Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vinícius Santos Andrade

Ciências Biológicas

Microbiologia
  • inclusão e acessibilidade aplicada em feira de ciências
  • A educação inclusiva tem sido conceituada como processo de educar conjuntamente e de maneira incondicional, nas classes do ensino comum, alunos ditos típicos com alunos com necessidades especiais. Pelo reconhecimento do valor humano e dos direitos desses indivíduos, adotou-se como objetivo o oferecimento de educação para todos, e proclamou-se, entre outros princípios, a necessidade de inclusão da educação especial dentro dessa perspectiva. É diante desse novo paradigma educativo, em que a escola deve-se redefinir como uma instituição social que tem por dever atender a todos os alunos, sem exceção, que surgem os aspectos que se julgam principais na construção de uma proposta inclusiva e que serão aqui analisados. É neste contexto que a presente proposta tem como meta organizar uma feira de ciências, a ser realizada na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de 2021. O tema desta feira será “Inclusão e Acessibilidade”. Esta feira de ciências será realizada no Centro Universitário Das Faculdades Associadas De Ensino – UNIFAE. Serão realizados experimentos e mostras que abranjam os cursos de graduação desta Universidade, de tal forma que cada área mostre, de forma criativa, soluções simples que possam impactar diretamente nas vidas das pessoas com necessidades especiais, e que ainda possa contribuir significativamente em ganhos individuais e no auxílio do seu desenvolvimento. A inclusão estará não somente inserida nos temas dos experimentos e mostras a serem apresentados, mas também, na participação da elaboração e execução dos mesmos, visto que a elaboração e execução desta feira contará com a participação de alunos inclusivos do ensino médio de colégios da rede pública do município de São João da Boa Vista - SP. Para isto, serão formados grupos de trabalho, os quais serão compostos por graduandos da UNIFAE, e alunos de ensino médio de colégios do município, tantos alunos típicos quanto alunos inclusivos. Durante todo o processo de elaboração dos experimentos, os grupos de trabalho acima citados, terão o suporte dos docentes da UNIFAE, e de uma equipe especializada em adolescentes e jovens com necessidades especiais, composta por terapeuta ocupacional, fonoaudióloga, psicóloga e pedagoga. Esta equipe irá acompanhar e dar o todo suporte necessário para que essa interação entre os alunos típicos e inclusivos seja a mais produtiva possível. A equipe auxiliará também todos os participantes envolvidos na feira, para que o aprendizado e desenvolvimento das relações interpessoais sejam positivas no que diz respeito ao convívio e no desenvolvimento do trabalho entre eles. Por fim, espera-se, ao final deste projeto, que todo o público envolvido (sejam elaboradores, executores ou expectadores), tenham adquirido conceitos e reflexões, tanto no âmbito científico quanto no âmbito social. No caso da equipe executora (alunos de graduação e alunos de ensino médio), que tenham amadurecido sua liderança, planejamento conhecimento, responsabilidade e relação interpessoal. Ainda no caso da equipe executora, que os alunos inclusivos tenham se deparado com suas próprias superações e capacidade de criar, participar e apresentar trabalhos. E por fim, que os expectadores da feira, ao terem acesso aos experimentos que tenham como tema inclusão social, possam aprender e refletir sobre dificuldades de pessoas com deficiências, assim como se conscientizarem de que os deficientes também apresentam capacidades e talentos. Por fim, espera-se que, através de uma dinâmica participativa, solidária e hospitaleira proporcionada para todos na Feira de Ciências, a deficiência seja vista como multiplicidade, que se constrói por meio da conexão e interação com todos os envolvidos neste projeto.
  • Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino - SP - Brasil
  • 12/01/2021-31/01/2023
Foto de perfil

Vinícius Santos Andrade

Outra

Divulgação Científica
  • ciência ao alcance de todos
  • O presente projeto é apresentado em atendimento ao Edital 06/2021 - Semana Nacional de Ciência e Tecnologia – SNCT 2021 – A transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta – Linha B, o qual oferece apoio financeiro a projetos de divulgação científica na área científica no sentido de incentivar iniciativas para promoção da divulgação científica e a melhoria da qualidade de educação. Para ser bem sucedido, o presente projeto contará com a participação da Faculdade Municipal Professor Franco Montoro (FMPFM), localizada na cidade de Mogi Guaçu – SP, numa distância de aproximadamente 60 km de São João da Boa Vista. Consideramos que um projeto desta importância necessita de temas que atraiam não somente a atenção dos alunos, mas também que desperte a curiosidade de pessoas de todas as idades, classes sociais e níveis de instrução, além de esclarecer alguns mitos, verdades e dúvidas sobre qualquer tema da área científica e tecnológica. É neste contexto que a presente proposta tem como meta a divulgação da ciência e tecnologia. Serão realizadas visitas da equipe executora as escolas, visita dos alunos as instituições participantes do projeto e serão oferecidas oficinas para os alunos e a população em geral dos mais variados temas, onde o principal objetivo da oficinas será a divulgação e popularização da ciência e tecnologia.
  • Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino - SP - Brasil
  • 06/10/2021-31/10/2023
Foto de perfil

