família Tachinidae; 5) filogenia molecular de Sarcophagidae; 6) filogenias morfológicas e moleculares de táxons supra-específicos (tribos, gêneros); e 7) estudar a taxonomia e diversidade de Tachinidae, Sarcophagidae, Mesembrinellidae,Rhinophoridae e Muscidae, com revisões, descrições, chaves de identificação e catálogos locais e regionais. Esta proposta conta com rede de 16 pesquisadores (7 com vínculo), 3 graduandos e 2 técnicos, de 11 instituições brasileiras (6) e estrangeiras (5).
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Simério Carlos Silva Cruz

Outra

Multidisciplinar
  • semana digital de ciência e tecnologia da universidade federal de jataí
  • A Semana Digital de Ciência e Tecnologia da UFJ faz parte do movimento de divulgação da produção científica para o público, realizado anualmente com o apoio do MCTIC, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT. Para isso, a proposta possui duas ações: Feira de Ciências (20 e 21 de outubro) - durante a realização da “Feira de Ciências” serão apresentados produtos, processos e serviços da UFJ selecionados para a comunidade em geral e, principalmente, para os alunos da educação fundamental, do ensino médio e do ensino profissionalizante/técnico da rede pública ou particular de Jataí e Municípios vizinhos. Em alinhamento ao item 1.2.1 (CNPq/MCTIC Nº 06/2021) parcerias serão formadas com Secretarias de Ensino dos municípios Cavalcante, São Domingos, Portelândia, São Miguel do Araguaia, Doverlândia, Perolândia, Serranópolis, Caiapônia, Aporé e Aparecida do Rio Doce, que de acordo Censo Demográfico 2010 (IBGE) figuram com menor IDHM do estado de Goiás. Além dos munícipios supracitados a Semana Digital da Universidade Federal de Jataí: a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta, contemplará a sociedade em geral. Para a Feira de Ciências serão realizados minicursos e exposições da produção acadêmica. Esses estudantes poderão se inscrever para a apresentação de trabalhos além, participação de minicursos, palestras, oficinas e workshop. Os pesquisadores da UFJ, juntamente com graduandos e pós-graduandos organizarão todo material digital necessário para levar as informações mais relevantes aos participantes do evento. As Secretarias de Educação do Município de Jataí e demais municípios anteriormente citados se responsabilizarão pela divulgação da “Feira de Ciências” com foco nos estudantes da rede municipal e estadual de ensino. 2. VI Congresso de Ensino, Pesquisa e Inovação, CONEPE (20 e 21 de outubro) – com esta ação objetiva-se promover o intercâmbio de conhecimentos entre as Instituições de Ensino Superior, Médio, Educação Tecnológica e Fundamental I e II, além de toda a comunidade de Jataí e cidades vizinhas, por meio da temática central “A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta” no âmbito do ensino, pesquisa e extensão. A temática do evento também se encontra em consonância com as diretrizes do Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação (MCTI), integrando a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Os pesquisadores da UFJ, juntamente com graduandos e pós-graduandos organizarão todo material digital necessário para levar as informações mais relevantes aos participantes do evento. As Secretarias de Educação do Município de Jataí e municípios vizinhos se responsabilizarão pela divulgação da “Feira de Ciências” focando nos alunos da rede municipal e estadual de ensino.
  • Universidade Federal de Jataí - GO - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Simone Alves Pacheco de Campos

