Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Ricardo Silveira Martins

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • poder, dependência e desempenho em redes de suprimentos: estudo de caso do setor de prestação de serviços de logística
  • As empresas aliam-se em redes para enfrentar o processo de concorrência no mercado. No entanto, as alianças ocorrem entre empresas de diferentes níveis de poder e dependência, o que pode gerar rupturas e insatisfação com as práticas adotadas pela força. Desta maneira, a compreensão sobre os fatores estruturantes de redes de suprimentos e seus condicionantes deve elucidar situações em que aspectos de potencial desestabilizador nos relacionamentos impactam a propensão a colaborar e o desempenho destas redes, como é o caso de relacionamento com diferenciais claros de poder e de relação de dependência entre parceiros. O produto desejado da pesquisa é a compreensão do problema à medida investiga os efeitos da dependência mútua na assimetria de poder nos relacionamentos comprador-fornecedor que podem ser utilizados pelos atores em posição de desvantagem de dependência para mitigar o uso do poder pela parte mais poderosa. Desta forma pretende-se responder à seguinte questão de pesquisa: Como a dependência mútua e a assimetria de dependência afetam o desempenho operacional das de compradores e fornecedores? O método de análise proposto para esta pesquisa é a Análise de Superfície de Resposta (ASR). A ASR é uma abordagem estatística que produz análises e resultados mais robustos que os métodos convencionais para avaliação do impacto dos efeitos combinados de duas variáveis preditoras em outra variável de resultado. Especificadamente, o método é útil para casos em que a diferença ou a semelhanças entre as duas variáveis preditoras é questão central no problema abordado e possibilita uma visão diferenciada das relações entre as variáveis porque representa graficamente os resultados em um espaço tridimensional.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ricardo Sousa Silvestre

Ciências Humanas

Filosofia
  • paraconsistência e o conceito de deus
  • O debate sobre a racionalidade do teísmo tem ocorrido principalmente em duas frentes: a construção e análise de argumentos (teístas e ateístas) e a análise do conceito de Deus. Apesar da prioridade que o conceito de Deus tem para ambos, os aspectos lógicos desse conceito ainda não foram satisfatoriamente estudados. Em particular, a despeito de muitas tradições fornecerem descrições contraditórias de Deus, e a despeito de o princípio da não-contradição ser chave nesse debate, a aplicação da paraconsistência e sua relevância para o referido debate ainda é algo subdesenvolvido. O objetivo geral deste projeto é avançar na discussão do papel da lógica na filosofia da religião em geral e no debate acerca da racionalidade da crença teísta em específico. Como objetivo específico, deseja-se responder às seguintes perguntas: (1) Como o conceito de Deus deve ser representado? (2) Que tipo de lógica subjaz ao conceito de Deus? (3) Seria essa lógica paraconsistente? Ou: Seria o conceito de Deus paraconsistente? (4) Como uma resposta positiva a 3 afeta o referido debate? Em especial, como ela interfere no papel tradicional atribuído à lei da não-contradição nesse debate? Como resultado desse projeto, espera-se produzir seis artigos diretamente relacionados com as perguntas 1-4 acima, dois artigos mais específicos, sobre a propriedades de onibenevolência e onisciência, um workshop sobre o conceito de Deus e a Racionalidade da Crença Teísta (a ser realizado na Índia em 2022), um congresso sobre Contradição, Paraconsistência e Religião (a ser realizado no Rio de Janeiro em 2023) e uma coletânea de artigos sob Contradição, Paraconsistência e Deus a ser publicada por uma editora de renome internacional e contendo contribuições de filósofos e lógicos de renome mundial. As terceira e quarta edições do World Congress on Logic and Religion, a serem realizadas na Índia em 2022 e na Romênia em 2023, respectivamente, também podem ser vistos como resultados desse projeto.
  • Universidade Federal de Campina Grande - PB - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Ricardo Toshio Fujiwara

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • novos testes sorológicos para diagnóstico da esquistossomose mansoni e geo-helmintíases – da sorologia convencional para bioinformática e nanotecnologia
  • Apesar do desenvolvimento tecnológico que tem sido observado na área de saúde humana, as doenças causadas por infecções parasitárias ainda representam um grave problema de saúde pública, afetando 1,8 bilhões de pessoas em todo o mundo. De forma geral, as infecções parasitárias, especialmente as helmintoses, são doenças crônicas e debilitantes que impactam negativamente a saúde e produtividade do trabalhador, bem como o desenvolvimento intelectual e físico de crianças infectadas, especialmente em populações pobres. As políticas públicas de controle das principais helmintoses que afetam populações humanas, como esquistossomose e geohelmintoses, são baseadas principalmente no tratamento em massa dos indivíduos em áreas de alta endemicidade ou em diagnóstico e tratamento dos indivíduos infectados em locais de baixa e moderada prevalência. Estas medidas, apesar de ter resultado em redução expressiva da carga parasitária e, consequentemente, dos casos mais graves das doenças, não previnem reinfecções e ainda favorecem o estabelecimento de resistência ao tratamento e a manutenção de indivíduos infectados com baixa carga parasitaria, que geralmente são assintomáticos e não tem acesso ao tratamento. Por outro lado, o tratamento seletivo de pessoas infectadas demanda a utilização de testes mais sensíveis e específicos de diagnóstico, capazes de identificar indivíduos com baixa carga parasitária e/ou falhas de tratamento, que permitem a contaminação ambiental e a manutenção da transmissão dos parasitos. A utilização das técnicas clássicas de exame de fezes tem se mostrado pouco eficiente para diagnóstico destes casos, especialmente em indivíduos infectados por Schistosoma mansoni e Strongyloides stercoralis, helmintos que produzem e/ou eliminam poucos ovos ou larvas nas fezes, e até com geohelmintos que produzem muitos ovos, mas vivem em áreas submetidas a intervenções frequentes sem controle de cura. Este novo cenário epidemiológico das helmintoses no Brasil tem sido o foco dos estudos realizados pelo nosso grupo de pesquisa. Especificamente no caso da Esquistossomose, nossos dados demonstraram que o exame de fezes pelo método de Kato-Katz, técnica utilizada pelo serviço de saúde para identificar infecção por S. mansoni em áreas endêmicas e prescrever o tratamento especifico, apresenta pouca sensibilidade para diagnosticar indivíduos com baixa carga. Nestas populações também foi verificado que a maioria dos testes parasitológicos utilizados isoladamente, bem como o teste rápido comercialmente disponível (POC-CCA), teve baixa sensibilidade e pouca concordância com o teste de referência criado pela combinação de todos os testes parasitológicos empregados. Também foi verificado que o teste parasitológico Helmintex e a técnica molecular de PCR em Tempo Real em amostras de fezes, foram as técnicas mais sensíveis para diagnostico de indivíduos com baixa carga parasitária; entretanto, estas metodologias ainda são muito laboriosas, caras e demandam estrutura laboratorial mais sofisticada, sendo muitas vezes inviável de ser utilizada em áreas endêmicas. Desta forma, as metodologias de diagnostico disponíveis até o momento não permitirão atingir a meta de eliminação da esquistossomose como problema de saúde pública e/ou interrupção da transmissão da infecção no país. Baseado nestes dados, nossa equipe iniciou um estudo para padronizar e validar técnicas sorológicas para diagnostico de indivíduos infectados por Schistosoma mansoni, verificando a reatividade de diferentes isotipos de anticorpos do soro de indivíduos com perfil parasitológico bem estabelecido e utilizando diferentes extratos antigênicos do parasito. Os dados obtidos até o momento indicam que a reatividade de IgG4 e IgG1 frente a antígenos solúveis obtidos de vermes adultos apresentam boa sensibilidade para o diagnóstico de S. mansoni, mesmo em indivíduos com baixa carga parasitária. Estes dados nos permitem identificar, isolar e caracterizar antígenos reativos nos testes de ELISA que possam ser utilizados para o desenvolvimento de testes rápidos em plataformas convencionais e funcionalizados a nanobiosensores para ser detectado na nova plataforma de diagnostico baseado em nanofotonica – EPEL (Espectrômetro Portátil de Espalhamento de Luz), desenvolvido e patenteado pelos pesquisadores da UFMG e licenciada pela empresa Neovision (BHTec - http://www.neovision.med.br/). O desenvolvimento destas novas ferramentas de diagnostico permitirá aliar o aumento de sensibilidade do teste com a rapidez, facilidade de realização e baixo custo. As novas alternativas de diagnostico serão inicialmente avaliadas no soro de camundongos experimentalmente infectados, onde carga, tempo de infecção, cura parasitológica e reinfecção podem ser facilmente testados. As ferramentas que apresentarem melhor desempenho serão validadas nos indivíduos das áreas endêmicas selecionadas, que serão previamente caracterizados através de exames parasitológicos, utilizando a técnica de Kato-Katz (carga e detecção de geohelmintos) e Helmintex (teste referência para esquistossomose), avaliação clínica e ultrassonografica. Acreditamos que estes dados permitirão a construção de um novo guia de conduta para diagnostico e controle da esquistossomose baseado na realidade epidemiológica atual da doença e visando sua eliminação. Em paralelo, trabalhando em diferentes áreas eco-epidemiológicas no Centro-Oeste, Nordeste e Norte do país, testes sorológicos convencionais e plataformas novas (Imunocromatografia e EPEL) podem ser desenvolvidos e testados como alternativa para detecção de geo-helmintíases ocultas e/ou com carga parasitária reduzida, conforme indicado no território nacional durante o mais recente Inquérito Nacional para Esquistossomose e Geo-Helmintoses.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 01/03/2020-28/02/2023
Foto de perfil

