Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Vinicius Tavares Kütter

Ciências Exatas e da Terra

Oceanografia
  • paleoceanografia, assinatura geoquímica e assembleias de microfósseis da plataforma carbonática equatorial offshore do neógeno, norte do brasil
  • A plataforma equatorial carbonática brasileira é única caracterizada por algas calcáreas e heterozoários. Para as unidades são conhecidos apenas microfosseis guia de interesse para explorações de petróleo e gás. A descrição de outros grupos fosseis faz-se necessário para pesquisas paleontológicas, paleoceanográficas e paleoecológicas para uma reconstituição mais acurada do período. O projeto pretende suprir o marco de referência das assembleias micro e macrofossilíferas do Neógeno investigando um testemunho da plataforma continental (poço ANP 1-MAS-16) que caracteriza a Bacia Pará-Maranhão. As triagens exploratórias preliminares (poço ANP 1-MAS-16) para validar a proposta permitiram o reconhecimento e constatar a abundância dos foraminíferos bentônicos (Amphistegina, Miogypsina, Nummulites, Lepidociclina, e Sphaerogipsyna), briozoários (Mamilloporidea, Metrarabdotos, cf. Microporidae, Pirabosporella, Nellia, e Candidae), ostrácodos (Bairdiidae), equinoides (cf. Cidaridae), ofiuroides (Gorgonocephalidae), crinoides (Cormatulidos), poríferos (Demospongia e esponjas calcárias indeterminadas), algas calcarias (Corallia e Hamimeda), moluscos (bivalves e gastrópodes), crustáceos decápodes (Alpheidae e indeterminados), cirripedios, vermétidos, e peixes (escamas e dentes de Teleósteos). A utilização de tecnologia e inovação associada a técnicas clássicas de paleoestratigrafia e geoquímica, assim como, o desenvolvimento de protocolos nas análises com nano e microtomografia dos espécimenes fósseis permitirá explorar um novo cenário de oportunidades na sistemática paleontológica, base para os modelos paleoestratigráficos. O colapso do carbonato na plataforma continental equatorial do Brasil em consequência do incremento substancial nos processos de sedimentação é inequívoco, mas seguem eventos paleoclimáticos e paleoceanográficos de caráter multifatorial, ainda pouco conhecidos. A execução do projeto permitirá fortalecimento do grupo multidisciplinar interinstitucinal.
  • Universidade Federal do Pará - PA - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Virgínia Aparecida da Silva Moris

Engenharias

Engenharia de Produção
  • caracterização da gestão de reee do município de sorocaba
  • A logística reversa (LR) dos Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos (REEE) e a recuperação de seus componentes viabiliza o aproveitamento de materiais constituintes que podem entrar na fabricação de novos produtos, reduzindo o consumo de matérias primas virgens promovendo a Economia Circular. Assim, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) possui alinhamento aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). No caso dos REEE, para que possam ser reinseridos no ciclo produtivo são necessários: conscientização dos consumidores, estabelecimento de canais reversos, e processos de tratamento do material coletado como a reciclagem, que constituem temas específicos da presente proposta. De forma complementar, serão analisadas as tecnologias emergentes, utilizadas nessas operações e sua relação com os ODS. Como questão específica: É possível efetuar a caracterização da gestão dos REEE, considerando critérios operacionais, de sustentabilidade e suporte tecnológico visando a reciclagem de seus componentes? O escopo do projeto se estende desde a conscientização para iniciativas de descarte; planejamento da rede reversa considerando aspectos operacionais (definição de pontos de coleta, frequência de viagens, tipos de veículo etc.), e ambientais (potencial de aquecimento global, etc.); adoção de tecnologias emergentes até as análises ambientais do processo de reciclagem por meio da metodologia de avaliação do ciclo de vida (ACV). A estratégia metodológica considera o estudo de caso, aplicado às características da cidade de Sorocaba e que requer o planejamento de sua rede reversa de REEE. No tocante à conscientização são previstas ações nas redes pública e privada de ensino; em relação ao planejamento de rede considera-se o uso de Simulação de Eventos Discretos (SED); análises comparativas qualitativas baseadas em estudos sobre tecnologias na logística reversa; e ainda a ACV para efetuar as análises do processo de reciclagem dos materiais recuperados.
  • Universidade Federal de São Carlos - SP - Brasil
  • 10/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Virginia Bentes Pinto

Ciências Sociais Aplicadas

Ciência da Informação
  • representação da informação, terminologia e documentação sanitária: proposta de construção de um glossário no contexto da pandemia de covid-19 (rintermdogls)
  • O tema principal desta proposta de pesquisa é a criação de um glossário com a terminologia referente a pandemia de COVID-19 e do léxico anotado nos prontuários dos pacientes acometidos por essa enfermidade, visando o acesso e a preservação da documentação sanitária. A pandemia da COVID-19 trouxe outro olhar em relação a necessidade de preservação da documentação sanitária, tanto no que concerne a memória histórica do enfrentamento da enfermidade, da própria história vivenciada pelos sujeitos nesse entorno, da terminologia e do léxico adotado. Acredita-se que a terminologia de especialidade se encontra com o léxico das pessoas que foram acometidas pela COVID-19 e cuja representação real e simbólica está presente nos discursos- verbais ou não-verbais- das pessoas que vivenciaram essa enfermidade, nas circunstâncias das ações de cuidados em que expressam suas dores- físicas ou psicossociais. A efetivação desta pesquisa parte do seguinte problema: como construir um glossário terminológico, em versão eletrônica, da linguagem de especialidade associada ao léxico proveniente da atenção de cuidados dos pacientes acometidos pela pandemia de COVID-19? Tenciona-se unir a Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT) de autoria de Cabré (1996) e a Socioterminologia de Gaudin (1993, 2003). Nos campos da Ciência da Informação e da Biblioteconomia, a terminologia já de há muito se faz presente na representação da informação, para a elaboração de vocabulários controlados, sejam cabeçalhos de assuntos, tesauros, sistemas de classificação e, mais recentemente nas ontologias. Objetivo básico: construir um glossário terminológico, em versão eletrônica, adotando-se a linguagem de especialidade em consonância com o léxico proveniente da atenção de cuidados dos pacientes acometidos pela pandemia de COVID-19. Metodologia mapeamento da terminologia e do léxico enunciado pelos pacientes nas ações de cuidados visando a construção da ficha terminológica e em seguida o glossário.
  • Universidade Federal do Ceará - CE - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Virgínia Damin