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • o processo de aprendizagem organizacional à luz da aprendizagem transformadora: a construção de uma instituição de ensino superior sustentável
  • O lócus deste projeto orienta-se na investigação de IES e o seu processo de aprendizagem organizacional em direção à sustentabilidade. O argumento central reside na premissa de que uma IES é aquela que se situa no terceiro nível da aprendizagem, denominado transformador, de modo a transmitir tal lógica em sua gestão, bem como no ensino, pesquisa e extensão. Nesta perspectiva, uma instituição sustentável terá percorrido processos de aprendizagem organizacional que darão suporte para uma gestão de transição para sustentabilidade em nível de estabilização, em ao menos uma das escalas da perspectiva multinível (macro, meso ou micro), em vista de ocasionar transformações sociais. Diante disso, este projeto tem como objetivo propor um framework para a compreensão da aprendizagem organizacional em IES, a partir de tipologias organizacionais, para construção de uma IES Sustentável. Para isso, se desenvolverá uma pesquisa qualitativa, exploratória e descritiva, a partir de casos múltiplos holísticos. A primeira etapa, classificada como exploratória, será feita por meio de análise documental e dados secundários, visando conhecer o panorama das ações e práticas de sustentabilidade das universidades brasileiras, a partir dos documentos institucionais. As IES a serem investigadas, nesta primeira fase, fazem parte do Ui GreenMetric – Word University Rankinings e são signatárias dos Principles for Responsible Management Education (PRME). Na segunda etapa, descritiva por meio de estudo de caso, as unidades de analise serão sei IES brasileiras presentes no Ui GreenMetric. Os dados serão coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com gestores dessas instituições, além de análise documental, e observação in loco, configurando, assim triangulação dos dados. Será realizada análise de conteúdo e a construção de uma matriz de análise, contando com o apoio do Software Nvivo.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simone Coutinho Cardoso

Engenharias

Engenharia Nuclear
  • radioterapia flash: aspectos físicos e biológicos
  • A eficácia terapêutica da Radioterapia é limitada pelo fato de alguns tumores serem radiorresistentes às doses convencionais de tratamento, definidas pelos níveis de tolerância dos tecidos normais. Recentemente, evidências sugerem que aumentar a taxa de dose para níveis extremamente altos (fator 1000) fornece benefícios notáveis em termos de preservação do tecido normal sem comprometimento de eficiência terapêutica [1]. Essa é a proposta da Radioterapia Flash, considerada como tendo o potencial de ‘revolucionar a Radioterapia’ [2]. A RT Flash ainda não foi totalmente implementada clinicamente. Somente um paciente foi tratado até hoje [3]. Existem diversas questões em aberto que entrelaçam os efeitos físicos, químicos e biológicos da radiação no corpo humano, tornando indispensável uma abordagem multidisciplinar. Algumas destas serão estudadas nesse projeto: • Como realizar a dosimetria em campos de altíssimas taxas de dose? TLDs e filmes radiocrômicos são usados em RT convencional e serão testados em feixes de fótons de altas taxas de dose. • O efeito Flash é dependente da presença de Oxigênio no meio. Quais são os mecanismos físicos, químicos e biológicos? Estudaremos as duas hipóteses principais na literatura [1]: se os efeitos são decorrentes de diferenças específicas da célula na capacidade de se recuperar dos danos causados por espécies reativas de oxigênio ou por auto aniquilação de radicais por recombinação biomolecular. • Quais são os danos causados no DNA pela alta taxa de dose? O tipo de dano causado pela radiação ao DNA está relacionado ao tipo de morte celular produzido pela radiação, sendo uma medida do sucesso do tratamento. Estas questões serão abordadas através de experimentos realizados em feixes clínicos de RT convencional e no síncrotron SIRIUS; além de simulação pelo Método de Monte Carlo. [1] Med. Phys. 0:1–14, 2021 [2] Phys. Med. Biol. 65:23TR03, 2020 [3] Radiotherapy and Oncology 139:18–22, 2019
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Simone Eliza Facioni Guimaraes

