Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vivaldo Moura Neto

Ciências Biológicas

Morfologia
  • controle da proliferação tumoral: edição genômica por crispr das proteínas mdr frente à temozolomida, busca de biomarcadores tumorais por biópsia líquida e controle imunoterapêutico de tumores na presença de agonistas d tlr
  • O sistema CRISPR sabidamente possibilita a edição do genoma e o estudo da função de variados genes em diferentes doenças. Além disso, fármacos podem ser avaliados em linhagens celulares modificadas por CRISPR, permitindo determinar a contribuição de genes nos processos de resistência à tratamentos antitumorais. Neste estudo, a testagem de fármacos capazes de diminuir o “fitness” ou a viabilidade cellular in vitro será realizada conjuntamente à modificação do gene de proteínas MDRs usando o sistema CRISPR. Além disso, avaliaremos por biópsia líquida, possíveis alterações de DNA tumorais no sangue de pacientes acometidos por distintos tumores tais como pâncreas, intestino, fígado, próstata e gliomas, previamente diagnosticados por biópsia de tecido e imagem. Embora as biópsias sólidas sejam o padrão ouro no diagnóstico de neoplasias constituem um procedimento invasivo passive de eventuais equívocos. Em contrapartida, a biópsia líquida veio para superar tais limitações. Efetivamente surgida nos últimos anos, é baseada na análise de DNA circulante proveniente de tumores (ctDNA) que é liberado no sangue podendo fornecer as mesmas informações genéticas que a biópsia de tecido ou até informações extras no caso de tumores metastáticos e heterogêneos. Mais ainda, o sangue permitirá a busca de biomarcadores tais como miRNA e citocinas, expressando a tumorigênese nos pacientes e seu índice de malignidade. Vamos analisar mutações em genes já descritos, através da metodologia de PCR digital seguida, eventualmente, de sequenciamento como contraprova. Como terceira etapa vamos ensaiar o controle imunoterapêutico de tumores na presença de agonistas do receptor TLR. A instituição proponente, e sede executora, será o Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IECPN), com seus neurocirurgiões e pesquisadores, assim como colegas da UFRJ.
  • Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro - RJ - Brasil
  • 29/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vivian Alonso Goulart

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma diagnóstica diferencial para sars-cov-2 e outras síndromes respiratórias baseada em rt-pcr multiplex e sistema capilar de detecção
  • As síndromes respiratórias são onipresentes na história da humanidade, acarretando constantes prejuízos sociais, econômicos, culturais e políticos. A atual pandemia causada pelo SARS-COV-2 evidenciou tanto a extrema necessidade de detecção e controle das cepas virais envolvidas nos surtos infecciosos, quanto a urgência por investimentos nacionais em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação nesta área. Visto que as síndromes respiratórias compartilham diversos sintomas em comum dificultando a investigação clínica, se torna imprescindível a utilização de metodologias diagnósticas que permitam a detecção diferencial de cepas com potencial pandêmico, como SARS-COV-2, frente a outros agentes causadores de síndromes respiratórias. Diante desse problema, o presente projeto pretende desenvolver uma plataforma diagnóstica diferencial padrão ouro baseada na detecção de material genético por biologia molecular, com alta sensibilidade e especificidade. Para isso a técnica RT-PCR multiplex será otimizada para conter diferentes fluoróforos e tamanhos distintos de alvos, cujas sequências estão disponíveis no NCBI/GenBank, permitindo o desenvolvimento de um kit diagnóstico “one-tube” que distinga 22 síndromes gripais (HAdV, HBoV, Cor229, HKU, Cor63, Cor43, nCov-2, EV, HMPVA, HMPVB, Mpneu, HPeV, RV, FLUA, FLUB, H1N1, HPIV(1,2,3 e 4), HRSVA e HRSVB). Os laboratórios envolvidos na proposta possuem toda a infraestrutura, equipamentos e corpo técnico necessários para a realização dos experimentos propostos. Os membros da equipe integram o INCT-TERANANO, permitindo ampla colaboração da UFU com diversos pesquisadores. A metodologia a ser desenvolvida é inovadora e mais eficaz, não estando disponível nos protocolos hospitalares atuais e sua implementação poderá impactar diretamente na vigilância epidemiológica de nosso país. Além dos artigos científicos, dissertações e teses, a execução do presente projeto poderá gerar depósitos de patentes importantes para uma nova estratégia diagnóstica.
  • Universidade Federal de Uberlândia - MG - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Vivian Chagas da Silveira