Vinícius Tavares Guimarães

Ciências Humanas

Psicologia
  • xiv mostra de ciências e tecnologias do ifsul câmpus charqueadas - mocitec 2020
  • Atualmente, a partir das facilidades de acesso a informação, cresce a necessidade de se trabalhar na formação de um sujeito crítico e consciente de seu papel na sociedade. Assim, desenvolver a habilidade de filtrar, interpretar e aplicar de forma adequada os conhecimentos adquiridos se torna fundamental para uma formação plena e em conformidade com as atuais expectativas sociais. Faz parte desse processo saber pesquisar e selecionar de forma crítica as informações disponíveis, aplicando-as em experimentos e, possibilitando assim, a constituição do espírito científico. Quando tais ações são materializadas nos níveis fundamental, médio, técnico e superior, além de oportunizar a pesquisa aplicada, preparam e aproximam os estudantes da pesquisa acadêmica. Sob esta perspectiva, as Mostras e Feiras se consolidam como um meio para estimular e instigar os estudantes a desenvolverem projetos científicos, propiciando, adicionalmente, a divulgação e discussão sobre os resultados obtidos. A realização da XIV MOCITEC (2021) se coaduna a este cenário, invocando docentes e discentes para o desenvolvimento de projetos e experimentos. Os resultados provenientes das edições anteriores denotam a importância deste tipo de evento para a comunidade, pois, obtiveram resultados extremamente expressivos no âmbito nacional e internacional. Dessa forma, especificamente, a proposta apresentada para este edital visa a solicitação de recursos para a realização da XIV MOCITEC (2021), a qual é fundamental para que se mantenha acesa a chama do espírito investigativo, instigando e encorajando docentes e estudantes a formalizarem suas experiências e apresentá-las, desvelando saberes e revelando habilidades e competências.
  • Instituto Federal Sul-Rio-Grandense - RS - Brasil
  • 29/12/2020-31/12/2022
Foto de perfil

Vinicius Tavares Kütter

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • paleoceanografia, assinatura geoquímica e assembleias de microfósseis da plataforma carbonática equatorial offshore do neógeno, norte do brasil
  • A plataforma equatorial carbonática brasileira é única caracterizada por algas calcáreas e heterozoários. Para as unidades são conhecidos apenas microfosseis guia de interesse para explorações de petróleo e gás. A descrição de outros grupos fosseis faz-se necessário para pesquisas paleontológicas, paleoceanográficas e paleoecológicas para uma reconstituição mais acurada do período. O projeto pretende suprir o marco de referência das assembleias micro e macrofossilíferas do Neógeno investigando um testemunho da plataforma continental (poço ANP 1-MAS-16) que caracteriza a Bacia Pará-Maranhão. As triagens exploratórias preliminares (poço ANP 1-MAS-16) para validar a proposta permitiram o reconhecimento e constatar a abundância dos foraminíferos bentônicos (Amphistegina, Miogypsina, Nummulites, Lepidociclina, e Sphaerogipsyna), briozoários (Mamilloporidea, Metrarabdotos, cf. Microporidae, Pirabosporella, Nellia, e Candidae), ostrácodos (Bairdiidae), equinoides (cf. Cidaridae), ofiuroides (Gorgonocephalidae), crinoides (Cormatulidos), poríferos (Demospongia e esponjas calcárias indeterminadas), algas calcarias (Corallia e Hamimeda), moluscos (bivalves e gastrópodes), crustáceos decápodes (Alpheidae e indeterminados), cirripedios, vermétidos, e peixes (escamas e dentes de Teleósteos). A utilização de tecnologia e inovação associada a técnicas clássicas de paleoestratigrafia e geoquímica, assim como, o desenvolvimento de protocolos nas análises com nano e microtomografia dos espécimenes fósseis permitirá explorar um novo cenário de oportunidades na sistemática paleontológica, base para os modelos paleoestratigráficos. O colapso do carbonato na plataforma continental equatorial do Brasil em consequência do incremento substancial nos processos de sedimentação é inequívoco, mas seguem eventos paleoclimáticos e paleoceanográficos de caráter multifatorial, ainda pouco conhecidos. A execução do projeto permitirá fortalecimento do grupo multidisciplinar interinstitucinal.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Virgínia Aparecida da Silva Moris

Engenharias

Engenharia de Produção
  • caracterização da gestão de reee do município de sorocaba
  • A logística reversa (LR) dos Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos (REEE) e a recuperação de seus componentes viabiliza o aproveitamento de materiais constituintes que podem entrar na fabricação de novos produtos, reduzindo o consumo de matérias primas virgens promovendo a Economia Circular. Assim, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) possui alinhamento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No caso dos REEE, para que possam ser reinseridos no ciclo produtivo são necessários: conscientização dos consumidores, estabelecimento de canais reversos, e processos de tratamento do material coletado como a reciclagem, que constituem temas específicos da presente proposta. De forma complementar, serão analisadas as tecnologias emergentes, utilizadas nessas operações e sua relação com os ODS. Como questão específica: É possível efetuar a caracterização da gestão dos REEE, considerando critérios operacionais, de sustentabilidade e suporte tecnológico visando a reciclagem de seus componentes? O escopo do projeto se estende desde a conscientização para iniciativas de descarte; planejamento da rede reversa considerando aspectos operacionais (definição de pontos de coleta, frequência de viagens, tipos de veículo etc.), e ambientais (potencial de aquecimento global, etc.); adoção de tecnologias emergentes até as análises ambientais do processo de reciclagem por meio da metodologia de avaliação do ciclo de vida (ACV). A estratégia metodológica considera o estudo de caso, aplicado às características da cidade de Sorocaba e que requer o planejamento de sua rede reversa de REEE. No tocante à conscientização são previstas ações nas redes pública e privada de ensino; em relação ao planejamento de rede considera-se o uso de Simulação de Eventos Discretos (SED); análises comparativas qualitativas baseadas em estudos sobre tecnologias na logística reversa; e ainda a ACV para efetuar as análises do processo de reciclagem dos materiais recuperados.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Virginia Bentes Pinto