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • análise global do interactoma mirna–transcritos para identificação de micro rnas como marcadores para o desenvolvimento e a maturação oocitária em programas pive na raça gir
  • A pecuária leiteira é uma das principais atividades do agronegócio brasileiro e tem crescido em qualidade e produção. O gado da raça Gir tem grande relevância, sendo uma das poucas raças Zebu no mundo a contar com programa de melhoramento genético para leite; é um grande patrimônio genético para o Brasil por sua rusticidade, adaptabilidade e produção. Para promover o contínuo progresso genético da raça, novas tecnologias e soluções são desenvolvidas, como as biotecnologias reprodutivas para otimização do progresso genético e disseminação de material genético superior. Aqui propomos um marcador específico, não invasivo e de baixo custo para monitorar e diagnosticar a qualidade de oócitos destinados a PIVE, melhorando o rendimento das técnicas de produção de embriões com impacto positivo no ganho genético. A literatura especializada descreve que eventos pós-transcricionais são orquestrados por micro RNAs no desenvolvimento e na maturação de oócitos e na predição da qualidade de embrião produzido in vitro. A expressão diferencial (DE) de miRNAs no ambiente extracelular em diferentes estágios de desenvolvimento folicular, oocitário e embrionário tem evidenciado papel relevante na gametogênese in vivo e in vitro. Portanto, Nossa hipótese é que miRNAs extracelulares têm papel decisivo na regulação do desenvolvimento oocitário e podem ser usados como marcadores de maturação oocitária na PIVE. Desse modo, propõe-se identificar por Sequenciamento de Nova Geração e scripts de bioinformática, redes de interactômica entre miRNAs extracelulares (fluido folicular e meio de cultura) e transcritos intracelulares (GCs/CCs) que regulam o desenvolvimento e a maturação in vitro de oócitos em COCs aspirados de novilhas Gir. A expressão diferencial de transcritos e miRNAs será validada por RTqPCR. Transcritos alvos dos miRNAs DE terão sua tradução monitorada por Western Blotting. A maturação dos oócitos será validada por FIV/CIV.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 06/06/2022-30/06/2025
Foto de perfil

Simone Erotildes Teleginski Ferraz

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • eventos extremos de precipitação no brasil: uma nova investigação da relação com a oscilação de madden e julian
  • Um dos grandes desafios ainda enfrentados pela ciência é o entendimento completo dos diversos processos físicos que compõe o Sistema Terrestre. Com a melhoria das observações e dos avanços frequentes nos estudos da atmosfera, dos oceanos, e dos continentes da Terra esse conhecimento vem rapidamente avançando. Alguns destes processos são tão complexos que ainda há uma grande necessidade de reduzir as incertezas na sua previsão. O conhecimento adquirido na análise pormenorizada de tais processos visa fornecer ferramentas mais precisas e completas para a sua previsão e deste modo impactar na sociedade como um todo. Eventos extremos de precipitação de boa parte das regiões Sudeste e Centro-Oeste estão diretamente relacionados a Oscilação de Madden e Julian. Estes eventos têm grandes impactos sócio – econômicos; enchentes são frequentemente observadas causando grandes transtornos, principalmente em áreas urbanas que não são adequadamente planejadas para absorver grandes quantidades de chuva. Nas regiões rurais, grandes cheias também têm grande impacto na agricultura. Por outro lado, longos períodos de estiagem podem causar um abaixamento no nível dos reservatórios, causando desabastecimento de água e energia hidroelétrica. Como a recarga sazonal dos reservatórios das hidrelétricas desta região ocorre no período chuvoso, quase no mesmo período de atuação climatológica da Zona de Convergência do Atlântico Sul, a formação e intensidade da mesma também é um fator significativamente determinante na qualidade da estação chuvosa. Este aspecto pode se dar pelo desvio para a região, da umidade equatorial amazônica, através dos jatos de baixos níveis e/ou por suas interações com ondas de escala global que afetam a circulação local mantendo as frentes frias estacionárias na região durante o verão. Deste modo, o presente Projeto visa o avanço da compreensão da complexa interação desta oscilação de escala global num dos sistemas geradores de chuva em grande parte da América do Sul.
  • Universidade Federal de Santa Maria - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simone Gonçalves de Assis