Ciências Agrárias

Agronomia
  • estratégias para aumentar a eficácia de herbicidas pré-emergentes em solos de cerrado e reduzir impactos em organismos não alvo
  • Os herbicidas pré-emergentes são aplicados ao solo, porém somente a textura do mesmo vem sendo considerada para fins de recomendação. Em solos de Cerrado, pesquisas recentes (Pacheco, 2017) demonstraram que a biodisponibilidade desses herbicidas e, como consequência, sua eficácia e potencial de impacto ambiental, pode não tem correlação com a textura e que atributos como a CTC e a saturação de bases (V%) são melhores estimadores de sua biodisponibilidade, porém com atributos do solo específicos para cada molécula de herbicidas. Nesse contexto, pretende-se com este projeto: 1- identificar parâmetros do solo úteis para a predição das doses dos herbicidas clomazone, tebuthiuron, sulfentrazone, amicarbazone e isoxaflutole mais adequadas para solos de Cerrado. Então, utilizar essa informação para a criação de estratégias de predição de doses desses herbicidas, associando essa informação ao tipo e distribuição de plantas infestantes, quantificadas in loco e por imageamento remoto. Para comparar o modelo de cálculo de doses proposto as doses previstas em bula, pretende-se avaliar: 1- a fitotoxicidade dessas moléculas à cana-de-açúcar, utilizando a diagnose visual, o imageamento remoto por câmeras multiespectrais e parâmetros fisiológicos medidos pelo IRGA; 2- a produtividade da cultura e parâmetros industriais; 3- o impacto dos herbicidas à microbiota do solo, por quantificação enzimática e das taxas de nitrificação, da abundância de microorganismos nitrificantes (qPCR) e outros. Espera-se, com isso, criar estratégias que possibilitem a redução das quantidades aplicadas desses herbicidas, o que se traduz em menor custo e menor potencial de impacto ambiental. Ainda, esta proposta ajudará a sanar lacunas científicas, resultantes de questões nunca investigadas, como o efeito dos herbicidas tebuthiuron, amicarbazone e isoxaflutole sobre a diversidade de microorganismos nitrificantes, a atividade enzimática e taxa de nitrificação em solos de regiões tropicais.
  • Universidade Federal de Goiás - GO - Brasil
  • 17/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Virginia Picanço e Castro

Ciências Biológicas

Biotecnologia
  • desenvolvimento de uma plataforma nk-car (off-the-shelf) para o tratamento de leucemias e linfomas utilizando vetores virais e não virais.
  • Recentemente, tivemos grandes avanços na terapia com células CAR-T. No entanto, as estas células têm uma série de limitações. A geração de um produto autólogo para cada paciente é logisticamente complicada. A fabricação de células CAR-T leva várias semanas, o que a torna impraticável para pacientes com doença em rápido avanço. Além disso, nem sempre é possível gerar doses clinicamente relevantes de pacientes fortemente pré-tratados (linfopênicos). As NK fornecem uma alternativa às células T para a engenharia CAR. As células NK não causam GVHD e podem oferecer um produto de prateleira para uso clínico imediato. Além disso, como as células NK modificadas retem seus receptores nativos o que pode reduzir o risco de recidiva mediada pela perda do antígeno reconhecido pelo CAR. As NK são candidatas promissoras para o uso em imunoterapias. No entanto, sua expansão, assim como sua modificação gênica ainda é uma tarefa desafiadora. Nossa hipótese é que o uso de vetores virais e não virais contendo de domínios de sinalização intracelulares específicos para NK, proporcionarão a geração de CAR-NK mais seguras e com maior eficácia terapêutica. Os objetivos sao: 1) Estabelecimento de um bioprocesso de produção de células NK-CAR anti-CD19, 2) Testar nossas novas construções CAR com moléculas de sinalização específicas em células NK primárias, visando aumentar a proliferação, ativação, secreção de citocinas e atividade citolítica das mesmas e 3) Transfectar NKs com vetores não virais, que irá proporcionar mais segurança à essa imunoterapia (CAR-NK virus-free). Este projeto foi iniciado em 2019 e já temos todas as construções prontas e testadas em células NK-92. Nossos resultados iniciais são promissores, mas ainda precisam ser validados em NK primárias. Portanto, esse projeto de pesquisa permitirá a implementação de uma terapia CAR alogenica no Brasil. As NK-CAR irão oferecer um produto off the shelf adequado para o uso seguro e eficaz na imunoterapia do câncer.
  • Fundação Hemocentro de Ribeirão Preto - SP - Brasil
  • 16/08/2022-31/08/2025