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • representação da informação, terminologia e documentação sanitária: proposta de construção de um glossário no contexto da pandemia de covid-19 (rintermdogls)
  • O tema principal desta proposta de pesquisa é a criação de um glossário com a terminologia referente a pandemia de COVID-19 e do léxico anotado nos prontuários dos pacientes acometidos por essa enfermidade, visando o acesso e a preservação da documentação sanitária. A pandemia da COVID-19 trouxe outro olhar em relação a necessidade de preservação da documentação sanitária, tanto no que concerne a memória histórica do enfrentamento da enfermidade, da própria história vivenciada pelos sujeitos nesse entorno, da terminologia e do léxico adotado. Acredita-se que a terminologia de especialidade se encontra com o léxico das pessoas que foram acometidas pela COVID-19 e cuja representação real e simbólica está presente nos discursos- verbais ou não-verbais- das pessoas que vivenciaram essa enfermidade, nas circunstâncias das ações de cuidados em que expressam suas dores- físicas ou psicossociais. A efetivação desta pesquisa parte do seguinte problema: como construir um glossário terminológico, em versão eletrônica, da linguagem de especialidade associada ao léxico proveniente da atenção de cuidados dos pacientes acometidos pela pandemia de COVID-19? Tenciona-se unir a Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) de autoria de Cabré (1996) e a Socioterminologia de Gaudin (1993, 2003). Nos campos da Ciência da Informação e da Biblioteconomia, a terminologia já de há muito se faz presente na representação da informação, para a elaboração de vocabulários controlados, sejam cabeçalhos de assuntos, tesauros, sistemas de classificação e, mais recentemente nas ontologias. Objetivo básico: construir um glossário terminológico, em versão eletrônica, adotando-se a linguagem de especialidade em consonância com o léxico proveniente da atenção de cuidados dos pacientes acometidos pela pandemia de COVID-19. Metodologia mapeamento da terminologia e do léxico enunciado pelos pacientes nas ações de cuidados visando a construção da ficha terminológica e em seguida o glossário.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Virgínia Damin

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estratégias para aumentar a eficácia de herbicidas pré-emergentes em solos de cerrado e reduzir impactos em organismos não alvo
  • Os herbicidas pré-emergentes são aplicados ao solo, porém somente a textura do mesmo vem sendo considerada para fins de recomendação. Em solos de Cerrado, pesquisas recentes (Pacheco, 2017) demonstraram que a biodisponibilidade desses herbicidas e, como consequência, sua eficácia e potencial de impacto ambiental, pode não tem correlação com a textura e que atributos como a CTC e a saturação de bases (V%) são melhores estimadores de sua biodisponibilidade, porém com atributos do solo específicos para cada molécula de herbicidas. Nesse contexto, pretende-se com este projeto: 1- identificar parâmetros do solo úteis para a predição das doses dos herbicidas clomazone, tebuthiuron, sulfentrazone, amicarbazone e isoxaflutole mais adequadas para solos de Cerrado. Então, utilizar essa informação para a criação de estratégias de predição de doses desses herbicidas, associando essa informação ao tipo e distribuição de plantas infestantes, quantificadas in loco e por imageamento remoto. Para comparar o modelo de cálculo de doses proposto as doses previstas em bula, pretende-se avaliar: 1- a fitotoxicidade dessas moléculas à cana-de-açúcar, utilizando a diagnose visual, o imageamento remoto por câmeras multiespectrais e parâmetros fisiológicos medidos pelo IRGA; 2- a produtividade da cultura e parâmetros industriais; 3- o impacto dos herbicidas à microbiota do solo, por quantificação enzimática e das taxas de nitrificação, da abundância de microorganismos nitrificantes (qPCR) e outros. Espera-se, com isso, criar estratégias que possibilitem a redução das quantidades aplicadas desses herbicidas, o que se traduz em menor custo e menor potencial de impacto ambiental. Ainda, esta proposta ajudará a sanar lacunas científicas, resultantes de questões nunca investigadas, como o efeito dos herbicidas tebuthiuron, amicarbazone e isoxaflutole sobre a diversidade de microorganismos nitrificantes, a atividade enzimática e taxa de nitrificação em solos de regiões tropicais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Virginia Picanço e Castro

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma nk-car (off-the-shelf) para o tratamento de leucemias e linfomas utilizando vetores virais e não virais.
  • Recentemente, tivemos grandes avanços na terapia com células CAR-T. No entanto, as estas células têm uma série de limitações. A geração de um produto autólogo para cada paciente é logisticamente complicada. A fabricação de células CAR-T leva várias semanas, o que a torna impraticável para pacientes com doença em rápido avanço. Além disso, nem sempre é possível gerar doses clinicamente relevantes de pacientes fortemente pré-tratados (linfopênicos). As NK fornecem uma alternativa às células T para a engenharia CAR. As células NK não causam GVHD e podem oferecer um produto de prateleira para uso clínico imediato. Além disso, como as células NK modificadas retem seus receptores nativos o que pode reduzir o risco de recidiva mediada pela perda do antígeno reconhecido pelo CAR. As NK são candidatas promissoras para o uso em imunoterapias. No entanto, sua expansão, assim como sua modificação gênica ainda é uma tarefa desafiadora. Nossa hipótese é que o uso de vetores virais e não virais contendo de domínios de sinalização intracelulares específicos para NK, proporcionarão a geração de CAR-NK mais seguras e com maior eficácia terapêutica. Os objetivos sao: 1) Estabelecimento de um bioprocesso de produção de células NK-CAR anti-CD19, 2) Testar nossas novas construções CAR com moléculas de sinalização específicas em células NK primárias, visando aumentar a proliferação, ativação, secreção de citocinas e atividade citolítica das mesmas e 3) Transfectar NKs com vetores não virais, que irá proporcionar mais segurança à essa imunoterapia (CAR-NK virus-free). Este projeto foi iniciado em 2019 e já temos todas as construções prontas e testadas em células NK-92. Nossos resultados iniciais são promissores, mas ainda precisam ser validados em NK primárias. Portanto, esse projeto de pesquisa permitirá a implementação de uma terapia CAR alogenica no Brasil. As NK-CAR irão oferecer um produto off the shelf adequado para o uso seguro e eficaz na imunoterapia do câncer.
  • Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto - SP - Brasil
  • 16/08/2022-31/08/2025
Foto de perfil