Ricardo Tostes Gazzinelli

Ciências Biológicas

Imunologia
  • inct para o desenvolvimento de vacinas
  • As vacinas são consideradas umas das mais bem sucedidas intervenções da medicina no controle das doenças infecciosas. Infelizmente, o número de novas vacinas que sejam efetivas e disponíveis comercialmente é muito pequeno. Entretanto, grandes descobertas científicas e avanços tecnológicos recentes criaram condições promissoras para o progresso no desenho racional de vacinas. Neste contexto, nós propomos o INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EM VACINAS (INCTV) para suprir uma demanda científica e tecnológica existente e acelerar o desenvolvimento de vacinas contras doenças infecciosas de interesse médico e veterinário. O INCTV será estruturado em três grandes divisões: (I) Divisão de doenças infecciosas e imunologia; (II) Divisão de tecnologia em vacinas; e (III) Divisão de desenvolvimento de vacinas. A Divisão de Doenças infecciosas e imunologia abrangerá três áreas principais: (a) imunologia; (b) Interação patógeno-hospedeiro; e (c) genômica, que juntas darão suporte científico básico para o desenvolvimento de vacinas que induzem imunidade protetora robusta e duradoura. A Divisão de tecnologia em vacinas será estruturada em quarto plataformas tecnológicas que serão utilizadas para a geração de novas formulações vacinais: (a) descoberta de adjuvantes; (b) descoberta de antígenos; (c) sistemas de entrega do antígeno; e (d) vetores vacinais vivos atenuados. Finalmente, na Divisão de desenvolvimento de vacinas, as formulações vacinais avançadas, derivadas dos estudo de prova-de-conceito nos laboratórios de pesquisa, seguirão para testes de imunogenicidade e toxicidade em modelos pré-clínicos e ensaios clínicos de fase I bem controlados. Por fim, o grande volume de dados gerado pelas diferentes divisões alimentarão o nosso Núcleo de Vacinologia de Sistemas que combinará análises de sistemas com modelos computacionais e matemáticos fornecendo embasamento para o desenho racional de novas vacinas e para melhorar outras já existentes. Baseado na experiência do nosso grupo, no impacto esperado para a saúde pública, e na ausência de alternativas para controle da doença, nós escolhemos a Doença de Chagas, a Dengue, Leishmanione e Malária causada por P. vivax como alvos de estudo da nossa proposta. Para atingirmos nossas metas, nós reunimos um grupo multidisciplinar composto por cientistas bem estabelecidos assim como jovens promissores com experiências nas áreas de bioquímica, biologia celular, medicina clínica, imunologia, microbiologia, biologia molecular, bioinformática, parasitologia, farmacologia e veterinária, os quais nos permitirão lidar com as questões fundamentalmente necessárias para o desenvolvimento de novas vacinas.
  • Fundação Oswaldo Cruz - MG - Brasil
  • 23/11/2016-30/11/2024
Foto de perfil

Ricardo Tostes Gazzinelli

Ciências Biológicas

Imunologia
  • monitoração de indivíduos assintomáticos com parasitemia subpatente pelo plasmodium vivax e seu potencial de transmissão para o anopheles (nyssorynchus) darlingi.
  • A infecção por Plasmodium vivax, causa predominante da malária na Ásia e na América Latina, afeta aproximadamente 14 milhões de indivíduos anualmente, com efeitos adversos consideráveis na saúde e no desenvolvimento socioeconômico. Além disso, infecções assintomáticas por P. vivax, decorrente do desenvolvimento da imunidade clínica, são comumente relatadas mesmo em locais de baixa endemicidade, como na maioria das regiões da bacia amazônica. Muitos destes indivíduos têm infecção assintomática subpatente (isto é, indetectáveis por microscopia convencional ou testes rápidos de diagnóstico), mas podem infectar mosquitos vetores, constituindo um reservatório infeccioso silencioso que desafia os esforços de eliminação da malária. Devido à difícil detecção de pacientes com malária assintomática, sem sinais clínicos de doença e microscopia de gota espessa negativa, este subconjunto de pacientes infectados por P. vivax é pouco conhecido, apesar de sua potencial relevância na manutenção do ciclo do parasito em áreas hipoendêmicas. Nesta proposta, pretendemos buscar dois objetivos principais. Recentemente, desenvolvemos um teste rápido imunocromatográfico para detectar IgM e IgG contra malária por P. vivax e determinamos sua sensibilidade e especificidade em comparação à microscopia de gota espessa e à PCR quantitativa para detectar pacientes sintomáticos e indivíduos assintomáticos, respectivamente. Nosso primeiro objetivo será a otimização desse teste rápido para a malária por P. vivax para detectar infecções sintomáticas e assintomáticas em campo, em áreas com infraestrutura precária. Até agora a eficiência da transmissão de P. vivax de pacientes assintomáticos para A. darlingi, bem como sua relevância em manter o ciclo de vida do parasito em campo, é desconhecida. Nosso grupo estabeleceu recentemente uma das primeiras colônias de A. darlingi no mundo e, certamente, a primeira no Brasil, que está atualmente em sua vigésima geração. Essa infraestrutura permite alcançar um segundo objetivo do projeto, que é determinar a eficiência dos indivíduos assintomáticos na transmissão do parasito P. vivax ao A. darlingi, o vetor mais importante da malária na Amazônia. Os indivíduos detectados pelo teste rápido terão a parasitemia total e a gametocitemia definidas pela PCR quantitativa e o sangue será utilizado para alimentar o mosquito nos ensaios de alimentação sanguínea. Ter a capacidade de identificar indivíduos assintomáticos em campo e entender a importância desses indivíduos na transmissão de P. vivax ao mosquito é fundamental para o esforço mundial de eliminar a malária no Brasil e em outros países afetados por esta doença devastadora.
  • Fundação Oswaldo Cruz - MG - Brasil
  • 01/01/2020-30/06/2023
Foto de perfil

Ricardo Vieira Ventura

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • desenvolvimento e uso de algoritmos de aprendizagem de máquina aplicados à produção animal
  • Métodos de Visão Computacional e Aprendizado de Máquina tem sido amplamente utilizados para a resolução de problemas de classificação e identificação de padrões em diferentes áreas da ciência e indústria, tornando-se também promissores para a resolução de vários entraves associados ao processo de fenotipagem automatiza e em larga escala, o que beneficiaria setores essenciais da produção animal, tais como bovinocultura de corte e suinocultura. A presente proposta objetiva elucidar aspectos relacionados à obtenção de atributos ou features (para posterior uso como entrada de dados nos métodos de visão computacional e aprendizado de máquina) que possam integrar avaliações relacionadas com a qualidade da carne em bovinos de corte (nível de gordura intramuscular), fornecer por meio de imagens mensurações mais acuradas e automatizadas sobre o peso ao nascimento, assim como investigar o uso de dados sonoros para fins de identificação dos diferentes manejos normalmente implementados em uma granja de suínos. Dentre os problemas acima relatados, para os desafios ligados ao uso de imagens, maiores investigações são necessárias em busca da praticidade em aplicações reais e que sejam plausíveis de implementação em ambientes não controlados. Poucos estudos têm sido conduzidos em relação ao uso de arquivos sonoros aliados às técnicas de Aprendizagem Profundo (Deep Learning - DL) para resolução de problemas ligados à Produção Animal. A introdução de novos sensores e uso de diferentes câmeras auxiliará na determinação futura de mecanismos que possam ser traduzidos e direcionados para aplicações práticas em ambientes remotos. Estudo anterior (publicado em periódico internacional por um dos executores da proposta) demonstrou elevado poder ao se associar dados sonoros e técnicas de DL para a classificação do andamento em equinos de marcha batida e picada. Nossa hipótese se baseia na continuidade de uso de tais algoritmos para benefício da suinocultura e bovinocultura de corte.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 25/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Ricardo Weinlich