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • epigenética, resiliência, vulnerabilidades e violências ao longo do desenvolvimento infanto-juvenil
  • Pesquisa translacional longitudinal na área de violência e saúde capaz de estimular inovação na compreensão dos impactos da violência na saúde e de apoiar a reflexão sobre abordagens de intervenção a pessoas em situação de violência estrutural e interpessoal. Trata-se da análise de dados inéditos oriundos da quinta etapa de estudo longitudinal, que acompanha 500 escolares da rede pública de São Gonçalo/Rio de Janeiro selecionados por amostragem (2005, 2006, 2008 e 2013). Na 5ª etapa quantitativa, iniciada em 2021, define-se o objetivo deste projeto, que é analisar os padrões epigenéticos relacionados à exposição a estresses e traumas em períodos sensíveis do desenvolvimento infanto-juvenil até o início da vida adulta (da gravidez aos estresses oriundos da pandemia), associando-os a aspectos individuais, familiares e sociais aferidos ao longo do estudo longitudinal: saúde física e mental na infância, adolescência e juventude, com destaque para a memória do trauma, funcionamento executivo e atenção. Será realizado estudo amplo de metilação do genoma (epigenome-wide association studies – EWAS) e análise de genes candidatos em 150 amostras. A análise de associações entre o estresse vivido ao longo do desenvolvimento e padrões de metilação será conduzida por meio de um modelo misto generalizado, visando avaliar o impacto sobre a memória do trauma, funcionamento executivo e atenção. Espera-se identificar marcadores de metilação de DNA associados a experiências de violência ao longo do desenvolvimento e problemas com a memória do trauma, funcionamento executivo e a atenção. O projeto segue na perspectiva da prevenção à violência, baseando-se na noção de plasticidade epigenética e sua reversibilidade frente a um ambiente positivo, abrindo novas linhas de intervenção no âmbito social que podem ser refletidas no nível molecular, tendo por último o impacto nas respostas ao estresse.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simone Ladeia Andrade

Ciências da Saúde

Medicina
  • o papel da vacina bacillus calmette-guérin (bcg) na eficácia das vacinas anti-sars-cov-2
  • A pandemia do SARS-CoV2 já causou mais de 21 milhões de casos e quase 600 mil mortes no Brasil. Menos de um ano após o caso índice na China, vacinas anti-COVID-19 passaram a ser produzidas e distribuídas no mundo, iniciando a imunização no país em jan21. Com 67% dos brasileiros vacinados com 1ª dose e 40% com vacinação completa, o surgimento e disseminação de cepas do vírus, não só ameaça os não ou parcialmente vacinados, como testa a eficácia das vacinas nos já imunizados, aventando-se doses de reforço. Estímulos à resposta imune seriam adjuvantes nessa luta da vacina contra a infecção? A vacina BCG causa o reconhecido efeito de imunidade treinada ao estimular a produção de citocinas pró-inflamatórias, evidenciando-se impacto na mortalidade infantil e proteção contra certas doenças infecciosas, incluindo respiratórias. Em 2020, estudos ecológicos encontraram associação inversa entre programas nacionais de vacinação com BCG e mortalidade por COVID-19, a confirmar com ensaios clínicos. Visando avaliar o efeito da BCG na COVID-19, iniciamos um Ensaio Clínico randomizado de 2 braços: BCG x Placebo. A partir de mai21, 555 voluntários nunca infectados nem vacinados contra SARS-CoV2 (273 BCG; 282 Placebo), foram recrutados em MG, AM e PA, a serem seguidos para avaliar incidência de infecção (detecção viral ou de anticorpos-AC) e evolução clínica por COVID-19. Com o avanço da vacinação anti-SARS-CoV2, os recrutados vêm sendo paulatinamente imunizados. Propomos comparar a eficácia da imunização entre os grupos, pesquisando AC neutralizantes a curto, médio e longo prazo e infecção e adoecimento por COVID-19 em um ano de seguimento, a partir do início da imunização. Concluiremos sobre o efeito da BCG na eficácia da vacina anti-COVID-19 quanto ao estímulo humoral e prevenção da infecção, doença e agravamento. O efeito de imunidade treinada da BCG, será analisado pela comparação dos grupos quanto aos níveis de citocinas pró-inflamatórias no dia e 2 meses após o recrutamento.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 28/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simone Mainieri Paulon