Virgínia Soares Lemos

Ciências Biológicas

Fisiologia
  • estudo translacional da doença arterial coronariana humana: bases moleculares e alterações morfofuncionais com foco na intervenção prognóstica e terapêutica
  • A doença arterial coronariana (DAC), maior causa de morbimortalidade no mundo, é caracterizada pelo fornecimento inadequado de sangue ao músculo cardíaco causado pelo estreitamento das artérias coronárias, cujo desfecho clínico mais grave é o infarto do miocárdio. A aterosclerose é a principal causa da DAC e quando diagnosticada de forma precoce é potencialmente reversível. No entanto, a escassez de dados das alterações moleculares que ocorrem durante a progressão da DAC em humanos, limita o avanço de intervenções terapêuticas eficientes, principalmente precoces. Nosso objetivo é estudar os aspectos moleculares da DAC humana e suas consequências nas diversas fases da aterogênese com o intuito de identificar potenciais alvos para intervenção prognóstica e terapêutica. O projeto envolve 3 fases: 1) estudo da função vascular de pacientes internados para cirurgia de transplante cardíaco; 2) estadiamento da aterosclerose nas artérias coronárias retiradas dos pacientes transplantados e avaliação ex vivo da reatividade vascular e 3) ensaios moleculares nas coronárias e leucócitos circulantes. A óxido nítrico sintase neuronal e o receptor nicotínico alfa7 da acetilcolina serão foco inicial do estudo, pois são expressos em células do vaso e sangue, desempenham papel importante na aterogênese e são a área de expertise do grupo. A interação com o centro de cirurgia cardiovascular do hospital das clínicas da UFMG e UFES está otimizada. A maior parte da fase 1 e da avaliação funcional do vaso da fase 2 está concluída. Dispomos de um repositório de vasos congelados de 70 pacientes para a execução das fases 2 e 3. Este projeto translacional abre perspectivas para a descoberta de marcadores de lesão precoce para diagnóstico e alvos para intervenções terapêuticas nos diversos estágios da doença. O potencial de sucesso do projeto está alicerçado na excelência da equipe, nas parcerias e interface clínica e pesquisa básica consolidadas e nos promissores resultados já obtidos.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vitor Braga Rissi

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • estresse de retículo endoplasmático e suas consequências na regulação epigenética durante o desenvolvimento in vitro de embriões bovinos
  • As biotecnologias aplicadas à reprodução animal encontram-se atualmente em plena expansão comercial. O Brasil possui um dos maiores rebanhos comerciais bovinos do mundo sendo pioneiro na aplicação de biotecnologias da reprodução, dentre elas a Produção in vitro de Embriões (PIVE). A PIVE na espécie bovina ainda apresenta desafios a serem superados e melhorias que venham a elevar a eficiência da técnica. Estudos recentes têm destacado o papel das modificações epigenéticas durante os processos reprodutivos, desde a formação dos gametas até a fecundação e desenvolvimento embrionário inicial, período este, crítico para o desenvolvimento a termo em todas as espécies animais. Nos últimos anos, foram identificadas diversas moléculas e genes capazes de modificar ativamente marcadores epigenéticos. Existem evidências de que o cultivo in vitro em um ambiente subótimo pode alterar, em nível molecular, o funcionamento embrionário em comparação ao ambiente in vivo. Tais condições comprometem a eficiência de algumas biotecnologias da reprodução. O retículo endoplasmático (RE) é uma organela importante para a homeostasia celular, e sua relação com eventos epigenéticos que são essenciais para o correto desenvolvimento embrionário inicial ainda necessita ser estabelecida. Através de um modelo de indução de estresse de RE em embriões bovinos produzidos in vitro, serão estudas suas consequências na expressão gênica, marcadores epigenéticos e estresse oxidativo. Adicionalmente será avaliado o efeito de um tratamento capaz de reverter e aliviar condições de estresse de RE in vitro. Espera-se com a realização deste projeto gerar novos conhecimentos acerca da importância do estresse de RE para o desenvolvimento embrionário. O entendimento de mecanismos epigenéticos e resposta a estímulos estressantes poderão basear melhorias em sistemas de PIVE comerciais.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Vitor Garcia

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • bragantec - feira municipal de ciência do instituto federal de educação, ciência e tecnologia de são paulo
  • BRAGANTEC is a science fair organized by IFSP Bragança Paulista for 10 years, and in 2021 it will be its 11th edition. The fair aims to encourage young students of elementary, high school and technical education to develop scientific projects in different areas of knowledge, to be an instrument for the dissemination and popularization of science among the non-specialized public, to train teachers and students in the elaboration and development of projects research, strengthen the relationship between research centers, schools and the community and contribute to the scientific and technological development of the region and the country. Some of the goals proposed by BRAGANTEC are to train teachers from state and municipal schools in the region, increasing the participation of public schools in the region, involving the academic community in the development of projects, increasing the number of visitors and reaching the fair among the non-public. specialized, making the fair a reference in the region in scientific dissemination. The incentive for students is even made for those who are in the early years of their school life, through Bragantequinha, a BRAGANTEC action aimed at students in the initial grades of elementary school. To achieve these objectives, several actions are carried out before and during BRAGANTEC. As an aid in the elaboration of projects and training of students and teachers, the Organizing Committee of BRAGANTEC offers an online material with guidelines on how to prepare a research project, from the initial steps to the moment of presenting the work. In addition to this material, another action taken is the offering of a free 60-hour "Scientific Methodology and Orientation of Research Projects in High School" course, aimed at public school teachers. The Organizing Committee also makes doubts available to students and teachers twice a month, in order to assist in the preparation of projects to be submitted to the fair. To encourage the beginning of project development, BRAGANTEC also conducts a mini-course on Design Thinking, a strategy that can be used both in the conception of the problem to be researched and in the search for its solution. To ensure the quality of BRAGANTEC in all its actions and provide continuous improvement, during the fair, opinion polls are carried out with participants, students and authors, so it is possible to evaluate the results obtained. In addition to the presentation of student work, several other activities take place during BRAGANTEC. Every year, at various times at the fair, cultural presentations take place, such as plays, musical performances, various exhibitions, actions related to literature, workshops, among others. There are also activities related to sustainability and preservation of the environment, such as planting trees, workshops on the use of recycling material, orientation lectures on this topic, among others. BRAGANTEC is open to students in the 8th and 9th grades of elementary and high school and technical education. Students can submit papers in the areas of (i) Informatics, (Iii) Engineering; (iii) Exact and natural sciences; (iv) Humanities and Language. The authors of each project submit a Research Plan and a Summary, with information on its development. The selection of works for the fair takes place in 3 stages: (i) verification of the documentation; (ii) pre-evaluation by ad hoc consultants; (iii) analysis by the Technical Committee. The approved works are presented during the execution of BRAGANTEC. The presentations of works take place during the 3 days of the fair, in which the authors present their results to the community and to ad hoc evaluators. The evaluation of the projects is done taking into consideration aspects such as creativity and innovation, the application of the scientific or engineering method, the depth of its development, the necessary skill for its realization, the quality of the oral presentation and the analysis of the documents presented by the group, such as Logbook, among others. Each topic is assigned a score from 1 to 5 and the projects are classified. The first placed in several categories are awarded. At the end of BRAGANTEC, some monitoring indicators are verified to assess its success, such as, for example, the reach of disclosures on social media, the number of people registered in the evaluation system, support and collaborators obtained, the number of works registered , requests for buses to visit, scheduling schools, number of visitors, percentage of jobs present and absent, impact on the local press, satisfaction survey among participants, etc.
  • Instituto Federal de São Paulo - SP - Brasil
  • 16/03/2021-31/03/2023
Foto de perfil

