Projetos de Pesquisa

 

Foto de perfil

Sandra Marcia Muxel

Ciências Biológicas

Parasitologia
  • atividade leishmanicida de novas drogas dirigidas ao glicossomo em modelo experimental in vitro e in vivo
  • A infecção sintomática por Leishmania leva a leishmaniose, um conjunto de manifestações clínicas tegumentares ou visceral. É uma doença negligenciada endêmica em 97 países, com incidência anual aproximada de 1,5 milhões de casos para a doença cutânea e 300 mil para a visceral. No Brasil, é um importante problema de saúde pública, com incidência estimada de 100.000 casos/ano. As espécies de Leishmania causadoras da doença humana alternam seu ciclo de vida entre promastigotas nos hospedeiros invertebrados (flebotomineos fêmeas) e amastigotas nas células de mamíferos. Promastigotas são transmitidas ao mamífero pelo vetor no repasto sanguíneo e se diferenciam em amastigotas no interior de células fagocíticas como os macrófagos. A capacidade da Leishmania de modificar e subverter as funções da célula hospedeira em favor de sua sobrevivência é um desafio às intervenções terapêuticas. De fato, as opções terapêuticas disponíveis são insatisfatórias pela toxicidade dos tratamentos, por sua eficiência variável e pelo aparecimento de recidivas. Os glicossomos são organelas de protozoários da família Trypanosomatidae que abrigam a maior parte das enzimas da via glicolítica, e de outras vias metabólicas, que são produzidas no citoplasma e transportadas ao glicossomo com auxílio de proteínas PEX. A ligação de PEX5-PEX14 é essencial para o transporte, formando um poro transitório de importação. Trabalhos recentes criaram um modelo de farmacóforo 3D que mimetiza a ligação de PEX5 ao PEX14. Os compostos elaborados a partir desse modelo bloquearam a interação PEX14-PEX5 e foram tóxicos para Trypanosoma brucei e T. cruzi, com baixa toxicidade para células de mamíferos. Considerando a alta toxicidade e baixa eficiência dos tratamentos para leishmaniose, pretendemos avaliar o efeito dos compostos na viabilidade de Leishmania. Para isso, avaliaremos seu efeito em promastigotas e em infecções in vitro e in vivo. Esperamos contribuir com opções para um melhor tratamento da leishmaniose.
  • Universidade de São Paulo - SP - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sandra Naomi Morioka

Engenharias

Engenharia de Produção
  • trabalhadores como stakeholder central de modelos de negócio: potencializando sinergias entre sustentabilidade e ergonomia na teoria e na prática
  • Um caminho para aumentar a contribuição da ergonomia nas organizações é agir no nível organizacional. Em específico, a sua conexão com a sustentabilidade recebeu prioridade pela Associação Internacional da Ergonomia (IEA), que criou em 2009 um comitê técnico especifico impulsionando pesquisas que viabilizem a sinergia entre ergonomia e sustentabilidade (E-S). Considerando que o desempenho sistêmico (ambiental, social e econômico) das organizações depende dos stakeholders, sendo o trabalhador um stakeholder central, a literatura indica que a ergonomia pode contribuir para aprimorar modelos de negócio para sustentabilidade (MNS). Assim, a pergunta de pesquisa da proposta é: Como a ergonomia pode promover a centralidade dos trabalhadores visando o desempenho sistêmico (ambiental, social e econômico) em MNS, incluindo o bem-estar dos trabalhadores? A literatura de MNS propõe ferramentas para intervenção nas organizações de apoio a decisões para sustentabilidade, podendo ser uma figura visual para sessões de brainstorming estruturado, um modelo sequencial composto por etapas, um questionário dedicado a stakeholders, um processo de priorização de recursos etc. Porém, essa literatura não traz nenhuma ferramenta que evidencia o papel central dos trabalhadores nas decisões para sustentabilidade. Assim, o estudo irá desenvolver uma ferramenta baseada na sinergia E-S, aplicável em organizações para melhoria do desempenho. O método é constituído de 3 etapas: (1) revisão sistemática da literatura, para convergir a fundamentação teórica da literatura que conecta E-S; (2) revisão integrativa da literatura com base nos resultados da etapa 1 e nas ferramentas disponíveis de MNS com foco em stakeholders, debatendo essa análise com especialistas, para proposta inicial da ferramenta; e (3) pesquisa-ação em pelo menos seis organizações, usando os ciclos iterativos entre análise da literatura e intervenção prática para refinamento da ferramenta.
  • Universidade Federal da Paraíba - PB - Brasil
  • 01/04/2022-30/04/2025
Foto de perfil