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • remoção de metais pesados utilizando resíduos agroindustriais como biossorventes
  • Os despejos de resíduos industriais são as principais fontes de metais pesados. Esses elementos quando lançados como resíduos industriais, na água, no solo ou no ar, podem ser absorvidos pelos vegetais e animais das proximidades, provocando graves intoxicações ao longo da cadeia alimentar e, por não possuir nenhuma função dentro dos organismos, sua acumulação pode provocar graves doenças, sobretudo nos mamíferos, como câncer e outras doenças graves. Dentre as várias tecnologias usadas atualmente para a remoção de metais pesados em águas, a adsorção é a mais versátil e a mais utilizada. A adsorção é um dos mais efetivos no tratamento de remoção de metais pesados devido à baixa geração de resíduos, fácil recuperação dos metais pesados e a possibilidade de reutilização do adsorvente. Nos últimos anos o processo de adsorção tem aparecido como uma técnica de grande potencial para o tratamento de efluentes industriais como remoção de agentes contaminantes da água, principalmente devido à utilização de adsorventes naturais obtidos de subprodutos da indústria e da agricultura que são de baixo custo. O crescimento da utilização da técnica gera a necessidade de estudos que objetivam no aperfeiçoamento do adsorvente. Portanto, o objetivo deste trabalho é analisar e avaliar a cinética de remoção do cobre, zinco e níquel utilizando a técnica de biossorção, utilizando vários tipos de resíduos agroindustriais, tais como fibra de coco, casca de mandioca, palha de milho, etc como biossorventes para determinar o tempo adequado para uma remoção eficiente dos metais pesados e consequentemente será feito uma contextualização dessa técnica de adsorção com os conteúdos da Química, tendo como público alvo as alunas do Ensino Médio.
  • Universidade Federal do Espírito Santo - ES - Brasil
  • 16/03/2021-30/09/2022
Foto de perfil

Vívian Vanessa França Henn

Ciências Exatas e da Terra

Química
  • explorando fases quânticas em nanomateriais: desenvolvimento de funcionais da densidade e aplicações via dft
  • O grande desafio de descrever a matéria completamente, ou seja, compreender todas as suas propriedades e características, é o tratamento quântico dos sistemas interagentes de muitos corpos. A tarefa se torna ainda mais difícil ao lidar com sistemas quânticos complexos na presença de heterogeneidades espaciais, como bordas, impurezas localizadas, potenciais confinantes, desordem. No entanto, essas heterogeneidades não são apenas comuns, mas muitas vezes inevitáveis em nanomateriais realistas. Portanto, é crucial estudar modelos teóricos heterogêneos para que as simulações numéricas sejam suscetíveis de aplicação a dispositivos reais. A Teoria do Funcional da Densidade (DFT) é uma ferramenta poderosa para investigar tais nanoestruturas interagentes e espacialmente heterogêneas. No entanto, o sucesso dos cálculos de DFT está intrinsecamente relacionado à qualidade e performance dos funcionais de densidade adotados. Neste projeto, propomos construir, otimizar e aplicar funcionais da densidade em cálculos de DFT para investigar emaranhamento quântico e transições de fase quânticas em nanomateriais heterogêneos. Exploraremos fenômenos críticos em metais, isolantes, supercondutores convencionais e superfluidos exóticos, bem como sua relação com o grau de emaranhamento dos nanomateriais. Estudos envolvendo estados emaranhados são oportunos para o desenvolvimento de tecnologias quânticas. Nosso objetivo é duplo: usar o emaranhamento como uma possível testemunha das transições de fase quânticas e entender a relação das fases com o graus de emaranhamento, visando a aplicação desses materiais em tecnologias quânticas. Iremos também investigar como todos esses fenômenos são afetados pela temperatura e pela dimensionalidade do modelo. Assim, as linhas de pesquisa propostas neste projeto vão desde a pesquisa fundamental, passando pelo desenvolvimento metodológico, até aplicações nas propriedades dos nanomateriais.
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025