Vitor Koiti Miyazaki

Ciências Humanas

Geografia
  • morfologia urbana e fragmentação socioespacial: formas e processos espaciais em cidades não metropolitanas
  • Esta pesquisa busca explorar o processo de fragmentação no âmbito da acentuação da diferenciação socioespacial e das transformações na morfologia urbana em cidades não metropolitanas. Partimos da hipótese de que dinâmicas atreladas à intensificação da urbanização têm tornado muitas cidades, inclusive as não metropolitanas, cada vez mais complexas em relação à diferenciação socioespacial, dispersão territorial e constituição de novas centralidades urbanas. Neste contexto, observamos transformações importantes nas cidades brasileiras, inclusive em relação à sobreposição, cada vez maior, de uma lógica socioespacial fragmentária à configuração predominantemente centro-periférica. Diante disso, esta pesquisa tem como objetivo geral analisar as transformações na morfologia urbana e suas relações com fragmentação socioespacial nas cidades de Dourados-MS, Ituiutaba-MG, Maringá-PR e Presidente Prudente-SP. O recorte territorial da pesquisa se justifica em decorrência da vinculação desta proposta com redes de pesquisas coletivas. Para atender ao objetivo da pesquisa, serão desenvolvidos os seguintes procedimentos metodológicos: pesquisa e revisão bibliográfica; levantamento de dados e realização de trabalhos de campo; tratamento e representação espacial das informações; análise e divulgação dos resultados. Por meio do desenvolvimento da pesquisa, esperamos contribuir para os estudos referentes à morfologia urbana e à fragmentação socioespacial, bem como para o diagnóstico e caracterização das cidades analisadas para posterior subsídio ao poder público em relação à políticas públicas e planejamento urbano.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Vitor Matheus Bacani

Ciências Exatas e da Terra

Geociências
  • modelagem dinâmica de serviços ecossistêmicos gerados pelo estoque e sequestro de carbono no cerrado brasileiro
  • Mudanças no uso e cobertura da terra causadas por atividades humanas promovem emissões de carbono que contribuem com as mudanças climáticas globais e regionais. Por outro lado, o sequestro de carbono pode repor e contribuir para a redução das emissões de CO2. Enquanto o avanço da agropecuária sobre o Cerrado tem sido alvo de preocupação em relação as metas de redução de gases de efeito estufa, a expansão da silvicultura pode representar um aumento no sequestro de carbono. A bacia hidrográfica do rio Pântano (BHRP) se destaca no leste de Mato Grosso do Sul por apresentar profundas transformações paisagísticas nas últimas décadas. O primeiro impacto importante foi o alargamento do canal fluvial em razão da instalação próxima da usina hidrelétrica de Ilha Solteira-SP, seguido pelo avanço da agropecuária sobre áreas naturais, e atualmente a silvicultura para atender um dos maiores complexos de papel e celulose do mundo. A modelagem preditiva do armazenamento e sequestro de carbono por classes de uso e cobertura da terra pode contribuir para uma avaliação efetiva dos Serviços Ecossistêmicos (SE) na definição de Áreas Prioritárias para Conservação. Este projeto tem como objetivo avaliar o estoque de carbono na BHRP para os anos de 1984, 2007, 2021 e simular o sequestro de carbono de diferentes cenários para 2050 utilizando o modelo CA-Markov (Cadeias de Markov-Autômato Celulares) e o modelo InVEST (Integrated Valuation of Ecosystem Services and Tradeoffs). O mapeamento das mudanças e simulação do uso e cobertura da terra será desenvolvido com base no modelo CA-Markov e a modelagem do sequestro de carbono utilizando o modelo InVEST para três cenários futuros diferentes: 1- manutenção de tendência atual (avanço da silvicultura); 2- retração da silvicultura e avanço da agropecuária; 3- conservacionista, conforme previsto na legislação ambiental.
  • Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - MS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vitor Santaella Zanuto