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • terapia gênica para epidermólise bolhosa distrófica recessiva: indução de exon skipping do gene col7a1 através da edição gênica por base-editing.
  • Epidermólise Bolhosa Distrófica Recessiva (EBDR) é uma doença genética rara, causada por diferentes mutações no gene COL7A1, que codifica a proteína colágeno VII (C7). Estudos com pacientes brasileiros detectaram uma alta frequência de mutações no exon 54, especialmente a c.5047C>T. A ausência de C7 promove a formação de erupções cutâneas, feridas crônicas e processos inflamatórios nos epitélios, causando complicações graves, como infecções recorrentes, sepse, deformidades, além de incidência elevada de carcinomas. A EBDR está elencada na Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doenças Raras, por apresentar letalidade precoce elevada, morbidade extrema e não possuir, até o momento, alternativa terapêutica. Recentes avanços nas técnicas de terapia gênica, tais como CRISPR/Cas9 e Base-Editing, tem trazido novas perspectivas de tratamento para doenças genéticas. Neste projeto exploratório, propomos utilizar a técnica de Base-Editing, ainda mais precisa do que a CRISPR/Cas9, para induzir o skipping do exon 54, o que permitiria a expressão de um C7 funcional. Para a entrega das ferramentas de edição gênica, utilizaremos o Sendai virus, que possui uma série de vantagens, incluindo a alta taxa de infectividade e incapacidade de integração. Duas abordagens distintas serão utilizadas para a prospecção de potenciais produtos terapêuticos. Na primeira, fibroblastos de biópsias de pacientes serão editados e servirão de fonte celular para a montagem de peles, para futuro transplante autólogo em regiões de feridas. A segunda abordagem irá avaliar a entrega, por aplicação tópica, das ferramentas de edição gênica diretamente nas áreas de feridas através de modelos tridimensionais de pele. Para aprimorar a eficácia de transdução, iremos testar a incorporação do Sendai em macro e microgeis de alginato. Ambos produtos tem o potencial de acelerar a cicatrização das feridas dos pacientes, reduzindo as chances de infecção e impactando positivamente em sua qualidade de vida.
  • Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein - SP - Brasil
  • 13/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Richard Demo Souza

Engenharias

Engenharia Elétrica
  • transferência de energia e conectividade sem fios para internet das coisas
  • A Internet das coisas (IoT) conecta o mundo físico ao mundo digital, trazendo uma série de avanços, buscando melhorar a qualidade de vida, os negócios, a produtividade, o meio ambiente, entre outros. Porém, garantir por um longo tempo o bom funcionamento de dispositivos IoT, operando por comunicação sem fio e alimentados a bateria, é um grande desafio. A expectativa futura de termos uma enorme quantidade de dispositivos IoT em operação ao redor do mundo, muito maior do que o número de telefones celulares, esbarra em dois importantes gargalos: a limitada capacidade dos sistemas de comunicação sem fio atuais para garantir conectividade a tantos dispositivos com diferentes requisitos de desempenho; e a necessidade de prover alimentação cabeada, que limita muito a flexibilidade, ou de trocar frequentemente as baterias de tantos dispositivos, gerando custos e agressão ao meio ambiente. Neste projeto, objetivamos contribuir justamente com avanços no estado-da-arte em prover energia e conectividade sem fios para dispositivos IoT, somando esforços na busca de soluções para os gargalos citados acima. Para alcançar parte deste objetivo, proporemos novas técnicas de acesso ao meio em casos de um número massivo de dispositivos IoT, ou quando restrições severas de latência e confiabilidade são impostas, explorando os conceitos de diversidade, transmissões não-ortogonais e age of information. No que diz respeito a energia, além de propor estratégias de reconfigurabilidade de circuitos de RF que levem a comunicação mais eficiente energeticamente, também iremos trabalhar com a transferência sem fio de energia através de RF, tanto com foco nos circuitos transmissores e receptores de energia, quanto em propostas sistêmicas envolvendo otimização dos feixes de onda. Durante o desenvolvimento deste projeto, contribuiremos também com a formação de pessoal altamente qualificado nas áreas acima, nos níveis de mestrado e doutorado
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Richardson Augusto Rosendo da Silva

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • desenvolvimento e validação da proposição do diagnóstico de enfermagem risco de sobrecarga de estresse à partir de uma teoria de médio alcance
  • O estresse no ambiente de trabalho é caracterizado por respostas físicas e emocionais que prejudicam os indivíduos e ocorre quando os requisitos do trabalho não correspondem às capacidades, recursos ou necessidades do trabalhador. O diagnóstico de enfermagem da NANDA Internacional sobrecarga de estresse (00177) está frequentemente presente em profissionais de saúde, sendo necessário o reconhecimento dos fatores de risco nesses profissionais em vistas a facilitar o desenvolvimento das ações pelo enfermeiro, voltadas para sua prevenção. A identificação de diagnósticos de risco é relevante, justificado pela necessidade de traçar medidas de cunho preventivo. Entretanto, o diagnóstico Risco de sobrecarga de estresse nunca foi criado na taxonomia da NANDA-I. Assim, o objetivo geral será desenvolver a proposição do diagnóstico de enfermagem Risco de sobrecarga de estresse a partir de uma Teoria de Médio Alcance e sua validação clínica em profissionais de saúde. Dessa forma, o desenvolvimento desse diagnóstico permitirá que a prática clínica do enfermeiro, especialmente, da área da saúde do trabalhador, ocorra de forma sistematizada e baseada em evidências científicas. Partiu-se da hipótese que o diagnóstico de enfermagem risco de sobrecarga de estresse elaborado a partir de uma Teoria de Médio Alcance é verificável na prática clínica em profissionais de saúde. Deste modo, o estudo em tela traz uma alternativa robusta para o estabelecimento de relações confiáveis entre os conceitos de um diagnóstico de enfermagem, além de ser uma maneira plausível de conjugar pesquisa-teoria-prática para o avanço do conhecimento da enfermagem. Para tanto, será realizado um estudo metodológico, operacionalizado por três etapas, quais sejam: validação teórico-causal, análise de conteúdo com juízes e validação clínica num hospital universitário com profissionais de saúde. Para a análise dos dados, utilizar-se-á a estatística descritiva e inferencial, com atendimento dos preceitos éticos.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN - Brasil
  • 19/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rilke Tadeu Fonseca de Freitas

Ciências Agrárias

Zootecnia
  • expressão gênica e parâmetros genéticos da incorporação de ácidos graxos poli-insaturados (pufas) em tilápias do nilo alimentadas com dietas contendo como fonte lipídica óleos vegetais
  • Os PUFAs, EPA e DHA, são nutrientes essenciais à saúde e bem-estar do ser humano. Os peixes são a principal fonte alimentar de PUFAs, porém dependem da inclusão dietética de AGs precursores, como linolênico, e da ação das enzimas elongase e dessaturase. Em geral, os peixes de água doce possuem estas enzimas, como a Tilápia. Pouco foi publicado sobre os aspectos genéticos envolvidos na incorporação de PUFAs em Tilápias. Realizar-se-ão 2 ensaios, o primeiro para estudar os efeitos das dietas com diferentes fontes de óleo e da variedade da tilápia sobre o metabolismo de lipoproteína, perfil de PUFA no filé e na expressão gênicas. Serão utilizadas 184 tilápias, na fase de engorda, recebendo os tratamentos em esquema fatorial 4x3 (4 variedades e 3 fontes de óleos: peixe, linhaça e milho), em sistema de fechado de recirculação de água, por 90 dias. Serão avaliados 10 peixes/variedade no início do experimento e 12 peixes/tratamento no final. A expressão dos genes △5/△6 fads2, △4 fads2, elovi5, ppara, srebp-1, lxr, hnf4a, será realizada para as duas variedades de maiores níveis de incorporação de EPA e DHA no filé. Ensaio 2, 40 progênies de 50 famílias do Melhoramento de Genético de Tilápia da UFLA, pesando 10g, serão distribuídas e criadas em sistemas de recirculação de água com caixa de 2000 L, por 150 dias. Nos últimos 90 dias, metade das progênies de cada família receberá dieta contendo óleo de linhaça e, a outra metade, dieta contendo óleo de milho. Ao final, serão sacrificados 10 peixes (5 machos e 5 fêmeas)/dieta/família, retirando-se amostras de sangue, filé e nadadeiras. Serão estimadas as herdabilidades e correlações genéticas para e entre %EPA, %DHA e demais variáveis estudadas. Em ambos os experimentos, serão avaliados: parâmetros sanguíneos como colesterol total, HDL e triacilgliceróis; características de desempenho, carcaça e composição corporal e; o perfil de PUFA, composição químicas, físicas, físico-química e sensorial do filé dos peixes a
  • Universidade Federal de Lavras - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rinaldo Aparecido Mota

Ciências Agrárias

Medicina Veterinária
  • epidemiologia e mensuração do impacto econômico da mastite em vacas primíparas na região nordeste do brasil
  • A mastite é um problema global que afeta significativamente a saúde animal, a qualidade e quantidade do leite produzido. Além disso, causa importantes perdas financeiras à indústria de laticínios. A saúde animal deve ser avaliada de forma integrada com questões de saúde humana e ambiente, em especial quando abordamos o complexo tema da resistência aos antimicrobianos das bactérias causadoras da mastite. Existem avanços nos estudos epidemiológicos dos principais patógenos envolvidos nas mastites, porém ainda são insuficientes no Brasil e em especial na região nordeste do país. Assim, esse projeto tem como objetivo principal avaliar a prevalência de Staphylococcus aureus e Staphylococcus não aureus multirresistentes aos antimicrobianos em vacas primíparas e mensurar o impacto econômico na produção leiteira, sendo esse último objetivo inédito no país. A partir dos resultados será possível determinar a prevalência de Staphylococcus spp. multirresistentes circulantes nos ecossistemas pecuários (vacas primíparas, ambiente de ordenha e ordenhadores). Serão realizados testes fenotípicos e estudo de genes de resistência nas bactérias identificadas no MALDI-TOF-MS e sua correlação com outros fatores de virulência (produção de biofilme, potencial enterotoxigênico e tipagem do locus agr). A tipagem genética de Staphylococcus spp. multirresistentes permitirá elucidar se esses patógenos pertencem a uma mesma cadeia de transmissão e se correlacionam. Além disso, a estimativa dos custos gerados pela ocorrência da mastite poderá melhorar a percepção dos produtores de leite sobre as perdas econômicas associadas, permitindo motivá-los para implementar medidas de controle e melhoria da saúde do úbere das vacas primíparas, reduzindo assim os riscos de transmissão de bactérias multirresistentes para animais e humanos.
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco - PE - Brasil
  • 25/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rita Aparecida da Conceição Ribeiro