Ciências Humanas

Psicologia
  • sofrimento psíquico, estratégias de produção de saúde e invenção do bem viver por mulheres imigrantes e refugiadas em tempos pandêmicos
  • Este projeto parte do reconhecimento acerca da complexidade que envolve o intenso fluxo de migrações forçadas no mundo, dentro do qual ocorre um recente e crescente fenômeno de feminização. Dentre a população migrante, recaem fatores de vulnerabilização ainda maiores sobre as mulheres já que, além das dificuldades inerentes aos processos de desterritorialização, somam-se as sobrecargas das atividades domésticas, dos cuidados com filhos, da precarização dos vínculos de trabalho, entre outras violências de gênero operadas pelas culturas patriarcais, coloniais e racistas dos países a que se destinam. Para abordar a complexidade da questão, este estudo toma a questão da Saúde e Bem Viver como foco, estruturando-se sob o objetivo geral de compreender o sofrimento psíquico de mulheres imigrantes e refugiadas nas cidades de Porto Alegre/RS e Boa Vista/RR, desde um paradigma decolonial, de modo a identificar as estratégias de produção de saúde e resistência às opressões de gênero, raça e classe, intensificadas com as restrições impostas pela pandemia do covid-19. A relevância de tal investigação relaciona-se às significativas transformações dos processos migratórios e seus efeitos diretos sobre as políticas públicas de saúde e acolhimento às populações envolvidas, bem como sobre os países que as acolhem. Desse modo, este estudo será norteado pela seguinte questão de pesquisa: Quais estratégias as mulheres migrantes e refugiadas em Porto Alegre e Roraima constroem para produzir saúde e bem viver de forma a enfrentar o sofrimento psíquico e vulnerabilidades decorrentes das violências oriundas nas marcas coloniais da sociedade brasileira e intensificadas durante a pandemia de covid-19? E como as políticas públicas podem aprender com elas? A fim de alcançá-lo, a metodologia de pesquisa-intervenção será sustentada por tecnologias de grupo, tais como Oficinas e Rodas de Conversa, que se utilizarão de diários de campo e narrativas visuais e textuais como ferramentas de trabalho.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 11/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Simone Pereira Taguchi Borges

Outra

Multidisciplinar
  • materiais: uma ciência para todos
  • O município de Seropédica é historicamente caracterizado pelos piores indicadores do Estado do Rio de Janeiro, no que se refere à violência, escolaridade, economia, taxa de homicídio, desenvolvimento humano, geração de emprego e renda. Um dos ODS refere-se à formação dos indivíduos de modo a permitir uma qualificação adequada para o mundo profissional. Entretanto, há um descompasso entre os diferentes níveis do sistema de ensino brasileiro, principalmente comparando os cursos superiores em engenharias com o Ensino Médio (EM). Essa discrepância tem desmotivado jovens a realizar graduação, e mais intensamente nas áreas mencionadas, que por muitas vezes são consideradas intangíveis, e por esse motivo, existe uma forte necessidade de políticas públicas para reverter essa realidade. Esta proposta visa realizar uma feira de ciências e oficinas, durante a SNCT-UFRRJ em 2022, com a participação de alunos do EM das escolas de Seropédica. Acredita-se que a realização do projeto pode promover o ensino por investigação voltado à solução de problemas “aprender-fazendo”; aprimorar qualificação de professores do EM por meio de formação continuada; estimular o interesse dos alunos do EM pelas carreiras científicas; promover maior interação da comunidade acadêmica com as causas sócio-ambientais, contribuindo para a formação de cidadãos e o fortalecimento das atividades de extensão universitária. É sabido que o despertar pela ciência muitas vezes vem das coisas simples e lúdicas, e por isso novas técnicas de ensino têm sido amplamente discutidas, estando as feiras de ciências e oficinas como pontos efetivos do aprendizado. No evento será enfatizado as áreas de atuação do engenheiro de materiais, trazendo o uso de metais, cerâmicas e polímeros para o cotidiano, e mostrando processamentos práticos de alguns produtos. A premiação dos trabalhos na feira e a realização de ICJunior incentivará à formação profissional universitária, colaborando para a minimização das desigualdades sociais.
  • Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 08/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Simone Petraglia Kropf