Sandra Portella Montardo

Ciências Sociais Aplicadas

Comunicação
  • plataformização da produção cultural no brasil
  • A plataformização da produção cultural compreende os modos pelos quais extensões econômicas, infraestruturais e de governança de plataformas digitais penetram as indústrias culturais (notícias, jogos, mídias sociais e entretenimento), assim como as formas de organização de práticas de trabalho, criatividade e cidadania que se organizam em torno dessas plataformas[1]. Processos de dataficação, modelos de negócio e dinâmicas de mercados multilaterais, bem como questões referentes à governança, são impostos pelas plataformas (YouTube, Instagram, Twitch, TikTok, Spotify, etc.) em que esses conteúdos (fotos, vídeos, jogos, música, etc.) são gerados e distribuídos. Com isso, observa-se a reconfiguração de processos de concepção desses produtos devido, em parte, à profunda dependência de seus produtores em relação às plataformas nas quais esses produtos são disponibilizados (Poell, Nieborg, 2018). No entanto, o consumo e a propagação desses conteúdos são práticas implicadas nessas dinâmicas e que as complexificam. Nessa direção, a produção científica existente sobre o tema sinaliza apropriações culturais diversas em processos de plataformização desse tipo. Frente a isso, pergunta-se: quais são as especificidades da plataformização da produção cultural no Brasil? Este projeto tem por objetivo identificar a plataformização da produção cultural no Brasil a partir de três núcleos temáticos: produção de conteúdo (influenciadores digitais), produção em/para plataformas de entretenimento e produção de desinformação em plataformas digitais. Transversalmente a esses núcleos temáticos, serão investigados três eixos: dinâmicas de consumo, violência de gênero e memória e temporalidades em plataformas digitais. Pesquisa bibliográfica e documental combinadas com um conjunto de instrumentos de pesquisa mobilizado a partir de inspiração etnográfica e de métodos digitais compõem os procedimentos metodológicos básicos da proposta, que se situa no âmbito dos estudos comparados.
  • Universidade Feevale - RS - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sandra Regiane Rodrigues Pereira

Ciências Humanas

Educação
  • feira municipal de ciência e tecnologia de chapadão do sul
  • O desenvolvimento da sociedade está atrelado ao conhecimento científico e tecnológico que um povo possui e ao acesso a este conhecimento. Bem como, pesquisas apresentam as melhorias proporcionadas na qualidade de vida dos cidadãos. O acesso a este conhecimento científico acontece, por excelência na instituição escolar. Crianças e jovens tem o benefício da curiosidade natural e de pensar em soluções criativas para diferentes problemas. Assim, a proposta que aqui apresentamos é da aproximação do conhecimento científico aos alunos da educação básica das escolas de Chapadão do Sul (instituições públicas e privadas) e a popularização da ciência, com o intuito de proporcionar aprendizado por meio de projetos interdisciplinares e estimulando o protagonismo estudantil. Em um contato prévio com a UFMS, a proposta da Feira Municipal como afiliada à FETEC/MS foi cogitada para posterior divulgação. Os trâmites legais efetivados, iniciou-se o processo de conversação com a comunidade escolar – divulgação e incentivo à participação das instituições escolares. Assim, o próximo passo foi o edital de lançamento da primeira edição da Feira Municipal de Ciência e Tecnologia de Chapadão do Sul, município do interio do Mato Grosso do Sul, onde possui um Campus da UFMS. Na sequência foi organizado formação/capacitação de professores da Educação Básica visando a elaboração de projetos de pesquisas. Bem como a equipe organizadora do evento, captou recursos por meio de doações para que a Feira Municipal aconteça em meados de outubro de 2021, como parte das comemorações do aniversário do município. Estabeleceu-se parcerias com empresas locais - além da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal de Educação e Cultura e Secretaria Estadual de Educação – para aquisição de materiais de consumo, confecção de copos e camisetas, artigos de higienização, entre outros insumos necessários para a realização do evento.
  • Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul - MS - Brasil
  • 11/12/2021-31/12/2023
Foto de perfil