Ciências Sociais Aplicadas

Desenho Industrial
  • projeto de pesquisa design para cidadania: criando metodologias para autonomia de populações em vulnerabilidade social
  • A pandemia de Covid-19 no país aprofundou ainda mais o abismo econômico entre pobres e ricos. O desmantelamento de pequenos negócios levou a um aumento exponencial de desemprego. A taxa de desemprego no Brasil ficou em 14,1% no 2º trimestre de 2021, atingindo 14,4 milhões de brasileiros, de acordo com os dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 31 de agosto. Nesse momento tão delicado de nossa história, consideramos que o Design pode ter um papel fundamental no auxílio para requalificação das populações em situação de vulnerabilidade social. O desenvolvimento de tecnologias sociais aponta para rumos de novas formas de sustento e inclusão via sustentabilidade econômica, dentre outros fatores, tendo sua replicabilidade independente e união de grupos sociais minoritários como um dos alicerces, conforme publicado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (https://www.itsbrasil.org.br/tecnologia-social), em consonância com os Objetivos do Milênio (ODM) da Organização das Nações Unidas. Nosso problema de pesquisa: é possível desenvolver tecnologias sociais a partir das ferramentas do design que promovam a inclusão via qualificação profissional para a economia criativa de pessoas em situação de risco? Para tanto, propomos a criação de 03 laboratórios para inclusão em regiões distintas do país: Belo Horizonte (MG), Joinville (SC) e São Luís (MA) e neles desenvolver metodologias de ensino e qualificação profissional, a partir das ferramentas do Design, acompanhando o seu desenvolvimento e a qualificação dos ingressantes, avaliando também sua capacidade para que sejam replicadas por eles em outros grupos sociais.
  • Universidade do Estado de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rita de Cássia Almeida Vieira

Ciências da Saúde

Enfermagem
  • impacto da covid-19 nos pacientes de trauma cranioencefálico e nos idosos vítimas de queda: prognóstico, análise de sobrevida e fatores associados
  • As causas externas representam um grande problema de Saúde Pública, sendo a quarta causa de mortalidade em nosso país. Apesar de serem frequentes, as causas externas não afetam a população de forma uniforme, os jovens são mais facilmente acometidos pelos acidentes de transporte, enquanto as quedas são mais frequentes nos idosos. Os pacientes de TCE e os idosos vítimas de queda podem apresentar complicações durante a internação hospitalar de origem traumática, neurológica e não neurológica, que podem comprometem o desfecho após o trauma. Objetivo: Descrever o impacto da COVID-19 nos pacientes de TCE e nos idosos vítimas de trauma, além de analisar a sobrevida desses pacientes antes e após a pandemia. Método: Trata-se de um estudo do tipo guarda-chuva que compreende dois estudos de coorte retrospectivo, longitudinal, com dados coletados em prontuários. Serão avaliados pacientes TCE contuso com idade superior ou igual a 18 anos (subprojeto 1) e idosos vítimas de queda (subprojeto 2), que deram entrada 01 de março de 2019 a 01 de março 2021, na cidade de Aracaju - Sergipe. Durante a coleta de dados serão avaliados nos prontuários as características sociodemográficas e clínica dos pacientes, a gravidade do trauma e do TCE, as principais complicações neurológicas e não neurológicas desenvolvidas pelos pacientes, resultados de exames laboratoriais, diagnóstico de COVID-19, os desfechos evidenciados durante a internação hospitalar e mortalidade após o trauma e TCE. Nesse estudo serão realizados a análise de sobrevivência e testadas associações clínicas e sociodemográficas entre os resultados obtidos durante a internação e após o trauma e TCE dos pacientes comparando os dados antes e durante a pandemia de COVID-19. Resultados esperados: Espera-se contribuir com essa população traumatizada, fornecendo informações sobre o prognóstico e desfecho dos pacientes após a lesão, além de identificar os fatores associados aos piores desfechos.
  • Universidade Federal de Sergipe - SE - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rita de Cássia Barbirato Thomaz de Moraes

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • professores elaborando material didático para ensinar de inglês para crianças: na busca por aquisição significativa e contextualizada na escola pública
  • This qualitative research, is situated in the children language teaching and learning area in the regular public context. Our interest is in the course design area which can contribute for the creation of more oppotunities for acquisition in the laguage classroom, through the use of teaching materials based on a meaningful, contextualized, motivating and meaningful-focused teaching. This proposal is centred in the area of teaching for children in the public context, once we have had, recently, the insertion of the English subject in the Fundamental I curriculum. Based on our experience, firstly in a partnership between universitiy and na Education Secretary form the interior of São Paulo State, and since 2020, conducting a course about children teaching material elaboration, 100% on remote modality, we have comprehended the lack of teaching materials teachers face in their practices and the necessity of helping them in the elaboration of their own materials. This gap has led to a kind of teaching mostly based on descontextualized, isolated vocabular and low potential for generating long-lasting acquisition. A projext will be conducted with five participant teachers from diferente schools from the children teaching public context who will use teaching maerial which was elaborated in the referred teaching material elaboration course. Our aim is to analyse how the process of teaching and learning languages in the Fundamental I context will be characterized through the use of the mentioned teaching material. Based on the results, we intend to elaborate a teaching material guideline to help teachers to elaborate their own teaching materials. This guideline will fill the gap that exists in the teaching material area. It will contribute for teachers’ autonomy and teachers’ professional development. It is plausible because it comes from a work that has already from a work that has already been being conducted by this researcher with public school teachers.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 20/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rita de Cássia de Oliveira Sebastião

Outra

Divulgação Científica
  • semana de imersão científica
  • A Semana de Imersão Científica é uma proposta que surgiu a partir de experiências exitosas de atividades de extensão, pesquisa e ensino da equipe proponente, no âmbito da divulgação científica e popularização da ciência, aliada à necessidade premente de estimular o interesse pela ciência e o surgimento de novos cientistas e pesquisadores. O foco será a organização de atividades que propiciem a interação, a troca de experiência e saberes entre a universidade e alunos do ensino fundamental e médio de pelo menos 10 unidades da federação, priorizando municípios brasileiros que possuam Índice de Desenvolvimento baixo. A equipe já possui uma conexão bem sucedida com a comunidade escolar de 15 estados da federação, já alcançada em eventos anteriores, o que representa uma perspectiva positiva da participação dessas instituições no evento. Sendo assim, será realizada uma interação Universidade-sociedade, por 3 dias, no Campus da UFMG. Os temas à serem desenvolvidos no evento serão baseados nos ODS/ ONU - 2015, além de temas emergentes da área de química, temas correlacionados às instituições parceiras, oficinas, jogos científicos, roda de conversas, experimentos e demais ações de estudo de problemas relacionados aos municípios participantes, conectando a realidade dos participantes, inteligência artificial, inovação e empreendedorismo. As apresentações serão realizadas de forma presencial, juntamente com transmissão online, com o intuito de garantir o maior número de acesso possível nessa Semana. A equipe acredita que essa proposta contribuirá com o estímulo à cultura investigativa e criativa, próprias da ciência, promovendo ações de popularização da ciência pautadas pelo diálogo e diversidade de grupos, tais com a comunidade escolar (incluindo Educação de Jovens e Adultos EJA, ensino Fundamental I e II e ensino Médio e professores, familiares, docentes e estudantes de Graduação e Pós-graduação das instituições de ensino envolvidas).
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 10/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Rita de Cássia Franco Rêgo