Ciências Humanas

História
  • o tempo presente na fiocruz: ciência e saúde no enfrentamento da pandemia de covid-19
  • Desde as primeiras notícias sobre o novo coronavírus em fins de 2019, a Fiocruz organizou-se, num esforço ampliado e integrado, para enfrentar a doença que viria a ser declarada pela OMS, em março de 2020, uma emergência sanitária global, que apresentaria desafios sem precedentes à sociedade brasileira e ao Sistema Único de Saúde. Desde então, a instituição vem dando respostas à pandemia em diversas frentes: conhecimentos sobre o Sars-Cov-2 e a Covid-19 (em distintos campos do conhecimento); produção de métodos e tecnologias de diagnóstico (bem como sua distribuição aos serviços e organismos do Ministério da Saúde); capacitação de profissionais do país e da América Latina que atuam na vigilância; assistência médica; realização de pesquisas clínicas em busca de terapêuticas; elaboração, sistematização e disponibilização de dados epidemiológicos; implementação de ações voltadas a populações vulneráveis e de ações de comunicação destinadas a informar e sensibilizar a população sobre medidas de prevenção da Covid-19; promoção de cursos e atividades educativas voltadas a profissionais de saúde e diversos públicos; produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford/AstraZeneca mediante contrato de transferência de tecnologia; estudos de farmacovigilância deste imunizante e desenvolvimento de outras vacinas contra a Covid-19. Trata-se sem dúvida de um marco na trajetória da instituição, que ao longo de seus 121 anos enfrentou várias outras crises e emergências sanitárias. O objetivo principal deste projeto diz respeito à análise da Fiocruz, a partir dos significados conferidos a sua atuação no presente, como caso emblemático para se pensar a historicidade e a dimensão social da ciência e da saúde e, ao mesmo tempo, como balizadores para uma visão de futuro a se construir no enfrentamento dos desafios contemporâneos da sociedade brasileira. Sob tal perspectiva, a rede dos grupos, áreas e ações de enfrentamento da Covid-19 pela instituição ganha sentido sob a conjuntura específica da emergência, mas também a partir das distintas tradições pelas quais a Fiocruz se organizou como instituição de ciência, tecnologia e inovação em saúde para o SUS. Num contexto marcado por dissensos e incertezas, examinar como os diversos atores relacionados à instituição se movem na produção dos acordos e consensos básicos em torno da Covid-19 pode fornecer lentes para a análise da instituição como espaço de ciência e de saúde dotado de grande legitimidade social e reconhecimento público e, ao mesmo tempo, para o debate mais amplo (central no campo da história e dos estudos sociais da ciência e da tecnologia) sobre a expertise científica e sua autoridade epistêmica e social em contextos marcados por negacionismos e ataques à ciência. Trata-se, em suma, de um caso particularmente rico para se pensar as relações entre ciência, saúde e democracia. Um segundo eixo do projeto diz respeito à constituição de um acervo de depoimentos orais coletados junto a um amplo e diversificado conjunto de profissionais da Fiocruz, em suas diversas frentes e áreas de atuação, e de grupos com os quais ela se relaciona na sociedade. Além de proverem o acesso aos sentidos conferidos à atuação institucional, objeto central da pesquisa, tais entrevistas serão de grande importância para ampliar o vasto acervo arquivístico da Fiocruz, sob a guarda da Casa de Oswaldo Cruz, estimulando assim novos caminhos de investigação sobre a pandemia e sobre a história da Fiocruz e das ciências e da saúde no país. A proposta de pesquisa aqui apresentada pretende contribuir igualmente para as reflexões e desafios teórico-metodológicos próprios à história do tempo presente e à história institucional. As parcerias com o Departamento de Arquivo e Documentação da Casa de Oswaldo Cruz e o Laboratório de Pesquisa em Comunicação e Saúde do ICICT, e a interlocução com pesquisadores de outras unidades da instituição, conferem ao projeto uma dimensão transdisciplinar fundamental não somente à análise do tema das emergências sanitárias, mas ao exercício de reflexividade necessário a um empreendimento que busca apreender a complexidade e as múltiplas dimensões das instituições científicas a partir de sujeitos situados na própria instituição que se pretende examinar. Por fim, o terceiro eixo do projeto diz respeito à articulação das ações de pesquisa em história das ciências e da saúde e de acervo e patrimônio cultural das ciências e da saúde com atividades no âmbito da divulgação científica. Num momento em que a pandemia intensifica as expectativas e ao mesmo tempo as incertezas quanto ao papel e ao lugar da ciência na sociedade, incertezas essas amplificadas por discursos negacionistas, o projeto pretende contribuir para que o público possa compreender (e valorizar) as ações da Fiocruz no presente como parte de uma tradição da ciência brasileira que se constituiu no tempo, em contextos distintos e em processos coletivos que envolvem acordos mas também tensões e dissensos. A visibilidade pública alcançada pela Fiocruz será, desse modo, um meio para se promover reflexões sobre os muitos desafios enfrentados pela ciência e pela saúde brasileiras no passado e no presente. Além de propor atividades para as Semanas Nacionais de Ciência e Tecnologia, o projeto pretende desenvolver um conjunto de podcasts que apresentem as principais frentes de atuação da Fiocruz na pandemia de modo articulado à história da instituição em cada uma dessas frentes, valendo-se de trechos de entrevistas realizadas nesta ocasião e também de depoimentos que já compõem o acervo de história oral da COC. A perspectiva dessa articulação, requisito do próprio Programa ao qual a presente proposta está submetida, constitui um dos desafios contemporâneos da sociedade brasileira, na medida em que o fortalecimento da credibilidade da ciência e dos espaços institucionais de produção de conhecimento se faz imprescindível à própria defesa da democracia.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 05/11/2021-30/11/2024
Foto de perfil