Ciências Exatas e da Terra

Física
  • desenvolvimento e avaliação de protótipos de painéis fotovoltaicos cobertos por vidros especiais
  • Há décadas a comunidade científica aponta a necessidade de reduzir nossas emissões de carbono, e o acordo de Paris estabeleceu algumas metas claras. Neste contexto a energia solar é a grande candidata para substituir os combustíveis fósseis, porém, ainda precisamos desenvolver muitas tecnologias, como por exemplo materiais que tornem os painéis fotovoltaicos mais eficientes e sustentáveis. Num painel comercial o vidro de cobertura corresponde a cerca de 2/3 do peso do dispositivo, e devido a sua temperatura de fusão elevada, na sua produção são emitidas grandes quantidades de Carbono. Neste projeto exploramos a possibilidade de utilizar vidros com temperatura de fusão mais baixa, e outras propriedades especiais, na cobertura dos painéis. Potencialmente, estes materiais podem reduzir a intensidade de energia consumida para se construir um painel, e, por meio da incorporação de metais terras-raras, podem ainda atuar como conversores espectrais. Resultados preliminares que já realizamos apontam que um de nossos vidros podem absorver luz ultravioleta, protegendo o dispositivo dos efeitos nocivos dessa radiação ao mesmo tempo que essa energia é convertida em emissão no infravermelho, que possuí maior probabilidade de conversão em eletricidade pelo silício. Esta característica pode ser um caminho para se superar os limites de eficiência impostos pela teoria de Shockley-Queisser, como tem sido amplamente discutido na literatura. Deste modo, nossa estratégia consiste em sintetizar os vidros especiais já comentados, e utiliza-los na construção de protótipos de painéis fotovoltaicos, que vamos avaliar a eficiência utilizando um simulador solar de padrão internacional e também com medidas em iluminação natural. Iniciaremos com amostras codopadas com Európio e Neodímio, que já tiveram as concentrações destes íons otimizadas, e avaliaremos continuamente a viabilidade de testar outras matrizes vítreas e/ou combinações de dopantes.
  • Universidade Estadual de Maringá - PR - Brasil
  • 06/06/2022-30/06/2025
Foto de perfil

Vitor Sommavilla de Souza Barros

Ciências Humanas

Filosofia
  • realismo e antirrealismo: integrando as evidências mais recentes ao debate acerca da normatividade moral
  • Neste projeto, avaliamos de que modo as novas evidências da filosofia experimental e das ciências das emoções impactam o debate entre realismo e antirrealismo morais e buscamos apresentar alternativas filosóficas para o entendimento da normatividade moral que sejam cientificamente adequadas. Na literatura em metaética, regularmente pressupõe-se: 1) que as pessoas usam a linguagem moral cotidianamente de forma realista; 2) que o antirrealista tem dificuldade para explicar o caráter normativo (i.e. vinculante) da moralidade; 3) e que existe uma conexão intrínseca entre julgar que algo deve ser feito (juízo moral) e estar ao menos em parte motivado a agir conforme. Juntos, estes pressupostos produzem um apelo inicial favorável ao realismo. Contudo, estudos recentes de filosofia experimental têm posto em dúvida o suposto realismo da linguagem moral cotidiana (item 1). Igualmente, estudos em ciências das emoções têm questionado a ideia de que há emoções morais universais apropriadas para cada situação de ação e (no caso de estudos sobre psicopatia) que há uma relação intrínseca entre juízo moral e motivação (item 3). De que modo o debate entre realismo e antirrealismo é afetado por esses achados? Quais alternativas cientificamente adequadas permanecem aos dois lados? Nossa hipótese inicial é que as evidências recentes aumentam a plausibilidade comparativa do antirrealismo. Se as evidências parecem atenuar os desafios 1 e 3 ao antirrealista, ele ainda precisa oferecer uma reposta a 2. Pretendemos explorar alternativas antirrealistas para a explicação da normatividade moral, com a hipótese inicial de que o construtivismo metaético oferece uma alternativa viável. Adicionalmente, hipotetizamos que, em vista dos achados, a alternativa mais plausível para o realista moral é rejeitar a conexão intrínseca entre juízo moral e motivação. Procedemos através da análise argumentativa e do confronto das teses filosóficas com os achados experimentais ou científicos.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 05/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Vivaldo Moura Neto

Ciências Biológicas

Morfologia
  • controle da proliferação tumoral: edição genômica por crispr das proteínas mdr frente à temozolomida, busca de biomarcadores tumorais por biópsia líquida e controle imunoterapêutico de tumores na presença de agonistas d tlr
  • O sistema CRISPR sabidamente possibilita a edição do genoma e o estudo da função de variados genes em diferentes doenças. Além disso, fármacos podem ser avaliados em linhagens celulares modificadas por CRISPR, permitindo determinar a contribuição de genes nos processos de resistência à tratamentos antitumorais. Neste estudo, a testagem de fármacos capazes de diminuir o “fitness” ou a viabilidade cellular in vitro será realizada conjuntamente à modificação do gene de proteínas MDRs usando o sistema CRISPR. Além disso, avaliaremos por biópsia líquida, possíveis alterações de DNA tumorais no sangue de pacientes acometidos por distintos tumores tais como pâncreas, intestino, fígado, próstata e gliomas, previamente diagnosticados por biópsia de tecido e imagem. Embora as biópsias sólidas sejam o padrão ouro no diagnóstico de neoplasias constituem um procedimento invasivo passive de eventuais equívocos. Em contrapartida, a biópsia líquida veio para superar tais limitações. Efetivamente surgida nos últimos anos, é baseada na análise de DNA circulante proveniente de tumores (ctDNA) que é liberado no sangue podendo fornecer as mesmas informações genéticas que a biópsia de tecido ou até informações extras no caso de tumores metastáticos e heterogêneos. Mais ainda, o sangue permitirá a busca de biomarcadores tais como miRNA e citocinas, expressando a tumorigênese nos pacientes e seu índice de malignidade. Vamos analisar mutações em genes já descritos, através da metodologia de PCR digital seguida, eventualmente, de sequenciamento como contraprova. Como terceira etapa vamos ensaiar o controle imunoterapêutico de tumores na presença de agonistas do receptor TLR. A instituição proponente, e sede executora, será o Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN), com seus neurocirurgiões e pesquisadores, assim como colegas da UFRJ.
  • Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 29/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vivian Alonso Goulart