Ciências da Saúde

Saúde Coletiva
  • estudo epidemiológico do impacto do derramamento de óleo bruto na costa da bahia: saúde, ambiente e segurança alimentar    
  • No litoral do Brasil está em curso um grande desastre com derramamento de óleo bruto que vem sendo considerado o maior da história do país e um dos mais extensos registrados no mundo. Foi identificado oficialmente em 30/8/2019 e, até 29/11/2019, havia atingido nove Estados do Nordeste e dois do Sudeste, o que representa 59% do total de 7.367 km da costa brasileira. As manchas de óleo bruto foram identificadas em 130 municípios e 1009 localidades. A Bahia foi o estado mais atingido (IBAMA, 2019). As populações potencialmente expostas ao óleo são frequentadores das praias, manguezais e estuários para lazer, turismo e trabalho. Entretanto, não há dados quantitativos desse número até o momento. Em termos gerais, milhares de pessoas trabalham e frequentam as praias atingidas, consomem pescados e mariscos produzidos nesse extenso litoral, demandando ações eficazes de saúde pública e segurança alimentar e nutricional, até então insuficientes. São pescadores artesanais e marisqueiras, trabalhadores ambulantes, restaurantes, bares nas praias, trabalhadores informais do beneficiamento e tratamento de pescados, funcionários da limpeza pública, turistas e banhistas em geral. Toxicidade e risco à saúde humana O petróleo bruto contém vários produtos químicos com toxicidade humana conhecida ou suspeita (EPC, 2017), dentre os quais os policíclicos aromáticos (HPA) que são tóxicos, carcinogênicos e mutagênicos. Exposição aguda ao óleo bruto pode causar irritação nos olhos, afecções respiratórias, cefaleia, náuseas, vômitos, depressão do SNC (Sammarco et al., 2016). A ingestão de alimentos contaminados pode levar à irritação da gastrintestinal, insuficiência hepática e renal, alterações cardíacas e dermatoses. Exposição do longo prazo pode causar problemas gastrointestinais, hepáticos, renais, respiratórios, cardíacos, psicomotores, mentais, endócrinas e reprodutivas, além de câncer (Rusiecki et al., 2018). Efeitos psicossociais e na saúde mental resultantes das perdas econômicas e da interrupção de atividades de trabalho são consequências indiretas do acidente com vazamento de óleo bruto. O projeto estuda os impactos na saúde da população relacionados ao derrame de óleo bruto no litoral do Estado da Bahia. Tratará das relações entre saúde, ambiente e trabalho com abordagens da epidemiologia, saúde ambiental, políticas públicas de saúde. A pergunta central deste projeto é: Como o derramamento de óleo bruto impacta a saúde de comunidades afetadas? Esta pergunta norteará o processo de produção de tecnologias de saúde em conjunto com as comunidades para o acompanhamento e cuidado da população exposta. Objetivo Geral: Analisar os impactos do derramamento de óleo na saúde das comunidades afetadas no litoral do Estado da Bahia e construir ações em conjunto com essas comunidades. Serão avaliadas as seguintes hipóteses: 1. A exposição ao óleo bruto pelas populações afetadas pode ser determinada com uma abordagem de métodos mistos que inclui uma avaliação em nível individual usando questionários e além de monitoramento ambiental; 2. A exposição ao derramamento de óleo resultou em efeitos adversos sobre a qualidade de vida, nos componentes da saúde mental e física em populações expostas; 3. As populações mais previamente expostas a determinantes sociais e ambientais do processo saúde-doença e que apresentam previamente problemas de saúde terão a saúde mais afetada a médio e longo prazo. Método: estudo epidemiológico de corte transversal, como linha de base de um estudo de coorte será realizado utilizando três questionários validados como foco em: avaliação da exposição individual e aspectos de saúde; qualidade de vida; recordatório alimentar. Será criado um comitê gestor para o projeto e uma plataforma de acompanhamento “Observatório do derramamento de óleo na Costa da Bahia” que servirá para dar visibilidade a todo o processo de pesquisa, produtos e acompanhar os expostos ao longo do tempo. Vários pesquisadores do PPGSAT/UFBA desde 2006 desenvolvem projetos de pesquisa e de extensão sobre saúde dos pescadores na Bahia e em onze Estados do país. Até 2019, o grupo produziu 37 publicações em revistas nacionais e internacionais, livro e capítulos de livros sobre doenças e acidentes do trabalho na pesca artesanal e vigilância em saúde. Neste projeto, os grupos de pesquisas do PPGSAT contam com a parceria do INCT-Ambitropic, fase II e de pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte – em Chapel Hill, Estados Unidos, com experiência nos estudos do impacto do derramamento de óleo ocorrido no Golfo do México. Essa colaboração visa a produção de conhecimentos sobre a análise dos efeitos à saúde de populações vulneráveis particularmente dos pescadores artesanais, decorrentes do derramamento de óleo bruto no litoral do Brasil.
  • Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil
  • 07/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Rita de Cassia Goncalves Alfenas

Ciências da Saúde

Nutrição
  • quantificação de produtos finais de glicação avançada em alimentos e efeito do consumo de óleos vegetais associado à dieta restrita em calorias nos marcadores de doenças crônicas não transmissíveis em mulheres com excesso de gordura corporal
  • A dieta contribui de maneira significante para o pool de produtos finais de glicação avançada (AGEs) no organismo. Óleos, alimentos com alto teor de lipídios e aqueles preparados em altas temperaturas e baixa umidade são ricos em AGEs. A análise do conteúdo de AGEs em alimentos é essencial para a criação de tabelas a serem utilizadas para orientar as escolhas alimentares da população. Tabelas contendo o conteúdo de AGEs dos alimentos são escassas e ainda não há tabela com esse conteúdo em alimentos e preparações consumidos no Brasil. Altas concentrações séricas de AGEs e de leptina se associam ao aumento de estresse oxidativo, inflamação e gordura corporal, favorecendo a manifestação de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). O estresse oxidativo e a inflamação também podem encurtar o comprimento dos telômeros, aumentando o risco de morte em indivíduos com excesso de gordura corporal. Em estudo com duração de 9 semanas realizado pelo nosso grupo, observamos maior perda de gordura corporal em mulheres com excesso de gordura corporal após o consumo dietas restritas em calorias contendo azeite de oliva extra virgem do que aquelas contendo óleo de soja. Em estudo anterior, nós também avaliarmos o efeito desses óleos nos marcadores estresse oxidativo e inflamação, mas ainda não publicamos os resultados obtidos. O efeito do consumo do azeite de oliva extra virgem, óleo de coco e óleo de soja nos marcadores de DCNT (marcadores de glicação/estresse oxidativo/inflamação, leptinemia e comprimento dos telômeros) em mulheres com excesso de gordura corporal é desconhecido. Assim, pela presente proposta, pretendemos quantificar os AGEs em alimentos e preparações consumidos no Brasil, além de verificar se a maior perda de gordura corporal em resposta ao azeite de oliva afetou de maneira distinta os AGEs séricos em relação ao consumo de óleo de coco e óleo de soja. Os resultados desses estudos poderão ser aplicados na prática clínica.
  • Universidade Federal de Viçosa - MG - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Rita de Cássia Souto Maior Siqueira Lima

Lingüística, Letras e Artes

Lingüística
  • a implementação dos referenciais curriculares municipais e estaduais para o ensino de língua portuguesa em alagoas e no ceará: os caminhos da bncc para a educação básica e para a formação de professores
  • Nesta pesquisa, a ser desenvolvida no âmbito do Grupo de Estudos Discurso, Ensino e Aprendizagem de Línguas e Literatura (GEDEALL/UFAL) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Linguística Aplicada (GEPLA/UFC), pretende-se investigar como tem se efetivado a implementação dos Referenciais Curriculares Municipais e Estaduais do ensino de Língua Portuguesa, para o Ensino Fundamental, em escolas públicas de Alagoas e Ceará e propor ações concretas nesses espaços a fim de que possamos fortalecer essa importante etapa no desenvolvimento da proposta da Base. Para tanto, reuniu-se uma equipe de pesquisadoras com o objetivo de fazer o levantamento e interpretar dados relacionados à construção, implementação e acompanhamento desse processo no período de 2022 a 2024. Fundamentada na abordagem teórica da Linguística Aplicada Situada, a proposta almeja elucidar quais têm sido as problemáticas mais recorrentes na implementação das práticas de ensino e aprendizagem de Língua Portuguesa, na esteira da BNCC, construir propostas coletivas, integrando a formação continuada nas escolas pesquisadas à formação inicial dos três cursos de Letras envolvidos, produzindo material teórico-prático para a comunidade docente e profissionais da educação.
  • Universidade Federal de Alagoas - AL - Brasil
  • 24/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Rita Marisa Ribes Pereira

Ciências Humanas

Educação
  • infâncias, insurgências e coexistências: escritas de pesquisa e popularização da ciência
  • As questões centrais da proposta que aqui apresentamos tem por origem o Projeto “Infâncias, insurgências e coexistências: escritas de pesquisa e popularização da ciência”, que coordeno no âmbito da Bolsa de Produtividade em Pesquisa. Há mais de 15 nos aprofundando na pesquisa com crianças, buscamos, por um lado, politizar as diferentes formas como as crianças habitam e participam da vida social e, por outro, formar professores e pesquisadores e sensíveis a essas diferenças e desigualdades. Para tanto entendemos ser urgente construir epistemologias decoloniais sensíveis às coexistências e às insurgências infantis, bem como criar escrituras de pesquisa comprometidas com a popularização da ciência e com a ampliação dos debates sociais sobre a infância e com as crianças. Acompanham-nos nesta empreitada autores como Walter Benjamin, Mikhail Bakhtin, Aníbal Quijano, Achille Mbembe, Catherine Walsh, Marielle Macè, Antônio Cândido, Conceição Evaristo e Lúcia Rabelo de Castro. Nascido desse embrião, o projeto proposto para desenvolver no âmbito do Edital Universal é a sistematização de resultados de pesquisa e sua divulgação considerando a popularização da ciência - interessa-nos escrever para a comunidade acadêmica, mas também para as crianças, sobre os temas das pesquisas que realizamos com elas. Por essa razão o foco do financiamento solicitado é a viabilização da produção de formas de divulgação voltadas para crianças que serão mais a frente detalhadas. A equipe é formada por professores e estudantes da Linha de Pesquisa "Infância, Juventude e Educação", da UERJ, e de instituições parceiras com as quais há muito temos trabalhado – UFRJ, PUC-Rio e FAETEC-ISERJ. Nos une a inquietação da produção de um conhecimento científico que dialogue com a sociedade e, mais especificamente, com as crianças, nossos interlocutores de pesquisa por excelência.
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robério Rodrigues Silva

