Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vyacheslav Futorny

Ciências Exatas e da Terra

Matemática
  • teoria de representações
  • A teoria de representações é uma área de pesquisa de grande importância na matemática pura e aplicada e na física teórica. Ela iniciou-se no fim do século XIX com a ideia que grupos de simetria podem ser estudados através de suas ações em espaços vetoriais. Essa perspectiva deu origem à noção fundamental de representação. A análise de simetria em termos de representações tem se provado muito fecunda, com profundas aplicações em praticamente todas áreas de matemática e física de partículas. A influência de ideias da teoria quântica de campos na teoria de representações tem levado a uma grande síntese entre diversas áreas: as álgebras de Lie afins de Kac-Moody, os grupos quânticos, a mecânica estatística, formas automorfas, a topologia de nós, e o lançamento do programa geométrico de Langlands. O projeto abrange diferentes aspectos da teoria de representações, cobrindo desde combinatória algébrica em problemas de classificação até questões geométricas oriundas do programa geométrico de Langlands. As pesquisas neste projeto gravitam em torno de um núcleo: as álgebras de Kac-Moody e suas representações e realizações de campos livres, onde os membros do projeto tem grande experiência. O projeto visa desenvolver a teoria de representações destas estruturas e resolver conjecturas e problemas em aberto nesta teoria, em particular produzir contribuições importantes a conjectura geométrica de Langlands, ao problema de classificação de representações de álgebras de Kac-Moody afim e de representações de W-algebras. O projeto procura aprofundar conexões entre a teoria de álgebras de vértices e outros temas na matemática e na física teórica contemporânea. Vários resultados parciais já foram obtidos por membros do projeto e relatados em publicações em revistas internacionais de alto nível. A metodologia do projeto base-se nos avanços modernos em teoria de representações de álgebras de Lie, álgebras de vértice e física matemática.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Wagner Cotroni Valenti

Ciências Agrárias

Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca
  • cultivo de tilápia-do-nilo em sistemas integrados com base nos princípios da economia circular
  • Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODSs)da Agenda 2030 e a Declaração de Xangai, promulgada recentemente com diretrizes para o desenvolvimento da aquicultura na década indicam a necessidade dos sistemas de produção aquícola evoluirem para modelos mais sustentáveis, com reciclagem interna de materiais e redução da pegada de carbono. Dentro desse novo cenário mundial, é essencial para o Brasil desenvolver sistemas que permitam o crescimento da aquicultura com mais resiliência e com um ganho líquido de lucratividade e sustentabilidade em relação aos sistemas atuais. O objetivo deste projeto é desenvolver um sistema inovador e disruptivo para a produção de tilápia-do-nilo, Oreochromis niloticus, sob o princípio da economia circular e de acordo com os ODSs. Esse sistema se baseia no uso de espécies com funções complementares para recuperar os nutrientes perdidos, como nitrogênio, fósforo e carbono, e reciclá-los no interior dos viveiros, elevando a taxa de assimilação das dietas pelas espécies alvo. Este processo irá permitir elevada produção de biomassa com valor comercial, reduzindo a emissão de efluentes eutrofizantes e gases de efeito estufa (GEE). Duas espécies bentônicas serão adicionadas aos viveiros de tilápia-do-nilo: o camarão-da-malásia, Macrobrachium rosenbergii e o curimbatá, Prochilodus lineatus. Apenas as tilápias serão alimentadas com dieta comercial, as outras espécies vão se alimentar de biota natural, sobras de dieta e resíduos produzidos pela tilápia. O camarão-da-malásia apresenta alto valor de mercado, aumentando a receita e se alimenta basicamente da biota do fundo e partículas de matéria orgânica. O curimbatá se alimenta principalmente de matéria orgânica muito fina (> 130 um) e do perifíton que cresce ao redor das partículas do fundo dos viveiros. Com essa combinação de espécies haverá maior assimilação da dieta, diversificação de produtos, gerando maior lucratividade e resiliência para o crescimento sustentável da produção de tilápias.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025