Sandra Regina Ferreira de Oliveira

Ciências Humanas

Educação
  • escolas não-tradicionais: aprofundando o mapeamento e pesquisa teórica da inovação pedagógica
  • O projeto dá continuidade a um ciclo de pesquisas, iniciado no ano de 2010, a respeito das escolas “não-convencionais”, ou seja, aquelas que inovam e se alteram nas suas relações com a comunidade, nas relações entre educador/educando, nos seus métodos pedagógicos e na definição do que é aprender e como se aprende. Trata-se de uma pesquisa que produz informações e procura compreender como e porque algumas escolas rompem com o “paradigma hegemônico da educação” e quais as consequências de tal mudança para a sociedade e para a economia. Sustentando-se em estudos de autores como Boaventura de Sousa Santos, José Pacheco, Edgar Morin, Helena Singer, Paulo Freire, José Gimeno Sacristán e Bernard Charlot. Em nossa pesquisa prévia, diagnosticamos (no Brasil e na América Latina) centenas de escolas com características inovadoras e, seguindo os critérios de “sustentabilidade” e de força do seu caráter “inovador”, definimos 37 escolas no Brasil com marcantes características de pedagogias não-convencionais. O prosseguimento de nossa pesquisa propõe a confecção de um mapa das escolas não-convencionais mais marcantes e a realização de entrevistas com os gestores destas escolas. Selecionaremos 10 escolas onde realizaremos extenso trabalho de campo, por meio da observação e registro audiovisual, sob a epistemologia da “etnografia da educação”. Das 10 escolas que visitaremos, serão 7 escolas brasileiras e 3 argentinas. As entrevistas, registros e observações de campo subsidiarão a confecção de dados qualitativos para análises importantes a fim de nutrir políticas públicas para as escolas e capacitação de professores e educadores, bem como subsidiar pesquisadores e professores em seus trabalhos relacionados à educação escolar. Desse modo, a proposta metodológica é complementada pela divulgação dos resultados por meio da produção de um livro, artigos em revistas científicas, comunicações científicas, um filme documentário longa-metragem e seminário público.
  • Universidade Estadual de Londrina - PR - Brasil
  • 08/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sandra Regina Salvador Ferreira

Ciências Agrárias

Ciência e Tecnologia de Alimentos
  • biorefood: estratégias de biorrefinaria para recuperação de componentes bioativos a partir de resíduos agroindustriais de frutas com relevância econômica e/ou social para o brasil.
  • Embora o conceito de biorrefinaria no Brasil esteja essencialmente associado à produção de biocombustíveis, novos conceitos representam uso sequencial de diferentes processos para a conversão de biomassa (resíduos agroindustriais, plantas, etc.) em energia e subprodutos (compostos químicos) de alto valor agregado. Este foco se justifica pelos grandes volumes de biomassa residual gerados pela agroindústria Brasileira (20% do PIB nacional), sugerindo o aproveitamento desses subprodutos pouco explorados cientificamente e industrialmente, para a recuperação de compostos bioativos. Dentre os diversos segmentos da agroindústria brasileira, frutas como banana e tamarindo apresentam destaque pelo apelo econômico e social gerado. O substancial aumento desses resíduos é um desafio a ser enfrentado para atingir os 17 “Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável” (ODS) propostos pela ONU. No entanto, no Brasil, investimentos em tecnologias capazes de agregar valor à enorme quantidade desses resíduos são escassos, apesar de seu alto valor agregado. Assim, do ponto de vista tecnológico, a valorização de resíduos de frutas mediante a integração de processos emergentes, como as tecnologias a alta pressão, para uso integral dessas biomassas representa uma importante inovação. Esses métodos aliam baixo impacto ambiental e uso de solventes seguros, como extração com fluido supercrítico, líquido pressurizado, água subcrítica, e líquido expandido por gás, além da integração dessas técnicas para a obtenção de diferentes frações de extratos recuperados a partir dos subprodutos de frutas. Estes extratos serão avaliados em termos de propriedades bioativas e tecnológicas e aplicados na produção de embalagens bioativas para alimentos. Assim, este projeto busca combinar processos ambientalmente seguros para valorizar resíduos de frutas, visando seu aproveitamento integral e sustentável, como alternativas para minimizar o impacto ambiental causado pelo acúmulo desses resíduos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 04/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sandra Rolim Ensslin