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • fortalecimento da formação profissional e produção científica inovadora na área de alimentos no interior do nordeste – parceria ppgecal/uesb e ppgca/ufla
  • Vide projeto anexo
  • Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - BA - Brasil
  • 09/01/2020-09/01/2025
Foto de perfil

Robert Aldo Iquiapaza Coaguila

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • impacto da incerteza da política econômica e do sentimento do investidor na tomada de risco e desempenho de fundos de investimento
  • A magnitude dos recursos administrados, o número de cotistas e de fundos da indústria têm sido cada vez maiores no Brasil e no exterior. Os fundos proporcionam vantagens em termos de conveniência, liquidez e diversificação, especialmente para o pequeno investidor. Nessa indústria não têm sido pesquisados os efeitos da incerteza da política econômica, e do sentimento do investidor, sobre a tomada de risco dos fundos. Os fundos visam proporcionar retorno para os cotistas, e por meio do aumento do tamanho do fundo uma maior remuneração aos seus gestores. Um maior ou menor nível de incerteza pode originar desvios desse objetivo criando incentivos para os gestores alterarem o perfil de risco dos fundos, usualmente visando melhorar o desempenho futuro, quando o mesmo não foi bom em período anterior (comportamento de torneios). A questão que se coloca é, diante de mudanças na incerteza, os gestores aumentam ou diminuem o risco? e isso gera benefícios em termos de desempenho para o investidor? O tema foi estudado na área de finanças corporativas onde os resultados não foram conclusivos. O período de análise proposto é de janeiro de 2001 a dezembro de 2023, sendo incluídas as categorias de fundos de ações de Brasil e Estados Unidos, e fundos de renda fixa do Brasil. A mudança do risco pode ser identificada por meio da análise das alterações das carteiras dos fundos, relacionada com indicadores de incerteza como EPU, ou indicadores de sentimento do investidor, e finalmente mensurar o efeito dessas alterações de risco no desempenho final do fundo, através da análise de modelos de regressão multivariada, considerando modelos de fatoriais específicos para ações e para renda fixa. O resultado pode subsidiar uma melhor alocação em fundos pelos investidores, assim como subsidiar o aprimoramento da regulamentação e mecanismos de governança dessa indústria.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robert Neil Gerard Miller

Ciências Agrárias

Agronomia
  • mal-do-panamá: genômica aplicada a busca de genes de resistência
  • A banana (Musa spp.) representa a base da alimentação familiar em diversos países. A ausência de variação genética tem resultado em uma lavoura com pouca resistência a pragas e doenças. Dentre os patógenos que atacam a cultura, o mal-do-Panamá, causado por três raças fisiológicas do fungo Fusarium oxysporum f. sp. cubense, e considerado hoje a doença mais importante nas regiões produtoras do mundo. Um patógeno com a viabilidade prolongada no solo, não há métodos físicos, químicos e biológicos satisfatórios para seu controle. Dependendo do nível de resistência, plantas doentes podem não chegam a produzir cachos, ou têm frutos com valor comercial comprometido. O ‘mal-do-Panamᒠcausada pela raça 1 é de extrema importância para o Brasil, com altos níveis de incidência da doença no cultivar ‘Maç㒠e variedades do subgrupo ‘Prata’. A medida de controle mais eficiente é o desenvolvimento de variedades resistentes ao patógeno, e a genômica pode ser uma grande aliada na descoberta de genes de resistência, para a sua introgressão em cultivares comerciais. Uma nova abordagem, conhecida como RenSeq, vem sendo utilizada para o enriquecimento e sequenciamento de genes de resistência da família NLR, que são elementos fundamentais na resistência de plantas a doenças. As atividades propostas envolvem a caracterização do transcritoma radicular da interação entre F. oxysporum f. sp. cubense raça 1 e o genótipo selvagem de M. acuminata Calcutta 4, resistente.a raça 1. O mapeamento de transcritos contra NLR scaffolds possibilitará ume analise precisa de expressão de genes deste família de receptores durante a cinética da interação com o patógeno. Os genes candidatos serão validados através de RT-qPCR e transformação genética de plantas modelo. Os avanços na identificação de genes envolvidos em imunidade vegetal em Calcutta 4 e a aplicação no melhoramento podem trazer benefícios para o pequeno produtor, mitigando as perdas de produtividade e beneficiando o consumidor final.
  • Universidade de Brasília - DF - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Robert Wegner

Ciências Humanas

História
  • história da genética e de seus impactos: raça, racismo e população no brasil
  • O século XX já foi considerado o século da genética. É difícil exagerar os impactos da genética na economia, especialmente na agricultura, desde o aperfeiçoamento, no início do século XX, dos antigos métodos de melhoramento das sementes e dos rebanhos por meio do cruzamento controlado até os alimentos transgênicos produzidos contemporaneamente pela agroindústria, passando pela produção de sementes híbridas e sua associação com a revolução verde a partir dos anos 1960. Da mesma forma, as práticas e ideias políticas dirigidas às populações são uma demonstração da centralidade da genética, a começar pelos movimentos eugênicos das primeiras décadas do século XX, dos quais os desenvolvimentos iniciais da genética eram indissociáveis, passando pelos debates sobre a existência ou não existência de raças humanas e a substituição da categoria raça pela de população desde o período após a Segunda Guerra Mundial, até as revoluções nos diagnósticos, tratamentos e gestão da medicina provocadas pela genômica. O objetivo da pesquisa é o de desenvolver uma história da genética no Brasil, levando em consideração seus impactos sociais, econômicos e políticos. Procuraremos investigar as divergências políticas e as controvérsias científicas na história da genética, desde o movimento eugênico até o desenvolvimento da genômica, passando pela genética das populações humanas, especialmente no que diz respeito aos juízos antagônicos em relação à mistura racial. O mendelismo não resolveu as controvérsias em torno desse tema que vinha desde o século XIX, assim como as campanhas antirracistas levadas a cabo pela UNESCO no Segundo Pós-Guerra não resultaram no abandono absoluto de categorias racializadas nas teorias científicas nem, tampouco, das práticas racistas. Nosso projeto pretende enfrentar o desafio de desenvolver a pesquisa por meio de uma equipe que opere de forma efetivamente transdisciplinar, daí a reunião de historiadores das ciências, antropólogos, sociólogos, biólogos, geneticistas e educadores. Ao lado disso, somos desafiados a pensar no caminho sugerido por Peter Wade, que, baseado no debate contemporâneo da antropologia que põe em questão a dicotomia do pensamento ocidental entre nature (natureza) e nurture (cultura), argumenta que “raça” sempre tem sido como uma “natural-cultural assemblage” na qual “natureza” e “cultura” estão sempre moldando uma à outra, e as diferenças entre elas nem sempre são claras. Para pensar o racismo e confrontar o racismo a partir desse ponto de vista, consideramos que o método de Foucault pode ser uma ferramenta útil. Sua noção de “racismo de estado”, conectada ao seu conceito de “biopolítica”, é crucial para compreender como o racismo atravessa o século XX e o século XXI mesmo depois das teorias do racismo científico do século XIX serem completamente desacreditadas. O racismo persiste mesmo com todas as mudanças científicas, políticas, sociais e econômicas que marcaram o Ocidente desde o Segundo Pós-Guerra. Seguindo Foucault, a questão fundamental diz respeito a perceber em que momentos entra em operação, seja em bases predominantemente biológicas seja com suporte culturalista, uma maneira de cindir uma população em grupos distintos e, a partir daí, hierarquizar esses grupos. Os objetivos da equipe podem ser desdobrados nos seguintes tópicos: Estudar as primeiras pesquisas mendelianas desenvolvidas nas escolas agrícolas das primeiras décadas do século XX e as relações de pesquisadores dessas escolas com o movimento eugênico; Desenvolver pesquisa sobre o movimento eugênico, as políticas reprodutivas no Brasil dos anos 1920 e 1930 e o desenvolvimento da biotipologia no Brasil entre 1930 e 1945; Desenvolver pesquisa sobre a institucionalização da genética no Brasil, especialmente a partir da atuação de Theodosius Dobzhansky; Desenvolver pesquisa relativa ao debate racial no âmbito da UNESCO, especialmente a partir de Otto Klineberg e Julian Huxley; Investigar a atuação de Renato Kehl após a Segunda Guerra Mundial, levando em consideração sua dedicação a teoria psicológicas, a caracteriologia e à defesa do controle populacional; Desenvolver pesquisa sobre as continuidades de ideias e práticas eugênicas no Brasil do Segundo Pós-Guerra, como as relativas à esterilização; Desenvolver pesquisa relativa às teorias e práticas de controle populacional entre as décadas de 1960 e 1980; Investigar a história da bioética e dos debates bioéticos em torno das práticas de esterilização no Brasil e, mais recentemente, em torno do aborto por Anomalia Fetal, especialmente relacionado à Síndrome Congênita do Zika; Realizar uma investigação acerca da genética médica e da genômica, desenvolvendo um projeto de história oral com pesquisadores e técnicos de dois laboratórios da Fiocruz: o Laboratório de Genética Humana e o Laboratório de Genômica Funcional e Bioinformática; Desenvolver atividades pedagógicas com estudantes do ensino médio e projetos educativos relacionados a noções de genética e ao combate ao racismo; Desenvolver um jogo educativo relativo a noções de genética e combate ao racismo.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 29/10/2021-31/10/2024
Foto de perfil