Simone Sehnem

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • análise de aspectos ligados ao esg (environmental, social and governance) da produção de aves e suínos no sistema de integração do oeste catarinense, líder mundial de produção de proteína animal
  • Esta proposta de estudo parte do pressuposto de que a competitividade das empresas, especialmente aquelas atuantes no sistema de integração, tem relação direta com a estrutura de governança articulada pela empresa focal da cadeia de produção. Acredita-se que a agroindústria é responsável pela promoção de estímulos e articulações para o engajamento de todos os atores, especialmente no sistema de integração. Assim, o sistema de integração é visto como sendo altamente dependente das agroindústrias, sendo responsáveis pela proposição da estrutura de governança, internalização e estímulo a adesão de boas práticas ambientais e sociais. Baseado nesse pressuposto, este estudo tem como objetivo analisar aspectos ligados ao ESG (Environmental Social and Governance) da produção de aves e suínos no sistema de integração do oeste catarinense, líder mundial de produção de proteína animal. Será realizada uma survey, com produtores integrados a agroindústrias do extremo oeste catarinense, que é reconhecido como sendo um líder global de produção de carne. A proposta consiste na realização de uma pesquisa em 3 associações e municípios, totalizando uma cobertura de 62 municípios, onde atuam 3 dos grandes players nacional de produção de proteína animal. A coleta de dados será viabilizada por meio de parcerias com as prefeituras municipais, e os questionários serão aplicados por agentes comunitárias de saúde na oportunidade em que realizarem as visitas periódicas as famílias. Será efetuado o treinamento das mesmas utilizando uma ferramenta online e também acompanhamento do processo de aplicação dos questionários. Espera-se como resultado, a obtenção de um diagnóstico completo, detalhado e capaz de gerar dados que possam embasar políticas públicas locais que fomente o desenvolvimento local.
  • Universidade do Oeste de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Simone Seixas da Cruz

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • projeto saj 60+
  • O Brasil está longe de se preparar para responder aos direitos dos idosos, reconhecendo que o envelhecimento da população afeta os sistemas de saúde. Objetivo: investigar condições gerais de saúde física, mental e déficit auditivo em idosos atendidos nas Unidades Básicas de Saúde de Santo Antônio de Jesus /BA. Objetivos específicos: Descrever condições gerais de saúde em idosos (Subprojeto1); Estimar prevalência de sofrimento mental e sua associação com fatores socioeconômico, de estilo de vida e de saúde (Subprojeto2); Estimar prevalência da perda auditiva e sua associação com fatores socioeconômicos, de estilo de vida e de saúde(Subprojeto 3); Desenvolver estudo de intervenção com capacitação dos profissionais das equipes para triagem de perda auditiva (Subprojeto 4);Desenvolver/avaliar um aplicativo eletrônico para rastreio da perda auditiva(Subprojeto 5). Método: SUBPROJETOS 1,2 e 3 – Desenho transversal, realizado em 300 idosos. O instrumento de coleta terá 3 seções: Características socioeconômico-demográficas e condições gerais de saúde; saúde mental; acuidade auditiva. Serão realizados exames audiológicos. Análise terá medidas de tendência central e variabilidade; identificação de fatores associados, com modelos hierarquizados, para estimar RP e IC95%. SUBPROJETO 4 –Desenho de intervenção. Será comparado o desempenho dos profissionais antes e depois da capacitação de triagem auditiva - Teste do Sussurro. Ao nível de 5%, será realizada teste t pareado ou de Wilcoxon. SUBPROJETO 5 -Estudo metodológico para desenvolver aplicativo de rastreio de perda auditiva(e-Sussurro). Etapas de desenvolvimento: Processo de design - serão determinados os requisitos e-Sussuro; Produção de design I – desenhadas as interfaces-rascunho; Avaliação preliminar do aplicativo; Produção de design II –desenhadas interfaces de alta fidelidade; Redesign - teste de usabilidade do e-SUSSURO. Serão estimadas medidas de tendência central e dispersão, teste de usabilidade.
  • Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - BA - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Simone Simionatto