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • gestão do desempenho organizacional do setor portuário: características e demandas emergentes que levem à gestão do desempenho sustentável
  • A prática da Avaliação de Desempenho (AD) orienta os atores organizacionais para o alcance dos objetivos e a manutenção ou o aprimoramento da performance, por meio interativo das atividades de mensuração e de gestão de desempenho organizacional. Recentemente, a literatura tem relatado consequências das características dos setores das organizações que geram demandas no processo de Gestão do Desempenho Organizacional. Constatou-se, na literatura, ausência do ‘olhar’ das características do setor portuário e do alinhamento das ferramentas e Sistemas de Avaliação de Desempenho (SADs) usados na gestão portuária. Justifica-se a preocupação com esse setor devido a mais de 85% do tráfego de cargas, realizado mundialmente, passarem pelo meio marítimo, o que leva a um aumento da poluição e dos impactos ambientais em áreas portuárias, causando danos à saúde humana e ao meio ambiente. Assim, este Projeto tem por objetivo investigar as demandas no processo de Gestão do Desempenho Organizacional do Setor Portuário advindas das características próprias do setor, das emergentes e singulares da organização, a fim de entendê-las e propor insights para auxiliar a atividade de gestão. Para tal serão feitas revisões de literatura com base no instrumento Knowledge Development Process-Constructivist (ProKnow-C) e construções de SADs nas organizações portuárias selecionadas norteados pela metodologia Multicritério de Apoio à Decisão-Construtivista (MCDA-C).O processo de desenvolvimento dos modelos/SADs para gestão será feito em constante interação com os coordenadores/gerentes portuários, por meio de entrevistas e posteriormente legitimado pelos mesmos.
  • Universidade Federal de Santa Catarina - SC - Brasil
  • 21/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sandro Benedito Sguarezi

Ciências Sociais Aplicadas

Administração
  • tecnologia social e competitividade em organizações autogestionárias de catadores de materiais recicláveis na cadeia produtiva da reciclagem no estado de mato grosso
  • O problema da geração de resíduos sólidos é grave na sociedade contemporânea. Porém, as organizações de Catadores de materiais recicláveis vêm dando respostas bastante sustentáveis, pois geram trabalho e renda, estimulam a economia local, promovem a conservação ambiental, a saúde pública e empoderam politicamente. O objetivo geral é analisar de forma autogestionária os limites e as possibilidades da melhoria do arranjo produtivo associativo de Catadores de materiais recicláveis do Estado de Mato Grosso e da consolidação e competitividade dos Empreendimentos Econômicos Solidários (EES) propensos a associar-se na Rede Autogestionária de Cooperativas e Associações de Catadores de Resíduos Sólidos do Estado de Mato Grosso (Rede CATAMATO). O problema de pesquisa indaga: quais os desafios da Autogestão no processo de consolidação de cooperativas de segundo grau (redes)? Esse tema apresenta muitas lacunas teóricas, é pouco estudado na área de Administração, e os resultados dessa investigação podem desvelar o problema. A hipótese que se apresenta é: a autogestão é fundamental na consolidação de (redes) cooperativas de segundo grau. Falta uma cultura de participação efetiva das pessoas no processo de tomada de decisão na sociedade e nas organizações. As pessoas são educadas para competir, não para cooperar, daí a necessidade problematizar essa questão, a autogestão, pressuposto da radicalização da democracia leva ao protagonismo cidadão e ao empoderamento desses trabalhadores. A pesquisa propõe uma abordagem interdisciplinar, pela pesquisa-ação, pela incubação de Tecnologia Social numa relação dialógico-crítica alinhadas a Educação Popular utilizando-se de metodologias consolidadas pelos pesquisadores envolvidos. Espera-se produzir inovação tecnológica emancipatória dos sujeitos da pesquisa que possibilite a retroalimentação das políticas públicas e o avanço na direção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).
  • Universidade do Estado de Mato Grosso - MT - Brasil
  • 16/03/2022-31/03/2025
Foto de perfil