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma diagnóstica diferencial para sars-cov-2 e outras síndromes respiratórias baseada em rt-pcr multiplex e sistema capilar de detecção
  • As síndromes respiratórias são onipresentes na história da humanidade, acarretando constantes prejuízos sociais, econômicos, culturais e políticos. A atual pandemia causada pelo SARS-COV-2 evidenciou tanto a extrema necessidade de detecção e controle das cepas virais envolvidas nos surtos infecciosos, quanto a urgência por investimentos nacionais em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação nesta área. Visto que as síndromes respiratórias compartilham diversos sintomas em comum dificultando a investigação clínica, se torna imprescindível a utilização de metodologias diagnósticas que permitam a detecção diferencial de cepas com potencial pandêmico, como SARS-COV-2, frente a outros agentes causadores de síndromes respiratórias. Diante desse problema, o presente projeto pretende desenvolver uma plataforma diagnóstica diferencial padrão ouro baseada na detecção de material genético por biologia molecular, com alta sensibilidade e especificidade. Para isso a técnica RT-PCR multiplex será otimizada para conter diferentes fluoróforos e tamanhos distintos de alvos, cujas sequências estão disponíveis no NCBI/GenBank, permitindo o desenvolvimento de um kit diagnóstico “one-tube” que distinga 22 síndromes gripais (HAdV, HBoV, Cor229, HKU, Cor63, Cor43, nCov-2, EV, HMPVA, HMPVB, Mpneu, HPeV, RV, FLUA, FLUB, H1N1, HPIV(1,2,3 e 4), HRSVA e HRSVB). Os laboratórios envolvidos na proposta possuem toda a infraestrutura, equipamentos e corpo técnico necessários para a realização dos experimentos propostos. Os membros da equipe integram o INCT-TERANANO, permitindo ampla colaboração da UFU com diversos pesquisadores. A metodologia a ser desenvolvida é inovadora e mais eficaz, não estando disponível nos protocolos hospitalares atuais e sua implementação poderá impactar diretamente na vigilância epidemiológica de nosso país. Além dos artigos científicos, dissertações e teses, a execução do presente projeto poderá gerar depósitos de patentes importantes para uma nova estratégia diagnóstica.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vivian Chagas da Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • remoção de metais pesados utilizando resíduos agroindustriais como biossorventes
  • Os despejos de resíduos industriais são as principais fontes de metais pesados. Esses elementos quando lançados como resíduos industriais, na água, no solo ou no ar, podem ser absorvidos pelos vegetais e animais das proximidades, provocando graves intoxicações ao longo da cadeia alimentar e, por não possuir nenhuma função dentro dos organismos, sua acumulação pode provocar graves doenças, sobretudo nos mamíferos, como câncer e outras doenças graves. Dentre as várias tecnologias usadas atualmente para a remoção de metais pesados em águas, a adsorção é a mais versátil e a mais utilizada. A adsorção é um dos mais efetivos no tratamento de remoção de metais pesados devido à baixa geração de resíduos, fácil recuperação dos metais pesados e a possibilidade de reutilização do adsorvente. Nos últimos anos o processo de adsorção tem aparecido como uma técnica de grande potencial para o tratamento de efluentes industriais como remoção de agentes contaminantes da água, principalmente devido à utilização de adsorventes naturais obtidos de subprodutos da indústria e da agricultura que são de baixo custo. O crescimento da utilização da técnica gera a necessidade de estudos que objetivam no aperfeiçoamento do adsorvente. Portanto, o objetivo deste trabalho é analisar e avaliar a cinética de remoção do cobre, zinco e níquel utilizando a técnica de biossorção, utilizando vários tipos de resíduos agroindustriais, tais como fibra de coco, casca de mandioca, palha de milho, etc como biossorventes para determinar o tempo adequado para uma remoção eficiente dos metais pesados e consequentemente será feito uma contextualização dessa técnica de adsorção com os conteúdos da Química, tendo como público alvo as alunas do Ensino Médio.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Vívian Vanessa França Henn

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • explorando fases quânticas em nanomateriais: desenvolvimento de funcionais da densidade e aplicações via dft
  • O grande desafio de descrever a matéria completamente, ou seja, compreender todas as suas propriedades e características, é o tratamento quântico dos sistemas interagentes de muitos corpos. A tarefa se torna ainda mais difícil ao lidar com sistemas quânticos complexos na presença de heterogeneidades espaciais, como bordas, impurezas localizadas, potenciais confinantes, desordem. No entanto, essas heterogeneidades não são apenas comuns, mas muitas vezes inevitáveis em nanomateriais realistas. Portanto, é crucial estudar modelos teóricos heterogêneos para que as simulações numéricas sejam suscetíveis de aplicação a dispositivos reais. A Teoria do Funcional da Densidade (DFT) é uma ferramenta poderosa para investigar tais nanoestruturas interagentes e espacialmente heterogêneas. No entanto, o sucesso dos cálculos de DFT está intrinsecamente relacionado à qualidade e performance dos funcionais de densidade adotados. Neste projeto, propomos construir, otimizar e aplicar funcionais da densidade em cálculos de DFT para investigar emaranhamento quântico e transições de fase quânticas em nanomateriais heterogêneos. Exploraremos fenômenos críticos em metais, isolantes, supercondutores convencionais e superfluidos exóticos, bem como sua relação com o grau de emaranhamento dos nanomateriais. Estudos envolvendo estados emaranhados são oportunos para o desenvolvimento de tecnologias quânticas. Nosso objetivo é duplo: usar o emaranhamento como uma possível testemunha das transições de fase quânticas e entender a relação das fases com o graus de emaranhamento, visando a aplicação desses materiais em tecnologias quânticas. Iremos também investigar como todos esses fenômenos são afetados pela temperatura e pela dimensionalidade do modelo. Assim, as linhas de pesquisa propostas neste projeto vão desde a pesquisa fundamental, passando pelo desenvolvimento metodológico, até aplicações nas propriedades dos nanomateriais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Viviana Borges Corte