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • epidemiologia e evolução da infecção pelo sars-cov-2 na população indígena do mato grosso do sul
  • As ações de controle da COVID-19, por se tratar de uma doença infecciosa de alta transmissibilidade, requerem estudos epidemiológicos e sistemas de vigilância populacionais que permitam a geração de estratégias efetivas de intervenções, principalmente nas populações mais vulneráveis. Dentre estas populações, está a população indígena, considerada vulnerável às epidemias. Dentre os desafios para reduzir a transmissão da doença, estão as questões culturais associadas a esta população, dificultando a aplicação de práticas como as de isolamento social e de higiene pessoal. Soma-se a esses fatores: a localização geográfica das aldeias próximas a centros urbanos (como é o caso das do município de Dourados/MS); o limitado acesso aos itens de saneamento básico; a indisponibilidade de água potável para muitas famílias; e o acesso limitado de informações relacionadas a doença. Tudo isso, evidencia a necessidade de ações estratégicas que evitem a entrada e disseminação do SARS-CoV-2 nas comunidades indígenas. Uma vigilância ativa e participativa, através da realização de testagem ampla dos indígenas, dos profissionais de saúde e dos trabalhadores do subsistema de saúde indígena, buscando detectar indivíduos sintomáticas e assintomáticos, promovendo o isolamento de doentes e seus contatos em tempo oportuno, são necessárias. O objetivo deste estudo visa avaliar a porcentagem de infectados pelo SARS-CoV-2 na população indígena do município de Dourados, bem como determinar a sua velocidade de expansão, taxa de letalidade e características imunológicas relacionadas ao seu desfecho, promovendo ações conjuntas com subsistema de saúde indígena para minimizar o impacto da doença nessa população. Paralelo a estas ações estamos propondo um estudo de epidemiologia molecular através do sequenciamento de cepas do SARS-CoV-2 circulantes na população, associando os dados genômicos do vírus com o desfecho clínico dos casos. Estudos sorológicos e moleculares serão utilizados para o diagnóstico da doença. Para isto, serão selecionados randomicamente 487 pacientes para testagem sorológica para detecção de anticorpos IgM/IgG contra SARS-CoV-2, através de teste rápido. Na existência de pacientes sintomáticos, serão coletados swabs nasais para o diagnóstico pela técnica de RT-PCR para detecção do SARS-CoV-2. Dos pacientes testados positivamente, serão coletados 4.5 ml de sangue para os ensaios sorológicos e imunofenotípicos. Os pacientes positivos, serão divididos em três grupos definidos de acordo com as condições clínicas leve, moderada e grave, além de um grupo controle de indivíduos soronegativos. Condições clínicas, imunológicas e de desfecho dos casos serão acompanhadas. Os casos identificados serão prontamente notificados para que as medidas cabíveis sejam tomadas. As medidas adotadas serão incluídas em questionário próprio com o objetivo de descrever a epidemia nesta população. Diante do que está sendo proposto e dos resultados esperados, este estudo impactará significativamente para o controle da infecção por SARS-CoV-2 na população indígena. Salientamos que estes resultados serão compartilhados com os gestores do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASISUS), para planejamento de ações e intervenções pactuadas com a nação indígena.
  • Universidade Federal da Grande Dourados - MS - Brasil
  • 24/07/2020-31/07/2023