Roberta Camineiro Baggio

Ciências Sociais Aplicadas

Direito
  • a recepção de normas pré-constitucionais pelas cortes latino-americanas: continuidades e rupturas normativas na formação do constitucionalismo a partir da segunda metade do século xx
  • Muitas das Constituições latino-americanas são o resultado de processos de redemocratização em que a nova ordem constitucional é defrontada com inúmeras legislações pré-constitucionais, algumas produzidas em períodos autoritários e incompatíveis materialmente com a nova ordem. Na medida em que a determinação da força normativa dos textos constitucionais se vincula ao modo como essas incompatibilidades são tratadas pelas Cortes, o estudo desses casos pode revelar as condições institucionais da nova ordem constitucional de deixar para trás os padrões de produção normativos predominantes até então, assim como a disposição ou não das Cortes em manejar o novo texto constitucional com vistas à consolidação do regime de democracia formal instaurado. O problema a ser investigado busca identificar o modo como Cortes Latino-Americanas (em especial, Brasil, Argentina, Chile e Colômbia) têm tratado o tema da recepção de normas, de maneira que se possa mapear as soluções jurídicas encontradas e analisar se contribuem ou não para melhorar as condições de exercício da força normativa dessas Constituições. A hipótese é a de que as Cortes não aplicam de modo uniforme a teoria da recepção das normas e que as posições variam e se contradizem a depender da matéria analisada em cada caso e da conjuntura à qual estão vinculadas, fragilizando as condições institucionais de exercício da força normativa dessas Constituições. As evidências dessa hipótese estão no caso brasileiro, quando o STF secundariza a aplicação da teoria da recepção das normas e se contradiz na materialidade de duas decisões: a do julgamento da ADPF 130, que não recepcionou a Lei de Imprensa e da ADPF 153, que recepcionou a Lei de Anistia. A partir do desenvolvimento de uma pesquisa jurisprudencial nessas quatro Cortes, combinada com as estratégias do método da sociologia histórica, como a comparação integrada, pretende-se analisar as condições de ruptura e continuidade normativa das atuais ordens democráticas na região
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 07/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Roberta Maria Batista de Figueiredo Lima

Ciências Humanas

Geografia
  • territorialização e gestão ambiental do agronegócio e das comunidades no parque estadual do mirador e entorno, maranhão: uma contribuição para a construção de um governo do território responsável pela proteção da natureza
  • O Parque Estadual do Mirador, localizado na região do Alto Itapecuru ao sul do município de Mirador – MA, foi criado nos anos 1980, período marcado pela criação de diversas unidades de conservação em todo o Brasil, com uma extensão de 700 mil ha sobre o território da Travessia do Mirador. O objetivo de sua criação foi “proteger as nascentes dos rios Itapecuru e Alpercatas” (MARANHÃO, 1980) da pressão crescente das atividades monocultoras na região. Na ocasião, estima-se que havia em torno de mil famílias ocupando a área. Dentre as atividades desenvolvidas pelos grupos aí residentes, destaca-se a pecuária, primeiro por ser o motor que os levou a se estabelecerem e territorializarem a Travessia do Mirador e, segundo, por ser o principal meio de manutenção social e material dessas famílias (FERREIRA, 2019, p. 15). A pesquisa tem como objetivo analisar como se estabelece a territorialização e a gestão ambiental do agronegócio, bem como a territorialização e a “gestão ambiental” das comunidades locais nas áreas do Parque Estadual do Mirador e entorno, no estado do Maranhão, buscando identificar como esses agentes sociais contribuem para a conservação da natureza, com especial atenção para o manejo da água. Além do conhecimento sobre os processos socioterritoriais e ambientais analisados, a pesquisa buscará desenvolver junto com as comunidades pesquisadas metodologias e protocolos para o monitoramento ambiental do território e empreender esforços junto às instituições públicas e aos agentes corporativos no sentido da pactuação de uma governança do território. Trata-se de uma pesquisa de caráter interdisciplinar que visa contribuir para o desenvolvimento de uma abordagem sobre a relação sociedade e natureza capaz de alcançar uma compreensão da problemática ambiental atual em sua multidimensionalidade e proporcionar os fundamentos científicos para ações sobre essa realidade.
  • Universidade Federal do Maranhão - MA - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Roberta Olmo Pinheiro

Ciências Biológicas

Imunologia
  • identificação de biomarcadores de infecção subclinica em contatos de pacientes com hanseniase.
  • Os contatos de pacientes com hanseníase são indivíduos que têm uma associação íntima e duradoura com os pacientes e que apresentam um alto risco de desenvolver a doença. Há uma recomendação para a quimioprofilaxia usando dose única de rifampicina (SDR). No entanto, o uso de SDR para todos os contatos pode ser desnecessário uma vez que somente 1-5% efetivamente irão desenvolver a doença e isso pode ter um alto custo para os sistemas de saúde, então a busca por biomarcadores de infecção subclínica pode contribuir para tornar a quimioprofilaxia uma estratégia custo-efetiva. Estudos anteriores demonstraram que alguns fatores associados com o alto risco de desenvolver hanseníase em contatos incluem a forma clínica do caso índice, a positividade na sorologia anti-Glicolipídeo fenólico (PGL-1) e PCR para Mycobacterium leprae, e não ter tomado a vacina BCG. No entanto, nenhum destes têm sido bons parâmetros para a identificação de novos casos. Para compreender os mecanismos que são fundamentais para o adoecimento em indivíduos infectados por M. leprae, o seguimento dos contatos é vital. Esse seguimento longitudinal nos permite identificar os contatos que desenvolverão doença dos que são expostos mas não adoecem. Nosso estudo preliminar demonstrou que a atividade de arginase e os níveis de heme-oxigenase 1 (HO-1) séricos podem ser utilizados para discriminar contatos que efetivamente irão apresentar os sinais clínicos da doença. O objetivo do presente estudo é identificar marcadores de adoecimento em contatos e validar nossos achados preliminares em uma coorte multicêntrica de quatro estados brasileiros (MG, MT, PE e RJ). Para este objetivo, nós iremos coletar amostras de soro de contatos de pacientes multibacilares após a avaliação clínica e eles serão seguidos de modo a identificar o aparecimento de sintomas da doença. Os achados obtidos neste projeto irão contribuir para desenvolver um teste sorológico que possa identificar os alvos para a quimioprofilaxia.
  • Fundação Oswaldo Cruz - RJ - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Roberta Paulert

Outra

Divulgação Científica
  • 12. feira de ciência e tecnologia de palotina (12. fecitec)
  • Muitas feiras de ciências ocorrem nos espaços internos das Universidades e vão ao encontro das estratégias nacionais de educação, pois abrem oportunidades ímpares as crianças e jovens em visualizar as possibilidades de melhorar a formação e condição de vida. A Feira de Ciência e Tecnologia de Palotina (FECITEC) é um projeto de extensão do Setor Palotina da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e acontece com tradição desde 2011. Nas edições anteriores já foram apresentados mais de 723 trabalhos. A Feira busca disseminar a participação ativa dos alunos de escolas/colégios no seu processo de formação dando ênfase ao pequeno e jovem cientista. A 12ª FECITEC é uma feira municipal, presencial, gratuita e será realizada no Setor Palotina da UFPR em outubro de 2022; fazendo parte da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Oferecerá oportunidades a estudantes de diferentes classes sociais, em um processo educativo diferenciado, inclusivo e com protagonismo social. Na 12ª FECITEC será dada prioridade e atenção aos projetos desenvolvidos em escolas públicas e elaborados por meninas, estimulando crianças apáticas, desinteressadas ou tímidas, tornando-as futuros agentes de transformação social. A feira contará com plano de divulgação e terá o apoio de alunos de graduação na condição de monitores para apoio científico aos projetos. Os participantes desenvolverão projetos a partir de ciências, tecnologia, inovação, empreendedorismo ou ciências humanas seguindo as áreas ou associação multidisciplinar entre matemática, biologia, física e química. Os projetos serão pontuados por criteriosos avaliadores docentes da Universidade e serão premiados com certificados, medalhas, troféus, bolsas de IC Jr. e prêmios oferecidos por entidades. Atividades paralelas serão realizadas: show das ciências, bibliônibus e investigação forense. Palotina deseja crescer e precisa de ciência e tecnologia criando soluções para o presente e sustentabilidade para o futuro promissor das novas gerações.
  • Universidade Federal do Paraná - PR - Brasil
  • 09/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Roberta Salazar Uchôa