Ciências Humanas

Educação
  • iv mostra de biologia: a ciência está em tudo!
  • Em um contexto de pandemia, agravada por correntes de desinformação, o mundo passa por grandes mudanças em todos os setores da atividade humana. A sociedade hoje conectada está cada vez mais diversa e globalizada. Estamos vivendo a quarta revolução industrial que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos (UNESCO, 2018). Não somente o setor industrial, mas como quase todos os setores da economia sofreram mudanças ocasionadas pela automatização, digitalização e desenvolvimento da internet. Além de mudanças econômicas e sociais, a era da digitalização também provocou mudanças profundas na comunicação. Redes sociais e plataformas de divulgação de conteúdo, como YOUTUBE®, blogs, entre outros, provocaram uma revolução na comunicação humana, diminuindo distâncias e democratizando a informação (COUTINHO & LISBÔA, 2011). Nos últimos anos, avanços incríveis aconteceram na ciência, tecnologia e inovações, levando a soluções rápidas para problemas reais, que pensávamos outrora que jamais seriam possíveis. Há, portanto, uma ruptura de paradigma entre as sociedades analógica e digital que mais do que conduzir-nos à Quarta Revolução Industrial, o avanço na ciência, tecnologia e inovações está provocando uma transformação cultural. Estas mudanças na sociedade, afetaram também a educação, desde a escola básica até o ensino universitário, que precisam ressignificar-se para atender às necessidades de crianças, jovens e adultos em um mundo cada vez mais diversificado, digitalizado e globalizado. Além da educação formal, essa realidade também se apresenta em transformação nas diversas formas de veiculação da informação entre as pessoas das diversas classes sociais ou culturais. Há de se pensar em uma forma nova de comunicar ciência à sociedade. Daí podemos refletir sobre ‘como e o que ensinar para nossos jovens e adultos em um mundo onde as mudanças tecnológicas são tão rápidas?’ ‘Como preparar os jovens para um mercado de trabalho e para uma sociedade cada vez mais digitalizada, diversificada, globalizada e altamente conectada?’ As crianças de hoje já nasceram num mundo digital, por isso o uso de celulares, tablets e outras tecnologias está cada vez mais comum em seu cotidiano e consequentemente no espaço escolar. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2018 apontam que 79,1% dos lares brasileiros estão conectados a uma rede de internet, ou seja, 126,9 milhões de pessoas. A facilidade de acesso à informação popularizou-se, nunca houve, na história da humanidade, as mesmas facilidades de propagação de notícias como há agora! Se antes existia uma disputa entre professores e celulares, hoje muitos educadores já criaram formas de unir educação com tecnologia para potencializar a aprendizagem. Pensar em escolas usando recursos como realidade aumentada ou até inteligência artificial, para muitos, já não parece uma cena futurista. Freire (2019) destaca que a situação de aprendizagem deve considerar um problema real do mundo, pois “ensinar exige compreender que a educação é uma forma de intervenção no mundo”, ou seja, a educação deve ser transformadora (FREIRE, 2019, p.96). Apesar de reconhecer que a educação é capaz de intervir no mundo, Paulo Freire destaca que a educação por si não muda o mundo. Ela muda as pessoas, e estas sim, mudam o mundo (FREIRE, 1989). Deste modo, o olhar do professor não deve ser apenas para o conteúdo ou projeto pedagógico, mas sim um olhar mais atento ao desenvolvimento pessoal e integral do aluno. Dessa forma, a IV Mostra de Biologia: ‘A ciência está em tudo!’ visa abordar a transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o futuro do planeta, integrando o mundo natural (real) e o mundo tecnológico (virtual) como forma de despertar nas crianças e jovens a curiosidade em explorar e aprender cada vez mais. Tendo o conhecimento científico e o avanço tecnológico como referência estratégica, a IV Mostra de Biologia, focada na “transversalidade da ciência, tecnologia e inovações para o planeta”, caracteriza-se pela promoção de atividades de educação não formal e de divulgação científica que tem como objetivo principal estimular o aprendizado e a percepção do papel da ciência na sociedade e como instrumento de fortalecimento da educação formal (Ensino Fundamental I e II, Ensino Médio e Educação Tecnológica), não-formal e informal, visando à divulgação do conhecimento científico e tecnológico. Para isso, a Mostra trará um tema que desperta a curiosidade dos públicos de todas as idades: “Tem ciência aqui?” A partir dessa reflexão, queremos aprimorar a formação dos estudantes, unindo as capacidades de “produzir conhecimentos com uma cidadania que sabe pensar” (DEMO, 2010, p. 10) e com isso encontrar soluções que integram natureza e tecnologia para os problemas do dia-a-dia. As atividades serão desenvolvidas por estudantes dos cursos de Ciências Biológicas, Química, Engenharias, Oceanografia, Geografia, Pedagogia, Línguas e Letras e Psicologia. Participam ainda, mestrandos do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia - PROFBio e alunos de Ensino Fundamental e Médio atendidos pelo Núcleo de Atendimento a alunos com Altas Habilidades e Superdotação (NAAHS) da Secretaria de Estado da Educação (SEDU). Em sua quarta edição, a Mostra de Biologia exibirá a ciência, tecnologia e inovações em perspectiva transversal, permeando diversas áreas do conhecimento por diferentes formas - expositivas, interativas, nas modalidades presencial e/ou virtual. As atividades propostas foram pensadas visando estimular a criatividade, o senso crítico, a curiosidade e o espírito científico por meio de Exposição de CT&I, Seminário ou Ciclo de Palestras, Conjunto de Oficinas de CT&I, Mostra de Vídeos.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 05/10/2021-31/10/2023