Sandro Campos Amico

Engenharias

Engenharia de Materiais e Metalúrgica
  • nanocompósitos de epóxi e partículas carbonáceas com propriedades superiores
  • Esta proposta tem como ideia central investigar os efeitos do uso de nanomateriais à base de carbono, tais como grafeno (GF), grafeno oxidado (GO) e pontos quânticos de carbono (CQDs), como aditivos modificadores da interface polímero/carga em compósitos para aplicações avançadas. Um dos grandes desafios no preparo de compósitos epóxi/fibra de carbono (CF) consiste em garantir a dispersão e distribuição homogêneas da carga na matriz, de modo que a microestrutura e o comportamento reológico e de cura resultantes favoreçam a obtenção de propriedades finais adequadas. Os métodos mais utilizados na compatibilização carga-matriz baseiam-se na funcionalização covalente da carga e no uso de dispersantes específicos, estratégias capazes de interferir nas propriedades finais dos sistemas dependendo do teor de carga incorporado. É necessário, portanto, formas alternativas de preparo destes compósitos. Uma das possibilidades é o uso dos nanomateriais carbonáceos como aditivos modificadores da interface carga-matriz. A incorporação de CQDs em sistemas epóxi/CF já se mostrou eficiente no aumento da interação fibra-resina. Entretanto, não há inda na literatura informação suficiente a respeito da influência destes aditivos na microestrutura, reologia e na cinética de cura dos compósitos resultantes. Como metodologia, este estudo avaliará solubilidade, dispersão, características reológicas e de cura do sistema com as diferentes nanocargas, além de caracterizações experimentais e de modelamento multi-escala das propriedades tribológicas (atrito, desgaste, microdureza), elétricas e mecânicas (fluência, fadiga) dos nanocompósitos. A partir dessa investigação, potenciais aplicações destes sistemas como revestimento e em situações que requerem elevado desempenho (mecânico, entre outros) poderão ser viabilizadas.
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul - RS - Brasil
  • 03/02/2022-28/02/2025
Foto de perfil

Sandro de Castro Pitano

Ciências Humanas

Educação
  • educação para a cidadania global e justiça socioambiental: análise comparativa de experiências na américa latina
  • O projeto integra-se aos esforços de organizações governamentais e da sociedade civil para atender o objetivo que nos documentos da Unesco é definido como desenvolvimento sustentável. Volta-se para uma temática urgente da educação na atualidade brasileira e internacional: a necessidade de enfocar, de maneira conjugada, a cidadania em uma visão ampliada e a sustentabilidade ambiental integrada com a justiça social. Busca-se promover um repensar da educação, não apenas incluindo mais uma disciplina sobre cidadania ou educação ambiental nos currículos ou a realização de eventuais atividades extracurriculares. A escola certamente será parte fundamental na educação que deverá ser desenvolvida, mas ela deverá ser parte integral de todos os processos sociais nos quais se materializa. A centralidade da pesquisa consiste em identificar e analisar experiências sobre cidadania global e justiça socioambiental em desenvolvimento junto às instituições CEAAL e CLACSO, compreendendo seus princípios e repercussões, visando potencializar experiências educativas voltadas para a cidadania global e a justiça socioambiental na América Latina, articulando-as com experiências de outros continentes. Indaga sobre quais saberes e práticas proporcionam condições para o desenvolvimento de uma internacionalização solidária, com ênfase na interconectividade entre justiça social e sustentabilidade ambiental. A metodologia se fundamenta em três eixos articulados: a) as metodologias participativas e a sistematização de experiências; b) os estudos comparados; c) a metanálise a partir de diversas pesquisas disponibilizadas nos sites do CEAAL e do CLACSO. Os três eixos serão desenvolvidos por meio de uma abordagem transdisciplinar, pois seu objeto extrapola o escopo das particularidades disciplinares. A pesquisa poderá proporcionar um laboratório de experimentação de outras concepções e formas de educação, difundindo experiências relevantes para a construção de uma cidadania intercultural e crítica.
  • Universidade de Caxias do Sul - RS - Brasil
  • 14/02/2022-28/02/2025