Ciências Sociais Aplicadas

Serviço Social
  • produção de tecnologias educativas voltadas à promoção de cuidados em saúde mental e à prevenção do consumo problemático de drogas e de violências aplicadas ao trabalho de mulheres urbanas e rurais para atuarem como agentes populares de saúde
  • Cotidianamente, se observa inúmeras expressões de violação de direitos sociais ratificados pela Constituição Federal brasileira, a exemplo das desigualdades de acesso à saúde, saúde mental e segurança pública. As vulnerabilidades sociais têm sido diminuídas pelo incessante trabalho realizado por movimentos de base local, a exemplo dos Agentes Populares de Saúde (APS), que, desde 2020, em Recife, atuam na prevenção da Covid-19, em comunidades urbanas e rurais de baixa renda. Os APS são pessoas dispostas a ajudar e orientar sobre prevenção e cuidados no adoecimento, disseminar medidas de autocuidado e articular redes de solidariedade nas comunidades através da organização popular e da defesa do SUS como um direito de todos. Muitos estudos sobre drogas e violências negligenciam questões de classe, raça e gênero, não só devido ao predomínio de homens pobres e pretos, mas também porque o sofrimento mental e o consumo de drogas entre as mulheres ocorrem mais na esfera privada; e crimes cometidos por elas são menos frequentes, além de serem percebidos como de menor gravidade. Neste sentido, este projeto visa produzir conhecimento sobre de necessidades sociais para geração e aplicação de tecnologias educativas de prevenção e de cuidados em saúde mental, consumo problemático de drogas e violências aplicadas a mulheres, urbanas e rurais, capacitando-as para atuar como APS. Trata-se de estudo quase-experimental com desenvolvimento e avaliação de tecnologias educativas, com abordagem quantitativa e qualitativa, a ser realizado em três etapas (aplicação de questionário, realização de grupos focais e construção, implementação e avaliação de tecnologias educativas), que visa ampliar a atuação das APS em suas comunidades como agentes de mudança e transformação social no campo da saúde mental, drogas e violências.
  • Universidade Federal de Pernambuco - PE - Brasil
  • 04/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Roberta Vieira Gonçalves de Souza

Ciências Sociais Aplicadas

Arquitetura e Urbanismo
  • avaliação de impactos climáticos e plano de ação climática: desenvolvimento de ferramentas para atender a municípios de pequeno porte
  • Atualmente, o país conta com aproximadamente 5282 municípios de até 100 mil habitantes que, segundo a Lei Federal nº 10.257, de 10 de junho de 2001, o Estatuto da Cidade, são obrigados a implementar um Plano Diretor (PD), segundo o critério de população, um dentre outros critérios que o Estatuto da Cidade estabelece. Como a elaboração de um documento deste tipo exige a consolidação de uma base de dados contendo informações demográficas, sociais, econômicas, ambientais e institucionais,, é possível supor que os municípios dispõem de dados que, em algum nível, são capazes de gerar indicadores que reflitam as condições locais. Contudo, a maioria desses municípios caracterizam-se pela baixa arrecadação municipal, baixa capacidade técnica, administrativa e de gestão pública. Desta forma, a maior parte deles não dispõe de recursos técnicos e/ou financeiros que permitam o desenvolvimento e/ou a contratação de serviços especializados, como estudos de vulnerabilidade e risco climático, não dispondo de conhecimento sistematizado e contextualizado das questões relativas às mudanças climáticas globais. Consequentemente, esses municípios não possuem planos de ação climática e não abordam as questões climáticas em seus PD, o que faz com que não estejam adequadamente preparados para lidar com os impactos potenciais, de maneira a constituir respostas mais eficientes às vulnerabilidades e tornar territórios mais resilientes a desastres e outras perturbações decorrentes da alteração do clima. É importante observar que os impactos potenciais referem-se aos diversos efeitos das mudanças climáticas sobre os ecossistemas e as populações, tendo uma melhor capacidade adaptativa aquele município que dispõe das competências e recursos necessários ao efetivo ajuste a essas mudanças, mitigando possíveis danos, tirando vantagens de eventuais oportunidades ou lidando adequadamente com as consequências. A adaptação pode se dar em diferentes escalas, orientadas pela escala municipal, com diretrizes de ação definidas a partir da leitura, tão acurada quanto possível, da situação local, com destaque para os impactos relacionados ao ciclo hidrológico e à forma urbana. Considerando este breve contexto, apresenta-se uma proposta para lidar simultaneamente com a avaliação de impactos climáticos (AIC) e com o desenvolvimento de planos de ação climática (PAC). Para tanto o primeiro objetivo será desenvolver estrutura de avaliação de impactos climáticos para municípios de pequeno e médio porte (até 100 mil habitantes), buscando aproveitar e integrar os dados pré existentes a outras informações, e como segundo objetivo, elaborar um plano de ação climática participativo para o mesmo território, construindo um procedimento a partir da compilação de diversas metodologias existentes para elaboração de PACs. O propósito é adaptar para a realidade de governança e de acesso a dados destes municípios procedimentos para AIC e PAC validados internacionalmente. O foco dessas duas ferramentas será lidar especificamente com as metas relativas aos seguintes Objetivos do Desenvolvimento Sustentável: ODS-2 (Fome Zero e Agricultura Sustentável), ODS-6 (Água Potável e Saneamento), ODS-7 (Energia Limpa e Acessível), ODS-9 (Indústria, inovação e Infraestrutura), ODS-11 (Cidades e Comunidades Sustentáveis), ODS-13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima). O ponto de partida metodológico será a construção de indicadores de avaliação a partir dos dados disponíveis, considerando a base de dados usada para a elaboração dos planos diretores, além de outras bases de dados abertas nacionais e internacionais (IBGE, INPE, Banco Mundial, entre outros), com foco na elaboração de um plano de ação climática. Entende-se que trabalhando a partir de uma base de dados mínima usada para elaboração de planos diretores e de bases consolidadas no âmbito municipal, regional, estadual e federal por governos, agências e organizações diversas, será possível identificar e mensurar impactos climáticos e propor um plano de ação para a adaptação e resiliência do território, ancorado na realidade e factível de monitoramento e avaliação para correção de rumos. Dessa forma, esse processo possibilitará a atualização da base para a necessária revisão do PD, permitindo a atualização/ajustes dos indicadores existentes e o acompanhamento e revisão das metas propostas e a incorporação de outras metas com base no plano de ação climática. Pretende-se aplicar, aprofundar e detalhar métodos a partir de dois estudos de caso de municípios ou agrupamento de cidades inseridas em uma mesma bacia hidrográfica - a ser escolhido posteriormente - o qual permita, a partir dos resultados alcançados, a sua replicação para diversos outros municípios do mesmo porte.
  • Universidade Federal de Minas Gerais - MG - Brasil
  • 21/12/2020-31/12/2023
Foto de perfil

Roberto Antônio Finatto

Ciências Humanas

Geografia
  • desenvolvimento territorial, tecnologias sociais e a construção dos mercados para a agroecologia
  • A agroecologia se constitui como uma importante alternativa para transformar o atual sistema agroalimentar. Diante do seu potencial para a preservação ambiental, a geração de renda e a valorização dos aspectos culturais, as práticas agroecológicas têm sido desenvolvidas pela agricultura camponesa. O Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos (CNPO) aponta um crescimento de mais de 300% no número de produtores entre 2013 e 2019 no Brasil. Entretanto, para o êxito das ações em curso, é fundamental que os produtos orgânicos tenham garantida a sua comercialização, assim pode-se ampliar a produção para além do autoconsumo. O mercado para os produtos orgânicos, em especial daqueles oriundos da agricultura camponesa, é um tema que carece de maior entendimento e produção acadêmica o que, por sua vez, contribuirá para a solução dos problemas práticos enfrentados em muitos canais de comercialização. É neste contexto que este projeto de insere, considerando a construção e a organização dos mercados camponeses como uma tecnologia social diante da sua capacidade de criar estratégias com base em recursos territoriais específicos à lógica camponesa. Portanto, temos como objetivo analisar o mercado dos produtos orgânicos na região Sul do Brasil enquanto elemento estruturante dos Sistemas Territoriais Agroecológicos (SiTAs). Ou seja, parte-se da compreensão de que a produção agroecológica se estrutura – da produção até a comercialização – articulando um conjunto de recursos (i)materiais numa perspectiva territorial, exigindo uma análise que supere a dicotomia campo-cidade. Para isso, serão realizados: a) estudos do tema do mercado de orgânicos, principalmente nas médias e pequenas cidades; b) levantamento de dados sobre a produção agroecológica, em especial o acompanhamento do CNPO; c) estudos de caso e de situações vivenciadas por grupos de agricultores, associações e movimentos sociais que trabalham com a agroecologia, em especial àqueles ligados à Rede Ecovida de Agroecologia.
  • Universidade Federal da Fronteira Sul - SC - Brasil
  • 16/05/2022-31/05/2025